Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

Novo mínimo terá impacto de cerca de R$ 1 bilhão aos cofres públicos

93 1

A revisão da proposta de reajuste do salário mínimo para R$ 622,73 em 2012 terá impacto adicional entre R$ 1 bilhão e R$ 1,1 bilhão nos cofres da União. A estimativa foi realizada com base em parâmetros divulgados pelo Ministério do Planejamento ao enviar o projeto do Orçamento de 2012 ao Congresso Nacional.

A proposta original de R$ 619,21 para o salário mínimo resultaria em aumento de R$ 21,5 bilhões a R$ 24,5 bilhões nos gastos públicos. Com o novo mínimo, esses valores ficarão entre R$ 22,5 bilhões e R$ 25,6 bilhões.

De acordo com o próprio Ministério do Planejamento, cada R$ 1 de reajuste sobre o salário mínimo aumentará as despesas públicas em R$ 289,6 milhões no próximo ano. O aumento de 1 ponto percentual terá impacto de R$ 1,796 bilhão sobre o Orçamento de 2012. Com o reajuste de R$ 545 para R$ 622,73, o mínimo subirá R$ 77,73 ou 14,26%, o que permite a estimativa do impacto do novo salário.

O reajuste do mínimo pressiona as despesas públicas porque boa parte dos benefícios previdenciários e sociais é atrelada ao mínimo. Além de grande parte das aposentadorias e pensões, o seguro desemprego, o abono salarial e os benefícios da Lei Orgânica de Assistência Social equivalem a um salário mínimo.

(Agência Brasil)

Governo reduz estimativa de crescimento

Diante do agravamento da crise mundial e da retração da economia no terceiro trimestre, o governo admite reduzir para baixo a estimativa de crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) desse ano para abaixo de 3,8%, disse nesta segunda-feira (21) o secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa.

Na sexta-feira (18), um relatório do Ministério do Planejamento e do Tesouro Nacional, da quinta avaliação de receitas e despesas do governo brasileiro, mostrou redução na previsão para o crescimento da economia neste ano, de 4,5% para 3,8%. No documento, a estimativa de inflação subiu de 5,8% para 6,4%.

“Estamos aguardando a divulgação do PIB oficial do terceiro trimestre do IBGE (marcada para o dia 6 de dezembro). O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) já fez uma revisão das contas de 2009 que com certeza terá implicação para as contas de 2010 e 2011. Aí a gente revisa. Podemos revisar, mas não está certo ainda”, disse Barbosa.

Em meados de outubro, o secretário havia dito que o Ministério da Fazenda iria reduzir a projeção de crescimento do PIB deste ano para algo entre 3,5% e 4%, ante os 4,5% calculados antes. O IBGE também atualizará a série do PIB de 2010 e 2011 com base na revisão feita na semana passada para o resultado final de 2009. Em vez de uma queda de 0,6%, a economia nacional no ano da crise do internacional, encolheu apenas 0,3%.

Barbosa disse ainda que essas revisões devem elevar a taxa de investimento de 16,9% para 18,1% do PIB. Ele estima que os dados atualizados podem elevar a taxa de investimento para 19,7% em 2010 e para 20,1% em 2011.

Ele explicou que esse cenário leva em conta o cenário base de crescimento dos Estados Unidos de 1,5% em 2012 e uma recessão na zona do euro de 0,5%.

“Não acreditamos que a crise fiscal na Europa se transforme numa crise bancária. Toda vez que houve essa ameaça, o BC entrou dando sustentação”, finalizou.

(Reuters)

Sem Dilma, PMDB homenageará Lula em propaganda na TV

Sem a participação direta da presidente Dilma Rousseff, o PMDB decidiu homenagear o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda partidária que será exibida na quinta-feira (24), em rede nacional de televisão. Filiado ao partido, o ator Milton Gonçalves vai desejar pronto restabelecimento ao ex-presidente que passa por tratamento contra um câncer na laringe.

Também deve ser exibida a fala de Lula no último programa do partido, exibido em junho. “É muito importante reconhecer e homenagear o presidente Lula que passa por um momento difícil. Vamos mostrar nossa torcida para que ele se recupere logo”, disse o presidente do PMDB, senador Valdir Raupp (RO).

Dilma foi convidada a gravar a propaganda, mas teve que recusar depois de avaliações jurídicas apontaram que a participação especial poderia provocar contestações jurídicas, uma vez que ela é filiada ao PT.

Para não excluir totalmente a presidente, o programa deve exibir uma fala antiga dela em um evento do PMDB.

Além da homenagem a Lula, o programa conta com depoimento do vice-presidente Michel Temer, do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), da governadora Roseana Sarney (Maranhão), além de líderes da Câmara e do Senado e de representante da Fundação Ulysses Guimarães.

(Folha)

Doações para campanhas pela divisão do Pará somam R$ 1,3 milhão

104 1

As campanhas a favor da criação dos estados de Carajás e do Tapajós arrecadaram, até agora, mais de cinco vezes o valor obtido pelos movimentos contrários à divisão do Pará. De acordo com prestação de contas parcial divulgada no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as campanhas separatistas arrecadaram juntas R$ 1,3 milhão, enquanto as ações em defesa da manutenção do território paraense receberam R$ 242 mil.

A criação de Carajás é a que mais movimentou doações em ambas as campanhas. A frente favorável à separação da região arrecadou R$ 946,4 mil e a contrária registrou R$ 202,8 mil. Já a separação do Tapajós resultou em R$ 376,3 mil de arrecadação, contra R$ 39,2 mil da campanha oposta.

Os eleitores do Pará votarão no plebiscito sobre a divisão do estado no dia 11 de dezembro. Eles responderão a duas perguntas: a primeira, se eles são a favor ou contra a criação do estado do Tapajós. Em seguida, responderá se é a favor ou não da criação do estado de Carajás. A ordem das perguntas foi definida em sorteio pelo TSE.

Essa foi a segunda prestação de contas da campanha – a primeira ocorreu em meados de outubro. Na última prestação de contas, que deverá ocorrer em 10 de janeiro, serão divulgados os nomes dos doadores e os gastos das campanhas.

(Agência Brasil)

Após Ibama, ANP pode multar Chevron em até R$ 100 milhões

A ANP (Agência Nacional de Petróleo) aplicou duas autuações à Chevron pelo episódio de vazamento de óleo do campo de Frade, na Bacia de Campos.

De acordo com a diretora da agência Magda Chambriard, as autuações se devem às “informações truncadas” enviadas pela petroleira ao governo e à ausência de equipamento necessário para o abandono definitivo do poço onde há o vazamento. O valor de cada um dos processos pode chegar a R$ 50 milhões, o máximo permitido pela legislação atual. A petroleira norte-americana pode recorrer sobre esse valor.

“Estamos sabendo que somente hoje pela manhã estaria chegando aqui esse equipamento do exterior e nós, de certa maneira, trabalhamos com uma informação equivocada, uma informação falsa [de que eles teriam esse equipamento], afirmou o diretor-geral da ANP, Haroldo Lima. A ANP afirma ainda que a petroleira cortou trechos das imagens do vazamento.

“Nós tivemos que embarcar, ir à bordo para a plataforma pra buscar as imagens”, afirmou a diretora da ANP Magda Chambriard. Segundo ela, a atitude da empresa com o governo brasileiro foi um “tratamento completamente inaceitável”.

(Folha)

Governo anuncia novo salário mínimo de R$ 622,73

O governo anunciou nesta segunda-feira (21) ao Congresso Nacional a elevação do valor do salário mínimo para R$ 622,73 a partir de 1º de janeiro de 2012. A previsão era R$ 619,21, com a revisão aumentou R$ 3,52. O reajuste consta da atualização dos parâmetros econômicos utilizados na proposta orçamentária de 2012. O anúncio foi enviado em ofício do Ministério do Planejamento.

O projeto orçamentário encaminhado ao Congresso, em agosto passado, foi feito com previsão do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) de 5,7%. Com a atualização que elevou a inflação para 6,3%, também haverá a elevação do reajuste do salário mínimo, que era 13,62% para 14,26% em relação ao atual valor que é R$ 545,00.

A política de recuperação do salário mínimo prevê reajuste com base na inflação de 2011 mais a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2010, que foi de 7,5%. Com a projeção de aumento do INPC haverá também aumento nos benefícios assistenciais e previdenciários para os que recebem acima de um salário mínimo. A previsão de reajuste para esses casos subiu de 5,7% para 6,3%.

(Agência Brasil)

Bando armado faz arrastão na Via Expressa no início desta noite

79 4

Pelo menos quatro homens são acusados de praticar uma sequência de assaltos no início da noite desta segunda-feira (21), na Via Expressa, em Fortaleza. De acordo com o relato de duas vítimas à Polícia, motoristas de pelo menos três veículos que estavam parados em um semáforo no sentido Fortaleza-Sertão foram abordados pelos criminosos.

Testemunhas relataram ao O POVO que, na tentativa de fugir dos assaltantes, motociclistas trafegavam na contramão, enquanto motoristas abandonavam seus veículos e corriam em direção à Assembleia Legislativa do Ceará, em busca de socorro e abrigo.

Segundo informações da major Maria Helena, do Comando de Monitoramento da Capital, viaturas do Batalhão de Choque e do grupo das Rondas de Ações Intensivas e Ostensivas (Raio) foram deslocados ao local da ocorrência na tentativa de capturar os criminosos. Até agora ninguém foi preso.

O bando fugiu levando celulares, dinheiro e joias das vítimas. Durante a ação, os acusados teriam efetuado vários disparos para o alto, na tentativa de intimidar os motoristas. Não houve feridos.

(O POVO Online)

Estudante é atingida por tiro acidental disparado dentro de sala de aula em Fortaleza

106 3

“Uma estudante de 14 anos foi atingida por um tiro disparado acidentalmente por um colega de escola, no bairro João Paulo II, em Fortaleza. A ação aconteceu na manhã desta segunda-feira, 21, dentro de uma sala de aula da escola estadual Aloísio Barros Leal.

Segundo a titular da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), Iolanda Fonseca de Paula, o estudante J.H.G.S, de 16 anos, levou à escola um revólver calibre 22 com a intenção de “intimidar” um colega de sala com quem havia discutido. Ao manusear a arma, o revólver acabou disparando acidentalmente e atingiu uma outra colega de sala.

Inicialmente, alunos e professores achavam que o estrondo ouvido pelos estudantes havia sido provocado por uma bombinha. Depois de inspecionarem a mochila do aluno acusado de efetuar o disparo, foi encontrado o revólver com o garoto. “Ele disse que a arma disparou quando ele tentava esconder na roupa. A cápsula bateu no chão, se resvalou, e um estilhaço atingiu a orelha da colega”, descreveu a delegada, em conversa com O POVO Online.

A adolescente atingida foi socorrida e encaminhada ao hospital Frotinha de Messejana, onde passou por procedimento cirúrgico e já recebeu alta médica. Já o garoto acusado de efetuar o disparo foi encaminhado à DCA e deverá ser levado a uma Unidade de Recepção, onde vai responder por posse de arma e lesão corporal.

Ainda segundo a titular da delegacia, coordenadores da escola relataram que J.H.G.S é considerado um bom aluno, e que nunca havia ido armado à escola. “Em depoimento, ele contou que a arma era de um colega que morreu e deixou o revólver para ele”, disse a delegada Iolanda.”

(O POVO Online)

Serra rebate Ciro Gomes

175 3

 

Eis José Serra comentando, em seu blog, a declaração do ex-ministro Ciro Gomes ao Portal Uol, principalmente no item onde seu nome é citado. Confira:

Em entrevista dada à TV UOL na semana passada, Ciro Gomes, depois de manifestar seu preconceito contra São Paulo e contra o Rio de Janeiro, afirmou, de modo meio desconexo, como é de seu feitio, o seguinte:

“O Serra, por exemplo, na Constituinte, cercou a Zona Franca de Manaus de restrições até ficar o sinal de que queria acabar. Desmontou o sistema de incentivos fiscais que compensariam o Nordeste das assimetrias competitivas. Briga com o Centro-Oeste e tal. Hoje, eu estou falando hoje… Porque o cara quer ser presidente da República e governava São Paulo e fazia dessas. Então essa é a questão prática.”

Esses fatos que ele menciona jamais aconteceram. Qualquer interessado pode pesquisar os anais da Constituinte ou a imprensa da época. Não encontrará nada do que ele diz a meu respeito. Não apresentei uma só emenda, não votei em uma só proposta, não proferi um só discurso com aquele conteúdo. E olhem que eu tinha certo peso na Constituinte, já que fui o relator dos capítulos sobre “Orçamento, Tributação e Finanças” e o parlamentar que obteve o maior índice de emendas aprovadas à nova Carta.

A Zona Franca de Manaus na Constituinte só ganhou sinal de maior fôlego, com um dispositivo que garantiu sua existência por mais 25 anos, posteriormente prorrogados. Isso decorreu de iniciativa liderada pelo relator geral da Constituinte, Bernardo Cabral.  Ou seja, aconteceu exatamente ao contrário do que Ciro disse,  ignorando a história e até mesmo a  Constituição – bastaria que ele tivesse lido o artigo 40 das Disposições Constitucionais Transitórias.

Sobre o Nordeste, a verdade também está no avesso do que afirmou Ciro Gomes. O sistema de incentivos fiscais que beneficiava o Nordeste e outras regiões menos desenvolvidas permaneceu intocado. Na condição de relator, incluí na Constituição os dispositivos que criaram um grande fundo de desenvolvimento para o Norte, o Nordeste e o Centro Oeste, formado por 3% da arrecadação anual do IPI e do Imposto de Renda. Esse dinheiro deveria ser aplicado na iniciativa privada pelo Banco do Nordeste, pelo Banco da Amazônia e, no caso do Centro-Oeste, que não tinha banco regional, pelo Banco no Brasil.

Mas a verdade pode ainda ser mais detalhada, o que escancara a inverdade contada por Ciro Gomes: no relatório final da Comissão de Sistematização da Constituinte, esse fundo, aprovado pela minha comissão, foi desfeito. Inconformado, apresentei, então, Emenda em Plenário — a ES 34.213-4, de 5 de setembro de 1987—, conseguindo restabelecer o texto da Comissão de Orçamento, Tributação e Finanças.

Somente o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste comporta recursos de mais de R$ 4 bilhões por ano. Ao mesmo tempo, como os fundos fazem empréstimos com retorno, acumula-se um estoque de disponibilidade para crédito muito expressivo no Banco do Nordeste: era de cerca de R$ 10 bilhões em 2009.

Foi também como relator que coordenei os dispositivos que elevaram fortemente os Fundos de Participação de Estados e de Municípios, o FPE e o FPM. A fatia do FPE na arrecadação do IPI e do IR saltou de 14% para 21,5%. Como se sabe, a maior parte desse fundo – 85% – é hoje destinada ao Norte, ao Nordeste e ao Centro Oeste.

Assim, nos vinte anos seguintes à promulgação da nova Constituição, o Nordeste ampliou suas receitas recebidas via FPE de R$ 5,7 bilhões para R$ 24,6 bilhões (a preços de 2008). Desse aumento de quase R$ 20 bilhões, cerca de 50% — proporção ainda maior no caso do Ceará —decorreram das alterações constitucionais; o restante deveu-se ao crescimento real da arrecadação de IR e IPI.

Portanto, nos últimos anos, o Nordeste contou com recursos transferidos pelo governo federal superiores a R$ 10 bilhões somente por conta do aumento do FPE estabelecido pela Constituinte, no capítulo do qual fui o relator. Aliás, Ciro ignora que a Constituinte foi decisiva para descentralizar,  da União para governos estaduais e muncipais,  e para redistribuir, das regiões mais ricas para as menos desenvolvidas,  os recursos tributários do Pais, tanto que as receitas dos governos dessas regiões cresceu mais rapidamente do que as dos governos das regiões mais desenvolvidas. Ou seja, a história real foi exatamente inversa da que ele relata.

Como fica evidente, a verdade está de um lado, Ciro Gomes está de outro; de um lado, estão os fatos; do outro, a imaginação fértil deste senhor, especialmente quando se refere a mim. Às vezes, suspeito que seja um caso clínico.

Pastoral Carcerária defende fim da revista a religiosos em prisões

A revista vexatória a que assistentes religiosos são submetidos no sistema prisional brasileiro é um agravante ao trabalho voluntário. Segundo o coordenador nacional da Pastoral Carcerária, padre Valdir João Silveira, a norma é ainda mais “arbitrária” no Distrito Federal.

“A assistência religiosa no Distrito Federal é a pior do Brasil. Todos os assistentes são obrigados a passar pela revista vexatória. É uma humilhação termos que ficar nus nos presídios para que possamos prestar assistência aos presos”, reclamou o padre. O assunto dominou as discussões no 2º Encontro Nacional de Advogados da Pastoral Carcerária, neste fim de semana em Brasília.

De acordo com o assistente jurídico da Pastoral Carcerária nacional, José de Jesus Filho, esse tipo de “constrangimento” poderá ser evitado por meio de um cadastro único, que serviria de base para o sistema prisional nacional. “Queremos padronizar os procedimentos de credenciamento das entidades religiosas para criar uma orientação geral para todo o país”, disse José de Jesus.

Outra reclamação é que as visitas dos religiosos e das famílias ocorrem no mesmo dia. Desse modo, os presos têm que optar entre os assistentes religiosos e os membros da família. Com isso, os líderes espirituais costumam ficar em segundo plano. “Nós nos preocupamos com o lado humano do preso. Evangelizar é promover vida em todas as direções. É obrigação do Estado fornecer ajuda religiosa. É necessária adequação para cumprimento desse direito”, acrescentou o padre Valdir.

(Agência Brasil)

Mesmo constrangido, Eusébio chama Fortaleza de “outro lado” e irrita tricolores

149 5

Apesar do constrangimento, o lateral esquerdo e também meio campista Eusébio, 26, se referiu ao Fortaleza como “outro lado”, durante uma entrevista a um programa de televisão. A expressão foi vista como “ingratidão” por torcedores tricolores, pois o atleta somente conseguiu projeção na equipe do Pici, após quase cinco temporadas. Antes, o jogador teve passagem no Uruburetama, Itapipoca, Aracati (segunda divisão), Horizonte, além do Ríver do Piauí. O atleta chegou ao Ceará em maio do ano passado direto do Fortaleza.

A expressão foi empregada depois que Eusébio falou sobre a sua amizade com o atacante Osvaldo, 24, revelado pelo Fortaleza. Segundo Eusébio, a amizade serviu para que Osvaldo encontrasse apoio quando ficou alguns jogos na reserva do Ceará, neste Brasileirão.

“Somos amigos desde a época que jogávamos no… no outro lado”, afirmou Eusébio, durante a entrevista na sala de imprensa do Ceará.

Candidatura faz Haddad ampliar presença em São Paulo

O ministro Fernando Haddad (Educação) ampliou de forma significativa sua presença em São Paulo no período em que afastou do caminho seus rivais no PT e consolidou sua pré-candidatura a prefeito da capital paulista.

Desde que assumiu a pasta, em 2005, Haddad costumava viajar de Brasília a São Paulo duas vezes por mês, em média. O ministro tem residência em São Paulo.

Do início de agosto até a segunda semana de novembro, um período de 103 dias até a sexta-feira (18) em que o PT definiu sua escolha como candidato, ele passou 47 dias em São Paulo, incluindo os fins de semana.

Em pelo menos dez dessas ocasiões, o ministro procurou conciliar compromissos oficiais no horário de expediente com atividades partidárias à noite e nos fins de semana.

Por três vezes ele esteve com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, principal condutor do processo que levou à indicação de Haddad como candidato.

A assessoria de imprensa do Ministério da Educação reconheceu que Fernando Haddad viajou mais para São Paulo neste ano, por motivos políticos ou particulares, mas ressaltou que não há irregularidade nisso.

(Folha)

De gravata italiana, Matarazzo viaja de trem para viabilizar candidatura

125 2

O secretário de Cultura do Estado de São Paulo, Andrea Matarazzo, saiu de seu gabinete para encarar quase quatro horas extras de trabalho.

Naquela quinta-feira, o expediente oficial já estava encerrado. Ele deixou a sala espaçosa do complexo cultural da Estação Júlio Prestes, no centro de São Paulo, rumo à Estação da Luz, a pé. Com terno azul marinho, gravata italiana e abotoaduras de ouro nos punhos da camisa, atravessou o deteriorado centro da cidade. Seu destino final era Cangaíba, na zona leste da capital.

No trem, Matarazzo fez uma baldeação no Brás. Nas duas viagens, vagões lotados. “O segredo é não correr para sentar. O empurra-empurra é para pegar um banco”, disse à Daniela LIma, em reportagem publicada na Folha deste domingo (20).

Matarazzo é um dos quatro pré-candidatos do PSDB à sucessão do prefeito Gilberto Kassab. Disputa com José Aníbal, Bruno Covas e Ricardo Trípoli o apoio dos militantes tucanos. Há dois meses passou a usar com regularidade trem e metrô. Diz que foge do trânsito e chega mais rápido aos bairros que visita para pedir apoio nas prévias do PSDB, previstas para janeiro.

(Folha)

Resolução do Conselho preocupa pais e educadores

Uma recomendação do Conselho Nacional de Educação (CNE) está provocando incômodo entre pais e educadores. Para a matrícula no período letivo de 2012, a indicação é de que as escolas aceitem, para o 1º ano do ensino fundamental, apenas matrículas de crianças com seis anos completos até o início do ano letivo. A data limite é 31 de março. Caso seja seguida a indicação, várias crianças que fazem aniversário depois da data devem repetir a série.

É o caso da aluna Júlia Lima, que completa 6 anos em abril. Este ano, a menina cursa o Infantil 5 e se destacou na Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisco Melo Jaborandi, no bairro São Cristóvão. Esperta, a garotinha já conhece palavras. “Essa história vai é desestimular a menina. Porque ela não vai mais ter contato com as amiguinhas e ver tudo que já viu de novo?”, questiona a mãe, Juliana Ferreira de Lima.

A indicação não é uma obrigatoriedade. Cada escola deve discutir, com os pais, se os alunos mostram ou não um desenvolvimento cognitivo para acompanhar o 1º ano. Ainda assim, de acordo com a secretária da Educação Básica, do Ministério da Educação (MEC), Maria do Pilar Lacerda, é preciso levar em consideração que as diferenças de aprendizado nos primeiros anos de vida, entre 5 e 6 anos, são determinantes.

“Duas crianças que nasceram no mesmo ano, mas uma em janeiro e outra em dezembro, são completamente diferentes”, informa a secretária. Segundo ela, não é papel do CNE impedir e determinar matrículas abaixo da idade. “Cabe ao Conselho orientar”, informa. A indicação é válida para todas as escolas, sejam públicas ou privadas.

A alfabetização precoce, segundo Pilar, pode ser prejudicial. Cada criança tem um ritmo diferente e, de acordo com a secretária, o aprendizado da leitura e da escrita demanda uma série de atividades. “Tornar as crianças mais novas companheiras de crianças mais velhas podem atrapalhar, inclusive, a autoestima”, explica.

De acordo com o presidente do Conselho Estadual de Educação, Edgar Linhares, o nível de aprendizagem da criança não pode ser determinado por uma regra única. “Até porque existem crianças que têm a primeira infância (até os seis anos) muito bem vivida e estimulada, principalmente aquelas que nasceram em uma família com muitos filhos. Esses meninos e meninas tendem a se desenvolver mais depressa, a interatividade e a capacidade de aprender aumentam”, informa.

O conselheiro atribui à recomendação como uma inadequação. “A lei já determina que deve-se verificar cada situação de cada criança”, informa. De acordo com Linhares, não deve ter a “menor graça ter aulas de assuntos em que a criança já domine”.

(O POVO)

Participação dos eleitores espanhóis cai em relação a 2008

Dados preliminares apontam que a participação dos eleitores espanhóis caiu 2,5% em relação ao comparecimento às urnas em 2008, de acordo com informações oficiais.

Segundo dados do Ministério do Interior, até o início da tarde deste domingo (20), 37,86% dos eleitores já registraram seus votos. Em 2008, até o mesmo horário, 40,46% já ido às urnas. Durante todo o dia, 34 milhões de eleitores espanhóis podem votar ao redor do país. A estimativa era que 60% deles comparecessem às urnas –o voto é facultativo.

A apuração dos votos começa às 20 horas (17 horas em Brasília), mas todo o país já dá como certa a vitória do líder da oposição, o candidato do conservador PP (Partido Popular) Mariano Rajoy. Ele tem 46% das intenções de voto, segundo as sondagens, que apontam ainda maioria no Congresso para o PP.

O favoritismo de Rajoy se deve principalmente à baixa popularidade do atual premiê, José Luis Rodríguez Zapatero. O principal concorrente de Rajoy, o socialista Alfredo Pérez Rubalcaba, é o candidato indicado por Zapatero, de quem era braço direito no governo.

(EFE)

O de sempre

102 2

O que há de semelhante na relação de Cid Gomes (PSB) e Luizianne Lins (PT) com suas bases de apoio parlamentar na Assembleia e na Câmara?

Resposta: as bancadas de apoio ao governador e à prefeita estão permanentemente mobilizadas e em estado de alerta para impedir a aprovação dos tradicionais requerimentos com pedidos de informação e/ou convocação de secretários para abordar temas delicados. Com maioria ampla nas duas casas, os dois não têm tido maiores problemas.

Não é uma novidade. Todos os outros governantes anteriores mantinham a mesma estratégia.

(Fábio Campos/O POVO)

Mulheres israelenses ficam nuas em apoio à blogueira egípcia

Cerca de 40 mulheres israelenses decidiram tirar a roupa para mostrar solidariedade a uma egípcia de 20 anos que causou furor no mundo árabe na semana passada ao postar uma foto de si mesma nua em seu blog. A publicação da imagem seria um protesto contra a falta de liberdade de expressão em seu país.

De acordo com o site israelense “Ynet News”, para apoiar a blogueira, Aliaa Magda Elmahdy, –que estaria recebendo ameaças devido à publicação da imagem– as israelenses posaram nuas em uma foto em grupo. No entanto, elas optaram por não aparecer nuas, e sim atrás de uma faixa.

A organizadora do protesto, Or Tepler, 28, abriu uma página no Facebook convidando mulheres a “demonstrarem seu apoio, de uma forma legítima e não-violenta, a uma mulher como todas as outras – jovem, ambiciosa, cheia de sonhos e, evidentemente, com um senso de humor apurado”.

“Garotas, vamos dar ao mundo uma boa razão para verem a beleza única das mulheres israelenses”, escreveu Tepler. “Sem importar se elas são judias, árabes, heterossexuais ou lésbicas, porque aqui, como vocês sabem isso não importa. Vamos mostrar que nosso discurso internacional não depende de governos”.

As participantes foram fotografadas segurando uma faixa onde se lê “Amor sem limites” e “Homenagem a Aliaa Elmahdi. Irmãs em Israel.”

(Folha)

Mulher é nomeada vice-governadora do Banco Central do Irã

Uma mulher, Minou Kianirad, foi nomeada vice-governadora do Banco Central do Irã, cargo no qual substitui Hamid Purmohamadi, detido no final do mês passado por envolvimento no maior caso de corrupção descoberto no país, informou neste domingo (20) a agência local Fars.

Kianirad foi designada pelo governador do Banco Central, Mahmoud Bahmani, vice-governadora e chefe do Departamento de Moeda Estrangeira, um cargo muito delicado dada as dificuldades que o Irã tem para a transferência de divisas fortes, como dólares e euros, devido às sanções internacionais.

A missão de Kianirad, que antes esteve à frente do Departamento de Assuntos Internacionais, será a “estabilizar o mercado de moeda estrangeira do Irã, que sofre muitas oscilações”, destacou a fonte.

Após sua designação, ela se une às poucas mulheres com altos cargos nas instituições públicas iranianas, como a ministra da Saúde, Marzieh Vahid Dastjerdi, e as oito deputadas do Parlamento consultivo do país, que conta com 290 cadeiras.

Seu antecessor, Purmohamadi, foi detido há pouco menos de um mês por envolvimento com o desfalque de US$ 2,6 bilhões no qual estão implicados vários bancos públicos e privados iranianos e pelo qual estão em prisão preventiva pelo menos 23 pessoas.

Este caso, revelado em meados de setembro e que constitui o maior escândalo de corrupção conhecido nos 32 anos de história da República Islâmica do Irã, gerou uma avalanche de críticas ao governo e ataques políticos de seus rivais ao presidente, Mahmoud Ahmadinejad.

(EFE)

A base como massa de manobra

133 5

Os professores da rede estadual de ensino voltam a avaliar em assembleia esta semana se retomam a greve suspensa em outubro após 63 dias de paralisação. A julgar pelas manifestações vistas no seio da categoria o resultado é imprevisível. Eu diria até, com mais propensão a retomada da greve.

Com os professores retomando a paralisação estarão sendo encerradas todas as possibilidades de diálogo com o governo do Estado. As consequências, por sua vez, serão drásticas não só para os alunos, já prejudicados pelo calendário, mas principalmente para as lideranças do movimento. Hoje, a divisão da categoria é notória, com dirigentes do sindicato Apeoc vaiados abertamente em assembleias, do que se depreende crise de representatividade.

Os militantes de movimentos sindicais sabem bem das dificuldades de se construir paralisação consistente que possa garantir margem de pressão nas negociações. Mas também esses militantes têm consciência de que, por mais democrática que se possa parecer a vontade da maioria, sem liderança forte qualquer movimento se perde como representação.

É o que parece estar acontecendo com os professores do Estado. Antes até mais dóceis que os professores de Fortaleza, os docentes estaduais sempre tiveram lideranças capazes de mudar o rumo quando as coisas se apresentavam mais complexas. O governo apostou nessa possibilidade e praticamente ignorou a ameaça de greve dos professores, tanto que negociação de fato, só se deu com os docentes já parados.

Esse vácuo permitiu a grupos radicais o ganho de força e que se estruturassem dentro da categoria. Como consequência, quando a direção da Apeoc achou que a abertura do diálogo com o governo seria o passo final para encerrar o movimento, ele tinha adquirido suas próprias pernas. O fato é que chega a ser constrangedor as cenas dos dirigentes reunidos com o governo acenando com avanços, que acabam rejeitados nas assembleias.

É o preço que se paga por lideranças que nem sempre conseguem entender o movimento no seu sentido mais amplo. Mesmo porque, quem acha que a democracia é apenas o exercício do voto, está longe de entender esse processo em sua inteireza.

(Menu Político/O POVO)