Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

Vereador diz que Prefeitura esconde perda do poder aquisitivo do fortalezense

38 4

Em pronunciamento na manhã desta quarta-feira, na Câmara Municipal, o vereador Plácido Filho (PDT), líder da oposição, disse que a Prefeitura se apossou do índice de crescimento da renda média de 52,25% da Região Metropolitana, como forma de encobrir a perda do poder aquisitivo do fortalezense, durante o primeiro mandato da prefeita Luizianne Lins.

De acordo com o líder da oposição, o crescimento da renda média em Fortaleza foi de 8,4%, conforme o estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgado no fim do semestre passado, que avaliou a evolução da renda média das 27 capitais brasileiras, além de nove regiões metropolitanas (não inclusas as capitais), entre os anos de 2001 a 2008.

“Em 2001, a renda média do fortalezense era de 534 reais, enquanto o salário mínimo na época era de 180 reais. Uma diferença de 197%. Sete anos depois, dos quais três da última gestão Juraci Magalhães e quatro referentes ao primeiro mandato de Luizianne Lins, essa diferença caiu para apenas 39,5%. Então, está claro que não há do que se orgulhar da política econômica e de investimentos da gestão Luizianne Lins, principalmente voltada para os mais pobres”, afirmou Plácido Filho, que destacou ainda que o valor da renda média do fortalezense foi ultrapassado pelo teresinense.

O líder da oposição afirmou ainda que a Prefeitura, ao se apossar do índice de crescimento da Região Metropolitana, sequer percebeu que colocou a renda média do fortalezense em uma condição de miséria.

“A renda média da Região Metropolitana teve esse grande crescimento porque a população vivia em um completo estado de miséria. Com os investimentos do Governo do Estado e com o Bolsa Família, a renda média cresceu bastante, mas ainda está abaixo do salário mínimo (R$ 311)”, observou Plácido Filho, que entrou com requerimento na Câmara Municipal para que a Prefeitura devolva o dinheiro gasto com a publicidade equivocada.

Luis Nassif dá palestra em Fortaleza

87 1

O jornalista Luís Nassif, especializado em Economia, vai ministrar a palestra “Prêmio Sefin – O Novo Nordeste e o Brasil”, nesta quinta-feira, a partir das 8 horas, no auditório do Ministério da Fazenda. Na ocasião, o secretário de Finanças, Alexandre Cialdini, estará anunciando vencedores do prêmio, que destaca profissionais e universitários.  

A palestra de Luis Nassif está sendo aberta ao público. Não há cobrança de inscrições, mas exige-se que o interessado se inscreva pelo site www.sefin.fortaleza. ce.gov.br/premiosefin.

* Luis Nassif na internet aqui.

SERVIÇO

* Ministério da Fazenda em Fortaleza – Rua Barão de Aracati, 909 – Aldeota.

Festa do Troféu Clóvis Rolim com nova data

Defiida nova data para a entrega do “Troféu Clóvis Rolim”, a maior comenda do comércio lojista do Estado. A festa ocorrerá no próximo dia 11, no La Maison Dunas, segundo informa o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL), Honório Pinheiro.

O agraciado deste ano é o senador José Pimentel (PT), que tem se destacado, segundo o segmento, na luta pela valorização do comércio e em defesa das micro e pequenas empresas do País.

DETALHE – A festa deveria ter ocorrido mês passado, mas acabou adiada em razão da morte do filho do presidente da CDL Fortaleza, Freitas Cordeiro.

TJ-CE abre discussões sobre segurança dos magistrados

42 1

“A Comissão de Segurança Permanente do Poder Judiciário do Ceará realiza, no próximo dia 24, reunião com a cúpula dos órgãos de segurança pública no Estado. O objetivo é discutir a segurança dos magistrados que atuam na área criminal. A inciativa faz parte dos trabalhos do grupo, iniciado no mês de julho deste ano.

A reunião terá início a partir das 9 horas, na sede do TJCE, em Fortaleza, e contará com os diretores das Comarcas de Fortaleza, Caucaia, Maracanaú, Sobral e Juazeiro do Norte (Entrância Final), representantes das Polícias Civil, Militar e Rodoviária do Ceará, além dos responsáveis pelas Polícias Federal e Rodoviária Federal no Estado.

O desembargador Teodoro Silva Santos, à frente da Comissão de Segurança Permanente, explicou que, inicialmente, o plano-piloto começa pelas comarcas maiores. No entanto, serão promovidos encontros regionais e a força-tarefa abrangerá todas as unidades da Justiça cearense. “O assassinato da juíza do Rio de Janeiro é uma prova de que os magistrados precisam de segurança. A morte foi um atentado contra o Poder Judiciário e à democracia do Brasil”.

O juiz Paulo de Tarso Pires Nogueira, integrante da Comissão, disse que o crime está cada vez mais organizado e o Estado, representando pela Polícia, Poder Judiciário e Ministério Público precisa agir de forma integrada para combater a criminalidade.

O presidente da Associação Cearense de Magistrados (ACM), juiz Marcelo Roseno, que participa das atividades da Comissão, afirmou que no Ceará não há, atualmente, profissionais ameaçados, mas os juízes, sobretudo da área criminal, estão expostos a riscos. Ao todo, são mais de 250 magistrados, entre juízes e desembargadores.

O major Augusto Nirlando Monteiro Vieira, chefe da Assistência Militar do TJCE, assegurou que a Comissão, em parceria com a Casa Militar do Ceará, ministrará cursos para os magistrados. A capacitação deve contemplar defesa pessoal, direção defensiva e curso de tiro.

A Comissão está recebendo sugestões dos magistrados para aperfeiçoar o programa, que já se encontra em andamento. As sugestões servirão ainda para a construção do Plano Nacional de Segurança, inciativa do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

O QUE JÁ FOI FEITO

A Comissão de Segurança Permanente do Poder Judiciário já reforçou a segurança nas Varas Criminais e entorno do Fórum Clóvis Beviláqua e resolveu o problema de fluidez do trânsito na área em horário de pico. As ações são frutos de parcerias com a Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS).

A PRE disponibiliza viatura e duas motos para fazer o controle de trânsito na avenida Washington Soares, nas proximidades do Fórum. O serviço é prestado de segunda a sexta-feira, das 17 às 19 horas.

Além disso, uma viatura do 3º Comando de Policiamento de Guarda (CPG) do Tribunal de Justiça circula pelas imediações do Fórum, Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec) e Creche Escola do Poder Judiciário, nos horários de saída dos servidores. A Assistência Militar do TJCE determinou que um policial, equipado com detector de metais, fique de plantão nas Varas Criminais e salas de audiência.”

(Site do TJ-CE)

Unilab lança edital de seu 1º curso de especialização

91 1

“A Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira – Unilab, através da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (PROPPGE), lançou no dia 10 de agosto, o Edital que fixa as normas para o processo seletivo para preenchimento de vagas do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Histórias e Culturas Afro-Brasileira, Indígena e Africana aprovado pela Resolução CONSUP/UNILAB no. 14, de 26 de julho de 2011. As inscrições serão feitas entre os dias 11 e 22 de agosto.
 
Oferecendo um total de até 50 vagas, o curso destina-se preferencialmente aos professores, coordenadores e gestores da Educação Básica da rede de ensino do município de Redenção (CE). Todos os estudantes deverão ter formação superior comprovada em curso de bacharelado ou de licenciatura, reconhecido pelo Ministério da Educação. A Especialização será realizada na modalidade presencial no campus da Unilab, com carga-horária de 360 horas, distribuídas em 12 (doze) disciplinas, e cujas discriminações específicas se encontram no formulário de projeto do curso aprovado pelo CONSUP/UNILAB.”
 
(Sie Unilab)

Foi-se o tempo em que segurança era coisa de Interior

50 1

Com o título “Segurança Pública, Dever do Estado”, eis artigo do advogado Edson Guimarães. Ele aborda um quadro absurdo onde a violência, que predominava nos grandes centros, já se deslocou para o Interior. E a fragilidade do aparelho policial fica à deriva. Confira:

Está no texto constitucional, artigo 144, Segurança Pública Dever do Estado, Direito e Responsabilidade de Todos. No entanto, a insegurança tem tomado de assalto a sociedade brasileira.Em qualquer localidade deste país nos deparamos com ações cada vez mais ousadas de marginais que põem em risco não só o patrimônio, mas também a vida dos brasileiros.

Já  se passou o tempo em que morar em pequenas comunas do interior do Brasil era sinônimo de tranqüilidade e garantia de segurança, livre do ímpeto  criminoso  de marginais. É exatamente nos pequenos municípios que  os delinquentes  tem praticado as mais  audaciosas investidas, utilizando-se de artefatos explosivos para subtrair valores de caixas de estabelecimentos bancários, quando não tomam de assalto as cidades como um todo.

Nos grandes centros urbanos, não se conta mais a permanente atividade criminosa, em qualquer esquina não se sabe da certeza de estar imune a sanha dos malfeitores. Uma ida a um supermercado,  um passeio a um parque, uma volta pela orla, até mesmo  uma visita a um culto religioso nos põe  expostos a toda sorte de crimes, uma vez que  os procedimentos criminosos não se limitam a subtrair  bens, nossas vidas se tornam a cada dia mais vulneráveis.

Os criminosos se aperfeiçoam dia a dia em suas praticas, se modernizam com armamentos  pesados, muitas vezes de uso exclusivo da força publica, enquanto esta, apesar dos esforços de muitos governantes,  se apequena no enfrentamento a deliquencia.

É preciso que a segurança publica seja encarada de forma mais  prioritária e que o aparato não se limite a aquisição de viaturas modernas e armas, mas ao aparelhamento humano, dando melhores condições aos que se entregam a tão espinhosa e sacrificante tarefa.

O homem deve ser o elemento prioritário no aperfeiçoamento da missão de combater a  criminalidade, a partir dos salários, uma vez que não se pode exigir de um ser humano que ponha em risco sua vida a troco de minguada remuneração. É impossível exigir-se  de um policial que enfrente elementos para os quais a vida humana não tem a menor valia, oferecendo-se remuneração muitas vezes abaixo de mil reais.

O treinamento adequado é fundamental para que se tenha uma policia preparada para proporcionar ao cidadão a verdadeira prestação do serviço a que está obrigada, mas sem salários dignos, jamais teremos um contingente  disposto a exercer o munos  que lhes é imposto,  e tenhamos uma segurança publica efetiva.

Com o quadro que se acha diante de nós, a insegurança haverá de manter acelerado galope contra  a sociedade, sem que receba a devida repulsa de parte daqueles que, por dever de oficio, deveriam estar apostos ao lado da sociedade.

Infelizmente, os maus salários levam policiais da ativa a exercerem atividades paralelas, o que caminha na contramão do interesse social. Mais das vezes, a sedução do ganho fácil faz com que integrantes da milícia se aliem ao crime, agindo em desfavor da sociedade a que estaria obrigado a servir.

O episódio da brutal morte da magistrada titular de uma vara criminal na cidade de São Gonçalo, no Estado do Rio de Janeiro, é um atestado autentico da inversão que se esconde por trás de uma parte da policia, que se aproveita do poder que lhes concede o estado, para, de mãos dadas com a marginalidade, praticarem desmandos de toda ordem, culminando com execuções sumárias em que vidas humanas são tragadas por armas que deveriam estar a  protege-las.

Devemos reconhece, tais elementos são  uma minoria nos quadros da milícia nacional, mas que no entanto maculam e contaminam toda instituição. Cabe as autoridades, principalmente aos integrantes do executivo, cuidarem de manter depurado o aparato policial brasileiro, e, o ponto de partida é dar a este aparato, condições dignas de desempenharem suas funções, que possam se sentir orgulhosos   de seu mister e assegurar uma segurança pública de qualidade,  que é Dever do Estado, Direito e Responsabilidade de Todos.        

* Edson Guimarães,

Advogado especializado em Direito Eleitoral.

Santa Casa de Fortaleza sai da UTI financeira

215 1

Fachada da Santa Casa de Fortaleza.

A Santa Casa de Misericórdia de Fortaleza vive situação financeira “estável”, segundo seu provedor, Luís Marques.

A dívida de R$ 16 milhões, relativa a atrasados com a Caixa Econômica Federal no que diz respeito a FGTS, por exemplo, vem sendo abatida em suaves prestações.

“Isso deu folga para instalarmos um mamógrafo e, em breve, um tomógrafo”, diz Marques. Ele adianta que a Instituição está ganhando também duas novas salas de cirurgia com apoio do governo estadual.

Marques tenta agora do Ministério da Saúde ampliar os leitos de UTI. Hoje são 13. Não disse quantos deseja conquistar do governo federal.

FGV – Inflação semanal mata na maioria das Capitais

“A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) aumentou em quatro das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Segundo dados divulgados hoje (17), a maior elevação na taxa foi observada em Belo Horizonte. Na capital mineira, o IPC-S inverteu a queda de 0,10% registrada na semana de 7 de agosto e apresentou alta de 0,22% neste levantamento, de 15 de agosto.

As outras capitais que tiveram acréscimos nas taxas foram Recife (de –0,11% para 0,00%); o Rio de Janeiro (de –0,02% para 0,27%) e São Paulo (de –0,04% para 0,11%). Em Porto Alegre, o IPC-S ficou estável (0,24%).

Já em Salvador, o índice diminuiu de 0,18% para 0,15% e em Brasília, de 0,16% para 0,11%.

O IPC-S de 15 de agosto ficou em 0,17%. O resultado superou em 0,18 ponto percentual a taxa divulgada na apuração anterior. Três das sete classes de despesa componentes do índice apresentaram acréscimos em suas taxas de variação, principalmente os alimentos (de -0,48% para 0,14%).”

(Agência Brasil)

PSD avisa: Debandada tucana é quando setembro chegar

45 3

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=OUQk8GnQiDI[/youtube]

O presidente da comissão provisória do PSD, Almicyr Pinto, encontra-se em Brasília, nesta quarta-feira, para uma reunião, em clima de balanço, com a cúpula nacional da legenda. Hora de conferir a formação do partido, o que já chegou a 15 Estados.

No Ceara´, Almicyr Pinto anuncia que a debandada de tucanos – pelo menos oito deputados estaduais e 15 prefeitos, ocorrerá em setembro.

Exames de legislação e prática de direção fora da sede do Detran

A direção do Detran decidiu realizar, ainda nesta semana, os exames de legislação e de prática de direção dos candidatos a primeira Carteira Nacional de Habilitação (CNH) em dependências externas da sua sede na Maraponga. Isso, por causa da greve dos seus servidores.

Segundo a assessoria de imprensa do órgão, os exames serão realizados por servidores efetivos e que não aderiram à paralisação. Desde a última quinta-feira que nenhum exame é realizado na área de prática de direção, prejudicando quase dois mil candidatos que estavam
agendados para realizar a última etapa para obter a sua primeira CNH.

Os candidatos, segundo a assessoria de imprensa do Detran, devem procurar os Centro de Formação de Condutores (CFCs, nome atual das antigas auto escolas) em que estão
matriculados para saberem do dia e o local dos exames.

Governo vai liberar verbas de emendas parlamentares

“O governo vai liberar, nos próximos dias, recursos de emendas parlamentares e parte dos chamados restos orçamentários a pagar. A informação foi passada a líderes partidários e bancadas parlamentares pela ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que se reuniu nessa terça-feira com aliados na liderança do governo na Câmara.

Segundo o líder do governo, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP), a decisão sobre a liberação dos recursos já estava definida há alguns dias, a ministra somente confirmou a decisão. Segundo Vaccarezza, os líderes queriam um cronograma até o final do ano para o empenho das emendas parlamentares, mas a ministra disse aos líderes que não “tinha condições de fazer o cronograma de liberação das emendas para o resto do ano”.

O líder do PTB, deputado Jovair Arantes (GO), um dos que estiveram com Ideli, informou que a ministra disse que para os novos deputados serão liberados recursos de emendas no valor de R$ 1,5 milhão e para os deputados reeleitos serão liberadas emendas no valor de R$ 2 milhões. Além disso, segundo Arantes, a ministra disse que de restos a pagar serão liberados recursos da ordem de R$ 400 milhões a R$ 500 milhões.

O líder do governo negou que a paralisação de votações na Câmara esteja relacionada à liberação de emendas. Segundo ele, a base está unida e as votações das medidas provisórias serão retomadas nesta semana.”

(Agência Brasil)

Eleiçoes 2012 – Deputado cobra da cúpula do PMDB reunião para discutor o tema

O deputado federal Danilo Forte, que se diz pré-candidato do PMDB à Prefeitura de Fortaleza, resolveu cobrar reunião da sigla para discutir sucessão 2012. Ele se diz defensor da tese de que o partido precisa ter candidato na Capital, não apenas por ser a maior bancada na Câmara Municipal, mas por ter história de gestão.

Danilo lembrou que as administrações do PMDB tocadas pelo prefeito falecido Juraci Magalhães e pelo ex-prefeito Antônio Cambraia, hoje presidente da Companhia Estadual de Gás (Cegás), foram reconhecidas e aprovadas pela população.

“O PMDB tem condições e nomes para disputar. Creio que não deve ser coadjuvante do processo”, insiste o parlamentar.  

Há um probleminha: O senador Eunício Oliveira, presidente estadual do partido, não estaria disposto a antecipar o processo.

PF faz operação contra fraude milionária em 17 Estados. Ceará na lista

“A Receita Federal, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal deflagraram nesta quarta-feira (17) a Operação Alquimia, na Bahia, onde concentra maior parte dos alvos, e em outros 11 estados, com o objetivo de combater uma organização criminosa suspeita de fraudar o Fisco. 

Segundo informações da Superintendência Regional da Receita Federal do Brasil – 5ª Região Fiscal (Bahia e Sergipe), os órgãos apuram os indícios encontrados durante as investigações de prática de diversos crimes, como sonegação fiscal, fraude à execução fiscal, formação de quadrilha, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

São cumpridos 31 mandados de prisão, 63 conduções coercitivas e 129 mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados e nas empresas supostamente ligadas à organização criminosa.

A Justiça Federal também decretou o sequestro de bens, incluindo veículos, embarcações, aeronaves e equipamentos industriais e o bloqueio de recursos financeiros dos suspeitos. Participam da operação cerca de 90 auditores fiscais da Receita Federal e cerca de 500 policiais federais.”

(Com Agências)

Segurança na casa da mãe da prefeita é legal, diz diretor-geral da Guarda Municipal

60 4

O diretor-geral da Guarda Municipal e Defesa Civil de Fortaleza, Arimá Rocha, disse para o Blog, nesta quarta-feira, que está “tranquilo” quanto à decisão do Ministério Público Estadual de entrar com ações civil e criminal contra Luizianne Lins (PT) por conta do uso de guardas atuando na segurança da casa da mãe da prefeita. O MPE alega irregularidades nessa medida.

Arimá, também alvo de ação, explicou que atuam ali dois guardas municipais que se revezam no trabalho de segurança. Ele disse que foi necessária a medida num local também frequentado pela prefeita e, principalmente, por ser a moradia do filho dela, Tié. “A prefeita morou ali e constantemente ela fica na casa de sua mãe, onde praticamente mora seu filho. É dever da segurança”, insistiu o titular da Guarda Muncipal.

“Nós consultamos outras cidades onde essa prática também existe e já enviamos toda a documentação legal para o Minisério Público”, adiantou Arimá Rocha.

A denúncia criminal foi apresentada pela Procuradoria dos Crimes Contra a Administração Pública (Procap) ao Tribunal de Justiça. Luizianne, sua mãe e o chefe da guarda municipal, José Arimá Rocha Brito, são suspeitos de usarem dinheiro público em desvio de função. No caso, a atividade de segurança privada.  A inicial do Procap relata que os próprios guardas municipais denunciaram a ilegalidade.

Conselheiro Chico Aguiar deve perder supersalário

79 1

“O conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), Francisco Aguiar, está prestes a perder metade da remuneração que recebe hoje, de R$ 48 mil. A não ser que algum conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) mude o voto já proferido, ele precisará optar: ou recebe a pensão de ex-governador, ou fica com o salário do TCM. O TCE retomou ontem a votação sobre o acúmulo de remunerações. Aguiar recebe hoje duas vezes o teto salarial do funcionalismo público no Estado, de pouco mais de R$ 24 mil. Já recebia a maior remuneração permitida a um servidor estadual, pelo fato de ter exercido o cargo de governador por 83 dias, em 1994. Na época, Ciro Gomes havia renunciado, para assumir o Ministério da Fazenda. Em 2006, Aguiar tornou-se conselheiro do TCM. Em função disso, recebe outro salário, também equivalente ao teto do serviço público no Ceará.

DENÚNCIA TRAMITA NO TCE HÁ TRÊS ANOS

Como a coluna Política destacou há três semanas, desde 2008, tramita no TCE denúncia contra a acumulação de rendimentos, movida pelo deputado estadual Heitor Férrer (PDT). O relator é o auditor Paulo César de Souza, na condição de conselheiro substituto. Em maio de 2009, ele se manifestou contra o acúmulo de remunerações. Na época, o Ministério Público proferiu parecer no mesmo sentido. Mas só em abril deste ano a votação teve início no pleno. Na ocasião, o conselheiro Edilberto Pontes pediu vistas, adiando a decisão. Ontem, devolveu o processo. Apresentou argumentos diferentes, mas seguiu a posição de Paulo César, contra o acúmulo de vencimentos. Mas novo pedido de vistas impediu a conclusão do julgamento. Desta vez, partiu do auditor Itacir Todero, hoje na condição de conselheiro substituto. No entanto, a conselheira Soraya Victor, a despeito do pedido de vistas, pediu para antecipar seu voto: posicionou-se também contra o recebimento simultâneo da pensão de ex-governador e do salário de conselheiro.

Além disso, o conselheiro Alexandre Figueiredo declarou-se impedido de votar. Argumentou que, em 1994, quando Aguiar foi escolhido governador para mandato-tampão, o próprio Figueiredo foi cotado para ser candidato na eleição indireta, mas sem sucesso. Por isso, alegou suspeição. De modo que faltam votar apenas Pedro Timbó e o próprio Itacir – o presidente em exercício, Valdomiro Távora, só participa em caso de empate, para proferir o voto de Minerva. E Itacir antecipou: acompanhará o parecer do relator. Pediu vistas apenas para esclarecer se Pedro Timbó poderá participar da votação. Afinal, quando a votação teve início, Paulo César exercia cargo de conselheiro substituindo Timbó.

De todo modo, há três votos contra o acúmulo de rendimentos, e faltam apenas dois conselheiros votarem – e um declarou-se da mesma posição dos três primeiros. Assim, a situação de Francisco Aguiar está praticamente sacramentada. Praticamente porque os conselheiros ainda poderão mudar seus votos. Itacir comprometeu-se com Valdomiro a devolver o processo já na próxima semana.

PRECEDENTE PARA PEDIDO DE DEVOLUÇÃO

Pelo voto que vai saindo vitorioso no TCE, Francisco Aguiar terá 15 dias para optar entre uma das duas remunerações, de igual valor. Se não o fizer, será determinado à Secretaria da Fazenda (Sefaz), dentro de 30 dias, que bloqueie o pagamento da pensão de ex-governador que o conselheiro recebe. Segundo o auditor Paulo César, seu voto não se manifesta acerca da devolução daquilo que Aguiar recebeu de forma supostamente indevida. Mas, ainda segundo o relator, abrirá precedente para que o Ministério Público peça o ressarcimento daquilo que foi pago de 2006 para cá, quando os rendimentos das duas fontes passaram a ser acumulados.”

(Coluna Política, do O POVO)

IstoÉ – Prefeitura manipulou dados da propaganda

83 4

Marcelo Neri (FGV), autor da pesquisa.

“Ao mesmo tempo em que rendeu propaganda positiva à Prefeitura de Fortaleza e troca de farpas entre a prefeita Luizianne Lins (PT) e o chefe da Casa Civil do Governo do Estado, Arialdo Pinho, a matéria publicada na Revista IstoÉ, que fala da “vitória da patinha feia”, causa nova polêmica no cenário político de Fortaleza.

Dessa vez, o vereador João Alfredo (PSol), que fez pronunciamento, ontem, como líder da oposição na Câmara Municipal, aponta que os dados utilizados na reportagem sobre redução da pobreza em 52,25% se referem a toda a Região Metropolitana de Fortaleza e não à Capital, como mostrou a revista. “Quando a pesquisa fala em periferia de Fortaleza, não está tratando dos bairros periféricos da cidade, mas sim, da Região Metropolitana, que inclui 12 municípios”, destacou Alfredo.

O autor da pesquisa, Marcelo Neri, professor da Fundação Getúlio Vargas, confirmou ao O POVO que os dados referem-se, de fato, à Região Metropolitana de Fortaleza, excluindo-se a Capital. Ao que chamou de “manipulação grosseira de dados”, João Alfredo disse, ainda, que “o mínimo que poderia se esperar da Prefeitura era a conferência desses dados”. “Para mim, parece que foi a Prefeitura que passou as informações”, emendou o vereador. Para ele, a prefeita deveria “fazer um artigo se desculpando por estar utilizando dados que não são reais”.

Contra ataque

Por meio de sua assessoria de imprensa, a Prefeitura de Fortaleza informou que as propagandas veiculadas pela gestão municipal reproduzem “literalmente as informações da FGV, publicadas na revista IstoÉ”.

A assessoria também lembra que “quando se fala em Região Metropolitana, Fortaleza, sozinha, concentra 70% da população, abrigando, além disso, trabalhadores que residem em outras localidades”.

Ainda conforme a assessoria, os dados sobre os investimentos públicos no município também são “incontestáveis”.

“Fortaleza é a primeira capital em investimento público do Nordeste, publicados na revista de Multifinanças, da Frente Nacional de Prefeitos, com base nos dados da Secretaria do Tesouro Nacional. Quem gera investimento e emprego, gera renda, consequentemente”, completa a assessoria.”

(O POVO)

Dilma mantém Rossi, mas demite apadrinhados

“A presidente Dilma Rousseff decidiu manter Wagner Rossi no Ministério da Agricultura para não brigar com o PMDB do vice-presidente Michel Temer, mesmo com todas as denúncias de suposto tráfico de influência envolvendo o ministro.

Em contrapartida, Dilma vai impor uma faxina nos cargos hoje ocupados por amigos de Rossi. Há 12 pessoas que ocupam cargos hoje na Agricultura, por indicação política e amizade com o ministro, que estão na mira da presidente e devem ser substituídos por nomes técnicos.

Essa é a base do acordo de convivência com a base aliada, que tem no vice-presidente da República – eleito com ela na mesma chapa – um dos seus principais líderes. Temer é o padrinho da nomeação de Rossi.

Segundo informações de auxiliares da presidente da República, Dilma fará o máximo de esforço para evitar repetir com o PMDB a experiência traumática que vive com o PR, alijado do Ministério dos Transportes. O PR na terça-feira, 16, abriu mão dos cargos que ocupa no governo e disse que atuará com independência nas votações no Congresso.”

(Estadão)