Blog do Eliomar

Categorias para Sem categoria

Cantora e compositora Miúcha morre aos 81 anos no Rio

A cantora e compositora Miúcha, de 81 anos, morreu no final da tarde de hoje (27), no Hospital Samaritano, em Botafogo, zona sul do Rio, vítima de parada cardiorrespiratória. Nascida Heloísa Maria Buarque de Hollanda, a artista passou mal em casa onde se tratava de um câncer.

Em nota, o Hospital Samaritano, em Botafogo, informou que a cantora e compositora morreu “em decorrência de um quadro de insuficiência respiratória. O hospital se solidariza com os familiares e amigos da cantora”.

Miúcha foi casada com o cantor João Gilberto, com quem tem uma filha, também cantora, Bebel Gilberto. Irmã do cantor e compositor Chico Buarque e das cantoras Ana de Hollanda e Cristina Buarque.

Nos anos de 1970, Miúcha lançou alguns dos maiores sucessos de sua carreira: Maninha (composta pelo irmão Chico Buarque em homenagem a ela), Pela luz dos olhos teus (Vinicius), Vai levando (Chico Buarque e Caetano Veloso), Samba do avião, Falando de amor (ambas de Tom Jobim) e Dinheiro em penca (Tom Jobim e Cacaso), que serviria de inspiração para o irmão Chico criar a música Para todos, título de seu disco em 1993.

A artista gravou discos e apresentou-se em palcos em vários países. O último trabalho dela foi Rosa amarela (1999), foi lançado primeiro no Japão, e inclui clássicos como Doce de coco (Jacob do Bandolim) e composições, como Assentamento (Chico Buarque).

(Agência Brasil)

Salmito aponta legado na Câmara Municipal de Fortaleza

199 6

O Legislativo é o poder mais próximo da população. A observação é do presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Salmito (PDT), durante balanço das atividades da Casa, nos quatro anos que esteve à frente da Mesa Diretora.

Dentre as principais atividades estão a reestruturação da Ouvidoria; a implementação do Escritório de Direitos Humanos e Assessoria Jurídica Popular Dom Aloísio Lorscheider, que presta assessoria jurídica à população mais carente;o Pacto por Fortaleza em Ação; a criação do Parlamento Metropolitano; a otimização da Biblioteca José de Alencar; a capacitação de servidores da Casa; além de investimentos em comunicação, iniciativas que apontaram a Câmara Municipal de Fortaleza como a Casa Legislativa em capitais brasileiras como a mais transparente no quesito trabalhos legislativos, de acordo com tese de mestrado na Fundação Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro.

Dólar cai e bolsa fica estável com dados fracos nos EUA

Num dia de tensões no mercado financeiro internacional, a moeda norte-americana caiu e a bolsa de valores fechou estável. O dólar comercial encerrou esta quinta-feira (27) vendido a R$ 3,894, com baixa de 0,7%. O índice Ibovespa, da Bolsa de Valores de São Paulo, encerrou o dia com pequena valorização de 0,07%, aos 85.194 pontos.

Os mercados no Brasil foram influenciados pelas turbulências nos Estados Unidos. A divulgação de que o índice de confiança do consumidor norte-americano atingiu, em novembro, o menor nível em quatro meses provocou a queda dos principais índices das bolsas de valores dos Estados Unidos. Ontem (26), as ações das empresas norte-americanas tinham registrado fortes ganhos depois de despencarem na véspera de Natal.

O dia teve poucos negócios no mercado financeiro brasileiro, por causa da proximidade do feriado de fim de ano. Hoje, o Banco Central vendeu US$ 1 bilhão de dólares das reservas internacionais com o compromisso de recomprar o dinheiro mais tarde. A autoridade monetária também anunciou que vai rolar (renovar) integralmente os contratos de swap cambial (venda de dólares no mercado futuro) em janeiro. Essas intervenções têm como objetivo segurar a alta da moeda norte-americana.

(Agência Brasil)

CIC prepara festa do centenário em 2019

A diretoria do Centro Industrial do Ceará, braço político da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), prepara uma programação que marcará, ano que vem, seu centenário de fundação.

Trata-se de uma das entidades do ramo empresarial mais antigas do País.

André Siqueira, presidente do CIC, fecha também um plano de desburocratização, a ser sugerido ao novo Governo de Camilo Santana.

*Confira artigo de André Siqueira no O POVO aqui.

Prefeitura e suas contradições nada transparentes

148 3

Com o título “Prefeitura e suas contradições nada transparentes”, eis artigo de Márcio Martins, vereador de Fortaleza pelo PR. Ele questiona gastos com a festa do Rèveillon. Confira:

O dinheiro do fortalezense não é gasto de forma transparente. Por isso, a Justiça concedeu meu mandado de segurança e determinou que a Prefeitura apresente todos os documentos referentes à licitação do Réveillon 2019, sob pena de multa de R$ 5 mil por dia de descumprimento.

Há dois anos tentei obter, sem sucesso, dados do Réveillon na Secretaria de Governo, responsável pela festa. Meus ofícios sequer foram respondidos e nem o secretário Samuel Dias me recebia. Não tive alternativa a não ser recorrer à Justiça.

Que gestão é essa em que um vereador precisa ir à Justiça para conseguir acessar contratos públicos, pagos com verba pública?

O valor de um Réveillon de Fortaleza construiria quase três unidades básicas de saúde do porte da existente no bairro Pici; ou compraria 28 ambulâncias. Como cidadão fortalezense e presidente da Comissão de Cultura da Câmara de Vereadores, defendo um bom Réveillon, para nossa cidade e para nosso turismo, mas que os gastos sejam justificados e dentro da realidade fiscal.

Defendo, inclusive, que os grupos culturais locais sejam mais valorizados financeiramente, com cachês igualitários e artistas locais não fiquem com R$ 14 mil em detrimento de R$ 850 mil para “artistas nacionais”.

Em resumo, o Réveillon 2019 funciona assim: a Prefeitura de Fortaleza licitou uma empresa para captar patrocínios privados: a ATG Comunicações LTDA (a mesma que não captou nada de patrocínio em 2017); e que até agora conseguiu R$ 900 mil, sendo R$ 800 mil de uma incorporadora da cervejaria Ambev (provavelmente uma já tradicional patrocinadora dos Réveillons anteriores); mais R$ 100 mil do Instituto Nordeste Cidadania.

Acontece que a ATG Comunicações, que captou os 900 mil, já abocanhou R$ 620 mil, quase 70%, pelo “serviço”, um absurdo que demonstra a desnecessária perda de receita do patrocínio com uma empresa terceira. Ou seja, a Prefeitura, que já captava patrocínio antes, resolveu pagar uma empresa terceira para captar os mesmos patrocínios e ficar com parte para ela.

A Prefeitura precisa falar a verdade e parar de mentir dizendo que essa megafesta é pago com dinheiro privado.

*Márcio Martins

vereadormarciomartins@gmail.com

Vereador de Fortaleza pelo PR.

Prefeitura de Caucaia abre seleção para profissionais liberais

310 2

A Prefeitura de Caucaia (Região Metropolitana de Fortaleza) esta promovendo Chamamento Público para selecionar advogados, engenheiros, contadores, administradores e outros profissionais.

As inscrições acontecem apenas nesta quinta (27) e sexta (28), já que segunda-feira (31) é ponto facultativo nesse município.

Os salários vão de R$2.500,00 ate R$ 7.500,00. Os contrato terão duração de um ano.

Os editais podem ser retirados no site da prefeitura: caucaia.ce.gov.br (Chamamento Público 2018).

SERVIÇO

*Confira no link aqui.

Juiz Paulo Régis Botelho é nomeado desembargador federal do TRT do Ceará

Paulo Régis ao lado da desembargadora federal Roseli Alencar.

O presidente Michel Temer nomeou o juiz do trabalho Paulo Régis Botelho para desembargador federal do Tribunal Regional do Trabalho, da 7ª Região. Ele foi o mais votado de lista tríplice na qual estavam ainda Carlos Roberto Rebonato e Clóvis Valença.

Paulo Régis Botelho foi nomeado pelo critério do merecimento e entrará no lugar do desembargador federal  Antonio Marques Cavalcante, que pediu aposentadoria.

Fac-símilie do D.O.U de 26 de dezembro último:

Delegado Cavalcante deve ser o líder do PSL na Assembleia

Delegado Cavalcante, deputado estadual eleito pelo PSL, será o líder do partido no legislativo.

Ele diz que já está, inclusive, tratando do assunto com a direção estadual da sigla, lembrando o fato de ter a experiência de quem já foi parlamentar por três mandatos.

Ou seja, André Fernandes, embora o mais votado, ainda é tido como verdinho.

(Foto – ALCE)

 

Izolda Cela e Idilvan Alencar querem a manutenção de Rogers Mendes na Seduc

Quem conversa com o ex-secretário estadual da Educação, Idilvan Alencar, eleito deputado federal pelo PDT, percebe que ele quer assumir o mandato “para reforçarmos a luta em defesa da educação”.

Tem até o apoio da vice-governador reeleita, Izolda Cela (PDT), pró-manutenção de Rogers Mendes.

O problema é que Camilo Santana (PT) foi reeleito com apoio de 24 partidos que querem, também, o direito de participar do olimpo estadual.

(Foto -Arquivo)

Morre na Itália o conhecido “Padre Chico”

156 1

Morreu, nessa terça-feira, na Itália, o padre Francisco Moser (81), conhecido popularmente em Fortaleza como “Padre Chico”. Ele morava atualmente em Trento e foi vitimado por um câncer.

Na Capital cearense, Padre Chico trabalhou  na Arquidiocese no período de 1987 a 2004. Nesses 17 anos, serviu em pastorais sociais. Atuou na Paróquia de São Francisco de Assis, no Conjunto Palmeiras.

(Foto – Arquivo)

Editorial do O POVO – “Novo Governo precisa do BNB”

131 2

Com o título “Novo Governo precisa do BNB”, eis o Editorial do O POVO desta quarta-feira:

o atingimento da meta de empréstimos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) pela atual diretoria do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) possui significado extra. Vai além do reconhecido mérito da atual gestão em aplicar acima dos R$ 30 bilhões estipulados para este exercício.

Conforme antecipou seu presidente Romildo Rolim, o BNB alcançou a marca de R$ 30.245.325.966,64 e já mira os R$ 32 bilhões até o fim desta semana e do ano. Foi uma meta ousada ante os R$ 17 bilhões de 2017. E um adendo: somando com o Crediamigo, o programa de microcrédito criativo do Banco, um segmento no qual o BNB é o principal especialista no País, chegou-se a R$ 40 bilhões.

Fosse uma instituição financeira como outra qualquer, seria um resultado a ser lido sob angulação apenas monetária e de medição de desempenho. Contudo, em se tratando do Banco do Nordeste, há variáveis outras no plano do intangível. Implica respeito pela principal instituição da União Federal na região.

Em plena transição de comando no Palácio do Planalto, como uma nova configuração de política econômica no Governo a ser iniciado dentro de seis dias, a demonstração de vigor do Banco reforça o quão fundamental ele é no papel de executar uma política de desenvolvimento regional. Nada de favor, mas aquilo que preconiza a Constituição vigente, nascida há 30 anos sob a égide da Cidadania.

Por mais sobejas que sejam as provas de importância para a economia de nove estados do Nordeste e partes de Minas Gerais e Espírito Santo, o BNB de modo recorrente padece das ameaças de fusão ou incorporação. A discussão deve se abrenhar no volume, no cumprimento das regras de compliance e também no perfil dos tomadores. Qual o modelo hoje, qual o porte do clientes atendidos pelas operações e como estabelecer a blindagem da atuação da Diretoria frente a natural pressão política na máquina estatal. Tudo isto diz muito da capacidade de irrigação dos recursos na economia.

A questão carrega daltonismo político em seu âmago. As cores partidárias historicamente mostraram-se indiferentes no tratamento dedicado por Brasília à pauta regional. Os interesses dos estados do Centro-Sul emergem na semântica. Os incentivos concedidos por estados manietados por limitações econômicas advindas de um crescimento pouco equânime recebem a alcunha de guerra fiscal.

O novo Governo terá conseguido sair do lugar comum caso atente para o Nordeste, seu Banco e suas políticas não como um paliativo, mas como uma estratégia importante para a economia nacional.

(Editorial do O POVO)

Catedral de Fortaleza recebe restos mortais de dom Aloísio em clima de ordenação de diáconos

A Arquidiocese de Fortaleza recebeu, nesta noite de sexta-feira, na Catedral Metropolitana, a urna com parte dos restos mortais do ex-arcebispo de Fortaleza, dom Aloísio Lorscheider. O ato foi marcado por celebração presidida pelo atual arcebispo, dom José Antonio Aparecido, destacando ainda o 40º aniversário da dedicação da Catedral, concluída e consagrada pelo arcebispo falecido.

Na mesma celebração, foram ordenados 17 diáconos, sendo quatro permanentes. Entre os fiéis católicos presentes, estava o senador Tasso Jereissati (PSDB), que era amigo de dom Aloísio. Com ele, sua mulher, Renata, e o deputado estadual tucano Carlos Matos.

Os Diáconos ordenados

1 – Claudenir Maia Silva
2 – Francisco Antônio Araújo Souza
3 – Francisco Rodrigues da Cruz
4 – Francisco Tarciso Alves de Medeiros
5 – Franco Michel Silva Galdino
6 – Igor Cristino Câmara
7 – Jonas Xavier de Souza Almeida
8 – José do Carmo da Silva Oliveira
9 – Maciel de Sousa Silva
10 – Marlos de Oliveira Rebouças
11 – Michel Bastos Bow Ztaif
12 – Ramilson do Nascimento Silva
13 – Roberto Jorge Simões Menezes
14 – Thiago José Rocha Costa
15 – Ticiano Silva Cavalcante
16 – Vicente Tomaz de Souza Junior
17 – Vitor Bomfim Santos

As relíquias ficarão depositadas na Capela da Ressurreição, construída na Cripta da Catedral, no subsolo. Ali, deverá estar exposta para visitação.

Memória

Dom Aloísio Léo Arlindo Lorscheider (1973 a 1995) foi 4º arcebispo de Fortaleza). Cardeal Presbítero do Título de São Pedro “in Montório”, filho de Jose Aloysio Lorscheider e de Verônica Gerhard Lorscheider. Nasceu em Linha Geraldo, município de Estrela, no Rio Grande do Sul, em 8 de outubro de 1924. Foi ordenado sacerdote a 22 de agosto de 1948.

No dia 03 de fevereiro de 1962, o Papa João XXIII nomeou-o bispo de Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul. Recebeu a ordenação episcopal a 20 de maio do mesmo ano. Foi membro da Comissão Teológica da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, e depois primeiro Secretário da mesma Conferência até ser eleito Presidente.

Em 1973, Paulo VI o promoveu à sede arquidiocesana de Fortaleza. Nesta Arquidiocese, dom Aloísio Lorscheider continuou a sua missão pastoral já com notáveis frutos em Santo Ângelo. Dedicou particular atenção ao clero, no qual procurou desenvolver um profundo sentido de comunhão eclesial e um singular impulso apostólico.

No fim de 1972, no decurso da XIV Assembléia do CELAM foi eleito Vice-presidente deste organismo, sucedendo pouco depois a Dom Eduardo Pironio, na Presidência do órgão.

Presidiu em 1979 o Encontro dos Bispos da América Latina em Puebla-México. Foi criado e publicado cardeal no consistório de 24 de mão de 1976 por S.S. o Papa Paulo VI – Presbítero do Título de São Pedro “in Montorio”, e como tal, tomou parte nos dois conclaves que elegeram papas, respectivamente suas Santidades João Paulo I e João Paulo II.

Foi transferido para a Arquidiocese de Aparecida do Norte em 1995. Em 28 de janeiro de 2004, recebeu a notícia da aceitação de sua renúncia e em 25 de março do mesmo ano entregou a arquidiocese para dom Raymundo Damasceno Assis, tornando-se, assim, arcebispo emérito de Aparecida.

Morreu às 5h30min, do dia 23 de dezembro de 2007, no Hospital São Francisco, em Porto Alegre.

*Fotos – Blog da Sagrada Família

Morre ex-vereador petista Durval Ferraz

1049 20

Morreu, nesta sexta-feira, em Fortaleza, o ex-vereador Durval Ferraz (70). Ele estava acamado há três anos vítima de uma doença neurológica degenerativa, mas foi acometido de pneumonia.

Durval, ao lado de Artur Bruno, atual titular da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema), foi um dos primeiros petistas a ganhar assento na Câmara Municipal da Capital cearense. Cumpriu quatro mandatos e criou a Comissão de Direitos Humanos da Casa. Foi destaque na luta pelas minorias e contra a violência praticada contra homossexuais.

Durval foi também professor de Religião de escolas de Fortaleza e era adepto da chamada Teologia da Libertação. O velório ocorrerá a partir das 8 horas deste sábado, com enterro às 11 horas, no Cemitério Jardim Metropolitano, no município do Eusébio (RMF).

A Câmara Municipal decretou luto de três dias. O presidente da Casa, Salmito Filho, lamentou a morte do amigo, que sempre pautou sua trajetória política em defesa das causas sociais.

(Foto – Arquivo)

Camerata de Cordas da UFC promove campanha na internet para participar de festival

Alunos da Camerata de Cordas da UFC promovem campanha virtual de financiamento coletivo

Os alunos do projeto Camerata de Cordas da Universidade Federal do Ceará vão participar do III Encontro de Cordas Flausino Valle, que ocorrerá na cidade de Pelotas (RS), de 6 a 14 de julho de 2019. Para viabilizar os custos com transporte, os estudantes lançaram na Internet uma campanha de financiamento coletivo na qual a sociedade poderá contribuir diretamente e ajudar os alunos a participar do evento. A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

A campanha on-line (https://bit.ly/2GcbBu7) permite que a comunidade faça doações e ainda receba recompensas pela parceria. A meta é arrecadar, até 31 de março de 2019, R$ 25 mil, valor que custeará as passagens aéreas dos 18 integrantes. As recompensas aos benfeitores da campanha vão desde cartões-postais, marcadores de livro e camisas até apresentações artísticas exclusivas.

Evento

O Encontro de Cordas Flausino Valle (ECFV) é um evento que conjuga todas as áreas de ensino instrumental de cordas friccionadas, dedilhadas e pinçadas, com vasta programação de masterclasses e oficinas de instrumentos como violino, viola, violoncelo, contrabaixo, violão e piano correpetidor.

A primeira edição do encontro foi realizada em 2017, na Universidade Federal do Acre (UFAC), em Rio Branco (AC). O II ECFV ocorreu em 2018, em Fortaleza (CE), e foi promovido pela UFC. A terceira edição será na cidade de Pelotas (RS), em 2019, através de parceria institucional da UFAC e da UFC com a Universidade Federal de Pelotas (UFPEL).

A participação da Camerata de Cordas da UFC no III Encontro de Cordas Flausino Valle será uma grande oportunidade para o desenvolvimento técnico, musical e artístico de cada um dos integrantes. Além de possibilitar uma rica experiência de intercâmbio entre esses jovens músicos e os de outros grupos, projetos e universidades do País, contribuirá para o crescimento intelectual, afetivo e social dos participantes, através da prática instrumental coletiva.

(Foto – Divulgação)

Deputada bolsonarista sugere “intervenção militar no STF”

Bia Kicis, deputada federal eleita pelo PRP/DF, mencionou uma “intervenção militar no STF” ao reagir à decisão do ministro Marco Aurélio de soltar presos em 2ª instância, que, inclusive, já foi suspensa por Tofolli.

A ex-procuradora do Distrito Federal escreveu, em sua conta no Twitter:

— Só lembrando: a partir de 1º/1/19, Jair Bolsonaro será Chefe de Poder e poderá pedir a intervenção militar no STF.

A publicação foi às 16h59min. Depois, a deputada apagou o tuíte.

(Com Lauro Jardim, colunista do O Globo)

Oportunidade da cidade criativa

Com o título “Oportunidade da cidade criativa”, eis artigo de Joaquim Cartaxo, arquiteto urbanista e superintendente estadual do Sebrae/CE, que aborda tema do momento: economia criativa como estímulo ao desenvolvimento sustentável e duradouro. Confira:

Está em desenvolvimento o projeto que objetiva inserir Fortaleza na Rede de Cidades Criativas da Unesco. Nesse sentido, foi realizada recentemente a 2ª Jornada Ibero-Americana de Design e Artesanato, promovida pelo Sebrae e Prefeitura de Fortaleza, que reuniu especialistas nacionais e internacionais na capital cearense para refletir sobre a relação entre design (inovação) e a produção artesanal (tradição).

O que isso representa? Integrar a Rede da Unesco significa participar do movimento global que reúne mais de 180 cidades de 72 países, que cooperam entre si e investem na cultura e na criatividade como fatores de estímulo ao desenvolvimento sustentável e duradouro. No Brasil, estão nessa rede: Salvador, Santos, Curitiba, Brasília, João Pessoa, Belém, Paraty e Florianópolis.

Na prática, representa também o compromisso de Fortaleza em consolidar um dos segmentos econômicos que mais ganham importância no século XXI, a economia criativa que se diferencia dos segmentos tradicionais pela abundância do seu principal ativo: a capacidade humana de criar, inovar, transpor ideias e sentimentos para um campo tangível. Mas, nem por isso, a economia criativa deixa de se relacionar com os segmentos mais tradicionais da economia.

Por outro lado, destacar a economia criativa é priorizar um segmento que no Brasil, de acordo com a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), gerou cerca de R$ 155,6 bilhões e respondeu por mais de 850 mil empregos formais em 2015.

A cidade criativa é também aquela que utiliza o seu potencial de inovação combinado com tradição para melhorar a vida das pessoas por meio da geração de emprego, oportunidades e renda. Segundo Charles Landry, criador do termo, é o lugar onde as pessoas se expressam, crescem e o poder de decisão e planejamento são compartilhados entre as cidadãs e cidadãos. Ou seja, uma cidade mais justa, próspera e participativa para todos os seus moradores.

*Joaquim Cartaxo

cartaxojoaquim@bol.com.br

Arquiteto urbanista e superintendente do Sebrae/Ceará