Blog do Eliomar

Categorias para Trânsito

Um apelo à AMC

De Heyde Leão, leitor do Blog, recebemos a seguinte nota, em tom de cobrança e preocupação. Confira:

Caro jornalista Eliomar de Lima, recentemente, você publicou uma nota sobe a Zona Azul implantada na rua 25 de Março. Essa medida, por si só, já traz dois problemas, e não apenas um: o ato de comprar a Zona Azul (já relatado por você) e o constrangimento ilegal dos flanelinhas que agora, assolam e constrangem os pais e mães, que por serem mulheres sofrem, inclusive, ameaças.

Mas, o que me move é pedir para que replique o apelo de um pai que testemunhou uma quase tragédia. Ontem, ao atravessar com a mãe, de mão dada com ela, um aluno do Externato São Vicente ia sendo atropelado por uma moto que não respeitou a faixa de pedestres.

Uma van de transporte escolar parou para os dois atravessarem. A moto, não. Por muito pouco, um segundo, sem exagero algum, essa criança estaria hoje no jornal como uma criança atingida na frente da Escola, por uma moto que não respeitou a faixa de pedestres.

Peço que o amigo faça um apelo à AMC para que ela coloque redutores de velocidade ou na linha da faixa de pedestres, ou um pouco antes da faixa de forma a obrigar motoristas e motociclistas a reduzir a velocidade diante do fluxo de pais, alunos e transportadores de crianças.

Fico grato pela divulgação.

Atenciosamente,

Heyde Leão
Diretor Executivo – AED Tecnologia
Empresa Incubada na IE – Incubadora de Empresas do IFCE – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará.

Obras do VLT alteram trânsito de domingo a terça-feira na Avenida Antônio Sales

Com o objetivo de permitir a implantação de duas vias férreas do VLT Parangaba-Mucuripe, obra tocada pela Secretaria de Infraestrutura do Governo, estão sendo concluídos dois viadutos ferroviários sobre a Avenida Antônio Sales. Oito vigas de concreto serão içadas para finalizar a estrutura. A previsão é que, até o início de julho, o VLT comece a passar pelo trecho, em Operação Assistida (com passageiros e de forma gratuita), estendendo o percurso da Estação Parangaba até a Estação Papicu. (Hoje essa operação do Metrofor se estende por quatro estações do VLT, até a Borges de Melo – serão adicionadas quatro). A informação é da assessoria de imprensa da Seinfra.

Para garantir a operação de montagem com segurança, a Avenida Antônio Sales passará por bloqueios provisórios. As intervenções acontecerão em três períodos: neste domingo (03/06) de madrugada, de 00h às 5h da manhã; na segunda-feira (04/06), de 00h às 5h da manhã; e na terça-feira (05/06), de 00h às 5h da manhã. Os bloqueios são necessários por conta da movimentação de guindastes e do içamento das vigas, que têm aproximadamente 23 metros de comprimento e pesam cerca de 50 toneladas.

Desvios no trânsito

A Avenida Antônio Sales ficará bloqueada em ambos os sentidos no trecho compreendido entre a Rua Monsenhor Catão e Avenida Eng. Santana Júnior. A Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) dará suporte operacional à intervenção.

Em virtude do bloqueio provisório, os condutores que trafegam na Avenida Antônio Sales (sentido Aldeota/Iguatemi) devem entrar à esquerda na Rua Monsenhor Catão, seguir direto e dobrar à direita na Avenida Padre Antônio Tomás até a Avenida Eng. Santana Júnior.

Já o motorista que costuma vir pela Eng. Santana Júnior e utiliza a Avenida Antônio Sales para acessar a Aldeota, sentido Sul-Norte, terá que seguir em frente até a alça de acesso da Avenida Padre Antônio Tomás, entrar à direita na Rua Monsenhor Catão, à esquerda na Rua Paula Ney, à esquerda novamente na Rua Cel. Jucá, seguindo até a Rua Beni de Carvalho.

Os desvios para quem vem na Via Expressa: sentido sertão/praia, dobrar à direita na Rua Tertuliano Potiguara seguindo até a Eng. Santana Júnior; já no sentido praia/sertão, a orientação da AMC é entrar à direita na Rua Vicente Leite, à direita novamente na Av. Pontes Vieira e à esquerda na Avenida Senador Virgílio Távora.

Denatran diz que suspensão de portaria não impedirá parcelamento

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) informou que a suspensão da norma que regulamentava o pagamento de multas com cartões de débito ou crédito não impedirá o parcelamento das dívidas.

Em nota, o Denatran afirma que o parcelamento das multas é uma prática respaldada por resolução do Conselho Nacional do Trânsito (Contran) que tem força de lei. Assim, órgãos e entidades que integram o Sistema Nacional de Trânsito e que já implementaram o sistema informatizado necessário à cobrança parcelada dos débitos veiculares seguirão aceitando cartões eletrônicos. Caso do Distrito Federal, onde os donos de veículos continuarão podendo optar pelo parcelamento das multas.

De acordo com o Denatran, a suspensão da Portaria nº 53, de 23 de março, suspende apenas os procedimentos técnicos que os órgãos fiscalizadores deveriam adotar para se adequar à prática do parcelamento. O departamento também garante que a suspensão da portaria não causará impacto para os processos já iniciados por condutores que optaram pelo parcelamento das multas de trânsito.

(Agência Brasil)

Denatran suspende uso de cartões de débito ou crédito no pagamento de multas

Uma portaria assinada pelo diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), Maurício José Alves Pereira, foi divulgada no Diário Oficial da União

No conteúdo, suspende outra portaria do órgão que permitira o uso de cartões de débito ou crédito para o pagamento parcelado das multas de trânsito.

O órgão não da maiores detalhes da decisão.

 

MPF obtém decisão que permite ressarcimento de R$ 97 milhões em multas aplicadas pela AMC

2304 1

A Justiça Federal do Ceará determinou que a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) apresente documentos que demonstrem os nomes de todos os cidadãos e valores pagos por eles em razão de multas aplicadas indevidamente nos anos de 2003 e 2004. As multas foram anuladas a pedido do Ministério Público Federal do Estado. Somadas, representaram arrecadação de R$ 97 milhões. Na decisão, de março deste ano, há também determinação para que a autarquia repasse aproximadamente R$ 4,9 milhões devidos ao Fundo de Segurança e Educação no Trânsito (Funset). O valor corresponde a 5% do que foi arrecadado com a aplicação de multas que foram anuladas após o questionamento feito em ação civil pública por improbidade administrativa movida pelo MPF.

A apresentação dos nomes dos cidadãos e do valor das multas, como destaca o procurador da República Oscar Costa Filho, vai permitir que as pessoas possam pedir administrativamente ou judicialmente o ressarcimento. A informação é da assessoria de imprensa do MPF do Ceará.

O MPF ingressou, em 2005, com ação de improbidade administrativa em função de irregularidades cometidas pela AMC em 2003 e 2004. Além aplicar multas indevidamente, a autarquia deixou de fazer repasses obrigatórios ao Funset. “A fiscalização do trânsito é extremamente necessária, e as estatísticas demonstram que os acidentes estão diminuindo, mas não podemos fazer isso desrespeitando os direitos constitucionalmente garantidos”, ressalta Costa Filho.

O cumprimento da sentença judicial foi debatido em audiência pública realizada nesta sexta-feira, 11 de maio, entre o procurador e representantes da AMC. Durante a audiência, o superintendente da AMC, Francisco Arcelino Araújo Lima, sinalizou com a intenção de buscar o parcelamento dos R$ 4,8 milhões que a instituição deve ao Funset.

Nomes de agentes

O procurador da República e os representantes da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania conversaram ainda sobre o andamento de dois outros procedimentos que tramitam no Ministério Público Federal. Eles acordaram um prazo de 30 dias para a divulgação de nomes e matrículas de agentes de trânsito no site do órgão municipal na internet. A publicização das informações está prevista em resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Resolução Contran nº 709) e o cumprimento da norma no Ceará vem sendo acompanhado por Costa Filho. Em 45 dias, será disponibilizado levantamento com o quantitativo de multas aplicadas por agente.

(Foto – Jarbas Oliveira)

Placas de veículos terão até dezembro padrão dos países do Mercosul

O Diário Oficial da União publicou hoje (11) resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que regulamenta a produção das placas de identificação dos veículos brasileiros no padrão dos países do Mercosul. As novas placas deverão ser implementadas no Brasil até 1º de dezembro deste ano em veículos a serem registrados, que estejam em processo de transferência de município ou propriedade ou quando houver a necessidade de substituição das placas.

A resolução traz as regras e requisitos de credenciamento das empresas responsáveis pela produção, estampa e o acabamento final das placas veiculares. As empresas só poderão produzir e comercializar as placas se forem credenciadas no Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

De acordo com a resolução, a venda das placas deverá ser feita de forma direta das empresas credenciadas aos proprietários de veículos. A definição dos preços também será feita pelos fabricantes.

Substituição da placa

A resolução permite ainda que o proprietário do veículo antecipe a substituição da placa, mantenha os números originais no cadastro e altere os caracteres no novo modelo a ser instalado.

Conforme outra resolução publicada em março deste ano, a medida se aplica a todos os tipos de veículo, incluindo reboques, semirreboques, motocicletas, triciclos, motonetas, ciclo elétricos, quadriciclos, ciclomotores, tratores e guindastes, que serão identificados por uma única placa, instalada na parte traseira.

Para veículos já emplacadas, a troca será opcional até 2023, quando toda a frota nacional deve circular com a nova identificação. As novas placas são revestidas com película retrorrefletiva e têm fundo branco com margem superior azul. Além de estampar a bandeira brasileira com o símbolo do Mercosul, o novo modelo mantém os atuais sete caracteres alfanúmericos e apresenta ainda Quick Response Code (QRCode) e número de ID único para coibir fraudes.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio lança campanha Maio Amarelo

O prefeito Roberto Cláudio lançou nesta segunda-feira (7), no Paço Municipal, a programação do Maio Amarelo. A campanha visa chamar a atenção para melhorias no trânsito de Fortaleza, oferecendo melhor infraestrutura e garantias, especialmente para os usuários mais vulneráveis no trânsito, desta vez com foco no pedestre. Para isso, durante todo este mês, uma série de atividades será realizada em diversos pontos da Cidade.

“Conseguimos muitos avanços nos últimos três anos, desde que adotamos políticas públicas de segurança viária mais eficientes. Quanto maior for o nível de consciência, de corresponsabilidade do cidadão, maior será o número de vidas salvas e menor será o número de acidentes na nossa Cidade”, destacou Roberto Cláudio.

De acordo com dados preliminares da próxima edição do Relatório Anual de Acidentes de Trânsito de Fortaleza (2017), o número de pedestres que perdem a vida em Fortaleza, apenas para atravessar a rua por exemplo, vem diminuindo nos últimos seis anos. No início da Década de Ação pela Segurança Viária Global da ONU (2011), 171 pessoas perderam a vida ao serem atropeladas, o ponto mais alto da série histórica da Capital Cearense. Ano passado, o número registrado foi de 96 óbitos, uma redução de 43,9% se comparados os dois períodos.

O perfil da maioria das vítimas que andam a pé nas ruas e que perdem a vida ao serem atropeladas é de idosos, com mais de 60 anos e, em geral, esses acidentes acontecem numa distância de até um quilômetro da casa das vítimas. Os bairros que concentram a maior parte das ocorrências estão nas Regionais I, V e VI. Ainda segundo o estudo, a maioria dos casos (43,7%) dos atropelamentos são causados por motociclistas, seguidos por automóveis (39,4%).

“A Organização Mundial de Saúde afirma que problemas no trânsito são um caso de saúde pública. Em Fortaleza, os acidentes são a quinta maior causa de mortes. Por isso, nossas campanhas são focadas em pedestres e motociclistas, os mais vulneráveis e os que causam mais acidentes. É um trabalho de educação e fiscalização”, explicou o secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos, Luiz Alberto Saboia.

Entre as ações que têm buscado reduzir o número de acidentes, estão a implantação de binários que reorganizam o trânsito nos bairros, a extensão da malha cicloviária, renovação de sinalização, travessias elevadas distribuídas em pontos críticos de todas as Regionais e também intervenções do projeto piloto de segurança viária, com redução de velocidade, na Av. Pres. Castelo Branco.

Hoje, Fortaleza contam com 35 faixas de pedestres elevadas, duas áreas de trânsito calmo nos bairros Rodolfo Teófilo e Vila União, além da execução em andamento da requalificação na área central da Cidade 2000, testadas com o projeto “Cidade da Gente”, em setembro do ano passado.

Também estão programadas, para implantação ainda este mês, outras intervenções que buscam dar mais proteção ao pedestre, especialmente em regiões adensadas e com intenso fluxo de pessoas a pé.

(Prefeitura de Fortaleza / Foto: Divulgação)

Ator Fábio Assunção é detido após acidente de trânsito

O ator Fábio Assunção foi preso na manhã desta quinta-feira (3) após bater em dois carros na Alameda Franca, nos Jardins, na Zona Oeste de São Paulo. Ele foi levado para o 78º Distrito Policial, na Rua Estados Unidos. Ninguém ficou ferido. A informação é do Portal G1.

Ele deve ser autuado por embriaguez ao volante, pagar fiança e responder em liberdade. O advogado está ao lado dele. O G1 não conseguiu falar com ele.

Segundo a Polícia Militar, Fábio bateu nos outros veículos, a PM foi acionada e quando chegou ao local, ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas apresentava sinais de embriaguez. O ator também se recusou a ir ao Instituto Médico Legal para fazer exame clínico.

Em junho de 2017, o ator foi preso em uma festa de São João em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco. Segundo a Polícia Militar, o ator agrediu pessoas e desacatou policiais. Ele também teria quebrado um dos vidros da viatura em que foi levado. Após ser ouvido em uma audiência de custódia, ele pagou fiança e foi liberado.

(Foto – O Globo)

Campanha do Maio Amarelo alerta para 37 mil mortes no trânsito do país

Com o lema “Nós somos o trânsito”, foi lançada nessa quarta-feira (2), em Brasília, a quinta edição do Maio Amarelo, campanha internacional que chama atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos no trânsito. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), os acidentes rodoviários matam 1,25 milhão de pessoas por ano, em todo o mundo, e são a principal causa de morte de pessoas com idade entre 15 e 29 anos. Do total de mortes, 90% ocorrem nas estradas de países de baixa e média renda, que detêm apenas a metade da frota de veículos do mundo.

No Brasil, de acordo com o DataSUS, mais de 37,3 mil pessoas morrem todos os anos no trânsito das cidades e rodovias do país. “É como se um avião de médio porte caísse todos os dias com 93 passageiros a bordo. É o que representa o número de vidas que perdemos no trânsito em nosso país [todos os dias]”, afirmou o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, que participou do lançamento da campanha na capital federal. De acordo com Baldy, o objetivo do Maio Amarelo é articular os órgãos de trânsito nos estados, como os Detrans, com a ação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT). Além das campanhas educativas, serão intensificadas, ao longo do mês, campanhas de fiscalização, como as blitz de trânsito.

Em 2011, o Brasil aderiu ao programa das Nações Unidas chamado Década de Ação pela Segurança no Trânsito, uma pacto global que prevê a redução em 50% do número de vítimas no trânsito até 2020. De lá pra cá, o Brasil conseguiu diminuir em 25% o número de mortes em acidentes automobilísticos. “O Maio Amarelo consegue trazer para sociedade essa atenção para o tema, mas de nada adianta o esforço de cada órgão, se o motorista, ao conduzir nas cidades ou estradas, não tiver responsabilidade e a devida consciência de que tem em seu poder uma arma de grande potencial para matar ou lesionar as pessoas”, afirmou o diretor-geral da PRF, Renato Dias.

Segundo a PRF, o excesso de velocidade, as ultrapassagens indevidas, a combinação de álcool e direção, a falta de cinto de segurança e o uso de celular ao volante são as cinco principais causas de acidentes de trânsito no país. “A grande preocupação no momento é o uso do celular pelo motorista. Agora, com o Whatsapp, potencializou mais o risco de tirar a atenção do condutor”, acrescentou Renato Dias, da PRF.

(Agência Brasil)

Câmara arquiva projeto sobre proibição de cobrança da taxa de inspeção veicular

A Comissão de Finanças e Tributação rejeitou projeto do deputado Augusto Coutinho (SD-PE) que proíbe a cobrança da taxa de inspeção veicular (PL 7373/14).

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (Lei 9503/97), a inspeção veicular avalia as condições de segurança, de controle de emissão de gases poluentes e de ruído do veículo.

O parecer do relator, deputado Lucas Vergilio (SD-GO), foi contrário à matéria no mérito e pela não implicação da matéria em aumento ou diminuição da receita ou da despesa pública.

“A matéria não tem repercussão direta no Orçamento da União, tendo em vista que a vistoria e inspeção de condições de segurança veicular são realizadas por órgãos ou entidades executivos de trânsito dos estados e do Distrito Federal”, explica o relator.

Vergilio destaca ainda que, embora a União tenha competência privativa para legislar sobre trânsito e transporte, ela não pode restringir, por meio da edição de lei ordinária federal, a competência tributária dos estados, do Distrito Federal e de municípios. Esses entes podem, conforme a Constituição, instituir taxas em razão do exercício do poder de polícia ou pela utilização de serviços públicos.

(Agência Câmara Notícias)

Área de exames do Detran/CE da Maraponga volta a ser ocupada por servidores

Quase um ano e meio depois, a área de exames de direção e prática do Detran/CE da Maraponga voltou a ser ocupada por servidores, na tarde desta quinta-feira (22), após decisão de assembleia geral da categoria, que reivindica a entrega dos dados técnicos para estudo da descompressão salarial.

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará i(Sindetran/CE) aponta que o governo havia sinalizado, há 30 dias, ser favorável à reivindicação do cálculo da repercussão financeira.

A categoria requer, agora, que o processo seja analisado na próxima semana, na Assembleia Legislativa.

(Foto: Divulgação)

Ministério vai revogar regra que exigia curso para renovar CNH

O Ministério das Cidades anunciou nesse sábado (17) que será revogada a resolução que tornava obrigatória a realização e aprovação em Curso de Aperfeiçoamento para motoristas renovarem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Por meio de nota, a pasta informou que a revogação se dará para “não afetar a rotina dos condutores que precisam renovar suas carteiras de habilitação/CNHs por todo o Brasil”.

O ministério informa ainda que a revogação vai reduzir custos. “Esta ação acontece em conformidade com os objetivos do Governo Federal, de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro”.

A resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) estabelecia que, a partir de junho deste ano, os condutores que fossem renovar a carteira de motorista teriam que passar por um curso teórico com exame para atualizarem seus conhecimentos. Esse curso de reciclagem seria composto por dez aulas e, para que os motoristas renovassem a documentação, deveriam obter um resultado favorável de, pelo menos, 70% da prova.

Ainda segundo a nota divulgada pelo Ministério das Cidades, a revogação acontecerá no próximo dia útil.

(Agência Brasil)

Fortaleza reduz mortes no trânsito pelo terceiro ano seguido, destaca vereador

O presidente da Comissão de Saúde e Seguridade Social da Câmara Municipal de Fortaleza, vereador Dr. Porto (PRTB), destacou o trabalho da Prefeitura na redução do número de vítimas fatais em acidente de trânsito na cidade. O parlamentar ressaltou que a redução nas taxas de mortalidade no trânsito segue pelo terceiro ano consecutivo.

O vereador apontou ainda a situação do Instituto José Frota, diante o número de acidentes no trânsito, e comentou da importância na redução do número de mortes. O parlamentar atentou para a politica de mobilidade urbana que o prefeito Roberto Cláudio vem implementando na cidade, com ciclovias e ciclofaixas, faixas elevadas para pedestre e o projeto esquina segura.

“O prefeito Roberto Cláudio vem mostrando que quer cada vez mais melhorar o trânsito e a vida das pessoas”, disse.

(Com a Agência Fortaleza / Foto: Divulgação)

Renovação da CNH vai exigir curso e prova teórica a partir de junho

A partir de junho deste ano, os condutores que renovarem a carteira de motorista terão que passar por um curso teórico com exame para atualizarem os seus conhecimentos. De acordo com resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), o curso de reciclagem será composto por dez aulas e, para que os motoristas renovem a documentação, deverão obter um resultado favorável de, pelo menos, 70% da prova.

A deliberação do Contran foi publicada na semana passada. Além do curso e da prova, os condutores deverão se submeter aos exames de aptidão física e mental, que já são obrigatórios.

As mudanças começam a valer no dia 6 de junho e serão aplicadas aos motoristas das categorias A (moto) e B (carro). Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), o prazo de vigência poderá ser prorrogado caso as “adequações e construção logística” das novidades não sejam concluídas dentro dos próximos três meses.

As condições gerais do chamado Curso de Aperfeiçoamento para Renovação da CNH são que os motoristas recordem as principais leis de trânsito, normas de circulação e conduta, tenham conhecimento das sinalizações de tráfego e ordem de prevalência no trânsito. Além disso, as aulas darão noções de segurança e inspeção do veículo e vão revisar as infrações, penalidades e medidas administrativas.

Os cursos, gratuitos, serão oferecidos pelo Denatran e os departamentos de Trânsito (detrans) estaduais. As aulas terão duração de 50 minutos e poderão ser feitas presencialmente ou à distância. Neste caso, porém, é preciso que o condutor conclua o curso em, no mínimo, cinco dias após a matrícula.

Já as provas, obrigatoriamente presenciais, terão 30 questões de múltipla escolha, deverão ser feitas no prazo de uma hora, e só serão aplicadas caso os motoristas tenham participado de todas as aulas do curso. Se os condutores não passarem na prova, poderão fazer um novo exame três dias depois de divulgado o resultado.

Segundo o Contran, estarão dispensados do aperfeiçoamento apenas os motoristas que já tiverem passado por outros cursos especializados, como os voltados para veículos de emergência, transporte de passageiros e entrega de mercadorias.

O objetivo principal da mudança, de acordo com o Denatran, é tornar os motoristas mais preparados para lidar com as situações de risco enquanto dirigem. De acordo com o órgão, a redução dos elevados índices de acidente de trânsito no país, responsáveis por elevados custos financeiros e emocionais para o Estado e a sociedade, “passa, necessariamente, por um processo de formação que possibilite termos condutores mais hábeis e conscientes de suas obrigações e responsabilidades no trânsito”.

(Agência Brasil)

Motoristas terão que fazer curso e prova teórica para renovar a carteira

A partir de junho deste ano, uma novidade na área da legislação do trânsito vai entrar em vigor: motoristas que precisarem renovar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), terão que se submeter a um curso teórico e prova, além dos exames médicos que já eram obrigatórios. A informação é do Portal G1.

A mudança foi publicada na última semana por meio de uma resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que redefiniu a formação de condutores no país. Confira as mudanças:

Curso de Aperfeiçoamento para Renovação da CNH

*Deve ser feito ao renovar a CNH (a cada 5 anos)
*Duração de 10 horas/aulas (máx. de 5 horas/dia)
*Poderá ser feito presencialmente ou à distância
*Prova teórica com 30 questões de múltipla escolha
*Exigência de 100% de frequência e 70% de acertos no exame

Ainda não há definição sobre o preço.

Estão dispensados deste curso apenas os motoristas que realizam atividades remuneradas em veículos, como transporte de carga e passageiros. Mas estes profissionais também passarão por outro curso específico, de maior duração, a cada 5 anos, define a nova resolução.

Em caso de reprovação no exame, o condutor poderá fazer uma nova prova 5 dias depois da divulgação do resultado. Se houver uma segunda reprovação, ele deverá passar por todo curso novamente. O curso a distância deve ser realizado em no máximo 5 dias, mas a prova será aplicada apenas presencialmente.

Detran-CE inicia nesta quinta-feira leilão de 949 lotes de moto e carro

O primeiro leilão de veículos apreendidos pelo Detran acontece nesta quinta-feira, dia 8, até sábado, dia 10, no pátio da Montenegro Leilões, na Rua Ademar Paula, 1.000, bairro Esplanada do Castelão, começando às 10 horas, informa a assessoria de imprensa do órgão. Serão ofertados 949 lotes, dos quais 714 de motocicletas e 26 de carros, além de 170 lotes de sucatas de motocicletas e 39 sucatas de carro. Cada lote de sucata há duas unidades do veículo, para aproveitamento somente das peças.

O lance inicial dos lotes de moto variam de R$ 500,00, como o lote 176: Honda CG 125 Fan 2008/2008; até R$ 3.000,00, como o lote 378: Honda CG 150 Titan Ex 2015/2015. Os lotes de carro variam de R$ 3.000,00: lote 959, VW Parati CL 1.8 1994/1994; até R$ 15.000: lote 947, VW Gol Especial MB 2015/2015.

O pagamento só pode ser feito mediante boleto bancário, impresso logo após o lote arrematado, em nome do arrematante. O bem pode ser retirado no primeiro dia útil, após a quitação do boleto. Tem que apresentar CPF, Identidade e comprovante de residência (conta de energia, telefone ou água).

Prefeito baixa edital nesta semana ampliando a Zona Azul

176 1

Da Coluna do Eliomar de Lima, do O POVO desta segunda-feira:

O prefeito Roberto Cláudio (PDT) vai lançar, nesta semana, edital estipulando um novo sistema de Zona Azul. Atualmente, são cerca de 3 mil vagas, mas, de acordo com o chefe do executivo municipal, esse número será elevado para 9 mil ao longo dos próximos 12 meses.

“O que podemos adiantar é que haverá tempos diferentes por cartão Zona Azul, dependendo ainda da área da cidade”, informa o prefeito, observando que, pela nova sistemática, quanto maior o engarrafamento e dificuldade de estacionar, menor será o tempo disponível de uso do cartão. Áreas de trânsito menos complicado terão cartão oferecendo maior tempo de permanência. Ele diz que a ordem é “promover rotatividade” em pontos com pior trânsito.

Roberto Cláudio diz que essa nova sistemática nasceu de estudos prévio realizados pelo Paitt. O Centro terá prioridade e haverá ainda centrais de monitoramento da Polícia Militar e da Guarda Municipal. A comercialização seguirá o modelo de São Paulo: digital e antecipada, abrindo para aplicativos e sistemas de venda online para facilitar a vida do cidadão. A expectativa é de que isso resolve o velho problema de cartão do gênero aparecer nas mãos de flanelinhas.

Projeto quer fim do limite de velocidade nas madrugadas

O deputado federal Aureo Ribeiro (SD-RJ) quer o fim de punição aos motoristas que excederem o limite de velocidade durante a madrugada em vias com radares em áreas de risco.

A medida tem caráter de segurança, diante dos crescentes casos de violência no Rio de Janeiro. Um projeto de lei de sua autoria está em análise na Comissão Especial da Câmara.

(Foto – Julio Caesar)

PRF registra 87 mortes no feriado do Carnaval

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 249 acidentes graves e 87 óbitos nas rodovias federais desde a última sexta-feira (9). O balanço parcial da Operação Carnaval 2018 foi divulgado hoje (14) pelo órgão. Os números são menores que os do ano passado, quando foram registrados 309 acidentes graves e 131 óbitos até a terça-feira de Carnaval.

A operação segue até a meia-noite de hoje com o reforço de policiamento em trechos e horários críticos nas rodovias federais, aqueles que registram maior incidência de acidentes e de flagrantes de condutas irregulares. O balanço final da Operação Carnaval será divulgado amanhã (15).

Até 0h de ontem (13), as equipes da PRF fiscalizaram 144 mil veículos, com o objetivo de verificar as principais condutas irregulares – ultrapassagens irregulares, excesso de velocidade, mistura álcool e direção, e falta de equipamentos de segurança. Foram autuados 1.497 motoristas por embriaguez ao volante, número 22% menor do que no mesmo período do ano passado, quando foram flagrados 1.914 motoristas embriagados até a terça-feira de Carnaval.

“Outro comportamento perigoso para os que estão nas rodovias e que ainda persiste é a ultrapassagem irregular, quer seja em locais proibidos ou em situações que não há possibilidades de ultrapassagem segura”, informou a PRF, em nota. Até meia-noite de ontem foram registradas 8.109 autuações por ultrapassagens irregulares, número 17% menor do que ano passado, “mas que ainda mostra uma frequência muito grande de um comportamento que pode definir a ocorrência de um dos acidentes mais letais, que é a colisão frontal”.

A Operação Carnaval 2018 é mais uma etapa da Operação RodoVida, que começou no dia 22 de dezembro de 2017 e se encerrará no dia 18 de fevereiro.

(Agência Brasil)