Blog do Eliomar

Categorias para Trânsito

Detran-CE se reúne com Sindetran nesta segunda-feira

O superintendente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE), Igor Pontes, se reúne na manhã desta segunda-feira (23), a partir das 11 horas, com a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE), Eliene Uchoa.

O encontro faz parte do acordo firmado para o fim da paralisação dos servidores do Detran/CE e deverá abordar, entre outros temas, o Plano de Cargos e Carreiras (PCCs) da categoria. Há duas semanas, o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, deputado Zezinho Albuquerque (PROS), sinalizou agilizar as negociações junto ao Governo do Estado.

Projeto de mobilidade urbana no Cocó prevê a retirada de semáforos

274 2

foto maquete fortaleza avenidas

Em sua página no Facebook, o prefeito Roberto Cláudio apresenta a maquete eletrônica da mobilidade urbana no Cocó. Confira:

Agora, em abril, iniciaremos outras obras de mobilidade nas diversas regionais da cidade. Destaco agora a maquete eletrônica animada de uma dessas novas intervenções, o cruzamento da Av. Engenheiro Santana Jr. com Padre Antônio Tomás.

A obra prevê a retirada dos semáforos com a construção de um túnel no cruzamento; corredor exclusivo de ônibus no canteiro central; novas paradas de ônibus; novas calçadas; ciclofaixas e áreas específicas para travessia segura de pedestres.

Essa obra privilegiará usuários de transporte público que ganharão mais tempo e conforto.

DETALHE – O investimento na obra é de R$ 25 milhões, com duração de 16 meses.

Alô, Prefeitura! Há muito semáforo ainda com problema

Do coronel Duarte Frota, ex-comandante do Corpo de Bombeiros, recebemos a seguinte nota, em tom de queixa:

Caro Eliomar de Lima,

O semáforo da confluência da rua Adriano Martins com Avenida Francisco Sá, ao lado do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros está com problemas. Isso, há pelo menos uma semana.

O risco é elevado para centenas de alunos. Rogamos por seu apoio.

Sem mais,

Cel. Duarte Frota.

Agentes da AMC fazem mobilização contra projeto que acaba exclusividade na fiscalização do trânsito

Os agentes de trânsito realizaram ato, nesta terça-feira, na Câmara Municipal, contra projeto de lei de autoria do vereador Márcio Cruz (Pros). O projeto quer estender ao Guarda Municipal o direito de multar infratores do trânsito.

Houve certo bate-boca entre agentes e membros da Guarda, em clima de Câmara Municipal, mas o clima acabou sem maiores problemas.

Eriston Ferreira, diretor do Sindicato dos Agentes de Trânsito de Fortaleza, em conversa com a reportagem do Blog, disse que a matéria é inconstitucional.

 

 

Alô, Prefeitura! Ainda há semáforos apagados

56 2

cruzaa

Avenida 13 de Maio com Luciano Carneiro.

cruza2

Rua Francisco Lorda com avenida Luciano Carneiro.

Alô, Prefeitura! Vários semáforos continuam desligados em alguns cruzamentos da cidade. Nesta manhã, por exemplo, há semáforos apagados na Avenida Luciano Carneiro com avenida 13 de Maio; na avenida Luciano Carneiro com Borges de Melo, na avenida Luciano Carneiro com rua Mário Mamede e na avenida Luciano Carneiro com rua Francisco Lorda. Há também semáforo sem operar o vermelho na rua Costa Mendes com avenida João Pessoa.

O trânsito nesses cruzamentos está complicado, principalmente na Avenida 13 de Maio. E nada de agente da AMC nesses locais.

(Fotos – Paulo MOsKa)

Agentes da AMC farão protesto na Câmara Municipal nesta terça-feira

Nesta terça-feira, às 9 horas, um grupo de agentes da AMC fará um protesto na Câmara Municipal contra requerimento 20/2015, de autoria do vereador Márcio Cruz. Esse requerimento garante à Guarda Municipal atribuições de controle e ordenamento do trânsito. A categoria aponta ilegalidades e está mobilizada contra o requerimento.

Para os agentes, a citada lei 13.022/2014, também conhecida com Estatuto Geral da Guarda Municipal, fora aprovada no Congresso Nacional e sancionada pela atual presidente e já vem sendo questionada em vários tribunais, por conta da inconstitucionalidade dessa medida.

O art. 5º que trata das competências da Guarda Municipal traz no inciso VI o mesmo texto proposto como alteração, pelo vereador nessa proposta: “exercer as competências de trânsito que lhes forem conferidas, nas vias e logradouros municipais, nos termos da Lei no 9.503, de 23 de setembro de 1997 (Código de Trânsito Brasileiro), ou de forma concorrente, mediante convênio celebrado com órgão de trânsito estadual ou municipal”

Segundo a categoria, a constituição também é clara quando especifica qual é o papel das Guardas municipais no art. 144 § 8º que diz “ § 8º Os Municípios poderão constituir guardas municipais destinadas à proteção de seus bens, serviços e instalações, conforme dispuser a lei.” Ou seja, não fica nenhuma possibilidade da guarda municipal atuar como agente fiscalizador.

 

Possível alívio depois da pane de semáforos em Fortaleza

51 2

Editorial do O POVO, deste sábado (14), avalia a pane nos semáforos de Fortaleza. Confira:

Se for mantido compromisso divulgado pela matéria “Fortaleza. Pane em semáforos deve ser corrigida até amanhã” [hoje], da repórter Luana Severo (Editoria Cotidiano, página 3), na edição de ontem do O POVO, haverá mais alívio a partir deste sábado para os motoristas e passageiros na capital cearense, além dos pedestres. O sinal luminoso é um instrumento difícil de ser dispensado nos municípios de médio e grande portes.

Até Brasília quando foi planejada em 1956, propunha-se no Plano Piloto de Lúcio Costa que semáforos fossem prescindidos. A opção estava nos viadutos e trevos para evitar cruzamentos em ruas e avenidas. Existia o mito da nova capital federal sem as esquinas. Na ocasião, acreditou-se até que o tráfego de veículos em Brasília seria imune a colisões. Contudo, a precisão de sinais luminosos de trânsito tornou-se urgente numa das vias mais conhecidas, a W3 Sul. Assim como em cidades-satélites, construídas na concepção de urbanismo convencional, primordialmente nos cruzamentos viários horizontais.

Uma lição que a Prefeitura de Fortaleza deve assimilar com esta pane de semáforos é a da busca de alternativas que, no futuro, agilize a normalização. Quem foi condutor e conduzido nos veículos rodoviários de todo porte, particulares e coletivos, até de cargas, adicionando-se transeuntes, passaram por contratempos causados pelo descontrole de sinais. Dificultando a inda o deslocamento de ambulâncias, viaturas da Polícia e dos Bombeiros.

O que a AMC, autarquia da Prefeitura de Fortaleza encarregada de gerenciar o trânsito, deve também dinamizar é a mobilização dos profissionais nos apagões atingindo a capital cearense. Mesmo perto da sede da AMC, na avenida Aguanambi, já se observou falta de providência imediata inclusive no cruzamento com a Domingos Olímpio. Em outras ocasiões, apesar dos congestionamentos em vias, existia iniciativa dos profissionais mais para multar veículos estacionados em locais proibidos em ruas vicinais do que a normalização do tráfego engarrafado. Isso tem de ser corrigido.

Empresa Novakoasin manda nota para Blog rebatendo nota da AMC

70 1

A direção da empresa Novakoasin, que, até recentemente, respondia pela manutenção do sistema de semáforos de Fortaleza, manda nota rebatendo a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC). Confira:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Com objetivos desconhecidos, o poder público municipal ignora de maneira deliberada a Lei de Licitações, os Editais de Licitação e os contratos assinados pela AMC nos últimos anos. Tais documentos permitem legalmente a suspensão dos serviços depois de três meses de inadimplência independentemente de decisão judicial (lembramos que, quando a AMC foi notificada pela Novakoasin, em novembro de 2014, o atraso no pagamento atingia insustentáveis nove meses). Entendemos, assim, que a suspensão que segue a legislação em vigor se constitui direito inalienável da Novakoasin;

A Novakoasin sempre tentou, e continuará tentando, resolver o problema de forma amigável. Sempre foi esse o objetivo da Novakoasin, devidamente registrado em ofícios, e-mails e atas de diversas reuniões mantidas com representantes da Prefeitura de Fortaleza e da AMC desde que os atrasos no pagamento tiveram início, em 2013. Já a questão judicial foi provocada pela AMC, que certamente não desconhece os trâmites processuais da ação que ajuizou;

Reiteramos, de forma peremptória e de fácil comprovação no Portal da Transparência do poder municipal (http://transparencia.fortaleza.ce.gov.br/index.php/despesa/index), que a Prefeitura de Fortaleza não só reconhece a dívida da Novakoasin como já providenciou o empenho dos pagamentos em atraso. Além disso, o próprio prefeito Roberto Cláudio já reconheceu a dívida, conforme declarações registradas em vídeos. Então, cabe a pergunta: se deve, e empenha, por que não paga?

Conforme documentos em poder da Novakoasin e da AMC, ratificamos a entrega de todos os equipamentos e projetos exigidos pelos contratos assinados entre as partes. O software que permite a configuração dos semáforos fez parte de equipamentos que a AMC comprou e que a Novakoasin entregou a partir de 2000;

Concordamos com a AMC quando esta enaltece a “qualidade inquestionável” do controlador semafórico usado em Fortaleza. Assim foi exigido pela Prefeitura e pela AMC nas licitações feitas em gestões anteriores. Porém, o custo da qualidade não pode ser visto isoladamente, e sim quanto aos inúmeros benefícios gerados aos cidadãos, como a segurança de motoristas e pedestres, a fluência do transporte público, a redução em tempo de trajetos e a economia de combustível que melhora a qualidade do ar;

A Novakoasin é representante e usuária no Brasil de diversos produtos de tecnologia de ponta, e exatamente isso é que a fez habilitada para prestar o serviço de controle de tráfego por cerca de 15 anos, sem que nunca tivesse havido qualquer problema ou reclamação da AMC. Mas as relações comerciais da empresa não estão em disputa. Assim, como antes exigiram o melhor, e o tiveram, é direito da Prefeitura e da AMC estabelecer outras condições para a próxima contratação. No entanto, ao tentarem trocar a tecnologia atual por sistemas mais rudimentares, a Prefeitura e a AMC colocam em risco não só os elevados investimentos feitos pelo Poder Público nos últimos 15 anos mas principalmente os benefícios gerados pelo sistema atual à população de Fortaleza;

Finalmente, em respeito aos cidadãos de Fortaleza, a Novakoasin reafirma que tem provas de que cumpriu todas as obrigações legais e contratuais, inclusive a maioria delas produzidas pela Prefeitura e pela AMC, e as apresentará em Juízo, ao Ministério Público e às demais autoridades competentes em momento oportuno.

A Diretoria.

Dono da operadora do sistema de semáforos de Fortaleza dará coletiva nesta quinta-feira

A diretoria da Novakoasin Equipamentos e Sistemas Ltda, empresa responsável pela implantação, operação e manutenção da rede de semáforos Inteligentes de Fortaleza (Scoot), de 2000 a 2015, dará entrevista coletiva nesta quinta-feira, a partir das 9 horas, no Hotel Othon Palace Fortaleza.

Para falar com a imprensa sobre panes registradas e denúncias de sabotagem estarão à disposição o presidente da empresa, Haim Hamaoui, e o diretor técnico, Valdir Roberto.

A Novakoasin vem reclamando falta de pagamentos, por parte do município, desde 2013. Já a Prefeitura informou que cancelou o contrato e que abriu nova licitação para a área.

Semáforos apagados – AMC diz estar concluíndo processo para contratação de empresa

“A Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) comunicou, por meio de sua assessoria, que “está concluindo” o processo para contratação emergencial de uma nova empresa para assumir a manutenção dos semáforos de Fortaleza. A autarquia, entretanto, não informou um prazo.

Segundo o promotor de Justiça Gilvan Melo, o Ministério Público do Ceará quer terminar até a quarta-feira da próxima semana os procedimentos de investigação sobre os problemas nos semáforos da Capital, que acontecem desde o Carnaval.

A expectativa é que a Nova Koasin, empresa terceirizada responsável pela manutenção dos semáforos que suspendeu o serviço alegando falta de pagamento, apresente os contratos e a documentação até a sexta-feira próxima.

“A cidade está prejudicada, ninguém toma posição”, comenta o promotor. O agente de trânsito Eriston Ferreira, diretor do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos Municipais de Fortaleza (Sindifort), foi convocado para esclarecer a denúncia de que houve sabotagem nos equipamentos. Ele diz que ainda não há uma data para comparecer ao MP. “A gente insiste que houve (sabotagem) de fato, constatamos em situações que não foi uma ação normal”, diz.

Quem disse que não há sinalização em Fortaleza? Há até demais!

foto trânsito placa 150306

Motoristas que trafegam pela rua Padre Francisco, há mais de um ano, recebem a informação de que a avenida Washington Soares está interditada.

O problema nesse caso está, no entanto, na placa de sinalização e não no término das obras. Também na distância do local.

A rua Padre Francisco fica no bairro Benfica, distante cerca de cinco quilômetros da Washington Soares. Na foto, pode-se observar parte da estrutura do estádio Presidente Vargas.

Por que o trânsito é um caos em horários de pico no Centro?

209 4

foto trânsito centro fortaleza 150306

Semáforos sem sincronia, fechamento da maioria das lojas do comércio, circulação de veículos de grande porte. Esses são alguns problemas pontuais que prejudicam o tráfego de veículos em horários de pico no Centro de Fortaleza.

Na noite dessa sexta-feira (6), o Blog circulou (ou tentou) por algumas ruas do Centro e constatou outras irregularidades que dificultam o trânsito, desde infrações dos próprios motoristas à ausência de fiscalização.

Caos no trânsito com “blecaute” parcial em Fortaleza

Por mais de uma hora, vários bairros de Fortaleza ficaram sem energia elétrica, na manhã deste sábado (7). A queda na rede teve início por volta das 7h30min, sendo normalizada depois das 8h30min.

Na avenida Bezerra de Menezes, o trânsito ficou congestionado nos dois sentidos, por toda a extensão da via, diante dos semáforos apagados. A situação foi pior nas ruas secundárias. Até o momento, a Coelce não esclareceu o motivo do “blecaute”.

ATUALIZAÇÃO (10H42MIN) – Em nota à imprensa, a Coelce afirmou que houve um problema em uma das subestações da Chesf, o que comprometeu o fornecimento de energia.

Prefeitura divulga nota sobre estação do Projeto Bicicletar destruída

Este Blog recebeu a seguinte nota da Prefeitura e que diz respeito ao caso da destruição da Estação nº 15 das Bicicletas Compartilhadas, situada na avenida Beira Mar. Um motorista alcoolizado, segundo testemunhas, teria sido o autor das destruição. Confira:

NOTA

A Prefeitura de Fortaleza,  por meio da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, informa que a  Estação do Projeto Bicicletar, localizada na Avenida Beira Mar, em frente ao Clube Náutico (Estação 15), voltará a funcionar normalmente em até 10 dias.

A SERTTEL, operadora responsável pela instalação e manutenção do sistema de compartilhamento de bicicletas, está adotando as medidas legais cabíveis para cobrar os danos de quem provocou o acidente.

Estação de bicicleta compartilhada amanhece destruída

188 2

biciclettrtasd

O Movimento Amigos da Beira-Mar denuncia vandalismo praticado contra uma das estações de bicicletas compartilhadas de Fortaleza.

Eis aí situação em que apareceu, nesta manhã de segunda-feira, esse ponto de atendimento do ciclistas situado na área da Beira-Mar, posto número 15. Há informações de que o fato foi provocado por um homem embriagado, que teria jogado o carro sobre as bicicletas. O homem, aparentando 60 anos, agiu por volta das 2 horas da madrugada.

Em Fortaleza, a empresa Serttel será responsável pela operação do sistema de bicicletas compartilhadas em um modelo patrocinado por empresas. O Batalhão de Turismo foi comunicado sobre o fato.

(Foto – Tadashi Enomoto)

Trens do Metrofor vão operar com atraso nesta segunda-feira

Mais uma vez o trem do Metrofor que faz a Linha Sul não está operando nesta manhã de segunda-feira. As estações estão abertas, mas os funcionários informam que os trens só circularão a partir das 8h30min.

Os funcionários não informaram os porquês desse atraso. Na semana passada, os trens do Metrofor não operaram nos horários normais por problema de alagamento na Estação do Benfica.

Semáforos apagados – Vereador vê incapacidade da Prefeitura para solucionar o problema

38 2

deodato

O vereador Deodato Ramalho (PT) continua lamentando a “incapacidade” da Prefeitura de buscar solucionar a crise dos semáforos apagados em Fortaleza. O problema ocorre desde o Carnaval com uma grande quantidade de sinais em cruzamentos de grande tráfego de veículos sem funcionamento. De acordo com a imprensa, o problema se registrou a partir do abandono da empresa Nova Koasin, responsável pela manutenção dos semáforos, motivado pelo atraso no pagamento do serviço pela prefeitura.

“Essa é uma situação grave, provocada pelo Prefeito Roberto Claudio. Em entrevista, o secretário de conservação e serviços públicos, João Pupo, confirma a versão divulgada pela imprensa de que a ruptura do contrato se deveu à falta de pagamento por parte do gestor municipal. É uma total falta de desorganização dessa gestão”, disse.

Deodato definiu a crise como parte do esvaziamento da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) e denunciou a perseguição da Prefeitura aos agentes de trânsito e a ânsia do Poder Executivo em diminuir o papel dessa instituição. Ele já pediu, via requerimento, uma audiência pública, com o objetivo de discutir as atribuições da AMC.

Sindicato reclama falta de diálogo em mudança da pasta do Detran-CE

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE) reclama da mudança do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da pasta da Infraestrutura para a Secretaria das Cidades, sem que a decisão fosse debatida com servidores e com o sindicato.

Após 15 anos na pasta da Infraestrutura, o sindicato reconhece que havia a necessidade da mudança, diante da falta de projetos estruturais e de uma política de educação de trânsito, mas acreditou que o Detran-CE iria para a pasta da Segurança Pública e Defesa Social, conforme solicitado no seminário “7 Cearás”, durante a transição do governo.