Blog do Eliomar

Categorias para Trânsito

Caos no trânsito com “blecaute” parcial em Fortaleza

Por mais de uma hora, vários bairros de Fortaleza ficaram sem energia elétrica, na manhã deste sábado (7). A queda na rede teve início por volta das 7h30min, sendo normalizada depois das 8h30min.

Na avenida Bezerra de Menezes, o trânsito ficou congestionado nos dois sentidos, por toda a extensão da via, diante dos semáforos apagados. A situação foi pior nas ruas secundárias. Até o momento, a Coelce não esclareceu o motivo do “blecaute”.

ATUALIZAÇÃO (10H42MIN) – Em nota à imprensa, a Coelce afirmou que houve um problema em uma das subestações da Chesf, o que comprometeu o fornecimento de energia.

Prefeitura divulga nota sobre estação do Projeto Bicicletar destruída

Este Blog recebeu a seguinte nota da Prefeitura e que diz respeito ao caso da destruição da Estação nº 15 das Bicicletas Compartilhadas, situada na avenida Beira Mar. Um motorista alcoolizado, segundo testemunhas, teria sido o autor das destruição. Confira:

NOTA

A Prefeitura de Fortaleza,  por meio da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos, informa que a  Estação do Projeto Bicicletar, localizada na Avenida Beira Mar, em frente ao Clube Náutico (Estação 15), voltará a funcionar normalmente em até 10 dias.

A SERTTEL, operadora responsável pela instalação e manutenção do sistema de compartilhamento de bicicletas, está adotando as medidas legais cabíveis para cobrar os danos de quem provocou o acidente.

Estação de bicicleta compartilhada amanhece destruída

249 2

biciclettrtasd

O Movimento Amigos da Beira-Mar denuncia vandalismo praticado contra uma das estações de bicicletas compartilhadas de Fortaleza.

Eis aí situação em que apareceu, nesta manhã de segunda-feira, esse ponto de atendimento do ciclistas situado na área da Beira-Mar, posto número 15. Há informações de que o fato foi provocado por um homem embriagado, que teria jogado o carro sobre as bicicletas. O homem, aparentando 60 anos, agiu por volta das 2 horas da madrugada.

Em Fortaleza, a empresa Serttel será responsável pela operação do sistema de bicicletas compartilhadas em um modelo patrocinado por empresas. O Batalhão de Turismo foi comunicado sobre o fato.

(Foto – Tadashi Enomoto)

Trens do Metrofor vão operar com atraso nesta segunda-feira

Mais uma vez o trem do Metrofor que faz a Linha Sul não está operando nesta manhã de segunda-feira. As estações estão abertas, mas os funcionários informam que os trens só circularão a partir das 8h30min.

Os funcionários não informaram os porquês desse atraso. Na semana passada, os trens do Metrofor não operaram nos horários normais por problema de alagamento na Estação do Benfica.

Semáforos apagados – Vereador vê incapacidade da Prefeitura para solucionar o problema

73 2

deodato

O vereador Deodato Ramalho (PT) continua lamentando a “incapacidade” da Prefeitura de buscar solucionar a crise dos semáforos apagados em Fortaleza. O problema ocorre desde o Carnaval com uma grande quantidade de sinais em cruzamentos de grande tráfego de veículos sem funcionamento. De acordo com a imprensa, o problema se registrou a partir do abandono da empresa Nova Koasin, responsável pela manutenção dos semáforos, motivado pelo atraso no pagamento do serviço pela prefeitura.

“Essa é uma situação grave, provocada pelo Prefeito Roberto Claudio. Em entrevista, o secretário de conservação e serviços públicos, João Pupo, confirma a versão divulgada pela imprensa de que a ruptura do contrato se deveu à falta de pagamento por parte do gestor municipal. É uma total falta de desorganização dessa gestão”, disse.

Deodato definiu a crise como parte do esvaziamento da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) e denunciou a perseguição da Prefeitura aos agentes de trânsito e a ânsia do Poder Executivo em diminuir o papel dessa instituição. Ele já pediu, via requerimento, uma audiência pública, com o objetivo de discutir as atribuições da AMC.

Sindicato reclama falta de diálogo em mudança da pasta do Detran-CE

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará (Sindetran/CE) reclama da mudança do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) da pasta da Infraestrutura para a Secretaria das Cidades, sem que a decisão fosse debatida com servidores e com o sindicato.

Após 15 anos na pasta da Infraestrutura, o sindicato reconhece que havia a necessidade da mudança, diante da falta de projetos estruturais e de uma política de educação de trânsito, mas acreditou que o Detran-CE iria para a pasta da Segurança Pública e Defesa Social, conforme solicitado no seminário “7 Cearás”, durante a transição do governo.

Semáforos apagados – Agrava-se crise entre Prefeitura e empresa

81 1

foto roberto cláudio rádio

“A discordância entre a Prefeitura de Fortaleza e a empresa NovaKoasin ficou mais acirrada. Em entrevista ao O POVO ontem, o prefeito Roberto Cláudio (Pros) afirmou enfaticamente não reconhecer parte da dívida cobrada pela empresa que realizou manutenção na rede de semáforos da Capital até 11 de fevereiro. RC também quer a entrega de um software adquirido pela Prefeitura para gestão inteligente do sistema – o Scoot. O diretor da NovaKoasin, Valdir Roberto, entretanto, afirma que o software foi entregue em julho de 2011 e que existe um débito de R$ 9 milhões.

A pane na rede de semáforos gera transtornos. A NovaKoasin deixou de realizar manutenção nos equipamentos alegando inadimplência da Prefeitura. Segundo o diretor da empresa, o débito pendente se refere aos meses de junho, agosto, setembro, novembro e dezembro de 2013 e de 2014. Ele pontua que planilhas com os valores foram entregues para a Prefeitura em reuniões com secretários e outros gestores.

O Scoot é um sistema de tecnologia britânica para gestão inteligente das redes de semáforos. Segundo Roberto, mais de 250 cidades no mundo utilizam o modelo. Para a Prefeitura, ele diz, foi comercializada a licença de utilização do software. “Para trabalhar com o Scoot é necessário ter treinamento. Nós e a empresa fornecedora do programa oferecemos essa formação para os operadores da Prefeitura”, pontua. Valdir reafirmou que o sistema, adquirido pela Prefeitura, foi implantado e a licença para utilização (junto dos manuais de operação) foi entregue para o Município.

Até o fim de março, segundo o prefeito, será realizada licitação e contratação de nova empresa para manutenção dos equipamentos. Enquanto isso, os problemas têm sido solucionados por equipes da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Próxima semana, deverá ser feito um contrato de emergência para garantir a estabilidade da manutenção, afirmou RC.

Investigação

Durante a entrevista, RC também afirmou que as Polícias Civil e Militar foram acionadas para participar de investigações sobre supostas sabotagens nos semáforos. O Ministério Público (MP) também se manifestou e vai participar. Na quarta-feira, O POVO flagrou indícios de fiação danificada na rede que leva energia a semáforo da avenida Eduardo Girão. Segundo a AMC, o último balanço apresentou apenas sete equipamentos com problemas – menos de 1% da rede completa.”

(O POVO)

Elmano Freitas: MP só quer investigar empresa por pane nos semáforos; E a Prefeitura?

elmano

O deputado estadual Elmano Freitas (PT) denunciou, nesta quinta-feira, na tribuna da Assembleia Legislativa, que a  Prefeitura de Fortaleza  está devendo à empresa responsável pelos sinais de trânsito da cidade – muitos em pane, um total da ordem de R$ 8 milhões. O valor é referente aos serviços de manutenção realizados dos anos de 2013 a janeiro deste ano.

“Se esse apagão dos sinais tivesse acontecido na gestão da prefeita Luizianne Lins (PT), o Ministério Público já estaria investigando a gestão. Mas como hoje isso acontece na gestão do prefeito Roberto Cláudio (Pros), o Ministério Público está investigando a empresa sobre a suspeita de que a empresa estaria sabotando o serviço”, lamentou Elmano.

Fila de caminhões ocupa faixa da rua Jaime Benévolo

camineoeo

Uma obra na rua Jaime Benévolo, perto da avenida Domingos Olímpio (Bairro Joaquim Távora), está provocando engarrafamento desde o começo desta manhã de quinta-feira. Dez caminhões aguardam entulhos no local e ocupam toda uma faixa.

O caso ocorre, bom lembrar, a poucas quadradas da sede da AMC, que poderia conferir de perto o cenário e arranjar alguma solução. Antes que chegue mais uma hora do rush.

(Foto – Paulo  MOsKa)

MP abre sinal verde para apurar o caso dos semáforos apagados em Fortaleza

Finalmente, o Ministério Público do Estado resolveu agir diante de tantas matérias e queixas sobre semáforos apagados em Fortaleza. A reação vem por meio do promotor de justiça e coordenador do Núcleo de Atuação Especial de Controle, Fiscalização e Acompanhamento de Políticas de Trânsito (Naetran), Antônio Gilvan de Abreu Melo. Ele determinou a instauração de “Notícia de fato”, a qual foi distribuída para o titular da 15ª Promotoria de Justiça, José Aurélio da Silva, dando conta do não funcionamento de semáforos em Fortaleza, de natureza grave, com sérios impactos no trânsito, expondo os cidadãos a riscos.

A investigação dos integrantes do Naetran considera a falta de manutenção nos semáforos por parte da empresa contratada “Nova Koasin”, bem como a suspeita de possível sabotagem nos equipamentos, conforme observado em matérias jornalísticas.

(Com Site do MP-CE)

Leitor e pai de aluno manda nota para Blog

74 2
De Marcelo Soares, leitor do Blog e pai de aluno, recebemos a seguinte nota, em tom de queixa. O alvo, no caso, é a AMC. Confira: 
Prezado Eliomar de Lima,
Sou pai de um aluno que estuda no ANTARES, Unidade Fátima. Minha motivação em te escrever é para protestar contra a falta de educação que alguns pais têm ao deixar seus filhos naquela escola, assim como a falta de fiscalização por meio do órgão responsável pelo trânsito.
A via de acesso permite estacionar dos dois lados e circular um carro por sentido, mas alguns pais com conflito de educação teimam em parar o trânsito, “estacionando” no meio da rua, impedindo a circulação de veículos. Com preguiça de andar um ou dois quarteirões e estacionar em local adequado, param arbitrariamente na frente da escola. Que educação esses pais querem passar aos seus filhos? A da “vantagem” acima de tudo? A do egoísmo? Da falta de civilidade?
Para completar, há uma ausência plena de fiscalização por parte da AMC. Ao longo de mais de um ano, NUNCA vi um agente nas redondezas. Conivência? Nunca vi agente ou os novos profissionais que foram contratados recentemente, mas que não tem nenhum tipo de força.
Pois bem, apelo ao alcance da sua comunicação para o bom senso dos pais e demais pessoas que deixam os estudantes, filhos ou não, naquela escola, assim como mais rigor na fiscalização nos arredores deste e demais estabelecimentos que tem seu trânsito comprometido pela falta de educação de motoristas, pelo visto, sedentos por serem multados.
Sem mais,
Marcelo Soares.

AMC estuda trocar lombada por fiscalização eletrônica na rua Vital Brasil

Da Assessoria de Imprensa da AMC, este Blog recebeu nota em resposta a uma queixa da leitora Beth Fonseca acerca de uma lombada na rua Vital Brasil, que acabou desaparecendo, no que gerou a circulação de veículos em maior velocidade no local. Confira:

Caro Eliomar de Lima,

Sobre a queixa da leitora Beth Fonseca, a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) esclarece que, após sucessivos recapeamentos, a lombada acabou ficando nivelada com o asfalto.

O órgão, no entanto, está analisando a implantação de fiscalização eletrônica ao longo da Rua. Vital Brasil, ponto da reclamação.

Sem mais,

AMC.

Semáforos apagados – Sinais de sabotagem?

Da Coluna Política do jornalista Érico Firmo, no O POVO desta terça-feira:

Dezenas de semáforos em Fortaleza estão em pane desde o Carnaval. Vários deles em alguns dos pontos de maior tráfego na cidade, o que gera transtorno muito maior que a representatividade proporcional no universo de mais de 700. Há vários aspectos estranhos relacionados. Os problemas ocorrem em momento no qual a Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) decidiu fazer licitação para substituir a empresa que presta serviços ao Município desde que o prefeito era Juraci Magalhães. Nesse período, foram seguidas prorrogações de contrato. E a pane se consumou em pleno feriadão. Nas vésperas, a empresa “abandonou os serviços”, conforme termo usado pela Prefeitura. A justificativa foi uma dívida acumulada que vem desde 2013. Débito que a administração municipal não reconhece. Diante do conflito, a gestão anunciou a rescisão do contrato.

Até aí, é disputa comercial até corriqueira. O estranho é que, quase simultaneamente ao fim da prestação de serviço, tenha ocorrido pane em tantos sinais de trânsito. Isso sem que tenha havido blecaute ou chuva significativa quando o problema começou. Sem a prestadora de serviço e sem manutenção, seria natural e compreensível que houvesse problemas graduais. Não uma reação em cadeia simultânea em cantos diversos da cidade.

Em meio a tudo isso, agentes de trânsito apontam ter encontrado indícios que sugerem possível sabotagem como causa para a pane nos semáforos. É para ficar com a uma pulga atrás da orelha mesmo. A AMC informou que solicitou à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado cópia das imagens captadas nos cruzamentos afetados. Pediu também monitoramento em tempo real das vias com maior fluxo. “Se houver indícios de sabotagem, a AMC pedirá a abertura de inquérito policial para apurar as responsabilidades penais no caso”, comunicou a autarquia, na quinta-feira da semana passada.

Caso se confirme algum tipo de sabotagem dos equipamentos, é um escândalo e uma ação criminosa. A coisa precisa ser muito bem esclarecida, mesmo. Até porque – sem antecipar juízos e culpas – esse tipo de turbulência tem sido comum demais quando há conflitos entre empresas e Prefeitura. Já ocorreu quando a Citéluz deixou de operar a iluminação pública e quando a GissOnline retirou do ar o sistema para emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica (NFSe), de escrituração fiscal e de emissão de Documento de Arrecadação Municipal (DAM) da Secretaria das Finanças. Ambas as situações se deram no ano passado.

Podem ser oscilações normais de transições, que podem ter sido um tanto atabalhoadas, em serviços de considerável complexidade. Podem ser sintomas de chantagem, picuinha entre poderosos. Conflito no meio do qual quem sofre é, sempre, o interesse público.

Leitora cobra lombada que sumiu de via do Bonsucesso

Da leitor Beth Fonseca, este Blog recebeu a seguinte nota, em tom de cobrança:

Caro Eliomar de Lima,

Gostaria muito de obter uma resposta do órgão responsável pelas lombadas. Foi feito um recapeamento asfáltico na rua Vital Brasil, altura do nº 450 no bairro Bonsucesso. Por conta disso, a lombada, que antes existia no local, hoje já não existe mais. Precisamos urgentemente que o dano seja reparado, pois a rua virou um caos em se tratando de velocidade dos carros que ali trafegam.

A informação que obtive do DETRAN é que a responsabilidade é da AMC. Já entrei no site, entrei em contato através do “Fale Conosco” e, até hoje, não obtive nenhum retorno. Tento, em vão, contato por telefone, pois o mesmo é ocupado direto.

Esse recapeamento foi feito no ano passado. Após isso, a Cagece fez a sua parte com relação as caixas de esgoto. Foram criadas ciclofaixas e, inclusive, passaram a tinta de cor amarela para sinalizar que ali existia uma “lombada”.

Pode nos dar uma forcinha, quem sabe assim eles dão ao menos um parecer?

Sem mais,

Beth Fonseca,

Sua leitora.

AMC manda nota sobre caso dos semáforos apagados

A AMC acolheu queixa do Blog e mandou nota de esclarecimento sobre o caso dos semáforos apagados em Fortaleza. Confira: 

NOTA DE ESCLARECIMENTO – AUTARQUIA MUNICIPAL DE TRÂNSITO E CIDADANIA (AMC)

Em relação aos problemas apresentados em alguns pontos da rede semafórica da cidade, a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC), esclarece que:

1- Os problemas técnicos apresentados nos semáforos podem ter sido provocados por oscilações e desligamentos na rede de energia elétrica. Essa é a primeira hipótese que vem sendo trabalhada pela AMC. Entretanto, a Autarquia também está apurando a denúncia feita pelo diretor do Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos do Município de Fortaleza (Sindifort), Eriston Ferreira, que sugeriu a possibilidade de sabotagem na rede semafórica, como foi divulgado pelos principais veículos de comunicação. Para investigar a denúncia, a AMC já encaminhou ofício à Secretaria de Segurança Pública do Estado, solicitando a cópia das imagens registradas nos cruzamentos que foram afetados, bem como o monitoramento em tempo real, a partir de hoje, das principais vias com maior fluxo veicular. Se houver indícios de sabotagem, a AMC pedirá a abertura de inquérito policial para apurar as responsabilidades penais no caso.

2- A empresa atual que presta serviço de manutenção dos semáforos de Fortaleza abandonou o serviço. A decisão foi comunicada à AMC na semana passada, através de ofício, o que obrigou a Autarquia a lançar mão de um contrato emergencial. Por enquanto, os equipamentos estão sendo consertados por equipes do Detran. Até o final desta semana, a AMC fará contratação em caráter de urgência de uma nova empresa, formalizando a dispensa de licitação, já que se trata de um serviço essencial. A contratação emergencial garantirá o auxílio de três equipes de manutenção operando nas ruas. E até o final deste mês, será publicado termo de referência para nova licitação.

3- Atualmente, a rede semafórica de Fortaleza é composta por 705 semáforos, 14 deles apresentam problemas, o que representa 1,9% do total. Enquanto as equipes de manutenção providenciam os reparos, agentes de trânsito e orientadores do projeto “Via Livre” operam nos principais cruzamentos em que foram detectadas falhas nos equipamentos. Cabe ressaltar que o agente que se negar a controlar o tráfego estará sujeito a penalidades. A AMC esclarece ainda que 20 agentes que estavam escalados para trabalhar em quatro cruzamentos na última quarta-feira (18/02) e que não compareceram aos seus postos de trabalho responderão a inquérito administrativo. O procedimento já foi aberto pela Autarquia.

AMC.

VAMOS NÓS – A nota só não fala em atraso de pagamento para a empresa.

VAMOS NÓS 2 – A AMC desistiu de punições de agentes de trânsito e deve ter encontro com a categoria na próxima semana.

Semaforo é consertado, mas tempo de passagem é curto. Prefeitura continua calada sobre o impasse

79 1

De Francisco Carvalho, leitor do Blog, recebemos essa nota, em tom de alerta à empresa que vem fazendo reparo nos semáforos da AMC:

Caro Eliomar de Lima,

Parece brincadeira.

A empresa que faz a manutenção dos semáforos restabeleceu o funcionamento do sinal da Avenida Bezera de Menezes com rua José Barcelos, ao lado da sede da SSPDS, porém, ou por maldade ou falta de vontade, alterou o tempo do equipamento da José Barcelos, deixando o tempo muito curto para o fluxo de veículos que existe na vis, causando transtornos e um longo engarrafamento.

Quem puder evite pois perdrá pelo menos 6 minutos para conseguir chegar na Bezerra de Menezes.

Francisco Carvalho.

Agentes de trânsito suspendem ameaça de greve

90 1

foto leitor trânsito 141101 semáforos jovitaf

ATUALIZAÇÃO 12h21min

Os agentes de trânsito de Fortaleza realizaram uma reunião nesta manhã de sexta-feira, na pracinha em frente a sede da AMC, e decidiram, na ocasião, continuar trabalhando no semáforos em pane até segunda-feira. No entanto, agora há pouco, a AMC, por meio do diretor de trânsito Acelino Lima, chamou a categoria para negociação.

Ele deu a promessa de que não haverá punição para os agentes de trânsito que participou do protesto durante o Carnaval e acrescentou que haverá condições para o trabalho nos semáforos que, no entanto, continuam com problema.

A categoria decidiu suspender assembleia geral que faria na segunda-feira e haverá reunião com a AMC as 11 horas da quarta-feira que vem.

 

Fortaleza com 18 semáforos com problema. Agentes da AMC se eximem da culpa

72 1

Agentes da AMC estão reunidos, neste momento, em frente a sede da autarquia. A categoria faz protesto contra a Prefeitura de Fortaleza.

Há 18 semáforos apagados em vários cruzamentos da cidade e não há agentes de trânsito suficiente para cobrir essa situação, enquanto não ocorre o reparo, que é feieto por uma empresa terceirizada.

Nesta manhã de quarta-feira, há só 39 agentes trabalhando. O total de agentes chega  cerca de 300 incluindo o pessoal da burocracia.