Blog do Eliomar

Categorias para Trânsito

Agente de trânsito punida por multar juiz será atração de um congresso em Fortaleza

102 2
 
 
A agente de trânsito Luciana Tamburini , aquela que multou juiz numa blitz no Rio e acabou condenada e multada, estará desembarcandoem Fortaleza nesta tarde de sexta-feira. Ela é uma das convidadas, com direito a homenagem, do III Encontro Nacional dos Agentes de Trânsito. O evento, aberto nessa noite de quinta-feira, no Hotel Fazenda Uirapuru, com apoio do Sindifort, da Intersindical e da Prefeitura, se estende até a manhã de sábado.

Além dela, estão listados o procurador Gerson Marques (PRT) e os deputados federais Raimundo Gomes de Matos (PSDB) e Gonzaga Patriota (PSB/PE), este um dos autores do Código Nacional de Trânsito. O tema central é “Agente de trânsito no Brasil – Juntos para salvar vidas”.

A emenda constitucional 82, que reafirma a categoria como agente de segurança pública para garantir mobilidade urbana, também consta na pauta.

 

Roberto Cláudio entregará viadutos no sábado

61 2

[youtube]http://youtu.be/PtlHYlyZXKc[/youtube]

O prefeito Roberto Cláudio (Pros) retornou a Fortaleza, na tarde desta quinta-feira (27), quando esteve em Brasília. Ali, ele encaminhou uma série de projetos em vários ministérios. Roberto Cláudio informou que neste sábado (29) entregará oficialmente os viadutos do Cocó, no cruzamento das avenidas Antonio Sales com Engenheiro Santana Júnior.

O prefeito destacou também que, em dezembro próxio, deverá inaugurar as 10 estações que estão sendo construídas no canteiro central da avenida Bezerra de Menezes.

Sobre a proposta de reforma administrativa que estão contidas em mensagem enviada à Câmara Municipal, Roberto Cláudio deu detalhes. Disse que irá transformar o Habitafor em secretaria, além de alterações em outras pastas. O prefeito assegurou que as mudanças não representarão despesas para Fortaleza, pois cargos foram extintos para a criação de novos.

DNIT/CE usa Regime Diferenciado de Contratação para acelerar obra

diogeneslinhares

Já em processo de licitação o acesso, por viaduto, via BR-116, ao município de Horizonte (Região Metropolitana de Fortaleza).

O Dnit, através do seu superintendente estadual, Diógenes Linhares,  informa que receberá as propostas no próximo dia 11.

A licitação é pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), o mesmo usado para acelerar  as obras da Copa do Mundo.

No trânsito confuso de Fortaleza, o que estaciona menos é a delicadeza

111 2

Com o título “Em que momento perdemos a delicadeza?”, eis artigo do jornalista e sociólogo Demétrio Andrade. Ele aborda o cenário confuso e absurdo do trânsito de Fortaleza, onde cada um quer levar vantagem, deixando o pedestre à beira da calçada. Confira:

Cena comum em qualquer escola privada – principalmente as mais caras – de Fortaleza: carros estacionados em fila dupla ou tripla ou mesmo em locais proibidos, tornando o tráfego caótico e causando irritação logo nas primeiras horas da manhã. Detalhe: trata-se de um local no qual, teoricamente, as crianças deveriam ter noções de educação e civilidade. Ao contrário, vejo pais relapsos, com preguiça de andar duas quadras a mais, ensinando aos seus filhos, desde muito novos, que o mais importante é resolver o seu problema, nem que para isso seja necessário prejudicar o semelhante.

Aliás, quando se fala de trânsito, os exemplos se acumulam: pessoas estacionando em vagas de idosos e deficientes, parando – basta um segundo, aliás – em locais proibidos e causando engarramentos, deixando o carro em frente de garagens ou sobre calçadas, dirigindo em marcha lenta na faixa de velocidade ou em velocidade na faixa lenta, ultrapassando sinais vermelhos. No fundo, de forma premeditada ou não, todos eles estão gritando: “dirijo como quiser, transeuntes e motoristas que se lasquem”.

O pomposo nome “cidadania” usado por 10 entre 10 indignados quando se começa qualquer conversa e se passa a criticar principalmente o governo, vem da necessidade de pensarmos coletivamente ao se optar por morar em locais onde existe adensamentos populacionais, maiores ou menores, as nossas populares “cidades”. Ser “cidadão” significa compreender que o mundo não gira ao seu redor, que existem outros seres humanos com as mesmas – ou até bem maiores – necessidades que nós.

Outra palavra usada ad nauseam com gradiloquência é “ética”. Umberto Eco nos ensina que a melhor definição de ética é “pensar no outro”. Não há como ser ético se eu me fecho num mundo cercado pelo meu egoísmo. A religião tem um belo conceito, o da “misericórdia”, para explicar o que é “colocar-se no lugar outro”. Repare que não estou reivindicando que as pessoas repartam bens, sejam caridosas ou dediquem parte de seu tempo a obras sociais. Eu só queria que elas pensassem que a rua, e outros espaços públicos, é um local de todos. Que o elevador é usado por todos os moradores do prédio. Que há pessoas que precisam andar sobre a calçada.

Tudo isso, que parece elementar, virou raridade. Em algum momento, perdemos a capacidade de exercer a delicadeza. E o que é pior: não assumimos nossos erros. Afinal, é sempre mais fácil culpar o outro, o governo, a empresa que não funciona. Qual esperança estamos construindo para este país, para nossa cidade? Por que nos revoltamos tanto com a corrupção que passa na TV e, no dia seguinte, não nos damos conta que corrompemos as convicções de nossos filhos logo cedo, ao levá-los à escola?

Exercer a boa convivência é exemplo cotidiano. Por aqui, vou continuar exercendo a tarefa de não me dobrar a este individualismo insano. Não só por uma questão de princípios, mas, acima de qualquer coisa, para tentar preservar minha fé e minha esperança na humanidade.

* Demétrio Andrade,
Jornalista e sociólogo
demetriofarias@gmail.com
@demetrioandrade

Leitora reclama da extinção de paradas de ônibus nas proximidades dos viadutos do Cocó

118 1

viadutos

Em mensagem enviada ao Blog, a leitora Bruna Santiago reclama que muitas paradas de ônibus foram retiradas nas proximidades dos viadutos do Cocó, além da dificuldade de travessia. Confira:

Um absurdo o que fizeram depois da construção do viaduto do Cocó. Excluíram muitas paradas de ônibus, está inviável pegar um transporte público. Eu sou obrigada a andar sete quarteirões todo dia para conseguir ir para a faculdade. Além da dificuldade que temos para atravessar uma avenida. Era pra isso que queriam colocar o viaduto?

VAMOS NÓS – Com a palavra a AMC e a Etufor.

Zona Azul da Beira Mar – Coopistas, surfistas e nadadores profissionais pedem novo horário

coposta

Do Movimento Amigos da Beira Mar e outras entidades populares, recebemos  a seguinte nota, em tom de apelo á Prefeitura de Fortaleza:

Caro Eliomar de Lima,

O Movimento Amigos da Beira Mar, o Grupo “Os Estressados”, Meninos e Meninas do Mar (MMM) e Golfinhos da Areia estão somando forças e realizando um abaixo-assinado.

Nosso objetivo é apelar à Prefeitura de Fortaleza para que possa validar a “Zona Azul” nessa área somente a partir das 9 horas e não a partir das 7 horas como determina.

Até as 9 horas, não há qualquer desorganização ou conflito na área dos estacionamentos, geralmente ocupados por coopistas, surfistas e nadadores profissionais que utilizam esse espaço por até duas horas.

Sem mais,

AMIGOS DA BEIRA MAR
Grupo Os Stressados
Meninos e Meninas do Mar / MMM
Golfinhos da Areia.

Alô, AMC! Avenidas e ruas da cidade em clima de “apertura”

72 2

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e Cidadania (AMC) precisa rever seus estudos em se tratando de implantação de faixas exclusivas para ônibus e ciclofaixas.

Em algumas avenidas, deu certo. Mas em outras como a Antônio Sales, a coisa complicou e haja engarrafamentos. No cenário, carros se apertando no meio, ônibus circulando em sua faixa e no trecho das bicicletas, pouquíssima ou quase nada de movimentação.

Há casos também como a apertada rua Castro e Silva, no Centro. Uma faixa ficou para ônibus e a outra acabou apetada porque veículos  transformaram uma mão em estacionamento, como mostra esta foto de leitor do Blog.

castro esivla

Leitor protesta contra extinção de linha Circular

Do leitor Orlando Barbosa, recebemos nota em que ele critica decisão da Etufor de extinguir a linha 914 – Circular-Binário-Santos Dumont-Dom Luís. Confira a queixa dele e seus argumentos.

Prezado Eliomar de Lima,

Sou usuário regular da linha 914 (Circular-Binário-Santos Dumont -Dom Luís) e percebi, há alguns dias, que o ônibus não estavam mais passando e hoje tive a informação, através de outro usuário, que a linha fora desativada. A linha foi criada em julho/2014 e os estudos da Etufor já sinalizavam pela desativação (matéria publicada em 08/11/2014 – Jornal O POVO http://www.opovo.com.br/app/opovo/cotidiano/2014/11/08/noticiasjornalcotidiano,3345009/linha-de-onibus-binario-circular-pode-ser-extinta-apos-estudo.shtml

Caso a desativação se confirme, o gestor da Etufor, Antônio Ferreira, fez uma análise levando em consideração somente o aspecto financeiro e, na minha opinião, essa análise está errada, senão vejamos:

A desativação desta linha fere a proposta do PAITT – Plano de Ações Imediatas em Transporte e Trânsito de Fortaleza (Paitt), pois um dos objetivos primordiais do plano é “atacar aqueles problemas que são críticos, que todo mundo sabe quais são e que podem ser minimizados com ações que não demandam grandes obras” de acordo com afirmação do Luiz Alberto Sabóia, secretário-executivo da Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP). A implantação da linha 914 – Circular/Binário visa exatamente estimular o uso do transporte público pela população da área e também de turistas e usuários;

Estudos realizados no mundo todo apontam que o transporte público deve receber prioridade maior que o transporte individual, portanto a ação do Gestor da Etufor desestimula o uso do transporte público e tem como consequência uma piora no trânsito da região do binário;

O serviço desta linha precisaria ter sido melhor divulgado, pois frequentemente encontro pessoas na parada de ônibus que desconhecem o serviço ofertado e o custo do mesmo, pois a linha 914 – Circular – Binário tem preço diferenciado de R$ 0,40, além de o usuário poder ir sentado durante o trajeto e ter um horário regular;

Peço sua ajuda, no sentido de consultar o Gestor da Etufor Sr. Antônio Ferreira, primeiramente para confirmar oficialmente se realmente a linha 914 – Circular Binário foi desativada e, depois, para divulgar tal informação para os usuários. A Prefeitura e a Etufor precisam iniciar uma discussão com a população para melhorar a tomada de decisões, pois quero acreditar que o prefeito Roberto Cláudio é um gestor de visão e que não deve compactuar com decisões que não contemple a visão dos usuários.

Atenciosamente,

Orlando Barbosa,

Seu leitor do Blog e do O POVO.

MP do Ceará entra com ação pedindo instalação de passarelas definitivas nas rodovias

96 1

“O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), através dos promotores de Justiça do Núcleo de Atuação Especial de Controle, Fiscalização e Acompanhamento de Políticas do Trânsito (Naetran), entrou com Ação Civil Pública (ACP) com pedido de liminar para a implementação de passarelas definitivas nas rodovias estaduais CE-025, CE-040, CE-401, CE-522 e na área urbana de Fortaleza, por parte do Departamento Estadual de Rodovias do Ceará (DER). O objetivo é garantir a travessia segura dos pedestres, especialmente os com mobilidade reduzida.

Os promotores de justiça Antonio Gilvan de Abreu Melo e Francisco Romério Pinheiro Landim, que assinam a ação, reforçam que desde 2013 foram realizadas duas audiências com os reaponsáveis pelo órgão de trânsito estadual com o pedido para que fossem instaladas passarelas definitivas nos principais trechos urbanos das CEs. Após a primeira audiência, ainda em janeiro de 2013, o DER havia prometido instalar passarelas definitivas em frente ao Centro de Eventos do Ceará até outubro daquele ano.

Na segunda audiência, em julho do mesmo ano, os técnicos do DER asseguraram que em outubro o projeto executivo da passarela estaria pronto para ser licitado. Porém, em outubro de 2013, o órgão de trânsito enviou ofício ao Naetran informando que não haveria licitação na data prevista. Em dezembro, a informação do DER era de que a licitação seria realizada em janeiro de 2014.

Na ação, o MPCE pede que no prazo de 30 dias sejam tomadas medidas concretas para diminuir os riscos de atropelamento, tais como fiscalização ostensiva para orientar os pedestres e coibição do excesso de velocidade dos veículos no local, bem como a realização de estudo técnico para subsidiar a implantação de passarelas em todas as rodovias de responsabilidade do DER.”

(Site do MP-CE)

Ciclofaixa de Lazer retoma seu percurso original neste domingo

A Ciclofaixa de Lazer, que já faz parte da rotina dos cearenses e se consolida como uma nova opção de diversão para toda família, chega à sua 7ª edição neste domingo (16), retomando o percurso original. O trajeto contempla o Parque do Cocó, as avenidas Sebastião de Abreu, Padre Antônio Tomás, Senador Virgílio Távora, Dom Luís, Desembargador Moreira, Beira-Mar, Almirante Barroso, Alberto Nepomuceno, Rua João Moreira e Passeio Público.

O percurso conta com dois pontos de apoio, um no Anfiteatro do Parque do Cocó e outro no Passeio Público, onde será ofertado o serviço de cadastro do Bilhete Único. Os usuários que desejarem realizar o procedimento devem levar um documento com RG, CPF e comprovante de endereço. Com o bilhete, o ciclista poderá se cadastrar gratuitamente no sistema de bicicletas compartilhadas, cujas primeiras estações serão entregues ainda em novembro.

O horário de funcionamento da ciclofaixa permanecerá o mesmo: das 7 horas às 13 horas. A cada sete metros, haverá cones, e monitores estarão nos principais cruzamentos, orientando os ciclistas. Em todo o percurso, será reservada uma faixa da via para a ciclofaixa que é de mão dupla (tem dois sentidos) e poderá ser acessada em qualquer ponto da rota.

Vinte agentes da Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC) atuarão no trecho da ciclofaixa, coibindo o estacionamento de veículos, a fim de garantir a segurança dos ciclistas. Esse efetivo permanecerá no local até a dispersão do público.

(Prefeitura de Fortaleza)

AMC desativará o semáforo de pedestres que fica em frente ao North Shopping

semaforor

A Autarquia Municipal de Trânsito, Serviços Públicos e de Cidadania (AMC), desativará, nesta noite de quarta-feira, o semáforo para pedestres situado na Avenida Bezerra de Menezes, em frente ao North Shopping. Isso para dar continuidade às obras de implantação das estações do corredor exclusivo de ônibus, numa primeira etapa desde o Novo Terminal Antônio Bezerra ao Centro.

O semáforo voltará a funcionar quando a obra for concluída. Enquanto isso, os pedestres devem realizar a travessia com segurança na altura da Rua Armando de Oliveira, que fica a menos de 100 metros do local onde ocorrerá a desativação do equipamento. Agentes de trânsito darão apoio à intervenção efetuando o controle de tráfego.

Tudo pronto para a VIII Romaria Guaiúba-Quixadá

Fé e coragem em duas rodas. Esse é o clima da VIII Motorromaria de Guaiúba a Quixadá que, nesta edição, contará com cerca de 500 motociclistas. A largada ocorrerá a partir das 6 horas do próximo dia 16, do Centro de Guaiúba (Região Metropolitana de Fortaleza), em direção ao Santuário da Rainha do Sertão, de Nossa Senhora Imaculada, em Quixadá (Sertão Central).

A Motorromaria começará percorrendo 128 km pela CE- 060, com aproximadamente três horas de duração. Os motociclistas farão uma parada em Capistrano, onde receberão a primeira benção do padre da cidade. O grupo chegará a Quixadá por volta das 11 horas, onde receberá a segunda benção durante missa realizada na igreja-matriz.

Renato Gomes, organizador da motorromaria, explica que a iniciativa surgiu na tentativa de transformar um incidente grave em um ato de fé e agradecimento. “Essa Motorromaria começou depois que eu sofri um acidente de moto, onde tive fraturas na perna esquerda e passei dois anos e meio no hospital. Após me recuperar, resolvi juntar 12 amigos para ir até ao Santuário de Quixadá agradecer pela vida e pedir proteção aos outros colegas motoqueiros”, conta ele.

SERVIÇO

* Interessados pagam o valor de R$ 15,00 pela camisa, que leva a logomarca do evento. O dinheiro é destinado ao custeio de toda a ação.

* Neste ano, a Motorromaria conta com reboques, mecânicos e borracheiros (que garantem apoio caso alguma moto apresente problemas), ambulâncias e um contingente da Polícia Rodoviária Estadual.

* Mais informações – (85) 96226555 / 86292824.

Prefeitura apresenta nesta quarta-feira o Plano Diretor Cicloviário Integrado

robetoclaudio

Será apresentado nesta quarta-feira (12), a partir das 9 horas, o projeto de lei de implementação do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI). O evento ocorrerá durante coletiva, a partir das 9 hora, no Paço Municipal, tendo à frente o prefeito Roberto Cláudio (Pros), o secretário municipal de Infraestrutura, Samuel Dias, e o presidente da Câmara Municipal de Fortaleza, Walter Cavalcante (PMDB).

Elaborado por meio do Programa de Transporte Urbano de Fortaleza, a cargo da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), o PDCI propõe a implantação de 523km de ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas em Fortaleza a curto, médio e longo prazo. Com isso, incentiva uma mobilidade mais sustentável no dia a dia dos fortalezenses por meio do uso da bicicleta como meio de transporte.

Com recursos oriundos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o PDCI, que teve início em agosto de 2013, realizou o diagnóstico para conhecimento das necessidades e potencialidades cicloviárias da cidade e recebeu sugestões da sociedade civil e movimentos ciclistas.

Prefeito RC anuncia: inaugura dia 22 os viadutos da Antônio Sales com Santana Júnior

119 2

cccld

O prefeito Roberto Cláudio (Pros) anunciou, nesta terça-feira, que vai inaugurar, no próximo dia 22, os viadutos no entroncamento das Avenidas Antônio Sales com Engenheiro Santana Junior. O tráfego de veículos já está liberado nos dois viadutos e, neste momento, estão sendo concluídos os trabalhos de paisagismo e iluminação.

Além disso, o prefeito RC informou, durante entrevista ao Programa Paulo Oliveira, mna AM 810, que o corredor de ônibus ligando os terminais de Antônio Bezerra e Papicu também começará a funcionar via Mister Hull, Bezerra de Menezes, Domingos Olímpio, Antônio Sales e Santana Junior.

O prefeito garantiu, ainda, que, em seis anos, todos os ônibus urbanos da Capital terão ar condicionado. A cada ano, pelo menos 12,5% da frota já serão substituídos por ônibus refrigerados.

(Foto -Divulgação)

Um toque de sensibilidade nos viadutos de Fortaleza

102 1

prefito robertoclaudio

Da Coluna Vertical, no O POVO desta segunda-feira (10):

O prefeito Roberto Cláudio (Pros) entregará, em definitivo, ainda neste mês, toda a obra dos viadutos no entroncamento das avenidas Antônio Sales com Engenheiro Santana Júnior. Ou seja, com paisagismo e projeto de iluminação assinados pelo arquiteto alemão Peter Gasper, que foi parceiro de Oscar Niemeyer.

Ele assinou com Niemeyer, por exemplo, a nova iluminação do Cristo Redentor quando o monumento completou 80 anos.

O tráfego na área já está liberado. Para completar o cenário, outra novidade: o artista plástico Sérvulo Esmeraldo, nome de destaque internacional, terá obra sua fincada entre esses viadutos.

Nada como um toque de sensibilidade em meio ao concreto chamado de progresso.

Cinco em uma moto se envolvem em acidente com Raimundão

foto acidente juazeiro 141108 raimundão

Cinco pessoas em uma moto foram atropeladas por veículo Gol, na noite desse sábado (8), em Juazeiro do Norte, na Região do Cariri. Segundo a Polícia, que até a tarde deste domingo (9) não havia divulgado o acidente no boletim da Ciops, o veículo maior era conduzido pelo prefeito Raimundo Macedo, o Raimundão, no momento em que se dirigia com a esposa para uma missa. Segundo ainda com a Polícia, o condutor da motocicleta, teria avançado a preferencial. Ele levava três filhos e um sobrinho.

De acordo com o Samu, todos os feridos receberam atendimento e já se encontrariam em alta. O prefeito Raimundão teria acompanhado o atendimento no local do acidente e depois colhido informações sobre os pacientes no Hospital Regional do Cariri (HRC), UPA do bairro Limoeiro e Hospital Maria Amélia.

(com informações do blog Flávio Pinto News)

Ambientalista lamenta falta de diálogo da Prefeitura com a sociedade

62 1

geovanana

A professora universitária e ambientalista Geovana Cartaxo, que em outubro último disputou eleição para o Senado pelo PSB, lamentou neste sábado (8) a falta de diálogo entre a Prefeitura de Fortaleza e a sociedade nas discussões que envolvem questões ambientais.

A ambientalista defendeu o artigo publicado nessa sexta-feira (7), no Blog, quando o diretor presidente da Ciclovida, advogado e mestre em Ciências Jurídico-Empresariais pela Universidade de Coimbra, Celso Sakuraba, que classificou como “falso deslumbramento” os viadutos do Cocó.

Para Geovana, “os viadutos não resolveram o problema de mobilidade e isso vai se agravar com a demanda induzida”. “Outros gestores mais democráticos como Eduardo Campos foram capazes de redirecionar suas ações a partir do diálogo com a sociedade. Ainda estamos longe disso em Fortaleza. Só lembrando: os viadutos foram declarados ilegais pela Justiça Federal”, completou a ambientalista.

BNDES poderá financiar por 10 anos compra de bicicletas por empresas

As empresas que quiserem incentivar o uso de bicicletas por seus funcionários poderão contar com a ajuda do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O prazo de pagamento é de até 10 anos. Isto é o que determina projeto de lei (PLS 317/2014) do senador Fleury (DEM-GO), apresentado na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor, Fiscalização e Controle (CMA).

Para o senador, a medida pode aumentar a qualidade de vida das pessoas e melhorar o trânsito nos grandes centros. “Não adianta mais pensarmos em alargar avenidas ou aumentar a rua. Vamos chegar a um ponto que andar a pé pode ser mais rápido que o trânsito. Esse projeto vem para desafogar essa parte do trânsito com as bicicletas”, comentou o senador.

(com agência Senado)

Justiça derruba liminar que pedia cancelamento do Ironman por causa do Enem

A liminar para a suspensão da prova do Ironman no domingo (9) foi negada pelo juiz Emílio de Medeiros Viana, da 15ª Vara da Fazenda Pública do Fórum Clóvis Beviláqua. O evento ocorrerá no mesmo dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014.

A decisão foi proferida na tarde de sexta-feira (7). O Ministério Público do Ceará (MPCE) havia pedido uma ação civil pública, com o objetivo de impedir a realização do Ironman, contra o Estado, o Município, a Autarquia Municipal de Trânsito e Serviços Públicos e Cidadania (AMC) e a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor).

O juiz apreciou o pedido e ressaltou que “ainda que tal seja verdade, pela situação absolutamente insuportável e caótica de que padece, notoriamente, a mobilidade urbana em Fortaleza, tenho que não há regra constitucional ou legal que imponha privilegiar um evento em detrimento do outro”. Além disso, de acordo com o magistrado, não se pode ignorar o fato de que o evento Ironman havia sido planejado e divulgado há mais de um ano.

“Trata-se de evento internacional. A possibilidade dele ser sede é disputada por diversas cidades, com olhos postos na atração de turistas, na divulgação e nos dividendos que o evento pode propiciar”, alegou o juiz.

(O POVO Online)

Viadutos – A falsa vitória da desfaçatez

474 14

viadutos

Com om título “A falsa vitória da desfaçatez”, eis artigo de Celso Sakuraba, diretor-presidente da Ciclovida – Associação dos Ciclistas Urbanos de Fortaleza e Mestre em Ciências Jurídico-Empresariais pela Universidade de Coimbra. Ele rebate colocações feita, também em artigo, pelo professor João Arruda, assessor municipal, relacionado aos novos viadutos da cidade. Confira:

Em artigo enviado neste Blog, o professor João Arruda, assessor municipal, declara-se contemplado pelos viadutos do Cocó “como cidadão fortalezense”, demonstrando-se deslumbrado perante as maravilhas da gestão do Executivo Municipal. A Prefeitura de Fortaleza melhor cumpriria seu papel emitindo uma nota sobre os benefícios de tal obra, ao invés de encenar um falso deslumbramento através de um assessor do Prefeito.

A desfaçatez, porém, caracteriza a atuação municipal desde o início dos debates sobre os viadutos do Cocó – debates que, obviamente, tiveram que ser promovidos pela própria Sociedade Civil, diante da inexistência de abertura ao diálogo por parte da Prefeitura.

Respeito as opiniões contrárias – diferentemente do assessor do Prefeito, que, demonstrando pouco apreço às divergências que caracteriza nossa democracia, caracterizou os cidadãos e os profissionais do Ministério Público que se insurgiram contra as ilegalidades da obra como “irracionais” e “ressentidos”. Difícil mesmo é engolir que a Prefeitura de Fortaleza, com todo o seu corpo de profissionais, acredite nos seus próprios argumentos.

Não acredita. Os viadutos do Cocó criaram uma falsa polarização entre governistas e oposicionistas. Tornou-se uma quebra de braço, na qual os argumentos deixaram de ter valor, para dar lugar à necessidade de vencer. A cultura política autoritária de nosso Poder Público não permitiria ao Prefeito Roberto Cláudio convencer-se dos argumentos levantados pela Sociedade Civil sem que isso aparentasse uma derrota política. E é por isso que não aconteceu, por aqui, o mesmo que aconteceu à mesma época em
Pernambuco, onde o então governador Eduardo Campos desistiu de construir quatro viadutos na Avenida Agamenon Magalhães, perante os argumentos levantados por um grupo da Sociedade Civil. Assim como aconteceu aqui, este grupo foi capaz de derrubar a falácia de que os viadutos serviriam ao transporte coletivo. Lá, porém, o governador Eduardo Campos teve a ombridade de tomar uma decisão em prol da coletividade, admitindo que os projetos governamentais podem, sim, ser melhorados pela população.

Por aqui, Fortaleza sofre com o processo de deseducação política promovido pela Prefeitura de Fortaleza, tanto no quesito participação popular, como no âmbito da mobilidade urbana. E não se pode dizer que esta gestão está paralisada no que concerne às melhorias efetivas em mobilidade, que se traduzem nas faixas exclusivas de ônibus e na infraestrutura cicloviária (falta atenção ao pedestre!). O comprometimento com erros já planejados – as diversas obras rodoviaristas antipedestres e anticiclistas -, porém, torna esta gestão esquizofrênica, impedindo que o prefeito Roberto Cláudio desfrute do mesmo aumento de aprovação que o prefeito Fernando Haddad, em São Paulo. Por lá, a aprovação da gestão como “ótima ou boa” subiu de 15% para 22%, enquanto a taxa de reprovação caiu de 47% para 28%. Isso aconteceu ao mesmo tempo em que 80% dos paulistanos declararam aprovar a implantação da infraestrutura cicloviária pela Administração Municipal.

Em São Paulo, a prática de Haddad tem demonstrado coerência com o seu discurso, que se tornou extremamente qualificado através do diálogo com os coletivos que tratam da mobilidade urbana, permitindo uma comunicação extremamente transparente e clara com a sociedade. Estes coletivos são a chave da popularidade da atual gestão, tendo em vista sua influência na opinião pública e capacidade de diagnosticar os acertos e deslizes no âmbito de sua especialidade.

A vitória do Executivo fortalezense, portanto, ao “concluir” os viadutos do Cocó (enquanto não houver alternativas para pedestres e ciclistas, a obra não pode ser considerada concluída à luz da Lei Federal 12587) ainda não pode ser cantada. Primeiro, porque o fenômeno chamado “demanda induzida”, amplamente conhecido no âmbito da mobilidade e segundo o qual obras feitas para carros atraem mais carros, tratará de congestionar os viadutos em alguns anos – veja-se a ampliação da Marginal do Tietê, na gestão Kassab, em São Paulo, que custou R$ 2 bilhões de reais e cujos efeitos na melhoria
do fluxo duraram apenas três anos. Segundo, porque o debate sobre mobilidade tem-se qualificado exponencialmente em Fortaleza, permitindo ao cidadão melhor avaliar as políticas de mobilidade da Prefeitura, à luz dos estudos mais modernos sobre o tema e das experiências de outras cidades.

Neste contexto de qualificação de debates, a estratégia da Prefeitura de depender de notas à imprensa enviadas por assessores declarando-se deslumbrados com a Administração Municipal tende a expor a gestão ao ridículo e ao descrédito perante os cidadãos. A melhor alternativa ao prefeito Roberto Cláudio é deixar de lado o comprometimento com os erros já cometidos e aliar-se aos diversos coletivos que estão dispostos a ceder gratuitamente sua experiência em prol da cidade, melhorando, assim, sua comunicação com a sociedade.

*Celso Sakuraba,

Diretor-presidente da Ciclovida – Associação dos Ciclistas Urbanos de
Fortaleza, advogado e Mestre em Ciências Jurídico-Empresariais pela Universidade de Coimbra.