Blog do Eliomar

Categorias para Universidade

UFC aceita reabertura de matrícula para 2019.1 até sexta-feira

O período de solicitação de reabertura de matrícula para o semestre letivo 2019.1 da Universidade Federal do Ceará está aberto até sexta-feira, 28. Os estudantes dos cursos de graduação presencial da Instituição que estão em situação de abandono de curso e desejam participar do processo devem preencher o requerimento para dar início ao processo (https://bit.ly/2NDFirm). A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

O documento deve ser entregue pessoalmente no setor de Protocolo da Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, em Fortaleza, ou nas diretorias dos campi do Interior. Após a solicitação, o estudante será submetido a uma avaliação de dados pela PROGRAD. O resultado será divulgado no dia 13 de dezembro.

SERVIÇO

*Acesse a lista dos alunos em situação de abandono de curso (https://bit.ly/2Q1Mfz7).

*Pró-Reitoria de Graduação – (85) 3366 9036.

(Foto – Evilázio Bezerra)

Suicídio é tema de painel interdisciplinar na UFC

O Colégio de Estudos Avançados (CEA) da Universidade Federal do Ceará promoverá quarta-feira, 26, das 16 às 18 horas, no auditório da reitoria da Instituição, o quarto Painel Interdisciplinar. O tema será “Diálogos sobre o suicídio”. Os conferencistas convidados são Cristian Paiva, psicólogo, psicanalista e docente do Departamento de Ciências Sociais, e Fábio Gomes de Matos, psiquiatra, docente da Faculdade de Medicina e coordenador do Programa de Apoio à Vida (PRAVIDA). A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

O painel apresentará conteúdos sobre a questão da preocupação com a vida como tema central nas formas de governo e de saber a partir da modernidade. Serão tratadas algumas contribuições da sociologia para pensar hoje o problema do suicídio como sintoma do mal-estar nos laços sociais e nas instituições contemporâneas. O enfrentamento dos preconceitos, estigmas e tabus e a necessidade de mudanças com vistas a uma ação mais propositiva para a prevenção do suicídio também serão apontados no painel.

SERVIÇO

*Mais informações podem ser acessadas no site do CEA (www.cea.ufc.br) e em sua página no Facebook (facebook.com/cea.ufc).

*Colégio de Estudos Avançados (CEA) da UFC – (85) 3366 9218.

(Foto – Ilustrativa)

Lagoa de Messejana terá dia de ação social neste sábado

A UniAteneu promoverá, a partir das 8 horas deste sábado, 22, uma ação social na praça da Lagoa da Messejana, em Fortaleza.

O evento, que faz parte da “Campanha da Responsabilidade Social do Ensino Superior Particular”, contará com a participação de professores e alunos dos cursos de Psicologia, Fisioterapia, Educação Física, Nutrição e Enfermagem do Centro Universitário.

Na ocasião, serão ofertados serviços como aferição de pressão, glicemia, orientações nutricionais, dicas de alimentação saudável, entre outras coisas, além de um trabalho de conscientização acerca do Setembro Amarelo, mês dedicado à prevenção do suicídio.

(Foto – Divulgação)

Centro Universitário Estácio promove o Dia da Prestação de Serviços

Alunos e professores do Centro Universitário Estácio do Ceará vão unir esforços, a partir das 8 horas desta quarta-feira (19), como voluntários para prestar serviços às comunidades do entornos das unidades Via Corpvs, Moreira Campos, Parangaba e Centro.

Em cada unidade, serão oferecidos gratuitamente, assistência nutricional, orientações vocacionais, oficinas, serviços jurídicos e contábeis, orientações sobre saúde e hábitos saudáveis, além de palestras sobre temas relevantes e atuais.

Segundo os dirigentes, o objetivo é divulgar ações do Centro Universitário e estreitar relações com a população.

(Foto – Divulgação)

Prefeitura e UFC firmam termo de cooperação para implantação de nova etapa do Parque Rachel de Queiroz

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT), vai assinar, às 10h30min desta segunda-feira, um termo de cooperação com a Universidade Federal do Ceará. O objetivo é garantir novas etapas de implantação do Parque Rachel de Queiroz. O ato ocorrerá a partir das 10h30min, no auditório da reitoria da UFC.

Com Roberto Cláudio estará a secretária municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), Águeda Muniz. Os novos trechos do Parque Rachel de Queiroz estão localizados no Campus do Pici.

O termo de cooperação possibilitará a implantação dos trechos oito, nove e 10, do Parque Rachel de Queiroz, que é uma iniciativa inserida no Programa Fortaleza Cidade Sustentável (FCS).

(Foto – Aurélio Alves)

Novo Fies – Prazo da pré-seleção em lista de espera termina nesta sexta-feira

Termina nesta sexta-feiras (14) o prazo para os estudantes pré-selecionados na lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) fornecerem os dados necessários para contratar o financiamento. A lista de espera vale para os estudantes que se inscreveram no Fies do segundo semestre e não foram selecionados no processo regular. O prazo terminaria no último dia 9, mas foi adiado para esta sexta-feira para “ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos”, segundo o Ministério da Educação (MEC).

Pelas regras do Fies, quem está na lista dos pré-selecionados deve acessar o Sistema Informatizado do Fies – FiesSeleção e complementar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema. Os nomes dos pré-selecionados foram divulgados aos poucos, desde o dia 6 de agosto. Hoje, termina o prazo para que os estudantes complementem as inscrições.

Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas no ato de inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até cinco dias.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva do Ministério da Educação. Pode concorrer quem tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de 0 na redação.

O novo Fies tem modalidades diferentes de acordo com a renda familiar do candidato. O financiamento tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil. A lista de espera vale para esta modalidade.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento. O P-Fies não tem lista de espera.

SERVIÇO

*Acesso o Sistema do Fies aqui.

(Agência Brasil)

Pedro Henrique Saraiva Leão é professor emérito da UFC

Pedro Henrique Saraiva Leão, docente aposentado do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina (FAMED) da UFC, é o mais novo Professor Emérito da Instituição. A solenidade de entrega do título foi prestigiada por familiares e amigos do homenageado na noite dessa quinta-feira (13), no auditório da Reitoria (Campus do Benfica).

Compuseram a mesa do evento, além do próprio homenageado, o reitor da UFC, Henry Campos; o vice-reitor, Custódio Almeida; a diretora da FAMED, Valéria Goes; o professor do Departamento de Cirurgia da FAMED Lusmar Veras Rodrigues; a professora aposentada do Departamento de Literatura Angela Gutiérrez; e, representando a Academia Cearense de Medicina, Sérgio Gomes de Matos.

Dever cumprido

De tom emotivo, o discurso do Prof. Pedro Henrique passeou por referências às atividades que marcam a vida do novo Professor Emérito da UFC: a medicina, a literatura e o magistério.

Pensadores clássicos, como Sêneca, Sócrates e São Tomás de Aquino, foram algumas das menções feitas pelo homenageado para louvar a arte de ensinar nas universidades, “templos do saber” onde, conforme o docente, “o professor há de ser qual pregador a semear conhecimento”.

Para ele, o aprendizado, em sua área, completa-se fora do ambiente acadêmico. “Acreditamos até não requerer apenas escolas o ensino da medicina, pois esta aprende-se maiormente nos hospitais. É nestes que o professor ensina a tratar a vida, essa doença incurável. É nas enfermarias e UTIs que aos discípulos revela-se a maneira de cuidar também da morte, essa constante certeza na vida”, apontou.

O professor externou, ainda, sua gratidão. “Tenho o dever de louvar e agradecer esta Universidade, umas das mais prestigiadas nessas américas, consoante a revista inglesa Times Higher Education”, disse. E sobre o título concluiu: “tenho que essa elevada venera me rejuvenesce. Posso mesmo remirar, na intimidade, a certeza do dever cumprido na arena do magistério”.

Currículo

Com mais de 50 anos de academia, Pedro Henrique Saraiva Leão, que se formou em Medicina em 1963 pela UFC, possui extenso currículo. Recebeu, em 2006, diploma de Notório Saber pela UFC e, em 2014, diploma de Mérito Ético-Profissional pelo Conselho Regional de Medicina.

Em 1968, tornou-se membro titular da Sociedade Brasileira de Coloproctologia, a qual presidiu nos anos de 1981 e 1982. Em 1975, fundou em Fortaleza o Clube de Colostomizados do Brasil, o primeiro do país.

É membro-fundador do Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, em São Paulo. Em 2003, recebeu a Medalha Barca Pellon, a maior comenda médica do Estado do Ceará, e em 2016 foi agraciado com o Troféu Sereia de Ouro.

Também escritor, o Prof. Pedro Henrique tem diversos livros na área de medicina e vários outros de poesia. É ex-presidente estadual e nacional da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (SOBRAMES), além de titular da Academia Cearense de Medicina e da Academia Cearense de Letras, tendo sido também presidente desta última.

(Com Site da UFC)

Conselho Nacional da Educação garante Campus da UFC em Itapajé

263 1

O Conselho Nacional da Educação autorizou a operacionalização do Campus da UFC em Itapajé, que, em 2019, oferecerá 11 cursos para formar docentes em disciplinas como Matemática, Português, Geografia e História. Um edital de concurso público para a contratação de 240 servidores – técnicos e docentes, virá após as eleições.

O Campus da UFC de Itapajé selecionará alunos por meio de notas do Enem e atenderá a 17 municípios.

Emendas do deputado federal Danilo Forte (PSDB) já foram destinadas para assegurar obras do Campus Jardim Anita, em Itapajé, informaram técnicos do Ministério da Educação.

(Foto – Agência Câmara)

Fies 2018 – Termina só na sexta-feira prazo para lista de espera

O Ministério da Educação (MEC) adiou para sexta-feira (14) o fim do prazo para os estudantes pré-selecionados na lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) fornecerem os dados necessários para contratar o financiamento. O prazo terminaria no último dia 9. A lista de espera vale para os estudantes que se inscreveram no Fies do segundo semestre e não foram selecionados no processo regular. Segundo a pasta, o objetivo do adiamento é “ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos”.

Pelas regras do Fies, quem está na lista dos pré-selecionados deve acessar o Sistema Informatizado do Fies – FiesSeleção e complementar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema. Os nomes dos pré-selecionados foram divulgados aos poucos, desde o dia 6 de agosto. Nesta sexta-feira, terminam os últimos prazos para os estudantes complementarem as inscrições.

Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas no ato de inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até cinco dias.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação. Pode concorrer quem tenha feito uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos e nota acima de 0 na redação.

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade Fies tem juro zero para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários mínimos. Nesse caso, o financiamento mínimo é 50% do curso, enquanto o limite máximo semestral é R$ 42 mil. A lista de espera vale para esta modalidade.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou fundos constitucionais e de desenvolvimento. O P-Fies não tem lista de espera.

(Agência Brasil)

Vem aí mais uma campanha de doação de sangue

Estudantes do curso de Gestão de Recursos Humanos do Centro Universitário Estácio vão realizar, em parceria com o Hemoce, campanha de doação de sangue. Será na unidade do centro, da faculdade, na próxima terça-feiera, 11, das 9 às 21 horas. Além dos alunos, colaboradores e professores da instituição, assim como toda a sociedade, são convidados a participar desse ato de solidariedade.

A campanha conta com o apoio da professora Eliane Lavor, que todos os anos orienta e promove o evento. “Um ponto importante nessa campanha é criar uma consciência de solidariedade nos alunos, para que eles possam se colocar no lugar do outro e saber que um dia podem ser eles ou alguém das famílias deles que poderão precisar de uma bolsa de sangue”, explica a professora.

No dia 11, as salas de aula dão lugar ao hemocentro e os professores aos profissionais de saúde. Qualquer pessoa acima de 18 anos, em bom estado de saúde e peso acima de 50kg pode participar da ação. Os interessados passarão por uma triagem, onde saberão se estão aptos a doar. Além da doação de sangue, as pessoas também podem se candidatar para participar do cadastro de doação de medula.

SERVIÇO

*Centro Universitário Estácio FIC – Unidade Centro (Avenida Duque de Caxias, 101. Centro).

UFC e Dnocs tratam sobre parceria para o Campus de Quixadá

O reitor da Universidade Federal do Ceará, Henry Campos, e o diretor e a vice-diretora do Campus da UFC em Quixadá, Davi Romero e Andréia Libório, foram recebidos pelo diretor-geral do Dnocs, Ângelo Guerra. Na reunião, eles trataram sobre a possibilidade de uso de alguns galpões antigos pertencentes ao DNOCS no entorno do açude do Cedro, em Quixadá. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

A ideia é restaurar os galpões para construir um parque de ciência, arte e tecnologia. A previsão é criar um espaço interativo e lúdico a ser utilizado para atividades educativas e culturais, bem como para ações do Parque Tecnológico da UFC, que abrigará iniciativas de empreendedorismo a partir de start-ups. Esteve presente também o diretor do Campus do Instituto Federal do Ceará (IFCE) em Quixadá, Hélder Caldas.

Na manhã desta quarta-feira (5), a direção do Campus da UFC em Quixadá discutiu a ideia em audiência pública na Justiça Federal, naquela cidade do Sertão Central cearense.

Unilab sob nova direção

Tem novo reitor a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

É o o professor Alexandre Cunha, que ali trabalha desde 2013, já tendo sido pró-reitor de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), de agosto de 2014 a fevereiro de 2018. Desde março deste ano, estava como pró-reitor de Planejamento (Proplan).

Alexandre entrou no lugar de Anastácio Queiroz, que reclamava dos parcos recursos da Instituição. Anastácio voltou para a UFC, onde é professor.

(Foto – Unilab)

Uece abre seleção para mudança e transferência de curso

A Universidade Estadual do Ceará inscreve, até 10 de setembro, para processo seletivo de mudança de curso, transferência facultativa interna, transferência facultativa externa e ingresso como graduado. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

Os interessados deverão preencher a ficha-requerimento disponível no site www.uece.br/cev e entregá-la na sede da Comissão Executiva do Vestibular (CEV) ou nas unidades de ensino da Uece no Interior do Estado, junto à documentação solicitada em edital, até 11 de setembro. O candidato deverá ainda gerar e pagar o boleto da taxa de inscrição.

SERVIÇO

*Visite a página da seleção para ler o Manual e acompanhar o processo: http://www.uece.br/cev/index.php/2018-08-03-23-23-52

*Mais informações – (85) 3101-9710 ou 3101-9711.

(Foto – Divulgação)

Ensino Superior – Falta crédito

Com o título “Ensino Superior: Falta crédito”, eis o editorial do O POVO desta terça-feira:

O Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior (Semesp) acaba de publicar dados extremamente preocupantes: uma queda de 80 mil matrículas nas instituições privadas do ensino superior, só no primeiro trimestre deste ano, em todo o Brasil (uma diminuição de 5% em relação ao mesmo período de 2017). No Ceará, a redução foi ainda mais alarmante: do segundo semestre de 2015 até o primeiro semestre de 2018, as matrículas reduziram em 15,48%, de acordo com o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Ceará (Sinepe-CE). A crise econômica, a contenção dos gastos públicos pela emenda constitucional 95 e a redução de investimentos no Programa de Financiamento Estudantil (Fies) do Governo Federal estão na raiz do problema. Sem crédito para financiar um curso no ensino superior, e com o aumento do desemprego, o sonho de ingressar numa universidade foi abortado para milhares de brasileiros.

Os números apresentados pelo Semesp no Seminário de Ações Digitais na Educação Brasileira, promovido pelo Semesp, acentuam o quanto o Ceará foi atingido pela crise nesse setor. Os ingressantes em cursos presenciais nas instituições de ensino superior no Estado, por exemplo, passaram de 58 mil em 2015 para 53 mil em 2016. Na Região Metropolitana de Fortaleza a redução foi de 8%. No cenário brasileiro houve recuo de 4,9% no período.

Quando se pegam os contratos firmados com o Fies pelos alunos cearenses esse quadro fica dramático: enquanto em 2014 foram assinados 32.548 documentos de financiamento, em 2017 o número foi reduzido a 11.630, pouco mais de um terço do total anterior. Em percentuais, a baixa é de 64,26% nos contratos. Os anos de 2018 e 2019 não apontam perspectiva de aumento neste número. Não é à toa que exista uma taxa de 25% de evasão nas instituições privadas de ensino superior no Ceará.

Na falta do Fies, alunos tentam estabelecimentos com financiamento próprio, mas aí a exigência de um fiador que possua salário três vezes maior que o valor da mensalidade é uma barreira quase intransponível. Por isso, os registros do ano passado atestam que, no Brasil inteiro chegou-se ao menor número de vagas ofertadas através do Fies em seis anos. Foram 225.000 contratos nos dois semestres. Para este ano o Governo ofertou apenas 155 mil vagas, número quase cinco vezes menor que as 730 mil ofertadas em 2014.

E, mesmo assim, só 50 mil são com zero de juros (que antes predominava para todas as vagas). Neste ano, as 105 mil vagas restantes têm sobre si juros de até 3,4%.

Com esse quadro, não há dúvida que o desenvolvimento do País continuará mancando. É um horizonte sombrio que tem de ser afastado.

Corregedor-geral do TRT pode definir processo sobre piso salarial dos docentes da Uece, UVA e Urca

157 1

Uma peleja judicial de 32 anos envolvendo os professores da Uece, UVA e Urca e o Governo do Estado e que diz respeito ao piso salarial da categoria volta à cena nesta quarta-feira.

Às 9 horas, na sede do TRT-7ª Região, o corregedor-geral do Tribunal Superior do Trabalho, ministro Lélio Bentes, receberá em audiência um grupo de docentes que vai expor o caso, hoje um dos processos mais antigos em tramitação na Justiça do Trabalho no País.

Célio Andrade, líder dos reclamantes, afirma que a causa foi ganha por eles, mas nunca cumprida pelos governos que se sucedem. “Éramos 830 docentes brigando pelo piso tendo como teto R$ 17 mil, mas, desse contingente, 350 já morreram”, lamenta.

O processo foi dado como ganho até no STF, mas nunca os docentes viram a cor desse dinheiro. Em 2007, o governo, por procrastinar, levou, por várias vezes, a pecha de “litigante de má fé”. A querela se arrastou pelos governos Tasso, Ciro, Tasso (mais dois mandatos), Lúcio, Cid (dois mandatos) e Camilo. Quem, afinal, pagará?

(Foto – Arquivo)

UFC deixa de receber R$ 56 milhões de emendas da bancada federal

467 1

Eis a Coluna do Eliomar de Lima desta segunda-feira, no O POVO:

A Universidade Federal do Ceará não recebeu, até hoje, os R$ 56 milhões de emendas da bancada federal assegurados no orçamento deste ano. É o que diz, em tom de lamento, o vice-reitor da Instituição, Custódio Almeida, acrescentando que a UFC, assim como outras congêneres, estão “vivendo de pires na mão” no que diz respeito a verba para investimentos.

Há um verdadeiro canteiro de obras paradas ou em ritmo lento na UFC porque, para liberar recursos já penhorados, o reitor ou emissório seu têm que bater à porta do MEC, em Brasília, expor relatórios e torcer para que a verba venha mesmo.

“Isso é um desrespeito à autonomia das universidades”, acentua Custódio, explicando que a Associação Nacional dos Dirigentes de Instituições de Nível Superior (Andifes) tenta pressionar. Embora reconheça que a época do momento, onde só se respira eleição, seja um senhor entrave. E bem superior à força política da entidade.

(Foto – Evilázio Bezeara)

Déficit de professores titulares na Uece chega a 240 vagas

1148 2

Sem concurso para professor titular, há cerca de uma década, a carência de docentes na Universidade Estadual do Ceará (Uece) chega a 240 vagas. Os últimos concursos foram realizados para professores assistentes e também para temporários.

Como resultado, cerca de 65% do quadro de docentes da Uece é preenchido por professores substitutos, que recebem a metade do salário dos titulares.

Com isso, o o reitor da Uece, Jackson Sampaio, deve estar com pontinha de inveja com tantos concursos que o Governo do Estado lançou nos últimos meses.

(Foto: Arquivo)

Um exército de jovens à deriva

147 2

Com o título “Um exército de jovens à deriva”, eis artigo do professor Jesualdo Farias, ex-reitor da Universidade Federal do Ceará. Ele comenta a quase derrocada da carreira de jovens pesquisadores brasileiros, quando o governo federal sinalizou corte nas bolsas da Capes. Confira:

Discutir o financiamento da educação, em um País como o Brasil, requer muito cuidado para não se debruçar apenas em torno de cifras. Recentemente, jornais e blogs especializados alardearam que o Brasil, ao investir 6,0% do PIB em educação, estaria superando os investimentos de grande parte dos países desenvolvidos do mundo. No entanto, em nenhuma matéria sobre o assunto, foram consideradas as realidades socioeconômicas e culturais, para se afirmar que o Brasil gasta muito e padece de problemas na gestão destes recursos. É óbvio que o Brasil precisa avançar na gestão pública e, simplificando a barafunda da burocracia, já daria um enorme salto na qualidade do gasto público.

Uma conta simples, considerando a quantidade de matrículas em todos os níveis de ensino, coloca o Brasil somente à frente do México, entre os países da OCDE. Enquanto o Brasil investe US$ 3.439,00 por matrícula, o México investe US$ 3.347,00. Países ricos como os EUA e a França, investem respectivamente, US$ 11.775,00 e US$ 9.825,00.

Outro aspecto a considerar, é a desigualdade social de cada país. O Brasil vive um drama social profundo, com quase 15 milhões de pessoas vivendo em extrema pobreza, 13 milhões de desempregados, 1,7 milhão de jovens entre 15 e 17 anos que nem trabalham nem estudam e mais de 15 milhões de jovens de 18 a 24 anos fora da escola. Este quadro exige um esforço emergencial para superar o desafio de inserir estes jovens no sistema educacional e no mercado de trabalho. Não há perspectivas para nenhum país que despreza o potencial de seus jovens.

Recentemente, o Brasil acompanhou perplexo o apelo do Conselho Superior da Capes para evitar cortes no seu orçamento de 2019, que resultariam na interrupção da formação de milhares de jovens cientistas e de professores. Ressalte-se que neste ano de 2018, o orçamento da Capes é o menor dos últimos seis anos. Este quadro já afeta o desempenho desta instituição que orgulha os brasileiros pela sua competência e exemplo de gestão que tanto se cobra do serviço público.

*Jesualdo Farias

jesualdo.farias@gmail.com

Reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Aluno da UFC ganha bolsa para participar de encontro internacional de microanálise

O estudante Émerson Mendonça Miná, doutorando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Materiais da Universidade Federal do Ceará, foi selecionado pela Sociedade Brasileira de Microscopia e Microanálise (SBMM) e pela Sociedade de Microanálise (MAS, na sigla em inglês) para participar da conferência Microanálise Quantitativa 2019 (QMA).

Promovida pela MAS, ocorrerá de 24 a 27 de junho de 2019, na Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos. A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

Como prêmio, Émerson receberá o reembolso do pagamento de inscrição, estada e passagens aéreas para o evento. Para selecionar o estudante, as instituições analisaram aspectos como currículo Lattes, resumo do trabalho, adequação aos tópicos do evento e fluência em língua inglesa.

Na conferência, Émerson apresentará um estudo sobre a distribuição de elementos químicos em metais soldados. “Utilizando-se o microscópio eletrônico de varredura (MEV), foram realizadas diversas medidas de análise química por meio da técnica energy dispersive X-ray spectroscopy (EDS). Essa técnica é uma das principais ferramentas que serão discutidas na QMA 2019. De posse de todas as medidas, foi então feita uma análise estatística dos resultados”, explica.

Além de Émerson Miná, também atuaram como autores colaboradores do estudo Arthur Vieira de Souza, estudante do Curso de Engenharia Mecânica da UFC, e os professores Marcelo Ferreira Motta e Hélio Cordeiro de Miranda, do Departamento de Engenharia e Ciências de Materiais.

A orientação da pesquisa é do Prof. Cleiton Silva, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Engenharia e Ciência de Materiais, que se orgulha do resultado da seleção. “Isso reforça a alta qualidade de nossos alunos e a excelência das pesquisas realizadas na UFC”, destaca.

QMA – A Microanálise Quantitativa 2019 é uma conferência temática promovida pela Sociedade de Microanálise (MAS) que reunirá estudantes, profissionais técnicos e cientistas. Durante quatro dias, os participantes terão a oportunidade de apresentar trabalhos e assistir a palestras sobre técnicas da microanálise eletrônica.

(Foto – UFC)