Blog do Eliomar

Categorias para Universidade

Fies 2019 – Inscrições para o segundo semestre estão abertas

Estão abertas as inscrições para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) do segundo semestre de 2019. As inscrições,iniciadas nesta terça-feira, são feitas pela internet, no site do programa, até o dia 1° de julho.

O Fies concede financiamento a estudantes em cursos superiores de instituições privadas com avaliação positiva pelo Ministério da Educação.

Pode concorrer quem fez uma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com média igual ou superior a 450 pontos, e obtido nota maior que zero na redação.

Modalidades

O novo Fies tem modalidades de acordo com a renda familiar. A modalidade com juro zero é para os candidatos com renda mensal familiar per capita de até três salários-mínimos. O aluno começará a pagar as prestações respeitando o seu limite de renda.

A modalidade chamada de P-Fies é para candidatos com renda familiar per capita entre 3 e 5 salários-mínimos. Nesse caso, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito que pode ser um banco privado ou Fundos Constitucionais e de Desenvolvimento.

O resultado da pré-seleção referente ao processo seletivo do segundo semestre de 2019 para as modalidades Fies e P-Fies será divulgado no dia 9 de julho.

(Agência Brasil)

Adufc Sindicato divulga nota sobre racismo na universidade

A Adufc Sindicato, que representa os professores da Universidade Federal do Ceará, manda nota para o Blog repudiando caso de racismo denunciado na Instituição. Confira:

Nota Oficial

A Diretoria da ADUFC-Sindicato vem a público manifestar-se sobre denúncia de racismo feita por Luiz Fernando de Lima Teixeira, estudante de Ciências Sociais da UFC, nas redes sociais, que relata abordagem abusiva, agressões e mesmo tortura por parte de seguranças da UFC, no Campus do Pici, na segunda-feira à noite (17/06). A situação é de tal gravidade que medidas urgentes se impõem à universidade para mostrar concretamente seu compromisso com os direitos humanos e civis.

Em primeiro lugar, consideramos que o estudante deve ser ouvido e amparado pela instituição, no âmbito do Curso que frequenta e da Unidade Acadêmica a que está vinculado, assim como, sobretudo, no âmbito da Comissão de Direitos Humanos da UFC. A universidade – Reitoria, Conselhos e demais instâncias – não devem procurar minimizar ou esconder o acontecimento, mas reconhecê-lo em toda sua gravidade e se empenhar nas necessárias reparações.

Em segundo lugar, a universidade precisa reconhecer que as políticas de segurança adotadas nos campi têm sido uma fonte inesgotável de episódios de discriminação contra estudantes, por estes serem negros, pobres, periféricos, mulheres ou LGBTs. Tais episódios têm alimentado uma crescente animosidade entre estudantes e seguranças, para a qual a universidade não pode fechar os olhos. É urgente que essas políticas sejam debatidas com toda a comunidade universitária, para garantir maior democratização e transparência nas regras de acesso e segurança adotadas pela universidade nos diferentes locais.

Em terceiro lugar, a universidade precisa tomar providências para garantir a formação em direitos humanos de todo o pessoal de segurança lotado em seus vários campi. Isso é fundamental sobretudo nos tempos que vivemos, de embrutecimento e fascistização. Deve ser exigido da empresa terceirizada o requisito de formação e orientação de seu pessoal para o respeito aos direitos humanos e civis e a universidade mesma deve se comprometer com uma formação complementar.

De nossa parte, para aprofundar a compreensão sobre as situações de racismo e discriminação na universidade e nelas intervir de maneira efetiva, levaremos ao Conselho de Representantes da ADUFC a proposta de realização de um seminário com toda a comunidade universitária, nos vários campi da UFC, com o objetivo de produzir um documento sobre o tema a ser entregue à Reitoria e aos Conselhos Universitários.

Por fim, queremos mais uma vez, como professores, reafirmar nosso compromisso com o respeito aos direitos humanos e dizer que acompanharemos o desenrolar do processo do estudante que fez a denúncia, na perspectiva de garantir que receba a devida atenção e quetenha consequência, tanto em termos de seu caso particular, quanto em termos do combate às situações de racismo e discriminação na universidade. Todo tipo de racismo e discriminação é intolerável e deve ser tratado com o máximo de atenção, rigor e consequência pela instituição. Estaremos atentos.

Não ao racismo!!

Fortaleza, 20 de junho de 2019

*Diretoria da ADUFC (Biênio 2019-2021).

(Foto – Evilazio Bezerra)

UFC, Museu da Fotografia e Instituto dos Cegos realizam curso de fotografia para deficientes visuais

Um projeto de extensão da Universidade Federal do Ceará, em parceria com o Instituto dos Cegos e com o Museu da Fotografia, está permitindo que pessoas com deficiência visual possam ter a experiência de contemplar fotografias, compreender suas técnicas de produção e ainda criar as próprias fotos. A primeira turma que passou por esse processo concluiu o curso na quinta-feira (19), em cerimônia na qual foi inaugurado um novo sistema de rastreamento de toque em fotografia tátil, também concebido na UFC. A próxima turma já tem início em agosto.

O projeto “Fotografia tátil como meio de expressão artística e inclusão”, que já existe desde 2014 no Curso de Design da UFC, iniciou este ano a parceria com as duas instituições. Oito pessoas cegas, atendidas pelo Instituto dos Cegos, concluíram o curso no qual aprenderam as regras de composição fotográfica e produzirem retratos de pessoas e fotografias de objetos. “Eles conheceram obras de fotógrafos e começaram a entender o que é uma boa foto. Então, fizeram formação e começaram a fotografar”, explica o professor Roberto Vieira, coordenador do projeto.

Segundo o professor, ao final das atividades da turma de agosto serão selecionadas fotografias para lançar, no fim do ano, uma exposição no Museu da Fotografia com as produções dos alunos. As fotos poderão ser apreciadas não somente por eles como por outras pessoas cegas por meio da técnica da fotografia tátil, na qual as fotos são reproduzidas em uma espécie de maquete de madeira com tecnologia de fabricação digital, tendo como base os padrões gerados na programação das imagens.

Fotografias táteis

Na cerimônia de conclusão do curso, realizada no Museu da Fotografia, os presentes puderam conhecer o primeiro protótipo do sistema de rastreamento de toque para fotografias táteis, produzido pelo Curso de Design. Por meio dele, a pessoa usa um adesivo reflexivo no dedo e vai percorrendo com a mão a superfície da peça. Uma câmera, então, vai rastreando o movimento e o sistema vai apresentando descrições em áudio das áreas mapeadas pelas quais o dedo passa. “Essa é a primeira versão apresentável, que ainda vai passar por ajustes e aprimoramentos. A ideia é que a exposição conte com dispositivos do tipo espalhados e o cego venha, sente-se sozinho numa cadeira e tenha a experiência de forma mais autônoma”, explica Vieira.

Leila Soares, que é cega, foi a primeira a ter essa experiência. “Eu achei incrível. É mais uma ferramenta que, se der certo, vai ser muito útil para nós, nos permitindo uma maior inclusão”, comenta ela, que também participou do curso e se surpreendeu ao perceber que poderia produzir suas próprias fotos. “Os nossos limites somos nós que definimos e ninguém pode nos dizer o que não podemos fazer”, analisa.

A coordenadora do Núcleo Educativo do Museu da Fotografia, Keli Pereira, conta que o museu já atendia pessoas cegas por meio de visitas guiadas às galerias, mas que este projeto amplia a forma de atuação daquele espaço. “A gente considera que esse projeto do Profº Roberto Vieira tinha tudo a ver com o museu. Então, as três instituições se uniram para realizar esse projeto conjuntamente”, destaca.

O reitor Henry Campos, que esteve presente da cerimônia de conclusão do curso, comemorou a iniciativa. “É um processo muito interessante e muito bem concebido e traz uma oportunidade a mais à vida dessas pessoas, para que elas possam apreciar a arte, neste caso, a fotografia. Isso reforça a importância que a Universidade tem na sua atuação com compromisso social, produzindo coisas aplicáveis e úteis para a sociedade. É um momento muito feliz e muito marcante, porque é o começo de um processo que vai certamente enriquecer muito a vida dessas pessoas”, celebra.

(UFC)

Fies 2019 – BNB abre inscrições para interessados

O Banco do Nordeste abre, a partir da próxima terça-feira, inscrição para alunos interessados em bancar estudos por meio do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies), uma das modalidades oferecidas pelo Ministério da Educação. As inscrições devem ser feitas no site www.mec.gov.br.

O crédito beneficiará alunos de cursos de graduação no segundo semestre do ano letivo, distribuídos em toda a área de atuação do BNB, que compreende os nove Estados da Região, além do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, informa a assessoria de imprensa do banco.

Crédito

O BNB adianta que dispõe de crédito com os menores juros do mercado, destinado a estudantes regularmente matriculados em cursos de graduação não gratuitos com avaliação positiva pelo MEC. Para pleitear o financiamento, os interessados devem possuir renda per capita familiar de até cinco salários mínimos, ter participado de pelo menos uma edição do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com nota média igual ou superior a 450 pontos, e não ter zerado a prova de redação.

Os estudantes não precisarão comparecer a unidades do Banco do Nordeste para adquirir o crédito. Será necessária somente complementação de informações no portal da instituição (www.bnb.gov.br). Posteriormente o próprio BNB realizará agências itinerantes nas universidades habilitadas para colher documentos e assinatura dos contratos. Os cadastros das pessoas e aberturas das contas correntes são feitos automaticamente com as informações registradas pelos estudantes nos sites do MEC e do Banco.

Atualmente o BNB mantém convênio com 122 instituições particulares de ensino superior, com abrangência para mais de 800 cursos. No Ceará 13 faculdades e universidades estão habilitadas a participar e, por meio dessa parceria, 193 cursos estão inclusos.

SERVIÇO

Mais Informações – www.bnb.gov.br/fies ou pelo número 0800 728 3030.

Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos divulga nota sobre a “pílula do câncer”

Odorico Moraes, diretor do NPDM, da UFC.

O Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM), da Universidade Federal do Ceará, manda nota para o Blog. O objetivo é esclarecer como está a situação das pesquisas em torno da chama “pílula do câncer” (fosfoetanolamina). Confira:

Nota de Esclarecimento

Tendo em vista a enorme repercussão do ensaio clínico que está sendo realizado com a FOSFOETANOLAMINA (conhecida popularmente como pílula do câncer) no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM) da Universidade Federal do Ceará, cabem alguns esclarecimentos à população:

1. O experimento clínico de Fase I, que está em andamento, faz parte de uma solicitação do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) ao NPDM, cujos trabalhos foram iniciados em 2016 com os testes pré-clínicos in vitro, em cultura de células tumorais, e in vivo, em animais portadores de câncer;

2. O atraso na realização desta etapa da pesquisa em seres humanos deveu-se a demora na obtenção da FOSFOETANOLAMINA sintetizada de acordo com a metodologia desenvolvida pelos inventores, obedecendo às boas práticas de fabricação e o controle de qualidade requeridos para o ensaio clínico;

3. O ensaio clínico Fase I consiste em avaliar a segurança da substância teste (FOSFOETANOLAMINA) em seres humanos sadios, o que compreende a determinação da dose máxima tolerada, os possíveis efeitos colaterais e o estudo farmacocinético;

4. Portanto, é importante enfatizar que no estudo Fase I não estará sendo avaliada uma possível atividade anticâncer da FOSFOETANOLAMINA;

5. Ressalte-se que, após a conclusão do estudo Fase I, ficará encerrada a participação do NPDM no estudo da FOSFOETANOLAMINA;

6. O NÚCLEO DE PESQUISA E DESENVOLVIMENTO DE MEDICAMENTOS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ estará sempre disponível para atender as demandas e desafios da sociedade no que diz respeito a pesquisa e desenvolvimento de medicamentos.

*Odorico Moraes,

Médico e professor titular da Faculdade de Medicina da UFC e diretor do Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM).

Unifor é a 8ª instituição de ensino superior privada em ranking internacional

No ranking do Times Higher Education Latin America (THE 2019), onde aparece a Universidade Federal do Ceará em 19º lugar entre as publicas, há uma outra Instituição de nível superior cearense pontuando. É a Universidade de Fortaleza (Unifor), que entrou na lista que congrega as principais universidades dos 12 países da América Latina e Caribe.

A Unifor ficou em 8º lugar no quesito ensino superior privado. O resultado foi divulgado nessa terça-feira, 18, em Lima, Peru, e a instituição cearense é a única do gênero das regiões Norte e Nordeste do Brasil a fazer parte desse ranking.

Esta é a segunda vez, em menos de 45 dias, que a Unifor faz parte de ranking universitário internacional. Em meados de maio passado, a QS World University Rankings incorporou a Unifor entre as melhores da América Latina e dos Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul), pela sua excelência no ensino e na pesquisa.

(Foto – Divulgação)

Unifametro inaugura novo campus em Cascavel

O Centro Universitário Fametro (Unifametro) já conta com seu mais novo campus na Região Metropolitana de Fortaleza. Agora na cidade de Cascavel, passando a ofertar cinco cursos de graduação nas modalidades presencial e a distância. São eles: Administração, Ciências Contábeis, Bacharelado em Educação Física, Serviço Social e Pedagogia.

O reitor Antonio Colaço abriu os trabalhos nessa nova unidade, com a presença do prefeito da cidade, Tiago Ribeiro, da primeira-dama, Luana Régia, e da vice-prefeita, Lurdenis Vieira, e do secretário de Educação, Esporte e Desporto, Cleiton Pereira da Silva.

Com a chegada em mais uma cidade da RMF, a Unifametro alcançará um maior número de estudantes das cidades vizinhas à Fortaleza e adjacências, incluindo Pacajus, Beberibe, Aquiraz e Pindoretama.

O campus tem 2400 m² de área e capacidade para atender a até 1000 alunos, em 18 salas de aula, laboratório de informática, biblioteca e estacionamento.

SERVIÇO

*Campus Unifametro Cascavel – Avenida João Moreira de Paula, 2627, Centro.

(Foto – Divulgação)

SiSU 2019 – Começa a convocação dos candidatos da lista de espera

A convocação dos candidatos que estão na lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começou nesta quarta-feira, 19. A chamada é feita diretamente pelas instituições de ensino superior.

Quem foi selecionado deve conferir o prazo para a matrícula no cronograma e verificar junto à instituição de ensino em que foi aprovado os locais, horários e qual a documentação necessária.

Os candidatos que não foram selecionados na chamada regular do Sisu em nenhuma das duas opções de curso cadastradas puderam manifestar interesse na lista de espera da seleção.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No segundo semestre de 2019, o Sisu registrou 1.213.679 de inscrições, número 24,3% superior ao de 2018 (976.765). Esta edição também contabiliza alta de 25,9% na quantidade de candidatos inscritos, sendo 640.205 contra 508.486.

(Com MEC)

Universidades brasileiras pioram em pesquisa sobre ranking das melhores do mundo

96 2

As dezenove universidades brasileiras classificadas entre as mil melhores instituições de ensino do mundo apresentaram piora em índices de qualidade,. ´E o que revela a última edição do QS University Ranking 2020. De acordo com o estudo, houve queda na empregabilidade de formandos, no desempenho das pesquisas acadêmicas, no nível de ensino e na atratividade para estudantes e professores estrangeiros. As informações são do O Globo desta quarta-feira.

A tendência, segundo o diretor de pesquisas da QS, é de piora dos índices do país nos próximos anos. “Existem poucos pesquisadores no mundo capazes de lidar com a perda de quase metade de seu orçamento (…). Dado que nosso indicador de pesquisa é baseado em cinco anos de dados, leva tempo para que as decisões políticas afetem o desempenho nos rankings”, afirma Ben Sowter. “É provável que o status do Brasil com líder de pesquisa regional seja cada vez mais ameaçado nos próximos anos”, completa.

Universidades brasileiras entre as 1.000 melhores do mundo

2020 2019                      Nome da universidade
116    118                          Universidade de São Paulo (USP)
214    204                        Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
358   361                         Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
439  464                          Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
482  491                          Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp)
601-650   601-650        Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
651-700   531-540         Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)
651-700   601-650        Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
651-700   601-650        Universidade Federal do Rio Grande Do Sul (UFRGS)
701-750    751-800        Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
801-1000 801-800       Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS)
801-1000 751-800        Universidade de Brasília (UnB)
801-1000 801-1000     Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj)
801-1000 801-1000     Universidade Estadual de Londrina (UEL)
801-1000 701-750        Universidade Federal de São Carlos (Ufscar)
801-1000 801-1000     Universidade Federal de Viçosa (UFV)
801-1000 801-1000     Universidade Federal do Paraná (UFPR)
801-1000 801-1000     Universidade Federal do Pernambuco (UFPE)
801-1000 801-1000     Universidade Federal Fluminense (UFF)

(Fonte: QS World University Ranking 2020)

Resultado da primeira chamada do ProUni está disponível

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) está disponível na página do programa. Para assegurar a bolsa de estudos, os estudantes que foram selecionados devem, a partir de hoje (18), comparecer nas instituições de ensino e comprovar as informações fornecidas na hora da inscrição.

No site do ProUni está disponível a lista da documentação necessária. Cabe aos estudantes verificar, nas instituições de ensino para as quais foram selecionados, os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 25 de junho.

Aqueles que não foram selecionados têm ainda outras chances. No dia 2 de julho será divulgada a lista dos aprovados em segunda chamada. Os candidatos podem, ainda, participar da lista de espera nos dias 15 e 16 de julho.

ProUni

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode participar

Podem participar do ProUni candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem se inscrever no programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

(Agência Brasil)

SiSU 2019 – Prazo de matrícula e de adesão à lista de espera termina nesta segunda-feira

Hoje (17) é o último dia para que os estudantes selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) façam a matrícula nas instituições de ensino superior públicas nas quais foram aprovados. Aqueles que não foram selecionados têm também até esta segunda-feira para aderir à lista de espera do programa.

Cabe aos estudantes verificar os horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio.

O resultado da chamada única do Sisu foi divulgado no último dia 10 e está disponível no site do programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear auxílio para pagar transporte, moradia e outras despesas nas próprias instituições de ensino superior, de acordo com determinados critérios, como renda familiar. Os programas de assistência estudantil são implementados diretamente pelas instituições.

Lista de espera

As vagas que não forem preenchidas serão ofertadas para os estudantes em lista de espera.

Quem não foi selecionado em nenhuma das duas opções de curso. feitas na hora da inscrição, na chamada única, e quiser integrar a lista tem até hoje para fazer a adesão, no site do Sisu.

O candidato deve acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu.

O estudante poderá manifestar interesse para a primeira ou segunda opção de curso. Ao finalizar a manifestação, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

Esses estudantes serão convocados a partir do dia 19. A convocação para a matrícula será feita pelas próprias instituições de ensino.

Nessa etapa caberá aos próprios candidatos acompanhar a convocação na instituição na qual estiverem pleiteando uma vaga.

Sisu 2019

Nesta edição, o Sisu oferece 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país. A seleção é feita com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.

Para participar é preciso ter obtido nota acima de zero na redação. Ao todo, 640.205 estudantes se inscreveram no programa, de acordo com balanço divulgado pelo MEC.

(Agência Brasil)

ProUni 2019 – Termina nesta sexta-feira prazo de inscrição

Hoje (14) é o último dia para que os interessados em concorrer a uma bolsa de estudos em instituição de ensino superior particular se inscrevam no Programa Universidade para Todos (ProUni). A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni, até as 23h59, no horário de Brasília. Até o final do prazo de inscrição, os candidatos podem alterar as opções de curso. Cada estudante pode escolher até duas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Ao todo, serão ofertadas para o segundo semestre deste ano 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais, de 100% do valor da mensalidade e 101.139 parciais, que cobrem 50% do valor da mensalidade.

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. As bolsas parciais contemplam os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Quem pode se inscrever

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas, dividida por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Nota de corte

Diariamente o sistema do Prouni calcula a nota de corte, que é a menor para ficar entre os potencialmente pré-selecionados de cada curso, com base no número de bolsas disponíveis e no total de candidatos inscritos no curso, por modalidade de concorrência.

De acordo com o Ministério da Educação (MEC), a nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento da inscrição. Ela não é garantia de pré-seleção para a bolsa ofertada. O sistema do Prouni não faz o cálculo em tempo real. A nota de corte é modificada de acordo com a nota dos inscritos.

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. A segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada, e de 2 a 8 de julho na segunda.

O prazo para participar da lista de espera é de 15 a 16 de julho. A lista fica disponível no site para consulta pelas instituições no dia 18 de julho.

(Agência Brasil)

TRF-1 mantém bloqueio de verbas de universidades

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) aceitou nesta quarta-feira (12) recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) e derrubou a decisão da Justiça Federal da Bahia que suspendeu, na semana passada, o contingenciamento de verbas de universidades federais e de outras instituições públicas de ensino.

Na decisão, o desembargador Carlos Moreira Alves, presidente do tribunal, entendeu que não há ilegalidades no bloqueio temporário de recursos, que também ocorreu nos demais órgãos do Poder Executivo, não somente no Ministério da Educação, segundo o magistrado.

“A programação orçamentária e financeira não afetou apenas a área da Educação, mas a de todos os demais ministérios do Poder Executivo, deixando ver a impessoalidade da medida necessária para a busca do equilíbrio fiscal e do aprimoramento da gestão dos recursos públicos, indispensável para o alcance da estabilidade econômica do país”, decidiu o desembargador.

Na sexta-feira (7), a juíza Renata Almeida de Moura, da 7ª Vara Federal de Salvador, atendeu a pedido feito em oito ações populares contra o contingenciamento de verbas, que foi anunciado pelo governo federal no fim de abril. Em todos os casos, há questionamento acerca do volume de bloqueios, bem como em relação aos critérios adotados pelo MEC na distribuição dos limites orçamentários.

No pedido de derrubada da liminar, a AGU citou que o Relatório de Avaliação de Receitas e Despesas Primárias do 1º Bimestre de 2019 indicou a necessidade de contingenciar R$ 29,6 bilhões no âmbito do Poder Executivo Federal. “Desta forma, foi editado o Decreto nº 9.741/19, que afetou não somente a Educação, mas todos os ministérios – o da Defesa, por exemplo, teve 52,3% dos recursos para despesas discricionárias bloqueados”, divulgou, em nota, o órgão.

A AGU argumenta que o bloqueio foi feito em estrito cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, que determina que o Poder Público deve limitar a movimentação financeira sempre que a arrecadação não for compatível com as metas de resultado primário ou nominal e avalia que este seria o caso de aplicação da lei.

(Agência Brasil)

Uece realiza vestibular no próximo domingo

A Universidade Estadual do Ceará inicia, no próximo domingo, 16, seu segundo vestibular deste ano. Será ministrada uma Prova de Conhecimentos Gerais de múltipla escolha, compreendendo Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Geografia, História, Matemática, Física, Química, Biologia, Sociologia e Filosofia. O certame ocorrerá das 9 às 13 horas e contará com 12.785 candidatos inscritos.

Eles disputam 1.914 vagas, das quais 1.196 são para os cursos da Capital e 718 vagas para as unidades da Uece, no Interior do Estado, localizadas nos municípios de Itapipoca, Crateús, Limoeiro do Norte, Iguatu e Quixadá.

A 2ª Fase do certame acontecerá nos dias 21 e 22 de julho de 2019 (domingo e segunda-feira respectivamente), com a realização de quatro Provas: uma de Redação e três Específicas, de acordo com o curso de opção do candidato.

O Vestibular de 2019.2 será realizado nas sedes da Uece, no campus Itaperi, situado na Avenida Silas Munguba, 1.700 e no Centro de Humanidades (CH), localizado na Avenida Luciano Carneiro, 345, campus Fátima, nas unidades dos municípios já citados acima e em vários Colégios da Rede Pública e Particular de Fortaleza.

A Uece nos seus 44 anos de fundação já formou quase 68000 profissionais nos seus diversos cursos de graduação.

SERVIÇO

*O Cartão de Informação do candidato, com os endereços e locai s de prova estará disponível no site www.uece.br/cev nesta quinta-feira, 13 de junho.

*Mais informações – CEV, campus do Itaperi, na Avenida Dr. Silas Munguba, 1700, no endereço eletrônico www.uece.br/cev ou pelos telefones 3101.9710 ou 3101.9711.

(Foto – Arquivo)

Unidade parceira da UVA promove em Fortaleza a I Feira de Oportunidade

190 2

A Universidade Vale do Acaraú vai promover, de quinta a sábado, a primeira edição da Feira de Oportunidade, evento destinado à difusão das experiências exitosas dos alunos da Instituição. A abertura do evento acontecerá na unidade parceira da Instituição, com sede em Messejana, em Fortaleza, a partir das 18 horas desta quinta. O evento é abeto ao público.

Na abertura, haverá uma exposição e roda de conversa sobre o tema “A Educação como Instrumento de Transformação da Realidade“, a cargo do ex-deputado federal Eudes Xavier e do professor Emanuel Ramos, sociólogo com especialização nas áreas de psicopedagogia e psicanálise.

Também será apresentada a experiência desenvolvida pelo Instituto Florestan Fernandes com jovens trabalhadores rurais do Sertão Central do Estado, integrantes do Projeto Formação de Formadores em Políticas Públicas e Cidadania.

A Feira da Oportunidade, segundo a coordenadora de ensino da UVA, professora Otilia Martins, objetiva difundir conhecimento e compartilhar com a comunidade universitária e movimentos sociais pesquisas e teses elaboradas pelos estudantes com foco na qualificação dos alunos e das comunidades assistidas pelos projetos sociais desenvolvidos pela universidade.

(Foto – Arquivo)

Custódio e Cândido articulam em Brasília apoios de olho no “trono” de reitor da UFC

Além de participar de banca de doutorado em Brasília, o vice-reitor Custódio Almeida aproveita viagem para articular, junto a setores políticos, sua indicação para reitor da Universidade Federal do Ceará.

Ele ficou em primeiro na consulta à comunidade universitária e na lista tríplice e diz que se posiciona como um técnico para a Instituição. Custódio está confiante, pois as nomeações de reitor que o presidente Jair Bolsonaro vem promovendo têm respeitado o critério do mais votado.

Custódio já conversou, inclusive, com o deputado federal Heitor Freire (PSL).

Cândido Albuquerque, diretor da Faculdade de Direito da UFC e postulante a reitor da Instituição – ficou em terceiro na consulta à comunidade e segundo na lista tríplice, também está em Brasília. Disse que a serviço, junto ao STF, em favor de um cliente.

Mas ele não esconde que aproveitará estada ali para também articulando apoios.

(Fotos – Facebook e OAB)

SiSU 2019 – Alunos selecionados já podem fazer a matricula

Os estudantes selecionados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem, a partir de hoje (12), fazer matrícula nas instituições de ensino para as quais foram selecionados. O prazo vai até o dia 17. Cabe aos candidatos verificar os dias, horários e locais de atendimento definidos por cada instituição em edital próprio.

O resultado da chamada única do Sisu foi divulgado segunda-feira (10) e está disponível no site do programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear auxílio para pagar transporte, moradia e outras despesas nas próprias instituições de ensino superior, de acordo com determinados critérios, como renda familiar. Os programas de assistência estudantil são implementados diretamente pelas instituições.

Lista de espera

As vagas que não forem preenchidas serão ofertadas para os estudantes em lista de espera. Quem não foi selecionado em nenhuma das duas opções de curso feitas na hora da inscrição na chamada única e quiser integrar a lista tem até o dia 17 para fazer a adesão, no site do Sisu.

O candidato deve acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. O estudante poderá manifestar interesse para a primeira ou segunda opção de curso. Ao finalizar a manifestação, o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

Esses estudantes serão convocados a partir do dia 19. A convocação para a matrícula será feita pelas próprias instituições de ensino. Nessa etapa caberá aos próprios candidatos acompanhar a convocação na instituição na qual estiverem pleiteando uma vaga.

Sisu 2019

Nesta edição, o Sisu oferece 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país. A seleção é feita com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018. Para participar é preciso ter obtido nota acima de zero na redação do exame. Ao todo, 640.205 estudantes se inscreveram no programa, de acordo com balanço divulgado pelo MEC.

(Agência Brasil)

ProUni 2019 – Inscrições começam nesta terça-feira

O Programa Universidade para Todos (ProUni) vai ofertar 169.226 bolsas de estudos em instituições particulares de ensino superior, sendo 68.087 bolsas integrais e 101.139 parciais, no segundo semestre de 2019. As vagas foram anunciadas hoje (10), pelo Ministério da Educação (MEC). Ao todo, participam desta edição 1.100 instituições.

As inscrições podem ser feitas a partir de amanhã (11). O prazo para participar da seleção vai até 14 de junho. A inscrição deverá ser feita pela internet, no site do Prouni.

O número de bolsas é inferior às 174 mil ofertadas no segundo semestre do ano passado – 68.884 bolsas integrais e 105.405 parciais. Caiu também no número de instituições. Em 2018 foram 1.460.

Segundo o secretário-executivo do MEC, Antonio Paulo Vogel, a queda deve-se à possível suspensão de cursos e faculdades privadas, o que impede a oferta de bolsas.

Mesmo com a redução de vagas, a expectativa é que o número de inscrições aumente em relação a 2018. “Tivemos um aumento no Sisu [Sistema de Seleção Unificada], o que mostra que tem mais gente buscando o ensino superior”, disse Vogel.

O Sisu, que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior, teve um aumento de 25,9% no número de candidatos no processo seletivo do segundo semestre deste ano em comparação com o segundo semestre do ano passado.

Vogel explica que a redução de bolsas não impactará o orçamento do MEC, uma vez que as instituições participantes não recebem recursos. Elas são isentas de impostos.

ProUni

As bolsas de estudo ofertadas pelo ProUni são parciais, de 50% do valor da mensalidade, e integrais, de 100%. As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as bolsas parciais, contemplaram os candidatos que têm renda familiar bruta per capita de até 3 salários mínimos.

Podem se inscrever candidatos que não tenham diploma de curso superior e que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. Além disso, os estudantes precisam ter cursado o ensino médio completo em escola pública ou em instituição privada como bolsista integral.

É preciso ter obtido ainda uma nota mínima de 450 pontos na média aritmética das notas obtidas nas provas do Enem. O cálculo é feito a partir da soma das notas das cinco provas do exame e, depois, dividindo por cinco. Outra exigência é a de que o aluno não tenha tirado zero na redação.

Também podem participar do programa, estudantes com deficiência e professores da rede pública.

Calendário

A divulgação do resultado da primeira chamada está prevista para 18 de junho. Já a segunda chamada será no dia 2 de julho.

O candidato pré-selecionado deverá comparecer à respectiva instituição de ensino superior para comprovação das informações no período de 18 a 25 de junho, caso tenha sido selecionado na primeira chamada e de 2 a 8 de julho na segunda.

A lista de espera, caso as vagas não sejam ocupadas, fica disponível no site para consulta pelas instituições de ensino no dia 18 de julho.

(Agência Brasil)

Professores da UFC vão aderir à greve geral da próxima sexta-feira

Um grupo de professores da Universidade Federal do Ceará aprovou, em assembleia geral nesta segunda-feira, no auditório do Centro de Ciências da Instituição, adesão à greve geral que centrais sindicais, movimentos sociais e partidos de esquerda programa para a próxima sexta-feira.

Segundo a assessoria de imprensa da Adufc Sindicato, entidade representativa da categoria, as atividades de paralisação acontecerão de forma unificada com a comunidade universitária (servidores das universidades federais e movimento estudantil). Terá início às 7h30min, com uma plenária de concentração na Reitoria da UFC. Em seguida os manifestantes seguirão em caminhada, passando pela sede da ADUFC às 9h30min, e tomarão a rota da Praça da Faculdade de Direito, no Centro, onde haverá concentração às 10h30min.

A assembleia também tratou da a atual situação financeira da ADUFC Sindicato, outro ponto de pauta debatido na ocasião. Ficou decidido que será feita uma auditoria das contas da entidade referente aos últimos 4 anos (gestões 2015-2017 e 2017-2019).

Também foi aprovada a participação de dois membros da diretoria da ADUFC Sindicato no 64º Conselho do ANDES-SN (CONAD), que acontecerá de 11 a 14 de julho em Brasília. O evento terá como tema a “Defesa da educação pública, dos direitos sociais e das liberdades democráticas” e será sediado na Associação dos Docentes da Universidade de Brasília.

Sisu 2019 – Resultado já está disponível

82 1

Os estudantes que estão concorrendo a vagas em instituições públicas de ensino superior podem consultar o resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), na página do programa. A lista dos selecionados na chamada única foi divulgada na tarde de hoje (10).

As matrículas devem ser realizadas de 12 a 17 de junho. Ao todo, nesta edição, são ofertadas 59.028 vagas em 76 instituições públicas de ensino em todo o país.

Aqueles que não foram selecionados poderão participar da lista de espera de 11 a 17 de junho. A convocação desses estudantes ocorrerá após o dia 19 deste mês.

Para participar da lista de espera é preciso acessar o site do Sisu e indicar para qual a opção de vaga escolhida na fase de inscrição se deseja pleitear uma vaga.

Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram prova do Exame Nacional do Ensino Médio em 2018 e obtiveram nota na redação acima de zero.

SERVIÇO

  • Confira o resultado do Sisu aqui.