Blog do Eliomar

Categorias para Universidade

Justiça manda Urca contratar profissional em libras

O Juízo da 1ª Vara Cível da Comarca de Juazeiro do Norte condenou a Universidade Regional do Cariri (URCA) a contratar um profissional intérprete para assistir um aluno com deficiência auditiva. A informação é da assessoria de imprensa do MPCE, adiantando que a decisão monocrática decorreu de uma Ação Civil Pública interposta pelo promotor de justiça de Juazeiro do Norte, José Carlos Félix da Silva. Na sentença, o magistrado ainda estabeleceu um prazo de 30 dias para cumprimento da determinação judicial.

No apurado nos autos do procedimento extrajudicial instaurado para investigar os fatos, originados a partir de um termo de declarações, um aluno requereu, junto à Pró-Reitoria de Ensino e Graduação (PROGRAD) da URCA, a disponibilização de um profissional “intérprete” em virtude da necessidade de ter ao seu alcance todos os recursos necessários para que pudesse gozar dos direitos de um discente daquela Instituição. Sem a devida assistência educacional, o aprendizado daquele aluno ficava prejudicado, não obstante tenha recebido o silêncio como resposta.

Após a recalcitrância da Universidade em solucionar o problema na esfera extrajudicial, não restou alternativa ao representante do MPCE senão acionar o Poder Judiciário. Segundo o promotor de Justiça, “o aluno conseguiu com muitos esforços ser aprovado no difícil e concorrido vestibular da URCA, efetuou sua matrícula, e por descaso da Universidade em não disponibilizar um profissional em Língua Brasileira de Sinais para acompanhá-lo durante as aulas, estar a impedir seu efetivo acesso à educação. Não bastasse sua limitação pela deficiência, é frustrante e depressivo o quadro psicológico sentido e vivido pelo substituído em face da omissão da Instituição”, observou, ao acrescentar que o aluno encontra-se em grave situação de risco educacional, de profissionalização, inclusão social e de futura inserção no mercado de trabalho.

A URCA, nos autos da ACP, alegou em sua contestação que por diversas ocasiões tentou mais foi frustrada na pretensão de contratar profissional habilitado, o que se deu em virtude da escassez deles no mercado local. “Por esta razão, em face da impossibilidade fática de conseguir profissional com a necessária habilitação, e exclusivamente por este motivo, não foi possível atender à reconhecida necessidade do aluno” afirmou o coordenador jurídico da Universidade.

No entanto, na decisão judicial, o juiz determinou a instituição de ensino superior que disponibilize profissional intérprete para assistir o aluno com deficiência auditiva nas aulas do curso de licenciatura de ciências matemáticas, inclusive acompanhando o aluno em eventuais aulas extraclasse. Ademais, para o cumprimento da medida, não necessariamente a IES terá a necessidade de realizar concurso, podendo se valer de servidores efetivos qualificados em libras para atender à situação.

Conselho Universitário da UFC aprova processo de consulta e elaboração de lista tríplice para reitor

O Conselho Universitário da Universidade Federal do Ceará deliberou e aprovou, nessa quarta-feira, resolução que estabelece as normas do processo de consulta à comunidade universitária tendo em vista a elaboração da lista tríplice para escolha do reitor da Instituição. A informação é da assessoria de imprensa da UFC.

Pela resolução aprovada – a íntegra do documento será publicada nos próximos dias pela Secretaria dos Órgãos Deliberativos Superiores da UFC, a inscrição das candidaturas será feita no dia 2 de abril. Já a consulta à comunidade universitária, em todos os campi da Instituição, ocorrerá no dia 8 de maio.

Já a lista tríplice será elaborada pelos integrantes do Conselho Universitário reunião marcada para o dia 20 de maio. De acordo com a resolução aprovada, a votação dos conselheiros é secreta e uninominal, devendo a lista ser composta com os três primeiros nomes mais votados pelo colegiado em escrutínio único.

Após essa etapa, a lista segue para o Ministério da Educação (MEC). Ao presidente da República caberá a nomeação do reitor da UFC para o mandato 2019-2023.

Comissão eleitoral

Ficou acertado o nome o professor Haroldo César Pinheiro Beltrão, docente titular da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem (FFOE), como presidente da Comissão Eleitoral Central (CEC). Essa comissão deverá elaborar normas complementares, a serem divulgadas posteriormente, para operacionalizar as diretrizes e dar exequibilidade às normas fixadas pelo Conselho Universitário.

Haverá, ainda, em cada um dos campi da UFC – Benfica, Pici, Porangabuçu, Sobral, Quixadá, Russas e Crateús – uma Comissão Eleitoral Setorial (CES), subordinada à CEC. Os presidentes das comissões setoriais são: Roberto Sérgio do Nascimento, da Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade – FEAAC (Benfica); Verônica Teixeira Franco Castelo Branco, do Centro de Tecnologia (Pici); Carlos Couto de Castelo Branco, da FFOE (Porangabuçu); João Guilherme Matias (Sobral); Aliny Abreu de Sousa Monteiro (Russas); João Ferreira de Lavor (Quixadá); e Lívio Antônio Melo Freire (Crateús).

(Foto – Evilázio Bezerra)

Medicina na Uece: mais do melhor

Com o título “Medicina na Uece: mais do melhor”, eis artigo do médico João Brainer Clares de Andrade. Ele destaca a expansão da oferta de vagas no curso de Medicina, medida tomada pelo governador Camilo Santana (PT). Confira:

Após 15 anos, o curso médico da Uece recebe chancela do governo do Estado. Camilo Santana noticiou a expansão, que passa a ter duas entradas anuais. O governador abrandou resistências, tomou fé da qualidade do curso e reconheceu, enfim, a paternidade. Desde a criação algo conflituosa, mas necessária contra as forças contrárias, do curso, a Uece resistiu, lutou e oferece hoje o curso de terceira melhor nota do Brasil no Enade: foi do mínimo de recursos ao máximo na formação.

Promessas de estrutura e contratação de professores inundam a história: há vagas nunca abertas para seleção há mais de 15 anos, e a estrutura no campus do Itaperi resiste a intempéries do mesmo período. O sucesso é mérito intrínseco e de instituições parceiras: professores e alunos se uniram para uma formação de contato próximo, com práticas nas comunidades e na rede pública hospitalar estadual. Artesanalmente, nascem médicos com senso comunitário e com as digitais da saúde pública do Ceará.

A despeito das discussões sobre o número de médicos formados por ano no País, apenas uma entrada anual gera ociosidade com custo por aluno desproporcional ao orçamento. Duas entradas anuais equalizam parte do problema, mas aprofundam outros. Eis o curso mais longo e com práticas em grupos pequenos, o que requer docentes efetivos, mais vagas de professores de práticas médicas e servidores estaduais que possam transferir algumas horas ao curso de Medicina.

O ônus da duplicação, no entanto, qualifica uma rede, e não apenas o curso. Os hospitais estaduais precisam ser definitivamente integrados como rede de hospitais universitários, ganhando com os recursos do credenciamento, qualificação de protocolos, integração docente, residências e pós-graduação. E ao Itaperi, ampliação de laboratórios e integração com a UPA Itaperi e unidades de saúde, além da possibilidade de acolher uma policlínica de especialidades.

Visão de futuro e promessas cumpridas compõem a prescrição essencial para o crescimento do curso médico público estadual do Ceará: mais oportunidades para o curso que, sob muito esforço, tenta fazer o melhor.

*João Brainer Clares de Andrade

Professor do Curso de Medicina da Uece.

Idilvan Alencar quer União financiando o transporte de alunos do ensino superior

O deputado federal Idilvan Alencar (PDT) deu entrada, nesta terça-feira, num projeto de lei que determina a União como financiadora do transporte de alunos do ensino superior. Atualmente essa obrigação está com as prefeituras. Esse é o primeiro projeto do parlamentar.

O projeto de lei n. 1333/2019, segundo Idilvan, quer resolver “um grande problema para estudantes cuja necessidade nem sempre é atendida e para os prefeitos que assumem a responsabilidade mesmo sem o recurso devido.”

Com a aprovação e posterior execução do projeto, ficará estabelecido que a União assuma o transporte dos universitários matriculados na Rede de Educação Superior e, nos casos desse serviço ser efetuado pelos municípios, que sejam realizadas transferências dos recursos a título de compensação.  Assim, os municípios terão um forma até de melhorar o transporte desses estudantes.

O projeto beneficiará estudantes universitários de todo o Brasil, sobretudo dos municípios mais pobres, que ingressaram em uma universidade situada em cidades vizinhas a que residem, mas que tem dificuldades para custear o gasto com o deslocamento diário para frequentar as aulas.

“Os alunos passam no ensino superior, mas não tem dinheiro para custear o deslocamento da cidade em que moram para a cidade onde a universidade está localizada. Por exemplo, quem é de Santana do Acaraú tem que ir para Sobral todo dia. Ou quem é de Nova Olinda que tem ir pro Crato ou Juazeiro do Norte diariamente. É um custo alto e pode inviabilizar a qualificação desses jovens”, argumenta Idilvan.

O Programa Nacional de Apoio ao Transporte do Escolar (PNATE) não envia dinheiro aos municípios com essa finalidade. “Atualmente existe uma lacuna na lei, alguns municípios arcam com as despesas desse tipo de transporte e outros não”, explica Idilvan.

(Foto – Divulgação)

Eleições na UFC – Cândido Albuquerque e Glauco Lobo se posicionam como chapa independente

O professor Cândido Albuquerque, diretor da Faculdade de Direito e candidato a reitor da UFC, divulga, juntamente com seu candidato a vice-reitor, Glauco Lobo, artigo onde diz por que entrou na disputa. Cândido se posiciona como chapa independente. Confira: 

Caros Colegas Professores, Servidores e Alunos.

Durante os últimos anos, como diretor da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará, tive a oportunidade de conhecer, de perto, a gestão da Universidade e perceber que muita coisa precisa melhorar, sem perder a visão de qualidade e importância junto à sociedade. A falta de disputa nos últimos pleitos permitiu que o continuísmo inibisse as melhorias esperadas pela comunidade universitária. Diante dessa constatação, resolvemos colocar, de forma independente, nossos nomes, Cândido Albuquerque e Glauco Lobo, para a avaliação dos colegas no processo de escolha do novo Reitor e Vice-Reitor da UFC. Há sete anos estou como diretor da Faculdade de Direito, depois de exercer, por vários anos, a chefia do Departamento de Direito Público e implantar e coordenar o Núcleo de Prática Jurídica. O professor. Glauco Lobo, de igual modo, tem sua vida umbilicalmente ligada à nossa UFC. Foi médico do HUWC, onde organizou o Serviço de Cirurgia Cardíaca, e tornou-se, tempos depois, por vocação, professor da Faculdade de Medicina, onde hoje exerce a chefia do Departamento de Cirurgia.

Buscamos a renovação do quadro administrativo da Universidade como forma de possibilitar que, pela meritocracia e pelo comprometimento, se desenvolva um projeto de governança corporativa e uma gestão vinculada a um planejamento estratégico, com o objetivo de ver a UFC cada vez melhor e identificada com os desafios do nosso Estado. Em conjunto com a comunidade universitária, desenvolveremos um PDI verdadeiro, com forte visão prospectiva, preparando a Universidade para o futuro. Na fase atual vivenciada pela UFC, percebe-se a dificuldade da administração na renovação de simples contratos de manutenção de aparelhos de ar-condicionado, elevadores, telefones e outros equipamentos básicos, o que, além de demonstrar falta de capacidade gerencial, compromete o bom andamento das atividades de ensino, de pesquisa e de extensão. De nada adianta a excelência do nosso corpo docente, o profissionalismo dos nossos técnicos e a qualidade dos nossos alunos se a ambiência na qual suas atividades se desenvolvem apresentar sinais de sucateamento. É, pois, urgente que se retome a capacidade administrativa da Reitoria.

Nossa postura firme em defesa da UFC tem incomodado alguns, os quais, como não nos podem acusar de incompetência ou de falta de coragem para implementar as mudanças necessárias, acusam-nos, indevidamente, de vinculação a partidos ou grupos políticos. Esquecem, todavia, de observar o que fizemos na Faculdade de Direito, onde a marca da nossa administração registrou, de forma indelével, que o NOSSO ÚNICO PARTIDO SE CHAMA UFC! Essa é a nossa “ideologia” administrativa primeira. A trajetória do professor Glauco Lobo nas Ciências da Saúde e mais especificamente na Faculdade de Medicina aponta para os mesmos propósitos, no sentido de resgatar o prestígio da nossa Universidade com uma administração plural, marcada pela eficiência, pelo diálogo e pela tolerância. Se você acredita e aposta na Universidade, junte-se a nós, e vamos celebrar a UFC MAIOR, MELHOR e MAIS INSERIDA NA SOCIEDADE.

*Professores Cândido Albuquerque e Glauco Lobo.

ProUni 2019 – Participantes da lista de espera devem comprovar informações

Candidatos a uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni) que estão na lista de espera têm hoje (12) e amanhã (13) para apresentar a documentação necessária nas instituições de ensino superior nas quais pretendem estudar.

Todos os estudantes que optaram por participar da lista devem apresentar os documentos que comprovam as informações prestadas na hora da inscrição, independentemente de serem selecionados. No site do ProUni está disponível a documentação necessária.

As próprias instituições de ensino vão convocar os estudantes para preencher as bolsas de estudo remanescentes.

ProUni

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o MEC. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

(Agência Brasil)

MEC divulga lista de espera do ProUni para as faculdades

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (11) a relação dos candidatos participantes da lista de espera. A lista será disponibilizada para consulta pelas instituições de ensino superior.

Todos os candidatos participantes da lista terão de comparecer às instituições nas quais estão pleiteando uma vaga, para apresentar a documentação que comprove as informações prestadas na inscrição. O prazo para que isso seja feito é 12 a 13 de março.

A lista de espera será usada pelas próprias instituições, que irão convocar candidatos para o preenchimento das bolsas remanescentes.

Os estudantes que não garantiram uma bolsa de estudos puderam manifestar interesse em participar da lista na semana passada, até sexta-feira (8).

ProUni

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o MEC. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

(Agência Brasil)

UFC – Começa o processo sucessório na maior universidade do Ceará

Henry Campos, atual reitor, não vai para a reeleição.

Da Coluna do Eliomar de Lima, no O POVO desta segunda-feira:

A disputa pelo cargo de reitor da Universidade Federal do Ceará, com consulta marcada para maio, já começa a entrar em processo de definição pelo menos no campo dos candidatos. Os postulantes que aparecem nesse cenário acertam a chapa.

Custodio Almeida, atual vice-reitor da Instituição, escolheu Davi Romero, diretor do campus da UFC em Quixadá. Optou, no caso, por descentralizar a chapa e buscar votos também no Interior. Cândido Albuquerque, diretor da Faculdade de Direito e que teria simpatias de Brasília, optou pelo cardiologista Glauco Lobo, nome por demais conhecido na elite cearense. Já Antônio Gomes, pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, terá como colega de chapa o professor Augusto Albuquerque, do Departamento de Engenharia Estrutural do Centro de Tecnologia.

Falta agora a Reitoria definir a comissão eleitoral de um processo que, sem sombra de dúvidas, mexerá com a maior instituição federal de ensino superior do Estado.

Com a sociedade cearense bem atenta. E esperando que o certame não sofra retrocesso nesta Era Bolsonaro.

Uece inscreve para Programa de Residência em Enfermagem Obstétrica

141 1

A Universidade Estadual do Ceará inscreve para a primeira seleção do seu novo Programa de Residência Uniprofissional em Enfermagem Obstétrica, com área de concentração em Enfermagem Obstétrica. As inscrições vão até a próxima terça-feira, 12, informa a assessoria de imprensa da Instituição.

O programa tem como objetivo principal contribuir na formação e desenvolvimento das competências de enfermeiros para a qualificação do cuidado à saúde materna, com vistas à promoção, proteção e recuperação da saúde, embasadas na colaboração interprofissional, na integralidade da assistência e na intersetorialidade das ações conforme princípios e diretrizes do SUS.

Com oferta de seis vagas, poderão se candidatar à Residência, portadores de diploma do Curso de Graduação em Enfermagem em Instituição de Ensino Superior (IES) reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

SERVIÇO

*Os interessados deverão realizar inscrição no Centro Tecnológico de Enfermagem, no Campus Itaperi, das 9 às 12 horas ou das 13h30min às 16h30min.

*Mais informações – (85) 3101-9612 / coremu@uece.br

ProUni 2019 – Começa prazo para quem quer participar da lista de espera

Começa nesta quinta-feira (7) o prazo para participar da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni). Aqueles que se inscreveram no programa, mas ainda não garantiram uma bolsa de estudos nas instituições particulares de ensino, podem manifestar interesse, na página do programa, até amanhã (8).

A lista de espera vale apenas para os cursos indicados na hora da inscrição. Cada participante pôde escolher até duas opções.

Podem participar da lista de espera, apenas para a primeira opção de curso, aqueles estudantes que não foram selecionados nem na primeira, nem na segunda chamada regular do programa. Aqueles que foram selecionados na segunda opção, mas cuja turma não foi formada, podem também se inscrever apenas para a primeira opção de curso.

Podem participar da lista de espera para a segunda opção de curso apenas aqueles cuja turma da primeira opção não foi formada, independentemente de terem sido selecionados nas chamadas regulares.

A relação dos candidatos participantes da lista de espera estará disponível para consulta pelas instituições no dia 11 de março.

Todos os candidatos da lista de espera terão que comparecer às respectivas instituições de ensino nas quais estão pleiteando uma vaga, para apresentar a documentação que comprove as informações prestadas na inscrição. O prazo para que isso seja feito é de 12 a 13 de março.

ProUni

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o Ministério da Educação. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

(Agência Brasil)

ProUni abre amanhã inscrições para lista de espera

O Programa Universidade para Todos (ProUni) abre nesta quinta-feira (7) as inscrições para a lista de espera. Aqueles que se inscreveram no programa, mas ainda não garantiram uma bolsa de estudos nas instituições particulares de ensino, devem manifestar seu interesse, na página do programa,até sexta-feira (8).

A lista de espera vale apenas para os cursos escolhidos na hora da inscrição. Cada participante pôde escolher até duas opções.

Podem participar da lista de espera apenas para a primeira opção de curso os estudantes que não foram selecionados na primeira, nem na segunda chamada regular do programa. Aqueles que foram selecionados na segunda opção de curso, mas cuja turma não foi formada, podem também se inscrever apenas para a primeira opção de curso.

Para a segunda opção de curso podem se inscrever na lista de espera apenas aqueles cuja turma da primeira opção não foi formada, independente de terem sido selecionados nas chamadas regulares.

A relação dos candidatos participantes da lista de espera estará disponível para consulta pelas instituições na próxima segunda-feira (11).

Todos os candidatos participantes da lista de espera terão que comparecer, nos dias 12 e 13 deste mês, às respectivas instituições de ensino nas quais estão pleiteando vaga, para apresentar a documentação para comprovação das informações prestadas na inscrição.

ProUni
De acordo com o Ministério da Educação, ao todo, 946.979 candidatos inscreveram-se na primeira edição do ProUni deste ano. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição estão sendo ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais (50% do valor das mensalidades).

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, as instituições que aderem ao programa têm isenção de tributos.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda a bolsa permanência, para ajudar a custear os estudos, e também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

(Agência Brasil)

Jornalista e memorialista ganhará título de doutor honoris causa da Urca

O memorialista e jornalista Huberto Cabral ganhou título de Doutor Hororis Causa da Universidade Regional do Cariri (Urca). O reconhecimento se deu após proposição e análise junto ao Conselho Superior da Universidade (Consuni) pelos relevantes serviços prestados e contribuições para a Região do Cariri. A solenidade acontece no próximo dia 8 de março, no Salão de Atos da Instituição, às 17 horas, no campus do Pimenta, em Crato. As informações são da assessoria de imprensa da Urca.

O processo de Huberto Cabral foi aprovado através de solicitação da 8ª reunião extraordinária do Departamento de História, no dia 4 de junho deste ano, pelo docente do curso, Carlos Rafael Dias. No documento de avaliação com os seus dados biográficos, Huberto Cabral é descrito como jornalista-memorialista-historiador-radialista, funções que se fundem num comunicador que se notabilizou pelos serviços que têm prestado nessas áreas à História do Cariri e do Crato, além de sua presença marcante em importantes cerimoniais públicos e privados da cidade cratense e região.

Suas funções estão sendo exercidas na área, inclusive já tendo passado pela Urca como Assessor de Imprensa, no início da criação da universidade, e da assessoria da prefeitura do Crato, tem sido organizador de inúmeros eventos de caráter cultural e histórico no Município, a exemplo da ExpoCrato. O homenageado nasceu no Crato, em 1936, tem atividade permanentes junto à Diocese do Crato e a Rádio Educadora, com atividades em jornais, como O Levita, que foi um dos editores, que passou a editar ainda no Seminário, e depois a Ação, porta-voz da Diocese do Crato, fundado em 1939. Também atuou na amplificadora cratense, pioneiro no serviço de auto-falante da região do Cariri.

Com a fundação da Rádio Araripe do Crato, primeira emissora do interior cearense, Huberto Cabral passou a atuar na emissora dos Diários Associados, maior conglomerado de mídia da América Latina.

Chamado de ‘enciclopédia viva do Crato’, Huberto passou a ser uma testemunha ocular de episódios históricos da cidade, e uma das fontes essenciais de muitos acontecimentos. É um guardião de documentos de notável relevância, além de ser requisitado com frequência por pesquisadores de universidades da região, além da imprensa, para dar depoimentos relevantes para pesquisar acadêmicas e matérias que são veiculadas junto à imprensa.

Segundo o vice-reitor da Urca, Professor Francisco do Ó Lima Júnior, que presidiu a reunião do CONSUNI em que o título foi concedido por unanimidade dos seus membros, os muitos amigos e admiradores de Huberto Cabral prometem realizar uma significativa comemoração na vindoura solenidade.

(Foto: Elizângela Santos)

UFC abre seleção para professor visitante nos campi de Fortaleza

A Universidade Federal do Ceará abriu seleção para professor visitante dos Programas de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo e Design, Sociologia e Direito, todos nos campi de Fortaleza. As inscrições ocorrerão presencialmente ou por procuração nos dias 7, 8, 11, 12 e 13 de março, no horário das 9 às 12 horas e das 14 às 17 horas, na coordenação do programa de interesse do candidato. A informação é da assessoria de comunicação da UFC.

São ofertadas três vagas, uma por programa, e nelas podem se inscrever docentes na categoria sênior, caracterizado por possuir, entre outros requisitos, título de doutor por tempo igual ou superior a 10 anos; ou categoria júnior, com título de doutor por tempo igual ou superior a 5 anos e inferior a 10 anos. Os demais detalhes sobre os requisitos estão no item 4 do edital (http://www.progep.ufc.br/edital-30-2019/).

Oferta de vagas

O Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo e Design oferta vaga no setor de estudo Planejamento Urbano e Design da Informação. O candidato deve preencher as exigências da categoria júnior e o selecionado cumprirá um contrato de seis meses. O endereço é Av. da Universidade, 2890, Benfica, Pavilhão Central, 1º andar, CEP 60020-181, Fortaleza-CE, telefone (85) 3366 7957 e e-mail urbcla@gmail.com.

O Programa de Pós-Graduação em Sociologia oferece vaga para o setor de estudo Conflitos Sociais Contemporâneos. O interessado deve ser da categoria sênior. O contrato será de 24 meses. O endereço do programa é Rua Dr. Abdenago Rocha Lima, s/n, Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, CEP 60440-554, Fortaleza-CE, telefone (85) 3366 9218 e e-mail alexandresilva@eideia.ufc.br.

No Programa de Pós-Graduação em Direito, o setor de estudo é Tributação Ambiental. Pode se inscrever docente da categoria júnior. O contrato ofertado é de seis meses. O endereço da coordenação do programa é Rua Meton de Alencar, s/n, Centro, CEP 60035-160, Fortaleza-CE, telefone (85) 3366 7850 e e-mail pgdir@ufc.br.

SERVIÇO

*Mais informações sobre documentação, calendário, taxas e remuneração estão detalhadas no edital, disponibilizado no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (http://www.progep.ufc.br/edital-30-2019/).

*Divisão de Concursos e Provimento da PROGEP – fones: 85 3366 7407 e 3366 7868.

(Foto – Arquivo)

MEC libera R$ 1,574 bilhão para instituições federais de ensino do País

O Ministério da Educação liberou R$ 1,574 bilhão para as instituições federais de ensino do País. Os recursos serão destinados para quase 150 instituições e vão ser aplicados na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil, entre outros. A informação é da assessoria de imprensa do MEC.

A maior parte dos valores, R$ 1,091 bilhão, foi repassada às universidades federais e inclui repasses para hospitais universitários. Já a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica recebeu R$ 462,79 milhões. O restante, R$ 19,79 milhões, foi repassado ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

Este repasse representa a primeira liberação de limite de empenho para o ano de 2019 e visa atender a despesas referentes aos meses de janeiro a março de 2019, nos termos do Decreto nº 9.711, de 15 de fevereiro de 2019, que estabelece o cronograma mensal de repasses de recursos do governo federal.

SISU na UFC: 519 candidatos são chamados na primeira convocação de suplentes a partir de amanhã

A Universidade Federal do Ceará convoca 519 suplentes a ocuparem vagas oriundas de desistências e cancelamentos de matrículas na graduação. Acesse a lista: https://bit.ly/2BOVqOP. Os selecionados em Banco de Suplentes têm sua solicitação de matrícula realizada automaticamente, mas deverão, obrigatoriamente, comparecer à coordenação do seu curso para fazer a ativação da matrícula e garantir a vaga, independente do semestre em que estejam alocados.

O prazo máximo para ativação da matrícula é de três dias úteis a partir do dia seguinte à data da publicação da lista com seu nome. Ou seja, o estudante convocado na sexta-feira (22) precisará cumprir esta etapa desta segunda-feira (25) a quarta-feira (27).

O candidato deverá entrar em contato com a coordenação de curso (https://bit.ly/2GGgjzF) para saber o horário de funcionamento.

Na ativação de matrícula, na coordenação do curso, o estudante terá que apresentar documento de identificação oficial com foto (RG, por exemplo) e assinar as duas vias do termo de ciência (https://bit.ly/2T9dflx; uma delas ficará com o estudante e a outra será retida na Universidade).

Esse procedimento também pode ser feito por procurador legalmente reconhecido. Neste caso, será necessário apresentar o original da procuração e fotocópias autenticadas de documentos de identificação oficiais com foto do candidato e do procurador.

Após a ativação da matrícula, os selecionados para o primeiro semestre devem iniciar suas atividades letivas.

Já os candidatos alocados no segundo semestre, além da ativação de matrícula, terão de cumprir mais uma etapa: a Confirmação Presencial de Matrícula, em 24 ou 25 de julho, na coordenação de curso. O semestre letivo 2019.2 terá início no dia 5 de agosto.

Todas as vagas não ativadas voltarão para o Banco de Suplentes, podendo ser ocupadas por outros candidatos na convocação seguinte. A próxima convocação de suplentes, caso haja vagas disponibilizadas no sistema, está prevista para 8 de março.

COTAS

O suplente convocado a uma vaga de cota terá verificada a documentação que foi entregue no ato da inscrição. O resultado da análise será divulgado no dia 12 de março, juntamente com o prazo para defesa/recurso.

Durante o período de verificação de todas as modalidades de cotas, o candidato estará pré-matriculado liminarmente, devendo ativar sua matrícula, na coordenação de curso, no mesmo prazo dos demais candidatos, e acompanhar as atividades acadêmicas, se ingressante no primeiro semestre.

Se, mesmo após o recurso, o candidato continuar indeferido, sua pré-matrícula será considerada sem efeito. Um novo candidato da mesma classe de concorrência será convocado, em ordem de classificação.

REMANEJAMENTOS

Candidatos cotistas que obtiveram nota suficiente para serem convocados pela Ampla Concorrência, de acordo com a Portaria Normativa nº 18/2012 (https://bit.ly/2E1PZfM), do governo federal, não terão documentação de cota analisada.

A mesma portaria e também a Portaria nº 9/2017 (https://bit.ly/2E2FlWa) definem que, em caso de não preenchimento das vagas reservadas a uma determinada cota, elas são remanejadas para outras cotas.

A UFC se desobriga do envio de mensagem eletrônica ou de qualquer outra comunicação direta com os candidatos. É de responsabilidade exclusiva dos candidatos acompanhar, através do site do SISU na UFC (www.sisu.ufc.br) as etapas e comunicados da Universidade quanto à ocupação de vagas através da Lista de Espera do SISU.

As convocações de Banco de Suplentes são regidas pelo Edital nº 05/2019 (https://bit.ly/2tCYtVH).

Dúvidas serão respondidas somente pelo e-mail sisu@ufc.br.

(Coordenação do Sisu na UFC)

Centro Universitário Estácio implanta até 2020 dois cursos de Medicina no Interior cearense

Em clima de 21 anos de atividades, o Centro Universitário Estácio do Ceará anuncia planos. Entre eles, a implantação, até 2020, de dois cursos de Medicina: em em Quixadá e outro em Canindé.

A reitora da Instituição, Ana Flávia Chaves, por sinal, está há 20 anos comandando a expansão da Estácio no Estado.

MEC libera R$ 5,41 milhões para UFC, Urca, Unilab e IFCE

354 4

UFC entre as contempladas.

O Ministério da Educação liberou o total de R$ 5,41 milhões para instituições federais de ensino do Ceará vinculadas à pasta. Os recursos serão aplicados na manutenção, custeio e pagamento de assistência estudantil, entre outros. Desse montante, R$ 1.880.973 à Universidade Federal do Ceará (UFC), R$ 1.194.204 à Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab), R$ 377.276 à Universidade Federal do Cariri (UFCA) e outros R$ 1.955.803 destinaram-se ao Instituto Federal do Ceará (IFCE).

No total, segundo a assessoria de comunicação do MEC, foram liberados R$ 132,71 milhões para instituições de todo o país.

A maior parte dos valores, R$ 97,63 milhões, será repassada às universidades federais, incluindo repasses para hospitais universitários. Já a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica receberá R$ 34,64 milhões. O restante, R$ 440 mil, será repassado ao Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), ao Instituto Benjamin Constant (IBC) e à Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj).

Uece – Termina nesta sexta-feira prazo para pedir isenção da taxa do vestibular pelo meio eletrônico

A Universidade Estadual do Ceará encerra nesta sexta-feira o prazo para receber requerimentos eletrônicos de solicitação de isenção da taxa de inscrição do seu vestibular destinado ao ingresso nos cursos de graduação regular do segundo período letivo deste ano. O lebrete é da assessoria de imprensa da Instituição.

A partir das 23h59min, o acesso ao site para o preenchimento dos formulários de solicitação de isenção da taxa do Vestibular 2019.2 será bloqueado. Os cursos ofertados para o vestibular 2019.2 e suas respectivas vagas constarão no Edital que regulamentará este Certame.

Os requerimentos preenchidos, juntamente com toda a documentação pertinente a cada categoria de isenção, poderão ser entregues no dia 25 de fevereiro de 2019, no horário corrido das 8 às 19 horas (exclusivamente neste dia) nos guichês de atendimento anexo à sede da CEV/UECE, campus Itaperi, e nas sedes das unidades da Uece do Interior do Estado, em seus respectivos horários de funcionamento.

Das Categorias de Isenção

Poderão ser contemplados com isenção do pagamento da taxa de inscrição para o Vestibular 2019.2, os candidatos interessados em ingressar nos cursos de graduação regular da UECE e que estejam enquadrados em uma das seguintes categorias:

Categoria A: Servidor (professor ou funcionário) da FUNECE e servidor (professor ou funcionário estadual) cedido à FUNECE;

Categoria B: Filho ou dependente legal (por decisão judicial) de servidor (professor ou de funcionário) da FUNECE e filho ou dependente legal (por decisão judicial) de servidor (professor ou funcionário estadual) cedido à FUNECE;

Categoria C: Doador de sangue no Estado do Ceará;

Categoria E: Egresso do Ensino Médio, que tenha cursado com aprovação, todo o Ensino Médio regular, durante três anos letivos (1º, 2º e 3º anos), em escolas públicas (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará;

Categoria F: Aluno que esteja cursando, em fevereiro de 2019, o segundo semestre do 3º ano do Ensino Médio em escola pública (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará e que tenha cursado o 1º semestre do 3º ano em escola pública (municipal, estadual ou federal), bem como o 1º e o 2º anos do Ensino Médio, com aprovação, também em escola pública (municipal, estadual ou federal) de funcionamento regular no Estado do Ceará;

Categoria H: Pessoa Hipossuficiente, cuja renda familiar per capita seja inferior a ½ salário mínimo.

Para as categorias elencadas E e F serão concedidas, no máximo, duas isenções. A primeira concessão de isenção equivale a 100% (cem por cento) do valor da taxa de inscrição e a segunda, a 50% (cinquenta por cento) do valor da referida taxa.Tendo em vista os custos do processo, após a concessão da isenção, a decisão do beneficiário de não a usufruir será considerada e contada como uma concessão já deferida, quando o mesmo a solicitar pela segunda vez.

SERVIÇO

*Mais informações na sede da Comissão Executiva do (CEV), campus Itaperi ou pelos telefones 3101-9710 ou 3101-9711.

UFC abre concurso de professor para Arquitetura, Letras e Medicina

A Universidade Federal do Ceará vai inscrever, no período de 25 a 27 deste mês de fevereiro, para concurso de professor substituto nos Departamentos de Arquitetura e Urbanismo e Design, de Letras Vernáculas e de Cirurgia, todos em Fortaleza. A informação é da assessoria de imprensa da Instituição.

De acordo com o edital, no Departamento de Arquitetura e Urbanismo e Design a vaga é para o setor de estudo Teoria e História do Curso de Arquitetura e Urbanismo, com regime de trabalho de 20 horas semanais. No Departamento de Letras Vernáculas, o setor de estudo é Língua Portuguesa, com regime de trabalho de 40 horas semanais. Já no Departamento de Cirurgia, a vaga é para o setor de estudo Urgências Médicas, com regime de 20 horas semanais.

A titulação exigida inicialmente dos candidatos é a de doutor, com reabertura do prazo de inscrições em caso de não preenchimento das vagas.

SERVIÇO

*Mais informações sobre o processo seletivo devem ser vistas no Edital nº 24/2019, disponível no site da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (PROGEP) da UFC (http://www.progep.ufc.br/edital-24-2019/).

*Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas – (85) 3366 7407.

ProUni 2019 – Já conferiu na internet o resultado da segunda chamada?

O resultado da segunda chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) está disponível na internet. Os pré-selecionados têm até o dia 27 para fazer a matrícula.

Os estudantes devem comparecer às instituições com os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Cabe aos candidatos verificar os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A lista da documentação necessária está disponível na página do programa.

Algumas instituições podem exigir dos candidatos aprovados que façam uma prova. Os estudantes devem verificar, no momento da inscrição, se a instituição vai aplicar processo seletivo próprio.

Aqueles que não forem selecionados na segunda chamada têm ainda a chance de integrar a lista de espera nos dias 7 e 8 de março.

Inscrições

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o Ministério da Educação. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição, são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

(Agência Brasil)