Ceará enfrenta bem a crise econômica no país, aponta Tesouro Nacional

foto-tabela-crise-nos-estados-161111

Sem atraso de obras, sem salários atrasados, sem problema de caixa para o pagamento do 13º salário, sem atraso no pagamento dos fornecedores e sem decretação ou avaliação de calamidade prevista. Esses são os critérios de avaliação dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal, segundo avaliação do portal G1, nesta sexta-feira (11), com base nos dados do Tesouro Nacional.

Entre os estados, o Ceará está entre os seis com melhores situações de enfrentamento da crise brasileira. O Estado cortou investimentos, mas não se encontra em dificuldade aparente em nenhum dos outros critérios. A pior situação é a do Rio de Janeiro, com dificuldades em todos os critérios.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Ceará enfrenta bem a crise econômica no país, aponta Tesouro Nacional

  1. Essa não entendi. Como dizer que não parou/atrasou obras? E o Metrofor, VLT e Aquário?
    Em relação aos servidores, o fato de não atrasar pagamento e ter dinheiro para o resto do 13% não significa que haja respeito ao funcionalismo. Desde janeiro que os servidores estão sem a reposição da inflação de 10,7% e caminham para não ter também a recomposição inflacionária em 2017. Em notícia recente, o secretário de Planejamento e o líder do governo na AL acenaram com a possibilidade de, mais uma vez, descumprirem a Constituição. A defasagem salarial poderá chegar a 20% logo no início do próximo ano. O servidor que ganhava 5 mil reais em 2015 vai chegar em janeiro de 2017 com seu salário valendo 4 mil reais.
    Além disso, o Ceará não decretou calamidade, mas tem 128 municípios em situação de emergência por causa da seca, além de 38 açudes secos e 42 com volume morto, segundo notícia do O Povo. Querem calamidade maior que essa?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 6 =