Centro de Fortaleza continua em clima de “Mercado persa”

Eis a realidade do Centro de Fortaleza: calçadas tomadas por ambulantes e pedestres espremidos. A Secretaria Executiva do Centro promete, há meses, o reordenamento do comércio na área. Houve ameaça de morte contra a titular do órgão, Luiza Perdigão, o que ficou para ser resolvido pela polícia, mas o quadro não mudou ainda.

Até quando?

(Foto – Paulo MOska)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Centro de Fortaleza continua em clima de “Mercado persa”

  1. Caro Eliomar

    O estado caótico e catastrófico do Centro de Fortaleza, reflete fielmente o perfil da atual “administração” da Prefeitura(?) de nossa mais que sofrida cidade: totalmente omissa, incompetente e inoperante.
    É uma vergonha falar isto, mas do jeito que a coisa se encontra no nosso centro, o negócio é crias UPPs na praça da Lagoinha, nas ruas Liberato Barroso, Guilherme Rocha, Pedro I e Pedro Pereira, além das Avs. Imperador e Tristão Gonçalves – com o “gentil” grupamento RAIO da nossa briosa PM montando acampamento nesses locais. Por aí…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 5 =