Cesta básica cai em 13 das 17 Capitais. Fortaleza estabilizou preços

“O valor dos alimentos no mês de novembro caiu em 13 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). As maiores quedas foram registradas no Rio de Janeiro (-7,88%), em Porto Alegre (-6,18%) e em Goiânia (-5,26%). As únicas altas do mês foram observadas em João Pessoa (1,02%), Belém (0,61%), Vitória (0,5%) e Florianópolis (0,31%). São Paulo foi a capital com a cesta básica média mais cara (R$ 299,26). Depois apareceram Vitória (R$ 295,31) e Porto Alegre (R$ 286,83). Os menores valores foram verificados em Aracaju (R$ 205,63), Salvador (R$ 220,49) e João Pessoa (R$ 235,35).

Pelas estimativas do Dieese, para garantir o sustento básico da família, o valor do salário mínimo pago ao trabalhador deveria ser de R$ 2.514,09, o equivalente a 4,04 vezes o piso vigente. Na comparação com outubro, houve queda dessa projeção. No mês anterior, o salário deveria ter sido R$ 2.617,33 (4,21 vezes o salário base). Em novembro de 2011, a estimativa do Dieese para o salário mínimo era de R$ 2.349,26 ou 4,31 vezes o valor mínimo em vigor na época.

No acumulado do ano até novembro, apenas Goiânia registrou queda nos preços médios dos alimentos (-3,56%). Os aumentos mais significativos ocorreram em Natal (16,04%), João Pessoa (15,25%) e no Recife (14,84%).

Nos últimos 12 meses, de dezembro de 2011 a novembro deste ano, o custo médio da cesta básica aumentou em todas as capitais pesquisadas, entre elas, Natal (19,63%), João Pessoa (18,71%) e Fortaleza (18,46%). As menores elevações foram observadas em Goiânia (1,82%), Porto Alegre (2,57%) e Rio de Janeiro (3,98%).”

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − 1 =