Chaminés em baixa

Da coluna Vertical, no O POVO desta quarta-feira (22):

O setor industrial cearense deve crescer abaixo de 3% neste ano. A previsão é do presidente da Federação das Indústrias do Estado (Fiec), Roberto Macedo. Ele afirma que o mercado não está reagindo, a inflação ronda outra vez, as obras de infraestrutura necessárias para azeitar a economia também não saem do papel e a grande esperança – as Copas (Confederações e do Mundo) ainda não surtiram efeito esperado.

Esse cenário, segundo Macedo, não é definido por ele, mas por avaliações endossadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O dirigente da Fiec bate numa antiga tecla: o Custo Brasil. Para ele, enquanto o governo federal não resolver essa questão, o setor produtivo continuará sempre instável, vivendo sob o embalo de medidas pontuais da economia.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =