Cid trata de seca e recursos em Brasília

O governador Cid Gomes cumpre agenda, nesta terça-feira, em Brasília. Ele e governadores do Nordeste como Marcelo Deda (PT), de Sergipe, terão audiência com o ministro da Integração Nacional, Fenando Bezerra.

Na agenda, providências relacionadas ao apoio às comunidades atingidas pela estiagem que, só no Ceará, já provocou a quebra de 60% da safra. 

Cid terá audiência também em Brasília no M inisério do Turismo e ainda com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, sobre liberação de recursos para uma série de projetos do PAC no Estado.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Cid trata de seca e recursos em Brasília

  1. Até que enfim, hein, Sr. Governador! Essa é a postura que espero de um Governador cujo Estado padece com o sério problema da Seca (há quantos anos!). Mas assevero-lhe que soma-se, assim, 1(um) pontinho no caderno de acertos e erros de sua Gestão. E Vossa Excelência que é tão “vanguardista” em tudo o que faz aceite um desafio: traga tecnologia de ponta para amenizar as próximas estações de escassez( busque bons exemplos!). O Ceará não é somente sinônimo de turismo e avanço industrial, não! o nosso “homem do campo”, “valente sertanejo” também merece ter uma vida digna, tal qual os cidadãos urbanos.Ainda não houve quem avançasse nesse contexto, talvez por não ser tão visível aos ” holofotes” eleitorais. A Seca é fato, é realidade. Ora virá num ano, outro não… mas o gestor que é verdadeiramente EFICIENTE compreende a teoria da ” formiga e da cigarra”: poupa nos tempos bons, e reaproveita o que guardou nos tempos ruins.Deixe os ” peixes ornamentais” de lado, Sr. Governador. Dê pão a quem padece de fome!Nem só de “turismo” vive o homem…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 11 =