Conselho de Ética arquiva representação contra Arthur Virgílio

O presidente do Conselho de Ética do Senado, Paulo Duque (PMDB-RJ), arquivou nesta quarta-feira (12) a representação contra o líder do PSDB, Arthur Virgilio (AM). O tucano confessou disse que vai devolver mais de R$ 210 mil aos cofres da Casa para ressarcir as despesas de um assessor que continuou recebendo dinheiro público mesmo vivendo na Europa. Segundo Duque, o pagamento – a qualquer tempo – extingue a ação penal.

Virgilio também foi acusado pelo líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), de ter quebrado o decoro ao receber empréstimo do ex-diretor-geral da Casa Agaciel Maia, envolvido em denúncias de corrupção; de ter influenciado para pedir ressarcimento por despesas com tratamento de saúde de sua mãe no valor de cerca de R$ 780 mil (o teto é de R$ 30 mil) e de ter omitido da Receita Federal o imóvel onde vive.

Duque, suplente do suplente na vaga deixada pelo governador do Rio de Janeiro, Sergio Cabral, e aliado do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), afirmou mais cedo que a representação contra Virgilio tinha mais substância do que as contra o presidente da Casa porque o tucano era réu confesso da irregularidade.

O presidente do Conselho de Ética do Senado já arquivou todos os pedidos de investigação contra Sarney, mas a oposição recorreu. Mais cedo, Duque negou que haja um acordo para dar fim aos processos contra Sarney e Virgilio. A senador Marisa Serrano (PSDB-RS) também negou o acordo entre a situação e a oposição para arquivar tudo.
A oposição votará a favor do desarquivamento dos processos contra Renan e Sarney no Conselho do Ética.”

(Folha Online)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

4 comentários sobre “Conselho de Ética arquiva representação contra Arthur Virgílio

  1. Sr.Eliomar, esqueça esse assunto. Está tudo resolvido. Quando os tucanos viram a cobra fumar pediram arrego. Então foi feito um acordo para tudo ficar como está: nem Sarney sai, nem A.Virgílio responderá pelas suas maracutaias. Simples, não? Entretanto, todos mostraram que ali predomina, realmente, o interesse, o corporativismo, a ausencia de compromisso e a FALTA DE VERG….

  2. Sr.Eliomar, nada mais justo, não é?. Afinal, o que queriam os adversários dos tucanos? Que o A.Virgílio fosse julgado pelo Senador Dutra?

  3. É o velho toma-lá-dá-cá.Enquanto somente o rabo alheio pega fogo,tudo bem.Mas,quando o fogo chega no meu rabo,aí a coisa muda.Eles se entendem,sempre se entenderam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =