Crítica Radical comemora votos nulos e brancos

naovogotr

Em Fortaleza, trenzinho apregoou no dia da eleição o voto nulo.

Com o título “O Protesto ficou em 1º lugar no Rio, São Paulo, Belo Horizonte e outras Capitais”!, eis uma convocatória que a ex-vereadora Rosa da Fonseca, do Movimento Crítica Radical, está divulgando. Ela comemora a vitória de votos brancos e nulos e reafirma que o sistema atual é perverso e não merece respaldo popular. Confira:

 

Os números são eloquentes. A prova contundente. Anteriormente foi possível diminuir o seu impacto. A crise ainda se esboçava. Agora não. Ela está escancarada. Não dá mais para ocultar os resultados eleitorais. Há que buscar sensibilizar esse setor que não acredita mais na política e apostar num movimento emancipatório do nosso povo.

Eis o desafio histórico. Vamos construir a Assembléia Geral Popular Autônoma da Cidade. Foi essa a decisão aprovada na Roda de Conversa realizada no dia 30 de setembro, na Praça da Gentilândia. Uma assembléia para decidir sobre a nova regulação social de Fortaleza como alternativa à política.

Sendo uma ideia inovadora, pressupõe para sua implementação um processo diferente, com uma ampla discussão na cidade para sua aprovação e encaminhamento. Daí a importância do debate que se iniciou na reunião geral do sábado passado com a participação de integrantes de vários movimentos e que terá continuidade neste sábado.

Participe da reunião geral para construirmos a assembleia geral autônoma da cidade. Sem você, a reunião não será a mesma!
SÁBADO – 15 DE OUTUBRO – ÀS 9 horas
FACULDADE DE ARQUITETURA DA UFC (em frente à Reitoria)

Alguns números

________________________________________
RIO DE JANEIRO: 1.866.621 (Protesto*) – 1.395.625 (Crivela + Freixo) = 470.996 (Diferença a mais)
________________________________________
SÃO PAULO: 3.096.304 (Protesto*) – 3.085.187 (João Dória) = 11.117 (Diferença a mais)
________________________________________
B.HORIZONTE: 741.831 (Protesto*) – 710.797 (João Leite + Kalil) = 31.034 (Diferença a mais)
________________________________________
*(Não Voto+Branco+Nulo)

EM FORTALEZA, FICOU EM SEGUNDO LUGAR!
R. Cláudio ……… ….. 524.973
PROTESTO* ………. 406.147
Capitão Wagner …….400.802
*(Não Voto+Branco+Nulo)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

5 comentários sobre “Crítica Radical comemora votos nulos e brancos

  1. 1.
    com uma ampla discussão na cidade para sua aprovação e encaminhamento

    Discussão?
    Aprovação?
    Mas seguindo a orientação todos os votos serão NULOS.
    Como encaminhar algo que não foi aprovado?

    2.
    É soberba achar que alguém se importou com esse movimento.
    As ausências ocorreram por problemas de saúde ou por outros compromissos.
    Jamais em atenção a esse movimento que permite alguém ser eleito com número de votos bem pequeno.

  2. Isso é um verdadeiro desserviço! Afinal, não ficará vaga a cadeira do prefeito, alguém irá ocupar. Penso que seria mais produtivo se pregassem a Cidadania Política principalmente em relações aos menos esclarecidos. Dessa forma, não vejo mérito algum nesse movimento. Mas caso tenham algum tipo de influência nos mais de 406 mil votos de ”protesto” nessa capital, sugiro que alguma liderança da ”Crítica Radical” venha a se candidatar, pois com esse número expressivo de votos, no mínimo o segundo turno já está garantido. Pensando nisso, uma pergunta básica ao movimento: Qual outra solução na esfera democrática que não seja através do voto? Por acaso seria a luta armada!?

  3. kkkkkkkkkkkkkk. Tenho certeza que os mais de 406 mil votos nulos, brancos somados as abstenções ocorreram em virtude do chamamento ao povo feito pelo Crítica Radical. É de fazer chorar. E rir. Esse grupo reunido não cabe nem dentro desse carrinho elétrico compartilhado. Ou dentro de um fusquinha. Acho que esse grupo não faz política. Pratica fé.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 11 =