Custo da construção recua em março

“O Índice Nacional de Custo da Construção–M (INCC-M) registrou alta de 0,28% no fechamento de março – variação bem abaixo da anterior (0,8%). No acumulado do ano, a taxa atingiu 1,47% e, nos últimos 12 meses, 7,25%. O INCC-M, calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da Fundação Getulio Vargas (FGV), é um dos três componentes do Índice Geral de Preços Mercado (IGP-M), usado como base para o reajuste do aluguel. Houve recuo na intensidade de reajuste nos dois componentes da taxa, mas a mão de obra foi o item que mais influenciou passando de 1% para 0,14%. Em materiais, equipamentos e serviços, o índice atingiu 0,42% ante 0,59%.

No cumulado de 12 meses, porém, a mão de obra apresentou o maior avanço (9,34%) enquanto o item materiais, equipamentos e serviços subiu 5,13%. Nesse último segmento, o resultado, na virada do mês, reflete os decréscimos em materiais para instalação (de 1,42% para 1,12%) e equipamentos para transporte de pessoas (de 0,9% para – 0,03%), além da perda de força em serviços (de 0,67% para 0,04%).

A pesquisa mostra que o fim do período de reajuste salarial em Belo Horizonte fez com que, na capital mineira, os valores pagos a pedreiros e outros profissionais do setor ficassem quase estáveis. A taxa passou de uma alta de 6,27% para 0,08%.”

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × quatro =