Decretada emergência em nove municípios

“Acopiara, Alto Santo, Boa Viagem, Canindé, Jati, Mombaça, Monsenhor Tabosa, Tauá e Tamboril são os primeiros municípios cearenses a decretar situação de emergência por causa da seca verde. A informação foi dada ontem ao O POVO pelo capitão Eduardo Gonçalves da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil.

Ele explica que a decretação de emergência pelo prefeito é o processo para o reconhecimento da situação pela Defesa Civil do Estado. Agora está sendo feito levantamento em cada município, por técnicos do órgãos, para saber se a realidade é compatível com a documentação enviada pelas prefeituras.

Após essa análise é que se procede a homologação da emergência pelo órgão estadual, que então encaminha para a Secretaria Nacional da Defesa Civil, em Brasília. De lá é que vêm as verbas para os municípios reconhecidamente em situação de emergência.

“A situação de um é o sofrimento de todos”, diz o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tauá, João Evonilson Alexandrino de Sousa, o Voni. Ele se refere às prefeituras de Parambu, Arneiroz e Quiterianópolis que, segundo ele, também já estão em processo de decretação de emergência.

“No Sertão dos Inhamuns (onde ficam esses municípios) as perdas nas lavouras chega a 95% este ano”. Evonilson diz que os agricultores da região plantam principalmente milho e feijão. Ele disse que agora, os trabalhadores rurais aguardam a liberação das parcelas do Programa Seguro Safra, do Governo Federal.

“Os sindicatos, através da Fetraece (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Ceará), estão negociando com os prefeitos para que paguem suas parcelas do Seguro Safra assim não haverá atraso no nosso pagamento”. O programa exige o pagamento de percentuais dos governos estadual, federal e dos agricultores.

Seguro Safra

O secretário de Políticas Agrárias e Meio Ambiente da Fetraece, José Militão, informou ontem que a estiagem deste ano atinge mais os Sertões Central e dos Inhamuns. As perdas superam os 90% e não há nem forragem (alimentação para os animais).

Quanto ao pagamento das parcelas do Seguro Safra, ele disse que os agricultores tinham solicitado o início para o próximo mês. Porém, a Secretaria de Desenvolvimento Agrário (SDA) anunciou que, com o pagamento dos percentuaisem atraso dos prefeitos, até este mês, as cinco parcelas de um total de R$ 600 começam a ser pagas em agosto.

Sobre a decretação de emergência pelo governador Cid Gomes, a assessoria jurídica do Governo ainda está avalia a possibilidade, segundo informou ontem a assessoria de imprensa da SDA.”

(O POVO)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 4 =