Depois do Governo Estadual, é hora também da Assembleia e do Judiciário apertarem o cinto

Depois que o governador Camilo Santana (PT) baixou um pacote de medidas de contenção de gastos, onde determinou, por exemplo, redução de 25% das gorduras de todas as secretarias (Saúde, Educação e Segurança com 20%), eis que o contribuinte espera agora que tal exemplo se estenda a outros poderes e segmentos.

Os Poderes Legislativo e Judiciário, que ganharão novos comandos a partir de fevereiro, não poderão deitar em berço esplêndido sem que, também, assumam sua parte nesse latifúndio de muitos desperdícios.

A Assembleia, por exemplo, precisa extinguir departamentos sem função, como fez a Câmara Municipal de Fortaleza, enquanto o Judiciário precisa rever contratos de terceirização e apostar mais em concurso e profissionalização.

Enfim, se o arrocho chegou para o contribuinte, como se apregoa, que todos adotem aperto de cinto. Sem aquela de sinto muito, doutor.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − três =