Dilma cumprimenta Hollande pela vitória e o convida para a Rio + 20

“A presidenta Dilma Rousseff enviou mensagem ao presidente eleito da França, François Hollande, pela vitória nas eleições desse domingo (6). Ela disse estar segura de que ambos poderão compartilhar posições nos foros internacionais que permitam inverter políticas recessivas.

“Estou segura de que poderemos compartilhar posições comuns nos foros internacionais – entre eles o G20 – que permitam inverter as políticas recessivas, ainda hoje predominantes, e que, no passado, infelicitaram o Brasil e a maioria dos países da América Latina”, ressaltou Dilma na mensagem encaminhada a Hollande na noite de ontem (6), depois que as pesquisas de boca de urna indicaram a vitória de Hollande. Na França, o resultado da boca de urna é considerado confiável

A presidenta disse ainda que acompanhou com interesse as propostas de campanha de François Hollande, de vencer a crise com políticas que favoreçam o crescimento, o emprego, a inclusão e a justiça social. Ela manifesta também na nota o interesse de dar continuidade à cooperação entre o Brasil e a França e encerra a mensagem convidando Hollande para a Conferência das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, a Rio+20, em junho, no Rio de Janeiro.”

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

2 comentários sobre “Dilma cumprimenta Hollande pela vitória e o convida para a Rio + 20

  1. Ficará uma situação embaraçosa nossa presidente receber o presidente francês e não assinar o veto ao “novo código florestal”. Ainda mais, que o ‎#DilmaVetaTudo está no Top Trends do twitter !!

  2. Convite, até prova em contrário, inútil, realizado por uma chefe de Estado, – que não mais se fará presente, como tal -, á época do evento, mesmo que viesse a ser re-eleita, e dirigido a um futuro chefe de estado, que, sequer, ainda foi empossado!
    Portanto, o gesto não passa de um factóide e de uma mera busca por holofotes, internacionais!
    Quando muito, ‘uma mesura com a cartola alheia’!
    E, “PT, fraudações”!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =