Edições Demócrito Rocha lança cinco títulos durante a Bienal do Livro do Ceará

As Edições Demócrito Rocha (EDR) vão lançar cinco títulos, durante a X Bienal Internacional do Livro do Ceará, que tem início hoje, 8 de novembro, e prossegue até 18 de novembro, no Centro de Eventos do Ceará. São eles: “É pra ler ou pra comer?”; “O Modernismo na Poesia Cearense: Primeiros Tempos”; “Os Espantos”; “Escrita & Traços: Patativa do Assaré” e “Meu Caderno de Bordo”. O primeiro dos lançamentos será o “É pra ler ou pra comer?” – da escritora Socorro Acioli – próximo sábado, 10, às 19h30min.

A EDR contará – também – com um estande, onde os visitantes podem encontrar os livros da Demócrito Rocha, além de obras da editoras Biruta, Gaivota e Dedo de Moças. Há, ainda, espaço infantil, onde as crianças podem pintar e desenhar.

Confira os detalhes sobre cada um dos lançamentos

É pra ler ou pra comer?

O livro É pra ler ou pra comer? da escritora Socorro Acioli, ganha edição especial para comemorar os 120 anos do mais significativo movimento literário do Ceará, a Padaria Espiritual (1892). A obra ganha capa dura, um formato diferenciado e novas ilustrações do artista gráfico e designer pernambucano, Karlson Gracie. Socorro conta a história da Padaria Espiritual a partir do olhar do menino Rafael que, após ler um livro de Monteiro Lobato fica curioso para saber se, afinal de contas, poderia ou não comer aquele jornal chamado O Pão que encontrara na casa da sua madrinha. A partir daí, Rafael começa a investigar aquele misterioso jornal com nome de alimento e descobre a história incrível dos padeiros que criaram um Pão para o espírito e, na base da brincadeira e do bom humor, falavam de literatura, cultura e educação. O livro É para ler ou pra comer? foi contemplado como ganhador do I Primeiro Edital de Incentivo às Artes (Secult, 2004), recebeu o selo Altamente Recomendável da Fundação Nacional de Literatura Infantojuvenil (Fnlij-RJ) e integra o Catálogo da Feira do Livro Infantil de Bolonha (Itália). Socorro Acioli faz parte da nova geração de escritores brasileiros de literatura infantojuvenil. Além de É pra ler ou pra comer, escreveu A Bailarina Fantasma, O peixinho de pedra, A casa dos benjamins, Vende-se uma família, entre outros. Ela é mestre em Literatura Brasileira (UFC) e doutoranda em Literatura pela Universidade Federal Fluminense (RJ).

Lançamento: Dia 10 de novembro, às 19h30min.
Local: Arena Multicultural Luís Sá (Arena Jovem), no Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares).
Informações: (85) 3255 6270

O Modernismo na Poesia Cearense: primeiros tempos

O Modernismo na Poesia Cearense, do professor e crítico literário Rafael Sânzio de Azevedo, é considerado um clássico na história da literatura do Ceará. O livro ganha segunda edição revisada e será lançado pelas Edições Demócrito Rocha (EDR) em homenagem ao aniversário do movimento literário cearense Padaria Espiritual (1892) e às comemorações da Semana de Arte Moderna (SP, 1922). O ensaio crítico do professor Sânzio de Azevedo revela a convergência poética entre os ideais literários do modernismo brasileiro e a produção dos moços cearenses em torno da poesia, que ganha destaque nacional. Um dos veículos pioneiros em publicar a produção poética moderna dos jovens cearenses, o suplemento literário do O POVO, Maracajá, publicado em duas edições, está encartado em edição fac-similar nesta reedição da obra de Sânzio de Azevedo. Publicação indispensável para estudiosos de literatura e os amantes da historiografia cearense. O ensaísta e crítico literário Sânzio de Azevedo publicou vários livros, entre eles Aspectos da Literatura Cearense, Ensaios da Literatura Cearense e A Breve História da Padaria Espiritual. Participou ainda, como organizador, de alguns volumes da coleção Roteiro da Poesia Brasileira (Global). Sânzio de Azevedo é um dos homenageados da X Bienal Internacional do Livro do Ceará.

Lançamento: Dia 13 de novembro, às 19h30min.
Local: Sala 2 Bruno Jaci (José Carlos Júnior) Mezanino 2.
No Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares)
Informações: (85) 3255 6270

Os Espantos

A escritora Tércia Montenegro define seu novo trabalho, o livro Os Espantos, “como um convite ao susto”, para em seguida explicar: “susto no bom sentido”. Isso porque a coletânea de 50 crônicas publicadas ao longo dos últimos dois anos no O POVO quer “celebrar o espanto saudável e a surpresa do humor”. Os Espantos é o primeiro livro de crônicas da contista cearense, que conta com vários livros publicados (Linha Férrea, O Resto do teu corpo no aquário, O Vendedor de Judas, O tempo em estado sólido), e participação em antologias nacionais, além de incursões pela literatura infantojuvenil (História de uma calça jeans, Manual para beijar, Rachel de Queiroz: o mundo por escrito). Na crônica, a escritora exercita uma narrativa que extrai do cotidiano o que ele tem de absurdo e humorístico. Talvez o “espanto” more com o próprio leitor ao constatar o quanto de coletivo existe no estranhamento da escritora em suas viagens pelo mundo, no trato com os vizinhos, nas visitas a museus e galerias, nos livros que lê, na vida que corre solta e que ela recorta um ou outro episódio. O livro Os Espantos confirma a firmeza da contista e leveza de uma sólida cronista. Tércia Montenegro é professora da UFC, Mestre em Literatura Brasileira e Doutora em Linguística (UFC).

Lançamento: 14 de novembro, às 19h30min.
Local: Café Java (Centro de Eventos do Ceará. Av. Washington Soares).
Informações: (85) 3255 6270

Escrita & traço: Patativa do Assaré, o canto do Poeta Passarinho

Coletânea de textos e desenhos produzidos pelos alunos do Colégio Farias Brito e alguns estudantes de escolas públicas. O poeta cordelista Patativa do Assaré é o tema da coletânea desta edição, que reúne trabalhos submetidos a um concurso interno realizado pelo Colégio Farias Brito. Uma equipe interdisciplinar de professores julgam os trabalhos em prosa e verso, além dos desenhos. O livro é editado pelas Edições Demócrito Rocha e indicado como paradidático pela própria escola, valorizando o trabalho dos alunos. Esta é a terceira edição da coletânea, editada pelas EDR, depois de Rachel de Queiroz (2010) e Cecília Meireles (2011).

Lançamento: Dia 14 de novembro, às 18 horas.
Local: Auditório Félix Guanabarino (Adolfo Caminho) Mezanino 2.
Informações: (85) 3255 6270

Meu Caderno de Bordo

Livro da escritora Efigênia Alves que compõe a coleção de títulos do Projeto Eu Sou Cidadão, realizado numa parceria entre as Edições Demócrito Rocha e a Associação para o Desenvolvimento do Estado do Ceará (APDMCE). Meu Diário de Bordo é uma novela juvenil que conta a história de uma garota que viaja do interior do Ceará para estudar num município do Sul do País. Ali, se depara não apenas com as diferenças do lugar. Ela descobre quão diversas são as imagens que seus novos amigos e professores têm do semiárido e do Nordeste. A fim de contribuir com a troca de informações entre as diversas regiões do Brasil, Bel, a personagem central da trama, decide criar um blog para que adolescentes de várias cidades do País possam falar do lugar onde moram. Junto com o livro, será lançado também o blog www.blogdabel.com.br No blog, os leitores poderão conversar com a Bel, personagem do livro, e bater papo sobre vários assuntos. O blog entra no ar dia 17 de novembro.

Lançamento: Dia 17 de novembro, às 16h30min.
Local: Arena Multicultural Luís Sá (Arena Jovem), no Centro de Eventos do Ceará (Av. Washington Soares).
Informações: (85) 3255 6270.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + três =