Edson Silva diz que bancada evangélica salvou Natan Donadon

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=cbJTALNPV98&feature=c4-overview&list=UU3PLF5T6g3ddE4BpeF0EhZg[/youtube]

O deputado federal Edson Silva (PSB) lamentou que o deputado federal Natan Donadon (PMDB) tenha escapado da cassação. Natan está preso na Papuda, acusado de desvio de R$ 8,4 milhões da Assembleia Legislativa de Rondônia, quando era diretor financeiro da Casa. Segundo o parlamentar, a bancada evangélica salvou Natan, que é também pastor.

Para ser cassado, seriam necessários 257 votos ou mais a favor da perda do mandato. Porém, apenas 233 votos foram a favor da cassação de Donadon. 131 deputados votaram contra a cassação e 41 abstenções. O deputado está preso em Brasília desde 8 de junho, dia em que foi condenado em última instância pelo STF.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

9 comentários sobre “Edson Silva diz que bancada evangélica salvou Natan Donadon

  1. Conclui-se então que o Nobre deputado está denunciando uma nova violação do painel, pois se o voto foi secreto, como pode ele afirmar que a bancada evangélica votou pela manutenção do mandato do deputado donadon? Teria ele acesso á informações previlegiadas? A afirmação do excelentíssimo está fundamentada em que? Não seria mais uma vez uma forma de acusar os evangélicos, usando-os como “bodes expiatórios” para as ações que outros não tem coragem de assumir, talvez ele mesmo? É mais um capitulo de guerra religiosa, destaca-se uma religião em detrimento de outra. lamentável a postura do nobre!

  2. JOTA JUNIOR – Meu caro não precisa ter acesso a informações privilegiadas, muita coisa de bastidores confirmam, outra coisa, essa corja que atenta contra a liberdade do Brasil sempre faz questão de mostrar que lado estão.

  3. Claro, não é fundamentada porque o voto é secreto e só com a violação do painel é possível saber os votos dos deputados. Que argumento tacanho! Obviamente existe no congresso, isso já sendo documentado centenas de vezes pela imprensa, um esquema de votos pelos “nobres” aos quais VOCÊ se refere, em que as bancadas planejam voto único contra ou a favor determinado assunto. Sem mencionar a bancada evangélica como a mais regressista e ignorante, discutindo assuntos de liberdade civil e pautando temas obviamente inconstitucionais.

  4. Donadon é Pastor. Não pode haver “complô” maior contra os Evangélicos do que este praticado pelos próprios.
    Tentar defender bandido é se igualar a eles.
    Quem luta pelos bons princípios da família, fica mal roubar o país e deveria se contentar com os impostos de 10% que cobram dos fiéis cada vez mais fanáticos e defensores de ladrões e homofóbicos.
    Os mesmos que querem instituir a religião nas escolas e ensinar aos filhos dos outros sobre a arca de Noé, a costela de Adão e todas essas baboseiras inimigas do raciocínio e que os países de primeiro mundo já mandou as favas há muito tempo dando cultura ao seu povo.

  5. STF cancela sessão que livrou o deputado Natan Donadon da cassação
    2
    DA REDAÇÃO 02/09/2013 15:03

    O Supremo Tribunal Federal cancelou, agora há pouco, a sessão da Câmara dos Deputados que, em voto secreto, livrou o deputado Natan Donadon, já com a sentença transitada em julgado, da cassação na última quarta-feira (28). O ministro Luís Roberto Barroso resolveu acatar o mandado de segurança do deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) que pedia a suspensão da decisão de seus colegas de plenário. Barroso considera que a manutenção do mandato é “inaplicável”, pois Donadon permanecerá preso por tempo superior ao que tem de mandato. Com informações do Diário do Poder

    E agora, foi o capeta q reverteu o deus fez. quem tem mais poder? deus ou Supremo.

  6. De acordo com dados obtidos através do site Transparência Brasil. Dos 56 deputados federais da bancada de evangélicos, 32 (57%) têm pendência na Justiça. Os processos apuram acusações como peculato (furto ou apropriação de bens ou valores públicos), improbidade administrativa, corrupção eleitoral, abusa de poder econômico, sonegação fiscal e formação de quadrilha. E pior faz isso muitas vezes falando em deus!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × um =