Eduardo Cunha disparou sua “metralhadora” contra Moreira Franco e Lucio Funaro

Eduardo Cunha sentou na cadeira de depoente da Justiça Federal em Brasília, na segunda-feira (6), pronto para fuzilar o alto escalão do governo com toda sorte de denúncias. E assim o fez, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

A estratégia modo metralhadora não incomodou apenas os inimigos do ex-todo-poderoso da Câmara.

Os advogados dele o aconselharam, insistentemente, a guardar seu arsenal de informações e apresentá-lo apenas durante as negociações de sua delação premiada, já estão em curso com Raquel Dodge.

Não adiantou, para desespero de Moreira Franco e Lucio Funaro, os principais alvos das rajadas do peemedebista naquele dia.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =