Eleitor deve identificar políticos que votaram contra o trabalhador

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (26):

A vitória do empresariado na questão da terceirização deixa evidenciado o quanto a atual correlação de forças favorece o capital em detrimento do trabalho. Muda completamente a fisionomia das relações de trabalho, no Brasil, com os trabalhadores totalmente vulneráveis à onipotência do mercado.

Fica, agora, a critério de cada eleitor verificar se, no projeto da terceirização, seu representante votou de acordo com o que esperava dele. Se sim, parabéns. Se, porém, sentiu-se traído, poderá gravar o nome dele e esperar a próxima eleição para corrigir o voto.

Não é uma tarefa difícil identificá-los, no Ceará, já que as associações patronais se encarregaram disso, expondo seus nomes e as fotos como forma de manifestar sua gratidão a eles. Isso é perfeitamente compatível com a democracia, onde é lícito cada um defender seus legítimos interesses.

Os eleitores insatisfeitos não precisariam esperar a próxima eleição, se existisse o recall, pois, então, poderiam pedir um plebiscito revogatório de mandato, desde que o político tivesse cumprido a metade dele. Desde a promulgação da Constituição de 1988, o Congresso vem impedindo a regulamentação do recall. Agora você sabe por quê.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Eleitor deve identificar políticos que votaram contra o trabalhador

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × cinco =