Empresa argentina de turismo divulga novas recomendações para brasileiros

Divulgado, nesta quinta-feira, mais um comunicado oficial do Instituto Nacional de Promoción Turística Argentino – INPROTUR, a Embratur desse País. O assunto é um só: o caso da gripe suína e um alerta aos visitantes. Confira:

O INPROTUR continua com o seu compromisso de manter contínuo o fluxo de informações e atualizações sobre as medidas tomadas pelos destinos turísticos argentinos face à influenza A e no intuito de colaborar com as autoridades brasileiras e argentinas no correto esclarecimento e comunicação dos fatos, o Instituto Nacional de Promoción Turística Argentino” –informa:

·       Os destinos turísticos argentinos encaram com responsabilidade e seriedade o atual cenário da saúde no mundo e continuam a difundir ações de emergência para prevenir o contágio, garantir a saúde da população local e de turistas e para prosseguir normalmente com as atividades diárias.

·       O Conselho Federal de Turismo da Argentina tem se reunido a cada dois dias para avaliar a situação e indicar medidas necessárias. Este Conselho é formado por ministros, secretários de turismo e dirigentes de câmaras de comércio e turismo. A recomendação principal deste órgão, baseado nas informações do Ministério da Saúde da Argentina, Conselho Federal de Saúde e comitê de especialistas é seguir com vida normal, inclusive com viagens, respeitando-se reforço nos hábitos de higiene. Esta também é a determinação da OMS (Organização Mundial da Saúde).

·       Em toda a Argentina, em 13 de julho de 2009, foram registrados 3.056 casos confirmados de gripe A, com 137 óbitos. No Chile, são 9.549 casos e 25 óbitos. Nas províncias argentinas que mais recebem turistas, os números de casos e mortes são os seguintes:

o   Província de Salta: 25 casos, nenhum óbito

o   Província de Rio Negro (onde está Bariloche): 40 casos, um óbito

o   Província de Santa Cruz (onde está El Calafate): 45 casos, dois óbitos

o   Província de Neuquén: 103 casos, um óbito

o   Terra Del Fuego (onde está Ushuaia): 150 casos, nenhum óbito

o   Buenos Aires: 874 casos, 69 óbitos

·       Atualizações sobre os destinos turísticos argentinos:

o   El Calafate, Província de Santa Cruz: está investindo em ampla divulgação de medidas de segurança e, em especial, de higienização para a população e estabelecimentos comerciais e turísticos. Para funcionários dentro dos grupos de risco (maiores de 60 anos, menores de dois anos e imunodeprimidos), recomenda-se licenças temporárias.

o   Cerro Catedral, Província de Rio Negro: desde o dia 7 de julho, os meios de transporte para subida de esquiadores às pistas de esqui do Cerro Catedral já estão abertos e funcionando normalmente, com medidas de ventilação e higienização extras. As salas de acesso a esses meios de transporte contarão com termômetros a laser e aqueles que apresentarem mais de 37 graus não poderão subir e serão encaminhados para revisão médica. Os locais de refeições disponibilizarão álcool em gel para desinfetar as mãos.

o   Neuquén: a província está seguindo as orientações de higiene e profilaxia sugeridas pela Organização Mundial de Saúde e Organização Mundial de Turismo. Além disso, nos principais acessos à região, efetivo policial e médicos informam os passantes sobre a situação e as medidas que devem ser observadas para férias tranquilas.

o   Salta: mantém diálogo constante com as câmaras de comércio, indústria e turismo para constantemente analisar aspectos da gripe A e tomar rápidas ações, quando necessário. O governo provincial também recomendou reforço de medidas de higiene pessoal e de ambientes à população.

·         Outras informações já divulgadas:

o   Bariloche, Província de Rio Negro: câmeras térmicas e termômetros infravermelhos foram instalados nos principais acessos à cidade, incluindo o aeroporto, visando detectar pessoas infectadas pelo calor do corpo; todos os meios de transporte locais receberam reforço de  higienização e ventilação, seguindo normas técnicas de saúde pública; hotéis também estão operando com reforço em processos de conscientização e higienização.

o   Ushuaia, Terra Del Fuego: implementou medidas de higiene e prevenção extras em todo o corredor de serviços da cidade e centros onde transita o turista. O aeroporto conta com um scanner térmico, que aponta passageiros com febre. Pessoas que trabalham com alimentos e bebidas, assim como guias, motoristas e pessoal de atendimento utilizam máscaras descartáveis e luvas. Transportes públicos e espaços fechados realizam higienização e ventilação extras. Comércio, hotéis e restaurantes exibem relatório médico diário constatando que não há pessoal com sintomas da influenza A.

o   San Martin de Los Andes, Província de Neuquén: formou uma rede com organismos de saúde, turísticos, de transportes, de segurança e educativos para troca de informações e tomada de ações, além de disponibilizar um número telefônico local (222) que funciona 24 horas para dar informações e orientações. O destino montou equipe especializada em seu principal hospital e faz também distribuição massiva de folhetos com dicas de higiene. Esta semana, foi reforçada a sugestão de cuidados básicos de higiene e de evitar compartilhar objetos de uso pessoal, que são as mesmas recomendações para se evitar contrair a gripe comum.

o   Villa la Angostura, Província de Neuquén: criou um protocolo de ações que devem ser tomadas por hoteis, restaurantes e refúgios de neve na prevenção e no cuidado com aqueles que apresentarem sintomas. Eles incluem ter sempre um médico de prontidão, solicitar que os suspeitos de terem contraído influenza A permaneçam em seus quartos, uso extenso de álcool para desinfetar mãos e objetos de uso geral (louças, copos, talheres, banheiros), ventilar bem os recintos, entre outras.

o   Buenos Aires:  com base em procedimentos científicos e recomendações das principais entidades sanitárias, vem intensificando as campanhas de prevenção e difundindo informações corretas e tranqüilizadoras em anúncios e folhetos informativos, por meio dos diversos órgãos públicos, meios de comunicação, ONGs e demais organizações. Um comitê de especialistas analisa a situação diariamente e indica ações na medida da necessidade.

SERVIÇO 

O site www.patagonia.gov.ar concentra informações sobre os destinos turísticos desta região, bem como atualizações sobre as medidas de segurança tomadas em relação à gripe A. E o site www.argentina.travel, mantido pelo INPROTUR, contém as recomendações de saúde adotadas pelo país,inclusive em português.”

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze + treze =