Entrega do “PV” deve ser adiada pela sexta vez

“O Presidente Vargas está muito próximo de mais uma marca inglória. Depois de completar três anos de interdição, no início do mês passado, o estádio terá adiado pela sexta vez o prazo para a conclusão da reforma. Em discurso em fevereiro, a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins, garantiu: de 20 de março não passa! Pois é. A duas semanas da chegada do dia “D”, O POVO obteve informação com uma fonte da Federação Cearense de Futebol (FCF): não só haverá novo atraso, como a entidade já trabalha com o mês de junho como prazo final.

A posição oficial da FCF, de acordo com o presidente Mauro Carmélio, é até mais otimista. “Pelo menos eu trabalho com a expectativa de, no máximo, o PV ser reaberto em maio, para os jogos da Série A do Campeonato Brasileiro”, declarou.

Os dois panoramas (maio e junho) obrigam a realização de clássicos e jogos finais do Campeonato Cearense fora da Capital, uma vez que o outro estádio com condições de receber essas partidas, o Castelão, já estará interditado no período. “É inegociável: o Castelão será fechado no dia 27 de março”, garantiu o secretário especial da Copa de 2014 no Estado, Ferruccio Feitosa.

O POVO apurou, inclusive, que a secretaria planeja realizar, na semana seguinte à interdição do estádio, um show com um grande artista para marcar o fechamento do Castelão visando a reforma para o Mundial no Brasil.

O vereador Iraguassu Teixeira, presidente da comissão de acompanhamento das obras do PV na Câmara Municipal, é outro que endossa o discurso de que as obras do estádio só devem ficar prontas, no mínimo, em maio. “A gente que visita a obra quase toda semana sabe que é impossível ficar pronto em março. Tem muita coisa pra finalizar ainda”, avalia.

LINHA DO TEMPO
DEZ/2007 – Crea-CE vistoria e detecta problemas estruturais no PV. No relatório, sugere que o estádio feche e passe por testes. Só a capacidade é reduzida.

FEV/2008 – PV é interditado. Começa o debate para saber quem fará e quando serão os testes.

MAR/2008 – Testes são orçados pela Astef, vinculada à UFC, em R$ 420 mil. Não há prazo.

MAI/2008 – Assinado contrato (R$ 391 mil) para o início dos testes, previstos para durar dois meses.

DEZ/2008 – Laudo técnico chega com cinco meses de atraso. Debate: reformar ou demolir?

FEV/2009 – Roberto Gomes, então na Secel, anuncia que PV será demolido. Muda de ideia em dois dias.

MAI/2009 – Prefeita fala pela primeira vez em projeto de reforma. Prazo é maio de 2010.

JUL/2009 – Projeto de reforma do estádio é apresentado oficialmente.

SET/2009 – Luizianne anuncia que prazo mudou para agosto de 2010. Edital de licitação é lançado.

DEZ/2009 – Com orçamento de R$ 37,7 milhões, o consórcio Módulo-Fujita vence a licitação.

JAN/2010 – Obra começa com prazo de entrega de 240 dias.

MAR/2010 – Secel admite atraso e decreta dezembro como “limite máximo”.

SET/2010 – Prazo muda para janeiro.

DEZ/2010 – Prefeitura divulga que março é a nova data de entrega. Foi o 5º prazo dado.

FEV/2011 – Prefeita banca entrega do PV em 20 de março.

(O POVO)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − 4 =