EQUIPE DO GOVERNO DO ESTADO FECHA EM BRASÍLIA AJUSTE FISCAL

O governo estadual deverá fechar nesta sexta-feira, em Brasília, com a Secretaria do Tesouro Nacional, a proposta de ajuste fiscal que garantirá para o Estado um limite de endividamento anual de R$ 1,4 bilhão. O acerto será firmado pelos secretários Mauro Filho (Fazenda) e Silvana Parente (Planejamento e Gestão Pública), com participação ainda do presidente do Instituto de Pesquisas Econômicas do Ceará (Ipece), Marcos Holanda.

O Estado queria R$ 1,8 bilhão, mas houve recusa da parte do ministro da Fazenda, Guido Mantega. Em conversa com o governador Cid Gomes, em Brasília, na última quarta-feira, o ministro alegou que não poderia abrir exceção porque isso poderia comprometer o esforço do setor público para o pagamento de juros, já que os resultados dos Estados , municípios e União fazem parte do cálculo do chamado superavit primário.

Ficou, no entanto, acertado que o limite do Estado para obtenção de novos empréstimos junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco Mundial e BNDES poderia se estender até R$ 1,4 bilhão. O governo estadual quer, com essas condições de captação de novos financiamentos, conforme a sua área econômica, aplicar em projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), priorizando áreas habitacional, recursos hídricos, infra-estrtura e saneamento.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + cinco =