Escândalo do Mensalão – Crime pode prescrever

Réus do mensalão terão algumas de suas penas prescritas antes do fim do julgamento, ainda sem data para terminar, afirmou nessa terça-feira (13), o ministro Ricardo Lewandowski, do STF (Supremo Tribunal Federal). O processo do mensalão no STF tem 38 réus. O ministro relator do caso, Joaquim Barbosa, ainda deve terminar seu relatório. Quando isso ocorrer, Lewandowski deverá revisar o processo. Só então poderá ser marcado o julgamento pelo plenário do STF.

“Terei que fazer um voto paralelo ao voto do ministro Joaquim. São mais de 130 volumes. São mais de 600 páginas de depoimentos. Quando eu receber o processo eu vou começar do zero. Tenho que ler volume por volume porque não posso condenar um cidadão sem ler as provas”, disse Lewandoski.

O ministro falou sobre o assunto no programa “Poder e Política – Entrevista”, conduzido no estúdio do Grupo Folha em Brasília pelo jornalista Fernando Rodrigues. O projeto é uma parceria da UOL e da Folha.

Questionado sobre as chances de o julgamento do mensalão acabar em 2012, Lewandoski disse: “Não tenho uma previsão clara”. Ele também afirmou que “com relação a alguns crimes não há dúvida nenhuma que poderá ocorrer a prescrição”.

Sobre a possibilidade de alguns réus não terem nenhuma punição, o ministro afirmou que “essa foi uma opção que o Supremo Tribunal Federal fez”. Segundo ele, se só os réus com foro privilegiado fossem julgados pelo STF “talvez esse problema da prescrição não existiria por conta de uma tramitação mais célere”. O tribunal, no entanto, decidiu incluir em seu julgamento até os réus que não têm cargo eletivo e poderiam ser julgados pela Justiça comum.

A seguir, trechos em vídeo da entrevista de Ricardo Lewandowski. Mais abaixo, vídeo com a íntegra da entrevista. A transcrição está disponível em texto.

* Veja galeira de fotos da gravação da entrevista

(Portal Uol e Folha)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

2 comentários sobre “Escândalo do Mensalão – Crime pode prescrever

  1. Caro Eliomar, porque que o jornal o povo e outros grandes jornais não estão divulgando o Livro do Jornalista Amaury Ribeiro Jr, intitulado ” A PRIVATARIO TUCANA”. Se for boicote da grande mídia, não adianta, pois as rede sociais já fizeram a divulgação e o Livro já o maior fenômeno em vendas no Brasil, A primeira tiragem já foi totalmente vendida, sexta feira sairá mais 30.000 livros. Esse comportamento da grande mídia deixa a gente cada vez mais sem acreditar no que ela divulga, se fosse uma daquelas reportagens espetaculosas da Veja, o teatro estava feito. so tenho a dizer que é deplorável essa postura, ok?

  2. ‘Ora, ora, ora’, como diz a minha querida filhinha, de 11 anos de idade, a Mariana!
    Também, pudera, com o MENSALÃO de Lulla, PT & Cia. Ltda., não poderia deixar de ocorrer outra coisa que não esta. Haja vista que, dentre os 11 (onze) ministros do STF e, por conseguinte, membros de outras cortes superiores, as (indi)gestões) de Lulla, PT & Cia. Ltda., nomeram 08 (oito), SMJ!
    Alô, alô, CNJ!
    E, ‘PT, fraudações’!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 5 =