Ex-gestor de Luizianne apela a RC para que faça Hospital da Mulher funcionar integralmente

Com o título “Hospital da Mulher, uma conquista do povo de Fortaleza, o ex-coordenador de gestão hospitalar na Era Luizianne Lins, Helly Pinheiro Ellery, destaca a obra e apela à atual administração que, de forma republicana, coloque o equipamento para funcionar em toda sua plenitude. Confira:

O Hospital da Mulher (HM) é fruto da luta e do sonho de milhares de mulheres da nossa cidade. Trata-se de equipamento importante para a promoção de atendimento humanizado, acolhedor, qualificado e resolutivo às inúmeras demandas de saúde da Mulher. Na inauguração da unidade, o ministro da Saúde Alexandre Padilha afirmou: “podem existir outros hospitais tão bons quanto este, mas, com certeza, não melhores”. A presidente Dilma, em visita ao HM, disse: “Obra de grande magnitude para as mulheres brasileiras. Esse é o padrão de hospital que as pessoas querem e precisam.” Tanto a presidente, quanto o ministro garantiram aporte de recursos financeiros para o custeio do Hospital da Mulher, assegurando o cofinanciamento com o Município de Fortaleza.

Foi concebido como um hospital geral para atender as amplas necessidades de saúde das mulheres. Um dos primeiros serviços a ser ativado no HM foram os 40 leitos de retaguarda do José Frota (IJF). Centenas de cirurgias traumato-ortopédicas já foram realizadas, como também cirurgias plásticas reparadoras, ginecológicas e obstétricas. Possui também serviços ambulatoriais em diversas especialidades, laboratório, centro de imagem, espaço de práticas integrativas e complementares, com fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e acupuntura.

Como profissional de saúde do Hospital da Mulher e militante do Sistema Único de Saúde (SUS), desejamos agradecer aos movimentos de mulheres, à ex-prefeita e sua equipe pela construção desta magnânima obra.

Da nova gestão da saúde em Fortaleza, esperamos que, de forma republicana, dê seguimento e coloque em pleno funcionamento todos os serviços, fazendo os ajustes necessários, naturais num processo de implantação de um hospital deste porte.

E, finalmente: por que um hospital para atender só mulheres? Solicitamos ao leitor que observe as mulheres ao seu redor e compare com os homens. Veja qual dos dois sexos tem na sua história de vida maior quantidade de internações hospitalares. Você constatará que mesmo uma mulher saudável, somente pela sua condição de mulher, em geral, demanda um número de intervenções muito maiores do que qualquer homem. São partos, curetagens, perineoplastia, histerectomia, e outras, características da condição do feminino.

Um hospital exclusivo para mulheres se justifica, portanto, por uma dimensão, sobretudo, epidemiológica. Neste sentido é que afirmamos ser o Hospital da Mulher uma conquista do povo de Fortaleza e assim deve continuar.

Helly Pinheiro Ellery,

Servidor municipal, médico ginecologista obstetra, especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde e ex-coordenador da gestão hospitalar da Secretaria Municipal de Saúde

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

11 comentários sobre “Ex-gestor de Luizianne apela a RC para que faça Hospital da Mulher funcionar integralmente

  1. Gostaria de perguntar ao servidor municipal, médico ginecologista obstetra, especialista em Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde e ex-coordenador da gestão hospitalar da Secretaria Municipal de Saúde o seguinte:
    – UM DOS PIORES HOSPITAIS DE FORTALEZA HOJE É O GONZAGUINHA DO JOSÉ WALTER, E ELE FOI O DIRETOR.
    – NO INICIO DA GESTÃO LUIZIANNE TINHA O SECRETARIO MUNICIPAL DE SAÚDE, ODORICO MONTEIRO DE ANDRADE E A SUA CHEFE DE GABINETE OCUPAVA DOIS CARGOS ACUMULADOS, SENDO NA SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE – RUA DO ROSÁRIO, CENTRO – E O OUTRO NO INCRA,SITUADO NO FINAL DA AVENIDA JOSÉ BASTOS, PAN AMERICANO – COMO ELA TINHA FREQUÊNCIA DE 40 HORAS SEMANAIS AO MESMO TEMPO EM LUGARES TÃO DISTANTES? EXPLIQUE ESSA PROEZA E QUE ELA É DO DOUTOR?

  2. RAPAZ JÁ VI MUITA COISA NESSA VIDA, MAS MANDAR NO MANDATO DO OUTRO É DEMAIS!!!! A RUZIANE LINS TEVE 8 ANOS PARA FAZER SEU TRABALHO, AGORA A PATOTA DELA QUER COBRAR OBRIGAÇÃO DA LUIZIANE LINS EM MANDATO DO RC. ESSA É BOA VIU!!!!!!!!!!!1

  3. Inclusive, resgatando o seu nome e rebatizando-o!
    Assim, como alguém, aqui, em outro momento o sugeriu: Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns!
    E, “PT, fraudações”!

  4. Que moral tem o Dr. Helly P. Ellery para cobrar postura republicana de alguém? Como integrante da cúpula que gerenciou a saúde pública em Fortaleza ele permitiu que os postos de saúde ficassem a mercê das chamadas «grades», dispositivo usado para lotear os cargos com pessoas indicadas por vereadores da base da Prefeita, com militantes do PT, com correligionários da mãe da prefeita? Que moral tem ele em fazer tal desnecessária cobrança quando coonestou a farsa da inauguração do referido hospital, de cuja farsa participaram também o Ministro da Saúde e a Presidenta da República, farsa consubstanciada em inaugurar o hospital sem pessoal próprio, trazendo, às vésperas da eleição, pessoal da saúde lotado nos postos de saúde? Por que não abriram concurso para preencher as vagas necessárias ao bom funcionamento desse hospital? Que moral tem referido médico de fazer essa cobrança se ele coonestou outra patranha feita com recursos da saúde liberados antecipadamente pelo Ministro petista da saúde para pagar salários de pessoal quando esses recursos não tinham essa finalidade, o que provocou o pedido de renúncia ao cargo da então da secretária de saúde, Dra. Ana Fontenele? Vocês se utilizaram politicamente e eleitoralmente do hospital da mulher e da saúde pública de forma não republicana e vêem agora fazer discurso demagógico usando em vão o qualitativo «republicano»!!! Menos, menos, Dr. Elly Ellery Pinheiro.

  5. Só duas perguntas:
    À época da gestão Linda Lins o Sr. ou alguém teve essa coragem de pedir que a Prefeitura fizesse algo para agilizar essa obra tão grandiosa?
    Alguém teve a ousadia de lembrar que o cronograma estava bastante atrasado?

  6. Grande obra em benefício das Mulheres de Fortaleza!Hoje os que criticam,nunca nem pensaram em construir um hospital de tamanha importância!Valeu Luizianne! Ei Senhor Paulo Marcelo,o Nome da Ex Prefeita é Luizianne Lins e não Linda Lins.

  7. Esse tal de Dr. Helly P. Ellery foi diretor do Gonzaguinha do José Walter e tratava com arrogância os servidores daquele hospital. Graças a Deus essa figura tão odiada pelos funcionários foi exonerada pelo prefeito Roberto Cláudio. Já vai tarde.

  8. O Dr. Helly se diz de esquerda. Só que o critério para ser de esquerda ou de direita é a prática. Esse sr. é autoritário, é cúmplice de políticas clientelísticas e de favorecimento a «amigos» na área da saúde. Perguntem a qualquer trabalhador terceirizado dessa área e que trabalha para a PMF que todos vão dizer que trabalham (ou são força de trabalho mal paga e explorada?) para uma Ossip que tem à frente médicos petistas. A saúde pública de Fortaleza foi desmontada por esses médicos de barbicha, metidos a éticos, a santos, na mais sacrossanta hipocrisia. O novo prefeito precisa fazer uma limpeza nessa politicagem. Há médicos contratados ou que tinham cargo de confiança mas não compareciam para trabalhar. Todos são militantes do PT. Aliás, não existe no Brasil um partido mais parecido com o PMDB fisiológico do que o PT, especialmente esse PT que comandou a prefeitura de Fortaleza por 8 anos. Sao farejadores de cargos e prebendas. Sao militantes de seus próprios interesses.

  9. Engraçado que ele citou apenas procedimentos exclusivos da mulher…. Se fosse só isso, tudo bem…..
    Quem é que me convence que uma fratura exposta na perna de uma mulher é diferente de uma fratura exposta na perna de um homem???

    A idéia de um hospital preparado para atender as mulheres é totalmente digna mas quem quem é da saúde sabe que da forma que estão fazendo é impraticável….
    Um hospital com especialidades da mulher seria mais apropriado, assim teríamos uma atenção melhor a necessidades EXCLUSIVAS DA MULHER…
    Agora querer que traumas e e emergências sejam também separados é abusar do bom senso…

    O Hospital da mulher é uma grande conquista mas há muito o que mudar quanto a sua concepção….

    Só lembrando: Não foi desviado só pessoal dos postos para suprir o hospital, materiais e equipamentos(tomógrafo principalmente) foram desviados do IJF pra fazer com que esse hospital fosse inaugurado “NAS COXAS”…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 − 2 =