Ex-titular da Sejus diz que divisão de unidades prisionais por facções não melhora criminalidade

marianalobo

Da Coluna Vertical, no O POVO desta quinta-feira (12):

“A divisão de unidades prisionais por facções me parece um equívoco. Há estados que trabalham assim e não tem sido efetivo o controle da criminalidade externa e interna”. A opinião é da ex-secretária da Justiça do Ceará e hoje defensora Pública Geral, Mariana Lobo.

“A nossa proposta, durante a gestação do Centro de Triagem e Observação Criminológica, permitiria, com investimento e equipes, uma separação técnica e menos empírica dos internos”.

A boa intenção foi implodida pela superlotação. A passagem de Mariana não foi um mar de rosas e seu sucessor, Hélio Leitão, não fez a diferença.

O Anuário da Justiça, lançado ano passado, mostrou um aumento de 90% de penas privativas, se comparados a 2009 e 2015. É que o encarceramento excessivo acaba impedindo qualquer iniciativa.

Durante a gestão de Mariana, na Era Cid Gomes, foi criada, por exemplo, a Coordenadoria de Ressocialização e a Célula de Inteligência. O Censo Penitenciário, que custou R$ 800 mil, também é de seu tempo.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − dois =