Exemplos! É tudo o que a população necessita

Em comentário no Blog, a advogada e leitora Goretti Ramos alerta que, enquanto autoridades se acusam, a criminalidade se une. Confira:

Vou fazer o papel da “água” e não do “fogo”, nesse momento. Fogo queima, destrói. Água é mais forte do que o fogo, pois o apaga! Água reconstrói as coisas…

Lá vai, meu povo! E alguém, aí, me faça o profundo favor de fazer chegar aos olhos dessas “pessoinhas de cabeça quente” esse meu desabafo…

Meus senhores, estou “azogada do juízo”, cabeça quente, porém não efervescente, desde a quinta-feira, 19, desmarcando compromissos por conta do medo que me invade, numa cidade onde uma minoria de meliantes consegue “desconsertar” os gestores em atitudes há muito antigas! E, por acaso, foi o primeiro, décimo, vigésimo ônibus incendiado? Foi o primeiro, décimo, sei lá quanto banco apedrejado e danificado? E os cidadãos feridos? Quantos, hein?

Há uma repetição de crimes que o meu cérebro para lá de quarentão não consegue compreender e ainda mais a mesma atitude que “deixa a desejar”, infelizmente, às nossas autoridades em tempos plenamente “plugados e conectados”, até nos presídios! Como podem?!

Por que ainda estamos dando “murros em pontas de faca”, “enxugando gelo” e não estamos vendo que essa luta contra a criminalidade do jeito que está não irá acabar nunca, a não ser com mais e mais vítimas inocentes sucumbindo nas esquinas?

Chega, meu povo! Chega! Parem vocês, homens de autoridade, com essa “briga besta”, com essa “troca de farpas”, e que não nos levará a lugar nenhum! Enquanto vocês trocam “adjetivos” entre si, o crime se especializa e faz algo que vocês não estão conseguindo fazer: unirem-se em torno de um objetivo comum, infelizmente, voltado ao mal!

Não existe nem “frouxo”, nem “moleque” de um lado ou outro! E muito menos um super-homem, apesar de que este último, coitado, dá o seu sangue, noites de sono mal dormidas e um destemor e amor à profissão que dá exemplo em vocês aí! E é isso que estamos necessitando, nesse momento angustiante: Exemplos!

Vou repetir a palavra para vocês: Exemplos! É tudo o que a população está necessitando!

E vejam se parem de dar “holofotes” aos “falatórios” em geral e parem de alimentar essa picuinha tão pequena ante a temeridade que é viver, como cidadão cearense, num estado onde sequer temos garantidos o direito à vida e o ir e vir.

Vão se redimir e, ao menos, sem demagogias, fazer uma visita ao pobre cidadão queimado e vítima maior desses dois dias: aquele trocador que teve marcado em seu corpo a violência que nos amedronta!

O recado é para vocês: governador Camilo Santana, capitão Wagner e aos demais dirigentes dessa cidade. Existe um inimigo comum bem maior do que meras disputas politiqueiras e é nele que vocês devem concentrar as forças!

Por favor, dêem-me, ao menos, o direito de sonhar com uma cidade menos “violenta” e desorganizada, ao menos nos próximos dias! Eu estou cansada…

Unam-se!!!

#NossoCearáMerecePAZ!

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Exemplos! É tudo o que a população necessita

  1. E também não devemos TOLERAR qualquer DELITO.
    Como fechar CRUZAMENTOS.
    Estacionar em locais proibidos.

    Cito Fábio Campos que faz esse alerta há muito tempo e publicou em sua coluna de 18/06/2000:
    A solução de muitos problemas, inclusive a falta de segurança, é mais óbvia do que se pode imaginar. Basta que cada cidadão e cada instituição cumpra seu dever mais simples.
    A autoridade pública das grandes cidades brasileiras abriu mão de uma de suas prerrogativas fundamentais: fazer valer as leis que dão segurança aos cidadãos.
    A tolerância com pequenos delitos é a explicação para muitos grandes transtornos.
    Cumpram seus deveres.
    Façam o básico.

    Para comentar.
    Destaco 8 casos recentes que mostram o erro ao tolerar qualquer delito, pois passam a impressão de que não serão sequer advertidos pela completa omissão do Estado.
    Todos resolveram copiar os exemplos de péssimos juízes e políticos que nunca foram molestados.
    Hoje até ex-presidentes são citados.

    1. A operação Valentina alcançou golpistas que por meio de mensagem de celular contendo softwares maliciosos ou de e-mails com links falsos, o grupo obtinha dados bancários das vítimas e, para tanto, um funcionário de operadora de telefonia foi cooptado e transferia as linhas dos alvos para chips avulsos, que eram entregues aos fraudadores.

    2. Grupos de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas do Piauí e Ceará deflagraram a operação “Escamoteamento” contra esquema de fraudes em licitações que desviou R$ 60 milhões.

    3. Operação do Ministério Público/CE resultou no cumprimento de dois mandados de prisão preventiva e dois de busca e apreensão. A ação integra a ”Operação Carroça”, que investiga fraudes de licitação, peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa dos serviços de transporte de Itarema, entre 2013 e 2015.

    4. O Ministério Público Federal/CE apresentou denúncia à Justiça Federal contra três ex-estagiários da Caixa. Eles são acusados de utilizar senhas gerenciais para desbloqueio, trocas de senhas de clientes e movimentação de valores de contas bancárias, agindo em conjunto com um grupo de clonagem de cartões.

    5. Cerca de 60 agentes da Polícia Federal cumprem mandados judiciais na operação que objetiva de desarticular organização criminosa especializada em fraudes no seguro-desemprego.
    Segundo a PF, os crimes “contavam com a colaboração de prepostos do Ministério do Trabalho e agente púbicos cooptados pelo grupo criminoso para alterarem os endereços dos verdadeiros beneficiários, a fim de desviar cartões”.

    6. São várias representações e denúncias contra juízes, principalmente excesso de prazo em julgar processos. Há casos de estranheza em algumas decisões, explica o corregedor-geral, desembargador Francisco Darival Beserra Primo.
    Darival descreve que, entre condutas indevidas a magistrados mais comuns na Capital,“há juízes por aqui que, com a informática, inventaram de despachar de casa, porque têm acesso ao sistema. Não vão ao fórum”.
    Darival diz que também foi constatada a figura do “juiz TQQ ou Terquin”. É como ele conta que já são chamados os magistrados que, mesmo designados como titulares, só frequentam a comarca às terças, quartas e quintas-feiras. “Porque vivem aqui em Fortaleza. E eles recebem auxílio-moradia para morar lá”. O Estado paga ao juiz aproximadamente R$ 4.200,00 pelo benefício, além do salário.

    7. José Nêumanne:
    Lula já tem problemas de sobra para enfrentar.
    Só faltava a revelação de que o herói da classe trabalhadora nunca passou de um pelego enrustido, alugado pela corrupta burguesia nacional!

    8. Obras em Angola ou Porto Mariel em Cuba.
    Medidas provisórias.
    Compra de refinarias como Pasadena.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 5 =