Governo francês prorroga estado de emergência até maio de 2017

Um conselho de ministros se reuniu neste sábado (10), no Palácio do governo, em Paris, para prolongar pela quinta vez o estado de emergência na França, em vigor desde os atentados terroristas de novembro de 2015. O novo primeiro-ministro Bernard Cazeneuve avaliou a situação da segurança interna e o estado de emergência em vigor, concluindo que devia ser prorrogado até as eleições presidenciais de maio de 2017. Ele explicou que as razões desta quinta prolongação do estado de emergência, se devem aos atentados de Paris, Nice ou S. Denis, em 2015.

O governo vai pedir ao Parlamento para se pronunciar sobre esta proposta até depois das eleições presidenciais de maio de 2017, na França. Bernard Cazeneuve justificou a iniciativa pelo contexto político excepcional, acrescentando que nos próximos meses o país terá eleições presidenciais e legislativas.

“Este período de campanha eleitoral que será naturalmente marcada por numerosas reuniões públicas e comícios pode também constituir, infelizmente, um contexto de risco de atentados para aqueles que querem ferir o coração dos nossos valores democráticos e princípios republicanos”, disse.

“O texto apresentado pelo governo fornece todas as garantias para um debate parlamentar sereno”, concluiu o primeiro- ministro.

(Agência Brasil)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 4 =