Grande mídia tenta criminalizar manifestações populares?

globo

Com o título “Rede Globo aposta alto no retrocesso”, eis artigo do jornalista e radialista Messias Pontes. Ele abord a cobertura da Rede Globo de Televisão nestes tempos de manifestações de ruas. Confira:

As massivas manifestações de protestos que tomaram as ruas do País nas duas últimas semana apontam para o despertar na consciência coletiva a necessidade de mudanças estruturais inadiáveis. No primeiro momento, a velha mídia conservadora, venal e golpista, com a Rede Globo à frente, tratou de criminalizar a justa e oportuna manifestação em favor da redução da tarifa dos transportes públicos na capital paulista. O ultrarreacionário e amestrado Arnaldo Jabor foi o primeiro a demonizar o movimento reivindicatório do MPL – Movimento Passe Livre e colocando no mesmo patamar a justa reivindicação e os atos de vandalismo praticados por elementos pagos para isto. Logo em seguida a direção da emissora percebeu que o movimento poderia servir a seus propósitos golpistas e mandou Jabor fazer autocrítica e elogiar o movimento. Como ele é pau-mandado, atendeu de pronto.

Da condenação inicial, a Globo passou a conclamar a população a ir às ruas protestar contra o governo da presidenta Dilma Rousseff. A emissora da famiglia Marinho é useira e vezeira em omitir informações que não interessam aos seus inconfessos interesses. O mais simbólico de todas foi a negação da campanha das Diretas-Já, na década de 1980, que exigia eleição direta para presidente da República, o maior movimento de massas de toda a história brasileira.
No dia 25 de janeiro de 1984 foi realizada uma manifestação na Praça da Sé, em São Paulo, com centenas de milhares de pessoas, transmitida pelas demais emissoras, mas simplesmente ignorada pela Globo. O Jornal Nacional daquele dia noticiava que milhares de pessoas estavam nas ruas de São Paulo comemorando aniversário da cidade. Nenhuma palavra sobre a campanha das Diretas e muito menos sobre as lideranças que se reversavam no palanque: Lula, FHC, Franco Montoro, Ulisses Guimarães, Mário Covas, José Richa, Leonel Brizola, João Amazonas e muitos outros.

Na última quinta-feira a Globo fez uma coisa inédita desde a sua fundação: deixou de levar ao ar a sua novela e passou mais de três horas, ininterruptas e sem comerciais, mostrando as manifestações em São Paulo, Rio de Janeiro e outras capitais. Essa edição especial ancorada pelo William Bonner intercalava as imagens das manifestações do dia com as da campanha do Fora Collor em 1992 que resultou no impeachment do então presidente Fernando Collor de Mello. A Globo aposta alto no impeachment da presidenta Dilma Rousseff e na volta dos tucanos neoliberais entreguistas. Para a famiglia Marinho o retorno dos militares golpistas seria bem-vindo.

A insistência em mostrar atos de vandalismo de um grupelho pago para depredar monumentos, prédios e instituições públicas revela o desejo da Globo de insinuar o caos, e que este está fora de controle e portanto é necessário que se exija o impeachment da presidenta Dilma. A emissora incentiva os protestos contra os gastos com a construção e reforma de estádios de futebol com vistas as Copas das Confederações e do Mundo, mas é quem mais se locupleta delas. Ela bate porque sabe que quanto mais bate mais dinheiro vão para os seus cofres. O exemplo mais cristalino é a fábula de recursos que a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom), tendo à frente a jornalista Helena Chagas, injeta em toda a velha mídia, e em especial na Globo. Mas a Globo continua batendo forte no governo e abrindo espaço para o demotucanato.

O GAFE (Globo, Abril, Folha e Estadão) e toda a velha mídia conservadora, venal e golpista enfatizam e incentivam um grupelho fascista infiltrado no movimento a condenar e agredir militantes de partidos e organizações de esquerda. Incorporando o espírito de Benito Mussolini, condenam a política e os políticos, como se todos fossem nocivos e, por isso, dispensáveis.

É oportuno transcrever a nota do MPL publicada na sexta-feira, 20 – “O Movimento Passe Livre foi às ruas contra o aumento da tarifa. A manifestação de hoje faz parte dessa luta: além de comemoração da vitória popular pela revogação, reafirmamos que lutar não é crime e demonstramos apoio às mobilizações de outras cidades. Contudo, no ato de hoje presenciamos episódios isolados e lamentáveis de violência contra a participação de diversos grupos”.
Diz ainda a nota: “O MPL luta por um transporte verdadeiramente público, que sirva às necessidades da população e não ao lucro dos empresários. Assim, nos colocamos ao lado de todos que lutam por um mundo para os de baixo e não para o lucro dos poucos que estão em cima. Essa é uma defesa histórica das organizações de esquerda, e é dessa história que o MPL faz parte e é fruto”.

E conclui a nota: “O MPL é um movimento social apartidário, mas não antipartidário. Repudiamos os atos de violência direcionados a essas organizações durante a manifestação de hoje, da mesma maneira que repudiamos a violência policial. Desde os primeiros protestos, essas organizações tomaram parte na mobilização. Oportunismo é tentar excluí-las da luta que construímos juntos. Toda força para quem luta por uma vida sem catracas”.
MPL-SP.

Quando as crescentes manifestações obrigaram o prefeito Fernando Haddad e o governador Geraldo Alckmin a revogarem em São Paulo o aumento das tarifas dos transportes coletivos – ônibus, trens e metrô – os líderes do MPL anunciaram que o movimento sairia das ruas porque o objetivo já tinha sido alcançado. No entanto a Globo insistia para o povo permanecer nas ruas para protestar contra a PEC 37 e a corrupção. É a velha bandeira da tristemente célebre UDN que todos sabem no que deu. A Rede Globo continua apostando alto no retrocesso!

* Messias Pontes,

Jornalista e radialista. 

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

13 comentários sobre “Grande mídia tenta criminalizar manifestações populares?

  1. Eita que os comunistas estão apavorados com o povo nas ruas… nenhuma palavra sobre corrupção, alianças espúrias, incompetência?

  2. Concordo com o posicionamento do autor do texto!

    Apesar da “insistência”, a Rede “Plim-Plim” já não consegue enganar a todos tão bem como outrora. Pena é que ainda existe uma boa parcela da população que, alienada, bate palmas para os programas “sem graça” dessa emissora!

  3. KKKKK…. Pela primeira vez na vida eu vejo um comunista brasileiro se colocar contra o povo na rua. Sim, porque se o povo cubano for para a rua será fuzilado pelos dois carniceiros decrépitos. Quanta ironia! Mas é isto mesmo, democracia para eles só vale quando atende a seus interesses, quando não, se torna coisa de burguês reacionário!

  4. QUEM É QUEM NAS RUAS DOS BRASIL ?
    Sonho (RPL) X Pesadelo (golpismo-ditatorial), é a luta que estamos todos vendo nas ruas do Brasil. Urge dizer, e reconhecer, que as autoridades constituidas, heroicamente, estão garantindo a Democracia e o direito da população protestar e reivindicar nas ruas, pacífica e democraticamente, e que, à evidência, são os golpistas-ditatoriais, infiltrados, camaleônicos, violentos, com as suas falanges de mercenários bancados pelo poder econômico malandro, bandido, caixa dois, que estão embaraçando, tumultuando, confundindo as bandeiras e reivindicações nas ruas do Brasil, dificultando e praticamente proibindo os protestos livres e pacíficos da Juventude consciente do Brasil, bem como o nosso direito a liberdade de expressão. Xô golpistas-ditatoriais, violentos, nazi-fascitas, componentes da velha herança maldita que não deixam o nosso país mudar de verdade, vocês já estão fotografados pela Juventude Consciente do Brasil, pela imprensa honesta e idealista, e pelas autoridades brasileiras, democraticamente constituidas, que estão assegurando ao povo brasileiro o direito de se manifestar, livre e ordeiramente nas ruas, apesar de vocês golpistas. Todavia, é muito fácil separar o joio do trigo, ou seja, os violentos são bancados pelos golpistas, e o pacíficos são os que de fato querem e lutam pelo advendo do Novo Brasil de Verdade, como propõe a RPL, porque evoluir é preciso. Quem tem bandeiras boas e convincentes, que vêm ao encontro das necessidades da população não precisa usar de violência, pelo contrário é anti-violência. Simples assim.

  5. Não entendi a profundidade do raciocínio. Apoiar a derrubada da PEC 37 representa retrocesso? Todos os deputados do Ceará foram a favor da derrubada da PEC 37, inclusive aqueles da base do governo que se mostravam anteriormente favoráveis. O que houve, arregaram? Cadê o chefe-mor para apaziguar as multidões. Está com o rabo entre as pernas, meu amigo. Tudo é culpa da dona “Zelite, do Barak Obama e da dona mídia. O momento é outro, meu caro, muda esse discurso, putzz.z….

  6. SERÁ QUE NÃO NOS ESQUECEMOS DE REIVINDICAR A DIMINUIÇÃO DA MAIORIDADE PENAL? ACHO QUE ESTÁ NA HORA DE TAMBÉM DARMOS UM BASTA NA IMPUNIDADE DESSES BANDIDOS QUE MATAM E NÃO PODEM SER PRESOS.

  7. Artigo esclarecedor. O GAFE não dá trégua: foi a favor da constituinte quando FHC a propôs; é contra agora porque a Dilma está à frente.

  8. Cadê o Lula, Sr. Messias Pontes? Cadê o Inácio Arruda? Todos com o rabo entre as pernas porque a trapaça ruiu. Arruinaram o Brasil e queriam colocar seu povo de joelhos. Nunca na história desse país se viam tantos comunistas contra o povo e com medo do povo.

  9. É incrível como comunista gosta da Globo!
    O cara passou 3 horas assistindo tudo!
    Eles sonham em aparecer na telinha.

    Esse cara deve sonhar com o dia em que o Galvão Bueno irá mostrar seu cartaz feito de cartolina
    Filma eu!

  10. ESSE ESTÁ MAMANDO NAS TETAS MOLES DO L U L A.COMUNISTA ULTRAPASSADO.CADÊ INÁCIO,QUE PASSOU DE FAVELADO E HOJE É
    MILIONÁRIO.ATÉ OS DENTES MUDOU.

  11. o povo ainda não se manifestou cobrando providências ao Presidente do Tribunal de Justiça do Estado; que haja mais celeridade, agilidade nas tramitações dos processos, cumprindo o art. 5 º, inciso LXXVIII da Constituição da República Federativa do Brasil, que trata da RAZOABILIDADE DA DURAÇÃO DO PROCESSO. É inadmissível, um processo durar anos sem sentença por mais complexo que seja, bem como, durar anos um processo simples de ser resolvido. O HORÁRIO PARA FUNCIONAMENTO DO FÓRUM DEVE SER de 09:00 HS às 18:00 hs. Não pode continuar como está. É brincar com o povo, ainda mais, os juízes e desembargadores ganhando entre R$ 21.000,00 (vinte e um mil reais) e R$ 25.000,00 (vinte e cinco mil reais), pago pelo povo. Isso se aplica também aos Presidentes dos Tribunais Regionais Federais). Vamos fazer passeata começando enfrente ao Tribunal Regional Federal, cada um em sua cidade, às 15:00 hs e terminando enfrente ao Tribunal de Justiça do Estado, dentro da ordem, respeitando a lei, sem vandalismo, exercendo nossa cidadania pacificamente. Passeata dia 01 de agosto de 2013. Organizem-se. Divulgue essa convocação e enviem mensagem a todos. Vamos parar o Brasil por uma causa justa. SEM JUSTIÇA, NÃO HÁ DEMOCRACIA. VAMOS COBRAR DESSE PODER JUDICIÁRIO intocável, que vive em um casulo de ferro, e que estão resguardados na VITALICIEDADE e GARANTIAS nos termos do art. 95, inciso I da Constituição Federal, a pararem de serem morosos nos processos judiciais e tomarem vergonha. Vamos para as ruas; vamos cobrar resposta ao Poder Judiciário dessa lentidão, vamos cobrar a verdadeira JUSTIÇA SOCIAL e cobrar também, que o fórum abra das 09:00 hs às 18:00 hs. A OAB espera essa providência há anos e nunca foi ouvida e agora chega !!!! O gigante acordou, que somos nós o POVO que aprendemos a exercer nossa cidadania dentro do Estado Democrático de Direito.

  12. Brasil vamos concordar que essa manifestações significa sim que acordamos e não aceitamos mais essa palhaçada que é o governo brasileiro, mais em minha opinião é que se nós nos organizarmos nessa eleição e ninguém ir as urnas votar deixará muito mais claro que não vamos mais aceitar esses governantes que estão nos oferecendo e sim que queremos fixa limpa clareza e compromisso com o nosso pais , vamos pensar nisso sem votação eles vão ter nos ouvir e aceitar nosso termos “somos mais fortes do que eles pensam , é só ficarmos unidos em um só propósito que é de um pais justo e melhor” pense nisso!
    Isabela Ferrari

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × um =