IFCE manda nota para Blog em resposta aos alunos de Limoeiro do Norte

Sobre protesto de estudantes do Curso de Nutrição do IFCE de Limoeiro do Norte, apontado como vivendo situação de precarização, a Reitoria do Instituto manda a seguinte nota para o Blog:

A respeito de nota publicada neste veículo de comunicação sobre possíveis reclamações de estudantes em relação ao campus de Limoeiro do Norte, seguem respostas aos pontos citados:

1 – Disciplinas sem professor no curso de Nutrição Nas próximas semanas, dois novos professores serão integrados ao quadro do curso – um será proveniente de remoção e o outro será de aproveitamento de concurso do próprio IFCE. De imediato, a reorganização de carga horária dos atuais docentes se apresenta como solução.

2 – Curso tem “apenas” 5 professores efetivos, dos quais um afastado para pós-graduação / Disciplinas do curso de Nutrição não são dadas por professores especializados. O curso de Nutrição possui 5 professores efetivos nutricionistas. Um está afastado para cursar doutorado e o substituto será contratado após a conclusão do concurso que está em andamento e deve ser finalizado este mês. Infelizmente, por questões legais, não é possível contratar substitutos sem a portaria de afastamento do professor efetivo. Por isso, o processo só pode ser disparado após o afastamento. Ainda para o curso de Nutrição, está em processo de convocação do concurso 01/2011, mais um professor efetivo 40h (dedicação exclusiva). O curso também receberá um professor removido do campus do Iguatu. Assim, estão sendo agregados mais 2 efetivos, totalizando 7 docentes efetivos nutricionistas.

3 – Falta de materiais para aulas práticas (professores compram materiais do próprio bolso).

Quanto à compra de material para as aulas práticas por parte dos professores, a direção-geral do campus de Limoeiro do Norte informa que não está ocorrendo esta prática na unidade.

4 – Ausência do dentista do campus

O servidor da área foi liberado para pós-graduação, com consentimento (por meio de votação) dos demais servidores do campus. Nos últimos meses, a demanda vinha sendo atendida por meio da colaboração do dentista do campus de Quixadá. Solução semelhante deverá ser deliberada para as próximas semanas.

5 – Atraso na obra do campus Cidade Alta Quatro obras integram o campus anexo da Cidade Alta, em Limoeiro do Norte, cada uma com seu contrato: incubadora de empresas, bloco didático, urbanização e parque esportivo. Os trabalhos estão em estado avançado, com previsão de conclusão ainda para este semestre. Alguns equipamentos do anexo já estão funcionamento, como é o caso do ginásio poliesportivo.

6 – Curso de Educação Física não reconhecido

O curso de Educação Física foi cadastrado no sistema eletrônico e-MEC e o IFCE aguarda a chegada da comissão de reconhecimento. Caso a comissão não venha até o fim da conclusão da primeira turma, o IFCE emitirá os diplomas normalmente com base na portaria MEC nº040/2007.

7 – Falta de salas de aula e de acessibilidade

Nenhum curso do campus de Limoeiro do Norte deixa de realizar atividades por falta de espaço físico. A respeito da acessibilidade, o campus implantou o Núcleo de Assistência a Pessoas com Necessidades Especiais, que já apontou e realizou as primeiras soluções para atender a esse público específico, como compra de equipamentos, treinamentos e adaptações estruturais.

8 – Problemas na assistência estudantil

Ao todo, 114 alunos (quase todos) do curso de Nutrição são atendidos por meio do programa Bolsa Permanência (R$400,00 cada). O valor do orçamento previsto para o ano 2014 para o campus de Limoeiro na assistência ao educando é de R$ 618.487,00.

9 – Falta de recursos para professores e alunos do mestrado apresentarem trabalhos em eventos científicos

Os professores podem submeter propostas para o edital interno Proinfra/IFCE, que disponibiliza recursos de capital e custeio (inclusive passagens e diárias) para participação em eventos. Acrescentamos que não há, segundo a Direção de Ensino do campus de Limoeiro do Norte, nenhum documento de professor ou aluno de mestrado solicitando participação em eventos.

10 – Sobrecarga horária dos docentes (contribuição para a pesquisa não é descontada das 40 horas semanais)

O campus de Limoeiro do Norte possui semestralmente uma demanda 14.150 horas, contando com 64 professores em efetivo exercício, o que indica uma média de carga horária de 11,05 horas em sala de aula. Menor do que a média da instituição que é de 15h em sala de aula, apesar dos professores serem contratados em regime de 40h/a, muitos deles com dedicação exclusiva.

A carga horária semanal das disciplinas que não são básicas do curso de Nutrição é de 1.390h, contando com 5 professores nutricionistas em efetivo exercício (4 efetivos e 1 temporário), o que leva a uma média de 13,9h, também abaixo da média de carga horária da instituição. Esta mesma carga horária de 1.390h conta ainda com o apoio de professores do curso de Tecnologia de Alimentos e de Educação Física, fazendo com que a média de carga horária dos professores nutricionistas em sala de aula seja ainda inferior a 13,9h.

A resolução Consup/IFCE nº 34/2010, que regulamenta a carga horária docente, prevê e contabiliza as horas destinadas a ensino, pesquisa e extensão, portanto, não é verídica a informação que as horas de pesquisa dos docentes não são contabilizadas.

11 – Poucas bolsas de pesquisa no campus e para professores de outros cursos que não o de Nutrição Limoeiro tem 28 bolsas dos três principais programas de iniciação científica do IFCE, enquanto a média por campus contemplado pelos editais é de 13,5 bolsas, portanto Limoeiro está mais de 100% acima da média. Para serem contemplados, os professores de Nutrição precisam submeter propostas aos editais, ressaltando que a seleção dos projetos aprovados é feita por critérios técnicos pré-definidos.

Sem mais para o momento, a reitoria do IFCE coloca-se à disposição da comunidade acadêmica do campus de Limoeiro do Norte e solicita a compreensão dos alunos do curso de Nutrição, no sentido de perceber que a maioria das demandas já foi atendida ou está sendo providenciada, ao mesmo tempo em que reafirma encontrar-se aberta para o diálogo com todo o corpo  docente, discente e técnico-administrativo da instituição.

* Reitoria do IFCE.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 + dezoito =