João Paulo Cunha assume presidência da CCJ mencionando escândalo do Mensalão

“Com 54 votos favoráveis e 2 brancos, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) foi eleito presidente da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara, a mais importante da Casa. Em seu discurso de posse, o petista, que é réu no processo do mensalão, disse que o caso o atormentava, mas que isso não vai deixar afetar o seu trabalho. Cunha disse ainda que o processo, classificado por ele como “espécie de uma guerra”, mudou a sua vida.

“Todos podem ficar com a consciência tranquila, que minha tranquilidade seja incorporada por vocês. Assim como em toda a guerra esse processo atingiu a vida dos outros de uma maneira que não temos como medir as consequências. Não poderia tomar posse sem fazer referência a isso”, afirmou. O deputado lembrou ainda que foi o deputado mais votado em São Paulo pelo seu partido.

Cunha foi indicado pelo PT para comandar a comissão mais importante da Câmara após travar uma disputa interna com o ex-presidente da legenda Ricardo Berzoini (SP). Depois da briga, ficou acertado que ele será substituído por Berzoini no próximo ano.

O vice do parlamentar será Arthur Oliveira Maia (PMDB-BA). Paulo Maluf (PP-SP) também faz parte da comissão.”

(Folha.com)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

3 comentários sobre “João Paulo Cunha assume presidência da CCJ mencionando escândalo do Mensalão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 − seis =