Kid Vinil, nome de peso do rock nacional, morre aos 62 anos

O cantor e produtor Kid Vinil morreu, nesta tarde de sexta-feira, 19, aos 62 anos, em São Paulo. Importantíssimo para a construção do rock nacional, Antônio Carlos Senefonte, nome de batismo do artista, iniciou sua carreira com o grupo Verminose, um dos pioneiros do pós-punk no país. Pouco tempo depois, a banda se transformou no Magazine.

No início dos anos 80, o grupo alcançou sucesso nacional com os hits Sou Boy e Tic-Tic Nervoso.

Em 2015, Kid ganhou a biografia Um Herói do Brasil, escrita pelo jornalista Ricardo Gozzi e pelo músico Duca Belintani. Nas redes sociais, artistas e amigos lamentaram a notícia:

Kid estava em coma induzido desde o dia 15 de abril, quando passou mal logo depois de uma apresentação em Conselheiro Lafaiate, região central de Minas Gerais. Ele era uma das atrações da Festa Retrô, no Clube Dom Pedro II. Poucos dias depois, em estado grave, foi transferido para o Hospital da Luz, na Vila Mariana, em São Paulo, graças a uma campanha para arrecadar R$ 15 mil para o traslado.

(Com Exame)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

19 − 16 =