Maioria do PMDB de Fortaleza quer candidato próprio, mas cúpula protela debate

Se dependesse da maioria das lideranças presentes no encontro regional realizado neste sábado, no Oásis Atlântico Hotel, em Fortaleza, o PMDB teria candidato a prefeito de Fortaleza em 2012. O problema, no entanto, é que quem controla a máquina da legenda é o presidente regional, o senador Eunício Oliveira. Em discurso, Eunício apregoou a força do partido e disse que o PMDB deverá disputar na grande maioria das cidades.

Sobre Fortaleza e um candidato, o senador Eunício Oliveira considerou muito cedo discutir o assunto e devolveu: “A Luizianne já definiu o nome dela? O Cid já definiu o  nome dele?” O dirigente partidário lembrou que o PMDB faz parte de uma aliança que vem dando certo no País, no Estado e em várias cidades e que o diálogo deverá prevalecer no processo com os aliados.

O deputado federal Danilo Forte voltou a defender a necessidade de candidatura própria do partido como forma de se fortalecer a legenda para 2014. “A eleição de 2014 depende de 2012”, lembrou, destacando que o partido tem nome e condições de postular. Danilo lembrou também que o pleito na Capital deverá ser de segundo turno, o que não impediria a retomada da aliança.

Carlomano Marques, deputado estadual, apregoou que o PMDB pode até disputar, mas não há nome ainda acertado. Já o também deputado estadual Perboyre Diógenes, que já está como pré-candidato a prefeito de Saboeiro, meteu  a colher na sucessão da Capital defendendo candidato próprio e ironizando a prefeita Luizianne Lins e sua gestão. Chegou a dizer que o fortalezense não vai querer eleger  “um poste” para prefeito.

O deputado federal Mauro Benevides também defendeu candidatura própria, ressaltando coerência. “Fui o autor da emenda das diretas nas Capitais”, avisou.

DETALHE – Em meio a muitas críticas à gestão da prefeita Luizianne Lins, entre peemdebistas, quem acabou saindo à francesa do encontro foi Patrícia Aguiar, que é secretária municipal do Turismo:

DETALHE 2 – O único prefeiturável de outro partido presente ao encontro do PMDB foi o senador Inácio Arruda (PCdoB).

DETALHE 3 – Alguns vereadores do PMDB se queixaram de que a orientação na Prefeitura é para apoiar o nome que for indicado pela prefeita Luizianne Lins. Caso contrário, perdem cargos que indicaram na administração.

DETALHE 4 – Houve comentário também entre peemedebistas de que a Prefeitura conta hoje com cerca de 22 mil terceirizados, fato que está chamando a atenção do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

4 comentários sobre “Maioria do PMDB de Fortaleza quer candidato próprio, mas cúpula protela debate

  1. Senador essa aliança nunca beneficiou o povo de Fortaleza, se o senhor deseja uma grande derrota, poste em um poste sem luz e uma prefeita condenada pelo TCM e MP por desvio de dinheiro publico.

  2. Fui à este encontro do PMDB, na companhia do presidente municipal do partido de Sobral, vereador Jr. Balreira e do delegado Célio Vasconcelos, e me deparei com uma militância pronta para o embate. A maioria quer candidatura própria para prefeito.
    Vamos esperar que o presidente estadual, senador Eunício Oliveira d ouvidos aos gritos dos correligionários, e coloque a disposição do eleitorado da capital, mais esta grande opção do partido que fez as melhores administrações da história política de Fortaleza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove − cinco =