Mauro Filho diz que crise na saúde do Estado “é de gestão”

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (12):

Durante quase todo o mandato de Cid Gomes, a situação financeira do Ceará era tão propícia que o Estado alcançava o impressionante patamar de quarto estado com maior investimento público do País. Ficava atrás somente de São Paulo, Rio de Janeiro e, às vezes, Minas Gerais. Se a conta fosse feita proporcionalmente ao tamanho da população, o Ceará chegava a ser o primeiro no ranking nacional do investimento público. Daí as Hilux, o Acquario, os hospitais, o Centro de Eventos, os shows milionários…

Cid conseguiu isso com o incremento da arrecadação, mas, principalmente, com a excelente articulação política mantida em Brasília, que bancou parte das obras. O quadro da economia mudou radicalmente. A capacidade de investimento público caiu vertiginosamente. Sem dinheiro, a pauta do aperto e das concessões se impôs.

Em entrevista ao programa Jogo Político, que vai ao ar neste domingo (12), a partir das 22 horas, na TV O POVO, o secretário da Fazenda, Mauro Filho, explica como anda a situação financeira do Ceará. Afirma que o Estado está conseguindo manter o equilíbrio, mas deixa antever que pode haver problemas no futuro se a economia não oferecer sinais de recuperação.

Mauro Filho revela que pelo menos dez estados brasileiros já estão com grandes dificuldades de pagar a folha de servidores. Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Alagoas, Sergipe e Pará foram citados. Sobre Minas Gerais, o secretário foi taxativo: “Está quebrado”.

Ao comentar sobre o imenso custeio da saúde no Ceará, Mauro surpreendeu ao afirmar que há um componente na crise do setor que até então nunca foi admitido pela cúpula do Governo. “A crise é de gestão”, disse o secretário.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

3 comentários sobre “Mauro Filho diz que crise na saúde do Estado “é de gestão”

  1. “Crise de gestão” seria, de incompetência? O canelau ignaro merece, afinal não bastou-lhe o PT no Governo Federal, quiseram mais, no estado também. Então, não basta reclamar, tem que aguentar!

  2. Viro, além de desmantelar partidos, também é péssimo gestor. Agora seu Mauro, quando voltou a Assembleia fazia defesa do ex-esnobe secretário do então ex-governador Cid. se cuida CSN, que o destruidor de partidos e lobista de fundo de campanha vai acabar com a siderúrgica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × três =