Natal – Servir a Deus

Em um conto sobre o menino Jesus, o jornalista Nicolau Araújo manda artigo para o Blog. Ele aponta qual o verdadeiro presente de Natal que podemos oferecer a Deus. Confira:

Há mais de dois mil anos, às margens do rio Jordão, um rico comerciante caminhava angustiado, pois não sabia como poderia servir a Deus.

Pensou que, talvez, Deus gostaria se toda a sua fortuna fosse transformada em pães para alimentar os pobres. Mas logo deduziu que, no dia seguinte, os pobres estariam novamente com fome e ele não mais teria dinheiro para comprar mais pães.

Então idealizou a construção de milhares de casas. Mas logo concluiu que não teria tamanha fortuna para isso.

No auge da sua angústia, o comerciante ouviu a voz de uma criança às suas costas:

– Tenho sede.

Por alguns segundos, o homem ficou paralisado diante da luz que irradiava em volta da criança.

– Tenho sede! Insistiu a criança.

O comerciante, então, caminhou até o rio e levou água em suas mãos.

A criança reclamou:

– A quantidade de água que pegaste para a minha sede, não é mais a quantidade que me ofereces, pois muito fora desperdiçado no caminho por entre os seus dedos.

O homem então olhou em volta e notou uma cabaça. E retornou do rio com a água.

A criança novamente reclamou:

– A água pura que colheste do rio, não é a que me ofereces agora, pois há impurezas na cabaça.

O comerciante então voltou a angustiar-se, ao não saber como proceder. A criança então falou:

– Servir a Deus é manter-se forte e puro para quando Ele de ti precisar para matar a sede do Seu rebanho.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − nove =