Nilma Gomes foi autora de parecer classificando obra de Monteiro Lobato de racista

nilmam

“A futura ministra da Igualdade Racial, Nilma Gomes – que está deixando a reitoria da Unilab, em Redenção, foi a autora do parecer do Conselho Nacional de Educação que classificou como racista Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato, e propôs que a obra fosse banida do Programa Nacional Biblioteca na Escola.

Na semana passada, Luiz Fux rejeitou no STF um mandado de segurança do Instiuto de Advocacia Racial que pedia a retirada do livro da lista de leitura obrigatória em escolas públicas.”

(Coluna Radar, da Veja Online)

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Um comentário sobre “Nilma Gomes foi autora de parecer classificando obra de Monteiro Lobato de racista

  1. Na qualidade de Advogado sou um defensor assíduo dos direitos de todos aqueles que se sintam ofendidos seja na questão sexual, racial, social, regional e outra qualquer que possa surgir. Agora, venhamos e convenhamos, essa de abolir um dos principais símbolos da nossa cultura, onde sempre primou-se pelas tradições, contos, lendas nacional, vem agora essa dita “representante” do povo brasileiro dizer que a obra de monteiro lobato é racista. BRASILEIROS ( NEGRO, BRANCO, MULATO, CAFUSO, ÍNDIO). Por que então essa senhora não siga o exemplo do GRANDE MADIBA ( NELSON MANDELA)? Que uma vez no PODER em vez de segregar com políticas inócuas e sem razão de existir fez foi a UNIÃO. Olhar para traz é REinstituir o que de ruim já existiu!!!
    Não é de hoje, que noto nesses ditos “representantes” da raça negra uma certa manifestação de rancor e de “caça às bruxas” que se é fácil de constatar ao assistir alguma palestra ou entrevista pois há um arranhão, um engasgo nas vozes, como se ali estivessem para massacrar todos aqueles que uma vez no passado insurgiram contra o povo negro.
    Digo e repito, o BRASIL É PARA TODOS, sejam negros, brancos, amarelos, mestiços, mulatos, cafusos. Tem que haver uma política nacional de EDUCAÇÃO, SAÚDE, SEGURANÇA E LAZER , independentemente da questão racial, social, econômica ou regional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × dois =