O cheiro da nova estação

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (21):

Avassaladores são os fatos. Para os que entendem os acontecimentos e sabem situá-los no contexto histórico, há motivos para otimismo. É o passado decrépito e moribundo sendo estraçalhado para então ser superado. Acabou. O mundinho político e administrativo, medíocre, cretino e patrimonialista, que se estabeleceu no Brasil desde a implantação da República está em franco processo de extinção. Antes tarde do que nunca.

(…) Depois de tudo o que vimos, assistimos e lemos, fica muito claro que o novo, gestado durante anos, vai se impor. Mas, muita calma nessa hora. Tudo é muito lento entre nós. É incrível a persistência e resistência do atraso que se enraizou nos trópicos como em nenhum outro ponto da humanidade.

As coisas se precipitaram com a chegada do PT ao poder. Não pelo que o partido e seus próceres pregaram quando na oposição. No poder, foi a vez do que se dizia novo, autodeclarado hospedeiro de uma nova consciência e juventude, reproduzir ao cubo o que de mais velho e velhaco existia. O PT apenas precipitou a decrepitude do sistema. Não por que assim o quisesse, mas sim por ter se mimetizado na velharia tornando-se amasiado do passado. E assim o fez por ser também velho e ultrapassado.

Para manter a tropa de prontidão, dizia adorar uma ideologia que o mundo moderno já havia colocado em seu devido lugar: o monturo de lixo da História. Claro, sem deixar de contar o vil metal.

(…) A parte que cabe ao Ceará nas delações da família Batista (Wesley e Joesley) é muito delicada e tem força suficiente para mexer no jogo político da sucessão estadual de 2018. Há, no caso, dinheiro público na veia. Vamos aguardar a atitude do governador Camilo Santana.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezessete + sete =