O Coordenador de Comunicação da Prefeitura e a história do “poste” da Luizianne

Com o título “Luz própria”, eis artigo que o coordenador de Comunicação Social da Prefeitura de Fortaleza, jornalista Demétrio Andrade, manda para o Blog. Ele trata da repercussão da fala da prefeita Luizianne Lins (PT) de que em 2012 vai trabalhar para eleger seu sucessor, que poderia ser até “um poste sem luz”. Confira:

Acredito ser dever da imprensa informar, divulgar, analisar e criticar. Faz parte do jogo democrático. Mas houve um exagero evidente em relação à fala da prefeita quando ela se disse preparada “para eleger até um poste sem luz”.

De fato, como toda declaração polêmica vinda de um ente público, a repercussão é mais do que natural. As interpretações é que às vezes incomodam.

Luizianne Lins simplesmente falou, de forma bem humorada, que vai se empenhar ao máximo para eleger quem quer que seja na sua sucessão. Porque tem confiança no trabalho que realiza frente à Prefeitura de Fortaleza. Quem viu o vídeo original sabe que não foi, nem de longe, uma demonstração de arrogância.

E a palavra trabalho vem em boa hora. Afinal, se há a cobrança pela entrega das obras é porque elas estão acontecendo. Em quantidade e pela cidade inteira. É claro que toda administração está sujeita a críticas, muitas delas pertinentes. Mas esta gestão tem muito mais ações do que gritos.

A forte reação de alguns oposicionistas à citada declaração só evidencia que Luizianne ainda incomoda – e muito – alguns que, diferente dela, não possuem luz própria.

Demétrio Andrade

Coordenador de Comunicação Social da PMF.

Eliomar de Lima

Sobre Eliomar de Lima

Jornalista, radialista, professor e escritor de histórias infantis, mas, acima de tudo, um viciado em informação, não dispensa cantarolar de vez em quando. Pra não dizer que fugimos do mundo da intelectualidade, temos Especialização em Gestão da Comunicação. Email:eliomarmar@uol.com.br / eliomardelima@gmail.com

10 comentários sobre “O Coordenador de Comunicação da Prefeitura e a história do “poste” da Luizianne

  1. Nossa prefeita incomoda sim, caro jornalistas. Mas ao povo de Fortaleza que encontra-se diante de uma administração incapaz de fazer frente aos graves problemas de uma cidade que cresce.

  2. Como bom profissional, o Demétrio está cumprindo sua tarefa. Mas a declaração é de uma infelicidade evidente, pelo menos, pela antecipação com que trata do assunto quem mais deveria prorrogar a pauta para o bem de seu próprio desempenho administrativo.
    Pessoalmente, acredito que Luizianne possa chegar lá em condições de apoiar, não digo um “poste sem luz”, mas alguém, como diz o arauto, com “luz própria”, desde que cumpra o seu calendário de obras que, como todo mundo nesta cidade sabe e a própria prefeita admitiu recentemente, embora culpando a burocracia, anda atrasado e muito.
    Mas nomes de qualidade como, por exemplo, Artur Bruno e José Pimentel serão páreo duro para qualquer adversário. Nenhum deles é um poste. Ainda bem.

  3. Camarada Demetrio, parabéns pela sua colocação, é isso mesmo, nos da juventude sabemos o quanto esta sendo importante a administração da Prefeita Luizanne Lins, em especial para nossa juventude. Sabemos que os desafios são grandes para uma população de 750.000 jovens, mas nunca deixaremos de ousar cada vez mais por esse segmento.
    Um forte abraço.
    Ronny Câmara
    Militante de Políticas Públicas de Juventude.
    Ex-Conselheiro Municipal de Juventude

  4. Posso até aceitar as idéias propostas pelo Assessor de Comunicação da Prefeitura, mas convenhamos que a Prefeita quis apenas humilhar aqueles que não concordam com o desastre administrativo promovido pela Prefeitura e seus auxiliares. Senão vejamos:
    1. Por que alguns que estão ou estavam no escalão administrativo da Prefeitura estão respondendo processo por uso indevido do dinheiro público?
    2. Por que há filas e lotações nos Postos de Saúde além de falta de médicos e auxiliares?
    3. Por que a educação de Fortaleza tem alcançado índices insatisfatórios e por que os professores tem sido humilhados pela atual administração no que se refere a direitos como Piso Salarial, Democracia nas Escolas?
    4. Por que há tantas terceirizações no Serviço Público Municipal?
    5. Por que as demandas do malfadado Orçamento Participativo não foram cumpridas em sua totalidade ou pelo menos pela metade?
    6. Por que Fortaleza está entregue aos camelôs no Centro/
    7. Por que o PV não foi concluído nem vai ser em tempo hábil?
    8. Por que o funcionalismo público questiona o Plano de Cargos e Carreiras?
    9. Por que Luizianne se afastou do povo e não ouve as demandas populares ?
    10. Por que Fortaleza vai tão mal?
    Se o brilhante assessor conseguir responder estas perguntas de forma convincente tenho certeza que qualquer poste chegará ao Poder pelas mãos da Prefeita ou pelo uso da máquina administrativa coisa tão comum em momentos atuais.
    FRANCISCO DJACYR SILVA DE SOUZA – PROFESSOR

  5. Demétrio, gente boa, há casos em que é melhor silenciar e esperar a chuva de meteoros passar. Como foi o caso da queda das arquibancadas da Domingos Olímpio, quando a prefeita suspeitou até de atentado terrorista, em um acidente anunciado, diante de arames presos a tabuinhas podres. Foi arrogante e prepotente a declaração da prefeita, sobre eleger um poste sem luz. Pode ser que, até as eleições, a infeliz declaração ganhe a versão de um poste moderno e iluminado. No momento, prezado amigo (amigo, sim), menos. Menos…

  6. Como diz a letra da música “Longe de Mim”:
    “Explicar o inexplicável,
    Descrever o indescritível,
    Enxergar o invisível,
    repetir o que é incrível,
    E criar um mundo só pra nós dois.”
    Longe de mim.
    – Só pra eles dois: ela e o poste.

  7. “Luizianne Lins simplesmente falou, de forma bem humorada, que vai se empenhar ao máximo para eleger quem quer que seja na sua sucessão.”

    Caro Demetrio, voce deve ser um bom profissional, e como tal, também deve ter RESPEITO pelas pessoas, pelos cidadãos que votaram nesta prefeita acreditando que ela faria uma gestão revolucionária como ela bem mostrou ser em toda sua história política. Tenha respeito, por favor! Querer interpretar a fala RIDICULA onde ela coloca os mesmos cidadãos que votaram nela como uns “abestados” que votarão até num poste assim ela queira.
    Não houve tom de brincadeira, o momento NÃO é para brincadeira. Tenha respeito, por favor! A cidade está uma BAGUNÇA, uma SUJEIRA. A reforma do calçadão da beira mar nunca saiu, a gente anda ali com medo de sofrer uma queda. O Jardim Japones, o que é aquilo? Cadê? As obras to Transfor? Lá na Bezerra de Menezes NUNCA MAIS ninguem foi trabalhar e está cheio de entulho nas calçadas. CHEIO de pedras enormes, areia, buracos…não brinque não! Fale sério! Você e Luizianne Lins, tenham RESPEITO por nós!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 − 7 =