Blog do Eliomar

Últimos posts

Seminário reúne pesquisadores para discutir aumento da violência letal no Ceará

460 1

Resultado da mobilização de 11 universidades cearenses, o “1º Seminário do Movimento Cada Vida Importa: a universidade na prevenção e enfrentamento da violência no Ceará” acontece na manhã desta sexta-feira (23), a partir das 8h30min, no Auditório da Biblioteca da Universidade de Fortaleza (Unifor). O evento, que é aberto ao público, vai abordar o elevado índice de violência letal no Estado, especialmente entre adolescentes e jovens.

O seminário é direcionado a professores, estudantes e profissionais dos diferentes campos das políticas públicas, integrantes de movimentos e organizações sociais, associações comunitárias e demais interessados que queiram aprofundar reflexões e debates relacionados à prevenção e enfrentamento da violência. A proposta é que, a cada mês, pelo menos uma grande atividade seja realizada em uma das universidades que aderiram ao movimento.

Na mesa de debate do seminário estarão presentes a professora de Filosofia Sandra Helena de Souza, do Programa Cidadania Ativa (PCA) da Unifor; a pesquisadora Ângela Pinheiro, do Núcleo Cearense de Estudos e Pesquisa sobre a Criança (NUCEPEC/UFC); e o relator do Comitê Cearense pela Prevenção de Homicídios na Adolescência, deputado licenciado Renato Roseno.

O “Movimento Cada Vida Importa: a universidade na prevenção e no enfrentamento à Violência no Ceará” foi iniciado em fevereiro de 2018 por meio de articulação de professores, servidores e estudantes de instituições de ensino superior do Ceará. A frente de mobilização tem o intuito de fortalecer ações em andamento e desenvolver outras iniciativas no ambiente universitário e sensibilizar a sociedade pelo enfrentamento da violência no Estado.

Com foco em ações preventivas, o movimento quer contribuir com a diminuição dos índices das diversas expressões da violência cotidiana e da violação de direitos, cujas vítimas são predominantemente jovens negros moradores da periferia.

Estão integrando a mobilização professores da Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Estadual do Ceará (Uece), Universidade de Fortaleza (Unifor), Centro Universitário Devry Fanor (UniFanor), Centro Universitário 7 de Setembro (Uni7), Centro Universitário Christus (UniChristus), Instituto Federal do Ceará (IFCE), Faculdade de Tecnologia Intensiva (Fateci), Centro Universitário Estácio do Ceará, Universidade Regional do Cariri (Urca) e Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

René Barreira lança o livro “A Universidade que vivi” em clima de emoção e rebeldia

O livro “A Universidade que vivi”, do ex-reitor René Barreira e do jornalista Ítalo Gurgel, teve lançamento na noite desta quinta-feira (22), nos jardins da Reitoria da Universidade Federal do Ceará, no Benfica. A apresentação foi feita pelo reitor Henry Campos.

A obra conta o crescimento da Instituição, diante de medidas econômicas e da expansão de campi.

Prestigiaram o evento ex-reitores, escritores, economistas, jornalistas, advogados, empresários, entre outras categorias.

Ato, dos mais concorridos, lotou os jardins da Reitoria.

Num dado momento do seu discurso, René Barreira destacou ter vivido seus melhores dias de vida na UFC. Lembrou de amigos colaboradores, agradeceu o apoio e destacou que sua gestão, tida como democrática, assim foi reconhecida graças a uma equipe dedicada.

René viveu, nesse período, a experiência de enfrentar vários protestos de alunos. Em alguns, até ocupação da reitoria, no que sempre buscava o diálogo. Para ele, um sinal de que a democratização do País estava chegando e não podia ser barrada jamais.

No momento em que o ex-reitor destacava esse período de abertura, eis que um “convidado inusitado” cruzou a área em que autoridades faziam seus discursos.

(Fotos – Paulo MOska)

STF decide que Lula não pode ser preso até julgamento de habeas corpus

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na noite desta quina-feira (22) conceder uma liminar ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que impede a prisão dele até o julgamento do mérito do habeas corpus preventivo apresentado pelo ex-presidente à Corte. A decisão vale até o dia 4 de abril, quando a Corte deve voltar a julgar o habeas corpus apresentado por Lula.

A conclusão do julgamento foi adiada porque os ministros julgaram uma preliminar da ação, fato que tomou todo o tempo da sessão.

Essa decisão do Suprem não impede o julgamento do último recurso de Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), previsto para a próxima segunda-feira (26). É o último recurso de Lula contra a condenação a 12 anos e um mês de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), no âmbito da Operação Lava Jato.

A prisão dele seria determinada com base na decisão do STF que autorizou, em 2016, a detenção de condenados pela segunda instância da Justiça.

(Agência Brasil)

Área de exames do Detran/CE da Maraponga volta a ser ocupada por servidores

Quase um ano e meio depois, a área de exames de direção e prática do Detran/CE da Maraponga voltou a ser ocupada por servidores, na tarde desta quinta-feira (22), após decisão de assembleia geral da categoria, que reivindica a entrega dos dados técnicos para estudo da descompressão salarial.

O Sindicato dos Trabalhadores na Área de Trânsito do Ceará i(Sindetran/CE) aponta que o governo havia sinalizado, há 30 dias, ser favorável à reivindicação do cálculo da repercussão financeira.

A categoria requer, agora, que o processo seja analisado na próxima semana, na Assembleia Legislativa.

(Foto: Divulgação)

Reforma ministerial será anunciada na primeira semana de abril, diz Marun

Reforma ministerial começará a ser anunciada na primeira semana de abril, de acordo com o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun. O governo irá anunciar os nomes que substituirão os ministros que irão se candidatar nas próximas eleições.

“O que está desenhado é isso, diálogo com partidos que estão no comando desses ministérios. Estamos pedindo sugestões de nomes, não são indicações, para que o presidente Temer decida aqueles com quem ele deseja contar no governo exercendo as funções do minsitro”, disse hoje (22).

Marun enfatizou que não existe nenhum veto à substituição de ministros pelos secretários-executivos, “assim como não existe indicativo que a maioria dos ministros seja subtituída por seus secretários-executivos”.

A reforma ministerial foi o principal assunto da reunião que ocorreu na manhã de hoje no Palácio do Jaburu. O presidente Michel Temer reuniu-se com os ministros-chefes da Casa Civil, Eliseu Padilha, da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, e com Marun. O ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, também compareceu ao Jaburu, mas ficou apenas por alguns minutos.

Marun sinalizou que o Ministério da Educação deverá seguir sob o comando do Democratas – atualmente, o ministro Mendonça Filho ocupa a pasta, mas deixará o posto para disputar o governo de Pernambuco. “Nesse momento o DEM é um partido que faz parte da base, deseja continuar na base e tem um pré-candidato lançado à presidência da República [o atual presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia], uma candidatura que merece o nosso respeito. É dessa forma que o DEM está sendo considerado pelo governo e nesse momento o DEM permanece no governo”, ressalta.

Em relação ao Ministério Fazenda, Marun diestacou que há uma disposição do ministro Meirelles a participar das próximas eleições, por isso terá que deixar o governo. “Estão sendo estabelecidas, com ele, conversações a respeito da sua sucessão. Ainda não entramos com nomes, mas obviamente a opinião do ministro Meirelles será levada em consideração”. Oficialmente, o Meirelles ainda não anunciou a candidatura.

(Agência Brasil)

Habeas corpus de Lula – Placar é de 7 a 3 pelo pedido do julgamento

O Supremo Tribunal Federal (STF) decide se julga pedido de habeas corpus preventivo do ex-presidente Lula (PT), que pretende afastar a possibilidade de prisão do petista caso seja decretada pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4)

A defesa, representada em em sustentação oral do advogado José Roberto Batochio, alega que “há uma volúpia em encarecerar um presidente da República” e que a a decisão do TRF-4 de decretar possibilidade de início da execução da pena após julgamento da condenação vai contra Constituição Federal no que diz respeito à presunção de inocência, ainda não tendo se encerrado todos os trâmites, e que contraria decisão do próprio STF.

A procuradora-geral da República Raquel Dodge pediu negação do habeas corpus a Lula, justificando que há jurisprudência no STF, em decisões similares no ano de 2016, que “que autoriza o tribunal, no caso concreto, a examinar se é o caso de dar inicio a execução da pena”.

“É incabivel. Se consoldia em um enunciado forte e firme, tão reiterada é a jurisprudência nesse sentido’, completou a procuradora-geral.

O ministro Edson Fachin, relator da matéria, foi o primeiro a votar. A posição dele é de não reconhecimento de pedido de julgamento habeas corpus, pela defesa de Lula.

Votaram os ministros Alexandre de Moraes, Luis Roberto Barroso, Rosa Weber, Luiz Fux e Dias Toffoli.

Acompanham o relator e não reconhecem validade de julgamento do habeas corpus os ministros Barroso e Luiz Fux. Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski divergiram do relator, em voto pelo enfrentamento do mérito do pedido de habeas corpus.

O ministro Gilmar Mendes, que acompanhou divergência, diz que é “inadimissível não reconhecer julgamento de habeas corpus”. Do mesmo modo, Marco Aurélio, afirmou que hpa um problem na Corte de não ser ver o habeas corpus “como ele deve ser visto, como um remédio”, mas se vê hoje “como algo que estaria simplesmente a sobrecarregar o STF”.

O ministro Celso de Mello vota agora, e entende “plenamente admissível” o julgamento do habeas corpus preventivo.

(O POVO Online / Foto: Arquivo)

Manifestantes pró e contra Lula fazem ato em frente ao STF

Cerca de 350 manifestantes a favor e contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva estão em frente do Supremo Tribunal Federal (STF), na Praça dos Três Poderes, acompanhando o julgamento do habeas corpus preventivo de Lula, que ocorre nesta quinta-feira (22).

Os apoiadores do ex-presidente são mais numerosos, com cerca de 300 pessoas, segundo estimativa da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF). Já integrantes de movimentos que pedem a prisão de Lula somam cerca de 50 pessoas.

A deputada federal Érika Kokay, presidente do PT no DF, diz esperar que o STF garanta o respeito à presunção de inocência de Lula, que ainda tem possibilidade de recorrer em instâncias superiores contra a condenação imposta em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), no dia 24 de janeiro. “Acolher esse habeas corpus é o Supremo dar uma demonstração de que respeita a lei maior do país, que é a Constituição Federal”, afirmou a deputada, presente à manifestação. A petista ainda acrescentou que o partido não vai “aceitar passivamente” o que considera ser um “golpe de toga”, caso a Corte rejeite o pedido do ex-presidente para não ser preso.

“Nós lutamos para que o Supremo garantisse o cumprimento de prisão após condenação em segunda instância. Agora, o que estamos vendo é a tentativa de reverter esse entendimento simplesmente para livrar Lula da prisão. Lula é um condenado da Justiça e precisa cumprir pena”, criticou Ray Alves, integrante do grupo Rua Brasil. Segundo ela, militantes do movimento estão acampados na porta do do STF desde terça-feira (20) para pressionar os ministros. “Deixamos nossos afazeres para cobrar que a Justiça tem que valer para todos”, completou.

(Agência Brasil)

No Caso Marielle Franco, uma desculpa nada aceitável

327 3

Com o título “Como cidadã”, eis artigo do jornalista Plínio Bortolotti. Ele comenta a fala da desembargadora Marília de Castro Neves (TJ-RJ), que, nas redes sociais, caluniou Marielle Franco, mas disse que estava dando sua opinião como “cidadã”. E como se isso fosse desculpa aceitável. Confira:

Uma das coisas mais ridículas, entre as tantas que campeiam por aí, é um sujeito – seja esportista, professor, juiz ou político – aparecer em público dizendo que está emitindo determinada opinião como “cidadão”, como se isso lhe permitisse expectorar qualquer bobagem.

Gostaria de saber como tais pessoas conseguem essa proeza: a de separar-se em duas personalidades, independente uma da outra, habitando o mesmo corpo e dividindo a mesma mente.

Suponho que tais figuras guardem um clone no guarda-roupa (ou no “closet”) e o acionam dependendo da situação. Dessa forma, o “profissional” nada tem a ver com o que diz o “cidadão” (e vice-versa). Assim, tais seres bifrontes ganham uma espécie de salvo conduto para falar qualquer asneira, pois a responsabilidade é do “outro”, criando assim uma espécie de pingue-pongue infinito.

Esse foi o caso da desembargadora Marília de Castro Neves (Tribunal de Justiça do Rio), que caluniou, difamou e injuriou Marielle Franco pelas redes sociais. Quando a chapa esquentou, a desembargadora declarou ter escrito suas mentiras “como cidadã”, como se fosse desculpa aceitável.

Os crimes cometidos pela desembargadora contra a vereadora assassinada no Rio estão inscritos no Código Penal. Calúnia (art. 138): acusar publicamente alguém de um crime. Pena: reclusão de seis meses a dois anos, além do pagamento de multa. Difamação (art. 139): ato de desonrar alguém espalhando informações inverídicas. Pena: três meses a um ano de prisão, com multa. Injúria (art. 140): dizer algo desonroso e prejudicial a alguém. Pena de um a seis meses de prisão, mais multa.

Depois do estrago feito, a desembargadora fez novo post em sua rede social afirmando ter agido “de forma precipitada”. Mas aí, ela já fora acompanhada na sórdida campanha pelo famigerado Movimento Brasil Livre (MBL), grupo de tinturas fascistas; pelo deputado Alberto Fraga (DEM), da bancada da bala, e mais a canalha da extrema-direita, que infesta a internet, destilando ódio, rancor e mentiras.

Mas a minha curiosidade é saber de que modo a Marília de Castro Neves, “como juíza”, julgaria a Marília “cidadã”, se coubesse à desembargadora apreciar os crimes cometidos pelo seu clone.

Plínio Bortolotti plinio@opovo.com.br Jornalista do O POVO

Floresta pode fazer história na noite desta quinta-feira

Com 412 minutos sem levar gol (6 horas e 52 minutos), o Floresta poderá fazer história na noite desta quinta-feira (22), no jogo contra o Ceará, a partir das 21 horas, no estádio Presidente Vargas. Um simples empate manterá a liderança da equipe da Vila Manoel Sátiro no hexagonal, além de provocar o encontro de Ceará x Fortaleza em uma das semifinais do Estadual.

Após seis décadas no amadorismo, o Floresta é a sensação da atual temporada, indiferente às euforias de Ceará e Fortaleza, que no ano passado tiveram acessos no Campeonato Brasileiro.

Somente uma vitória do Vozão evitará o confronto com o Fortaleza nas semifinais. Floresta, Ceará e Fortaleza já estão garantidos na próxima fase, enquanto Uniclinic, Iguatu e Ferroviário buscam a última vaga. O Ferrão somente garante presença nas semifinais se vencer o Fortaleza, às 21 horas, no Castelão, e ainda torcer para que não haja vencedor entre Iguatu x Uniclinic, no mesmo horário.

(Foto: Arquivo)

Ipea projeta 3% de crescimento do PIB para este ano

Os economistas do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) projetam crescimento de 3% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos pelo país) em 2018, mesmo percentual de crescimento deverá se repetir em 2019. A estimativa consta da Carta de Conjuntura divulgada hoje (22) pelo Instituto.

Na avaliação do Grupo de Conjuntura do Ipea, a inflação mesmo com o esperado aumento de preços dos alimentos, deverá fechar este ano em 3,6%, com cenário positivo para a recuperação do nível de atividade econômica do país.

A avaliação dos economistas, o principal resultado positivo do primeiro bimestre do ano veio da taxa de inflação. “Apesar da importante contribuição dos alimentos, mesmo com a exclusão desses preços do cálculo do IPCA [Índice Nacional de preços ao Consumidor Amplo, do IBGE), o índice acumulado em 12 meses recuou de 10% para 4,2% entre janeiro de 2016 e fevereiro de 2018”, diz o estudo.

“A projeção da taxa de variação do subíndice do IPCA para alimentos em 2018 é 3,63%, enquanto a de bens livres, exceto alimentos, é 2,36%. A estimativa do subíndice desagregado para educação é 6,27%, e de 5,94% para saúde”, de acordo com o Ipea.

Na avaliação do Ipea, a inflação em patamar baixo mostra que há espaço para que a política monetária possa estimular o crescimento sem grandes riscos de escalada de preços. O entendimento é que o resultado em 2018 será explicado principalmente pela expansão do consumo das famílias (estimado em 3,4%) e do investimento (4,5%).

O consumo do governo deve registrar crescimento nulo, enquanto as exportações líquidas de bens e serviços devem contribuir negativamente para o resultado do PIB, com avanço das importações (7,5%) superior as exportações (6,5%). O crescimento da indústria (3,6%) e dos serviços (2,9%) deve compensar a queda do PIB agropecuário, projetado para 2,2%).

(Agência Brasil)

Camilo vai falar para entidade que congrega lideres empresariais

O governador Camilo Santana (PT) vai falar, nesta manhã de sexta-feira, para os filiados do Lide Ceará, organismo que congrega lideranças empresariais do Estado. O encontro ocorrerá no Palácio da Abolição.

Camilo falará sobre o tema “Metas para o crescimento do PIB do Ceará – Desafios para o futuro”, com direito a expor um balanço de sua gestão e futuros empreendimentos.

 

E os bizarros somos nós

353 1

Com o título “E os bizarros somos nós”, eis artigo da vereadora Priscila Costa (PRTB). Ela critica o “aparelhamento” da programação do Cuca Mondubim, pelos militantes da ideologia de gênero. Confira:

A capacidade de aparelhamento e desfaçatez dos militantes da chamada “ideologia de gênero” é infinita. Eles pregam que os dois sexos — masculino e feminino — são construções culturais e sociais, repressoras e formatadoras de valores que, a rigor, não tem relação direta com a fisiologia humana.

A ideia de “masculino” e de “feminino” é, portanto, uma conspiração contra o ser humano pactuada por uma certa hegemonia social.

Assim, o aparelhamento de produtos culturais para a disseminação dessa ideologia não tem limites. Vai desde o uso de livros “didáticos” adotados pela rede pública inclusive no Ceará e em Fortaleza. Um desses livros ditos “didáticos” tem como título Filosofia – Experiência do Pensamento, do autor Sílvio Gallo, destinado a estudantes da escola pública na faixa dos 15 a 16 anos de idade. No livro o autor, dentre outros desvios morais, que a “orientação sexual é sempre transitória”.

O pior de tudo é que os ideólogos sempre usam dinheiro público para financiar a disseminação de suas ideias.

Mais um exemplo constrangedor desse aparelhamento vem agora de uma programação destinada às mulheres no Cuca Mondubim, Cuca Barra e Cuca Jangurussu, equipamentos financiados pelo orçamento público da Prefeitura de Fortaleza.

Pois a programação desse Cuca, nos dias 20 a 24 de março, dedicado à mulher, tem as cores do arco-íris da ex-prefeita Luizianne Lins. O nome da ação é “Mulheres de Todas as Cores” desenhado sobre um arco-íris do movimento LGBT. O subtítulo é um escracho: “As manas, as Bii [no Facebook do Cuca está grafado “bee”, abelha, em inglês] e as Rachas Unidas nos Movimentos”. O subtítulo explicita o conceito da programação dedicada a jovens carentes da periferia. Trata-se de uma programação dedicada à formação de novos “quadros” para o movimento LGBT. Será esse o destino das jovens vulneráveis que usam esses equipamentos?

Vejamos alguns itens da programação do Cuca Mondubim:

Parece que para os responsáveis pelo evento, a mulher só existe se for da forma que é útil para sua agenda política: aqui, ela perdeu sua essência, ela perdeu seu valor.

Um item da programação recreativa tem como titulo, prepare-se, “Racha das Rachas”. O título é 100% gíria usando a mesma palavra com dois significados. O primeiro “racha” vem da gíria do futebol, um jogo amador entre amigos. O segunda expressão, “as rachas” era usada inicialmente pelos gays quando se referiam as pessoas do sexo feminino. A expressão rapidamente ganhou uso pejorativo, reduzindo a mulher à sua genitália, a vagina. Esse uso pejorativo de reduzir a mulher à genitália feminina é reforçado agora na programação da Rede Cuca de Fortaleza

Tem também “debate com o coletivo LGBTQueens” e encaminhamento para a formalização do “nome social”. Tem outros itens da programação escritos em um dialeto somente para os militantes.

Tudo isso poderia em qualquer equipamento que não tivesse a missão de formar jovens para a vida, para as artes e para os esportes. No entanto, o que vemos é um equipamento público tomado pela ideologia de gênero, sob os olhos cegos dos responsáveis legais, principalmente a Coordenadoria de Juventude de Fortaleza.

E os bizarros somos nós.

*Priscila Costa
priscila.midia@yahoo.com.br

Vereadora e jornalista.

Fiscalização – Adagri garante qualidade do pescado na Semana Santa

A partir deste ano, toda a cadeia produtiva do pescado no Ceará passa a ser inspecionada pela Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri). Para a comercialização de peixes, os produtores terão que emitir Guia de Transporte Animal (GTA) eletrônica. Além disso, o produto precisa ser encaminhado a uma unidade de beneficiamento para inspeção oficial (municipal, estadual ou federal).

Com a GTA, a Adagri tem condição de rastrear toda a produção, desde sua origem, passando pela unidade de beneficiamento, até a chegada aos pontos de venda. O objetivo, segundo o presidente da Adagri, Jaime Júnior, é garantir a qualidade do pescado ao consumidor, acompanhando desde as condições do cativeiro, de transporte e de inspeção. As novas exigências, que começam a ser cumpridas agora, estão previstas em normativo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) – IN 23/2014.

A Secretaria da Agricultura, Pesca e Aquicultura (Seapa) está promovendo reuniões de sensibilização e compartilhamento de informações com o setor pesqueiro. A primeira delas foi realizada na sede da Seapa, no último dia 15 de março, com o segmento de camaroneiros. Sob o comando do titular da Seapa, Euvaldo Bringel, o assunto foi discutido com empresários da área e técnicos da Adagri, que ficará responsável pelo rastreamento e inspeção dos produtos de pesca extrativista.

(Adagri / Governo do Ceará / Foto: Divulgação)

PF deflagra operação contra comércio ilegal de créditos tributários

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta quinta-feira (22), em parceria com a Receita Federal, uma operação para combater fraudes relacionadas ao comércio de créditos tributários irregulares. Estão sendo cumpridos quatro mandados de prisão temporária, contra uma servidora da Receita Federal e sócios das empresas de consultoria que intermediavam o repasse dos créditos, e 14 mandados de busca e apreensão nas cidades de São Paulo, Bragança Paulista (SP) e Florianópolis.

Segundo as investigações, a fraude era feita por empresas que prestavam consultoria, oferecendo créditos tributários retirados de terceiros e repassando esses valores para clientes que contratavam os serviços. A fraude contava também com a participação de uma analista tributária da Receita Federal e de um falso auditor fiscal.

A Operação Manigância observou que foram aproveitados R$ 64 milhões em créditos irregulares. O nome da operação faz referência à técnica ilusionista que faz um objeto desaparecer de um local e aparecer em outro.

(Agência Brasil)

PCdoB comemora 96 anos neste domingo

O PCdoB comemora 96 anos no próximo domingo. Em Fortaleza, a data será lembrada com um ato-show intitulado “Corações Livres’. A programação ocorrerá das 9 às 16 horas, na Praça da Gentilândia, ocasião em que o partido também vai comemorar, nessa mesma data, a libertação dos escravos no Ceará.

Ao longo desse dia, haverá barracas com comidas típicas, venda de materiais como camisetas e bótons e show com Calé Alencar, Gildomar Marinho e Charles Wellington (Bloco Hospício Cultural). Ainda no roteiro, Lampião Encantado, Caixeiros Viajantes, Bloco Sai na Marra, Mestre Lula e a Associação Zumbi Capoeira. Também uma homenagem especial ao sanfoneiro Zé de Manu, que morreu na última semana em Fortaleza.

SERVIÇO

*Mais Informações – PCdoB-CE 99995.4438.

MPF ratifica denúncia e inclui cinco em processo sobre MDB na Câmara

O Ministério Público Federal (MPF) ratificou ontem (21) denúncia contra ex-integrantes da bancada do MDB na Câmara dos Deputados, que havia sido feita em setembro do ano passado pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

As investigações envolveram o presidente Michel Temer e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Moreira Franco (Secretaria Especial da Presidência), bem como os ex-deputados Eduardo Cunha, Geddel Vieira Lima, Henrique Eduardo Alves e Rodrigo Rocha Loures.

A parte das investigações envolvendo pessoas sem foro privilegiado foi enviada, em dezembro, para a primeira instância da Justiça Federal em Brasília e foi distribuída para o juiz Marcus Vinicius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal.

Além de ratificar a primeira denúncia, os procuradores acusaram outras cinco pessoas pelo crime de integrar organização criminosa, informou o MPF, mas sem identificar os novos acusados. No aditamento à denúncia, os procuradores pediram também a retirada do sigilo do processo.

Por meio de nota, os procuradores disseram que “o aditamento se faz necessário porque a denúncia oferecida pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot tinha como foco apenas pessoas com prerrogativa de foro ou que tivessem relação direta com estas”.

“O aditamento traz novos e robustos elementos probatórios obtidos nas investigações conduzidas pela força-tarefa, a partir de documentos coletados na Operação Patmos, realizada em maio do ano passado”, acrescenta o texto.

(Agência Brasil)

Secretário vai expor quadro hídrico do Estado

O secretário dos Recursos Hídricos do Estado, Francisco Teixeira, falará sobre Política Hídrica do Ceará segunda-feira próxima, às 15h30min, na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea).

Hora de dizer se caminhamos para o sétimo ano de seca. A promoção é da Academia Cearense de Engenharia, que tem como presidente Victor Frota.