Blog do Eliomar

Últimos posts

Cruzeiro confirma contratação de Rogério Ceni

179 3

A diretoria do Cruzeiro confirmou há pouco a contratação do treinador Rogério Ceni, campeão pelo Fortaleza da Copa do Nordeste, do Campeonato Cearense e da Série B 2018. Ele assume o cargo que era de Mano Menezes, que deixou o clube mineiro, na quarta-feira (7), após derrota para o Internacional, em pleno Mineirão, por 1 a 0, no primeiro jogo pelas semifinais da Copa do Brasil.

Ceni, que no começo da temporada havia recusado proposta do rival Atlético Mineiro, se apresenta já nesta segunda-feira (12) à Toca da Raposa, mesmo dia em que o Fortaleza enfrenta o CSA, no complemento da 14ª rodada do Brasileirão, em Maceió.

A equipe cearense será comendada pelo treinador do Sub-20, Marconne Montenegro.

(Foto: Reprodução)

Jacarecanga pede olhar diferenciado da Prefeitura

Diante de uma população de idosos e de um grande patrimônio cultural, o bairro Jacarecanga solicita à Prefeitura de Fortaleza um olhar diferenciado para os problemas e necessidades da comunidade. Foi o que afirmaram os moradores que participaram do programa Roda de Conversa, do PSDB, que nesse sábado (10) chegou à sétima edição.

Segundo moradores, o bairro experimenta uma valorização de seu espaço, com novos edifícios, shopping popular e até um centro universitário, mas antigos problemas se agravaram, como trânsito, invasão de calçadas, atuação comercial desordenada, além da ausência de saneamento básico e descaracterização de seu patrimônio arquitetônico.

Presidente do PSDB-Fortaleza e pré-candidato ao Paço Municipal, Carlos Matos aponta que as rodas de conversa tucanas têm gerado boas oportunidades para debater a cidade, a partir dos movimentos de bairros,

“O que sentimos aqui na Jacarecanga tem similaridade do que vimos em outros bairros, que é o sentimento de que a população que mora fora da chamada área nobre se sente alienada dos efeitos de uma gestão que seja igual para todos, sem distinção”, disse.

(Foto: Divulgação)

Políticos cearenses ressaltam Dia dos Pais em diferentes abordagens

152 2

Pai com os filhos, filhos com os pais, álbum de família, mensagem a todos os pais… Os políticos cearenses se manifestaram neste domingo (11), Dia dos Pais, de formas diferentes nas redes sociais.

O governador Camilo Santana postou uma foto do pai Eudoro, ao lado dos então adolescentes Camilo e Tiago.

“Costumo dizer que meu pai Eudoro é um jovem de 82 anos, tamanha sua disposição para viver e sonhar. Exemplo de força, coragem e retidão, ele tem sido minha maior inspiração como homem público e como pai. Nesta lembrança, na nossa casa no Cariri, eu tinha uns 11 anos, de camiseta exibindo os músculos (rsrs), ao lado do meu irmão Tiago, e papai com uns 43 anos. Em todo esse tempo ele tem estado assim, sempre do meu lado. Te amo muito, papai! E te agradeço por tudo… Feliz dia para você e para todos os pais do nosso Ceará! Que Deus abençoe a cada um e suas famílias neste dia e sempre”, postou Camilo.

Já o prefeito Roberto Cláudio agredeceu ao pai a força diária, mas estendeu a data aos país fortalezenses.

“Bom dia! Minha palavra hoje é dirigida aos pais da cidade de Fortaleza. Eu tenho o privilégio de ter um extraordinário pai, que me deu e me dá, ao longo da sua vida, amor, compreensão, lições, pelo exemplo da sua vida, de valores, respeito ao trabalho e também estabeleceu os limites, as regras e disciplinas na nossa vida. Mas, fundamentalmente, é uma presença constante, principalmente, nos momentos mais difíceis. (…) Aos pais, aos pais biológicos, aos pais que decidiram ser pais de outros, que se dedicam com amor, com disciplina, com a sua presença e com o seu tempo a qualificar as experiências de vida dos seus filhos, os meus parabéns no dia de hoje! Vocês são essenciais para promover uma sociedade mais solidária, de mais paz, para ter famílias estáveis, para ter, na verdade, felicidade nos lares”, declarou Roberto Cláudio.

Ciro Gomes deixa claro que o Dia dos Pais é cada vez mais o dia do vovô. O superavô Tasso Jereissati, que adotou a relatoria da reforma da Previdência no Senado, apontou um “Feliz Dia dos Pais!”.

O presidente da Assembleia Legislativa do Ceará, José Sarto, exibe um vídeo em forma de álbum de família. “Ser pai é doar-se, estar presente na vida dos filhos, dando carinho, atenção, sendo exemplo e insistindo para que os filhos sigam o caminho certo”, comentou.

O deputado Vitor Valim aponta a condição de pai como “o cargo mais importante que existe”.

Já o vereador Dr. Eron exibe os filhos médicos Eronzinho e Cauyna, sendo que o primeiro escolheu a mesma especialidade do pai, a oftalmologia.

VAMOS NÓS – A todos os leitores papais que nos incentivam nessa dedicação diária ao Blog, um feliz Dia dos Pais!

(Fotos: Reprodução)

Aposta da Bahia leva R$ 8 milhões na Quina

Uma aposta da Bahia ganhou sozinha o prêmio acumulado da Quina, que na noite desse sábado (10) sorteou um prêmio de R$ 8 milhões. As 127 apostas com quatro acertos receberão um prêmio de R$ 5,8 mil, cada.

Os números sorteados foram: 17 – 29 – 33 – 44 e 70.

Já a Mega-Sena voltou a acumular e o prêmio da quarta-feira (14) será de R$ 9 milhões, segundo estimativa da Caixa Econômica Federal.

Os números sorteados foram: 02 – 16 – 21 – 42 – 50 e 56.

Desembargadora concede habeas corpus a Eike Batista

A desembargadora Simone Schreiber, plantonista do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2), concedeu habeas corpus ao empresário Eike Batista na noite deste sábado (10). O empresário estava preso desde quinta-feira (8), alvo de prisão temporária em virtude da operação Segredo de Midas, um desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro.

O pedido de prisão de Eike Batista foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal. Condenado a 30 anos por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, o empresário foi preso em janeiro de 2017. Três meses depois, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que Eike cumprisse a pena em casa.

Ao questionar a prisão temporária do empresário “para que ele fosse ouvido em sede policial sobre fatos supostamente ocorridos em 2013”, a defesa alegou que se tratava de uma prisão “sem embasamento legal”.

Na decisão, a desembargadora argumenta que a prisão “não pode ser utilizada como ferramenta de constrangimento do investigado, para interferir no conteúdo de seu interrogatório policial”.

Operação

Segundo investigação do Ministério Público Federal (MPF), o empresário Eike Batista manipulou bolsas de valores no Brasil, Canadá, Estados Unidos e Irlanda. Os crimes que teriam sido praticados entre 2010 e 2015 foram explicados pelo procurador da República, Almir Teubl Sanches. As investigações, segundo ele, foram possíveis graças aos acordos de delação premiada firmados com executivos da gestora de recursos Opus Investimento, incluindo o sócio-fundador Eduardo Plass.

(Agência Brasil)

Fora do G4 – Acabou a brincadeira; Ferrão terá que voltar a vencer

O Ferroviário está na obrigação de vencer o Treze, na tarde deste domingo (11), em Campina Grande, para seguir com chances de classificação à próxima fase da Série C do Campeonato Brasileiro.

Na noite desse sábado (10), o Ferrão deixou o G4, diante das vitórias do Botafogo da Paraíba sobre o Globo, por 3 a 0, e do Imperatriz diante do ABC, por 1 a 0. Os dois resultados jogaram o time cearense para a sexta posição na tabela de classificação, que poderá voltar ao grupo que disputará vaga à Série B do próximo ano, mesmo com um empate.

O problema de um empate hoje é o próximo jogo do Ferrão, o penúltimo da fase de grupos, quando a equipe cearense irá ao interior maranhense encarar o Imperatriz, que possui o melhor desempenho em casa, entre os 10 times do Grupo A.

Para piorar a situação do Ferroviário, que perdeu os últimos quatro jogos, o lanterna Treze é o favorito para a partida, segundo sites de apostas online. A equipe paraibana possui 38.2% de chances de vitória, diante de 29% de empate e 32.7% de chances de vitória do Ferrão.

(Foto: Reprodução)

Medicina – Empresa que pede a liberação do plantio da maconha é do genro do presidente da Anvisa, alerta Girão

257 1

Apesar de ser favorável à prescrição de medicamentos que contêm canabidiol – uma das substâncias da cannabis – para tratamento medicinal no Brasil, o senador Eduardo Girão (Podemos-CE) disse que vê com reservas as ações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que podem levar à liberação do plantio da maconha no país.

De acordo com o parlamentar, a convocação pela diretoria da Anvisa de duas consultas públicas com o objetivo de discutir o uso da maconha para fins medicinais e científicos no Brasil, bem como o registro de medicamentos produzidos com princípios ativos da planta, poderá significar uma porta aberta para que, num futuro próximo, o mercado da maconha recreativa venha a se instalar no Brasil.

— Durante todo esse tempo em que carrego essa bandeira, conversei com especialistas que foram taxativos em afirmar que a produção sintética do canabidiol seria uma alternativa mais segura e eficaz ao plantio da maconha proposto – acredite – pela Anvisa. Daí a pergunta: por que plantar, correndo o risco da perda de controle sobre essa produção, porque não há como fiscalizá-la, se a tecnologia avançada nos propicia a formulação desses medicamentos em laboratório? — questionou.

Girão disse que lhe causou estranheza e preocupação saber que a empresa que lidera as articulações para liberação do plantio da maconha com fins medicinais é a The Green Hub, que segundo ele, pertence à família Grecco, cujo líder é genro do atual presidente da Anvisa.

(Agência Senado)

ID Jovem garante viagens gratuitas a pessoas de 15 a 29 anos

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) comemora nesta segunda-feira (12) o Dia Internacional da Juventude. A data ocorre durante a Semana Nacional de Juventude, quando haverá uma série de eventos na sede do ministério, em Brasília, com pautas de interesse de jovens.

Um dos serviços mais acessados é a emissão da Identidade Jovem (ID Jovem) que permite a pessoas de 15 a 29 anos. de renda familiar de até dois salários mínimos, o pagamento de meia-entrada em eventos artísticos, culturais e esportivos e até uso gratuito do transporte entre estados, como prevê o Decreto nº 8.537/2015.

De acordo com Janayna Nicaretta da Silva, secretária nacional da Juventude no MMFDH, o ID Jovem é o principal programa e o mais antigo da área. “O maior benefício que é o diferencial é a passagem interestadual gratuita”, reconhece a secretária.

Há um site mantido pelo governo com informações sobre a emissão da Identidade Jovem.

(Agência Brasil)

Bolsa Família reduziu 25% da taxa de extrema pobreza, aponta Ipea

O Programa Bolsa Família reduziu as taxas de extrema pobreza em um quarto (25%) e de pobreza em 15%. A conta é do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) que analisou a evolução das condições de vida dos mais pobres entre os anos de 2001 e 2017.

“Em 2017, as transferências do programa retiraram 3,4 milhões de pessoas da pobreza extrema e 3,2 milhões da pobreza”, descreve estudo publicado esta semana e disponível na internet. Os dados sobre a renda dos mais pobres foram obtidos nas Pesquisas Nacionais por Amostra de Domicilios (Pnad/IBGE), que eram bianuais e a partir de 2016 passaram a ser contínuas.

Somados, os contingentes de pessoas que se beneficiaram com essa mobilidade de classe (6,5 milhões) equivalem à população do Maranhão (Censo de 2010). No total, o Bolsa Família transfere recursos a 14 milhões de famílias ou 45 milhões de pessoas, número semelhante a de toda população da Argentina.

Para Luiz Henrique Paiva, especialista em políticas públicas e um dos autores do estudo, o Bolsa Família “é um instrumento muito bom para reduzir a pobreza. Ele não é só não é mais efetivo porque ainda é modesto”, opina fazendo referência à média de R$ 188 que cada família recebe.

Liberalismo econômico

Paiva reconhece que o Bolsa Família é um programa inspirado nas correntes do liberalismo econômico. “O programa é na sua natureza um programa liberal. É focalizado nos mais pobres, transfere quantias modestas, custa pouco para o país (0,4% do Produto Interno Bruto, PIB, que é a soma de todas as riquezas produzidas no país). Não é de espantar que economistas liberais, como o ministro [da Economia] Paulo Guedes, gostem e conheçam as avaliações do programa”.

Segundo o especialista, o foco na população mais pobre aumenta a eficiência do programa. Outra vantagem é o custo. Ele estima que o programa este ano chegue a R$ 33 bilhões, com o pagamento anunciado da 13ª prestação aos segurados – assim como o 13º salário dos trabalhadores formais. O valor equivale a menos de 1% do Orçamento Geral da União em 2019 (R$ 3,38 trilhões), aprovado pelo Congresso Nacional em dezembro do ano passado.

Além da redução da pobreza, o Bolsa Família teria contribuído para a diminuição de 10% da desigualdade, calculada pelo coeficiente de Gini, indicador que mede a distância entre a distribuição real e ideal da riqueza.

Recessão

Luiz Henrique Paiva admite, no entanto, que nos últimos anos, após a recessão econômica. houve piora no quadro social, por causa do desemprego e o programa não foi suficiente para evitar essa situação. “Quando tem muito desemprego, há muitas pessoas sem renda. O Bolsa Família é um programa de complementação e não de substituição de renda”, aponta.

Ele acredita que o Bolsa Família tenha vida longa. “Há literatura sobre isso: programas sociais que são efetivos e alcançam muita gente tendem a ter robustez tendem à resiliência, a resistir ao longo do tempo”.

Paiva acrescenta que “todos os países ricos têm um programa de transferência para a população mais pobre. Não importa quanto o país vai crescer. Sempre vai ter um programa, de orçamento relativamente modesto, tentando encontra aquelas famílias mais pobres – especialmente as com crianças – para fazer alguma transferência a elas”.

“É um mecanismo que veio para ficar. Infelizmente há sempre uma categoria de excluídos e você fazer transferência para que as crianças possam comer, estudar, gozar de saúde e ter a chance de se tornar trabalhadores atividades”, projeta.

(Foto: Arquivo)

4 a 1 na Chape – Vozão dá show no Castelão e já sonha com grupo da Libertadores

Com três gols de Thiago Galhardo e um de Felippe Cardoso, o Ceará goleou a Chapecoense, na tarde deste sábado (10), no Castelão, pela abertura da 14ª rodada do Brasileirão, e colou no grupo que disputará a Copa Libertadores 2020. Renato Kayzer marcou para a equipe catarinense, que segue na zona de rebaixamento.

O Ceará ainda teve dois gols anulados, um por impedimento e outro por interpretação do árbitro de falta no goleiro, esse último após consulta ao WAR.

Conforme o Blog havia observado, a Chapecoense promoveu uma correria na primeira etapa e cansou no segundo tempo, além de levar dois gols nos acréscimos, um em cada tempo de partida.

O Vozão volta a campo, no domingo (18), no Morumbi, diante do São Paulo, que neste sábado quebrou a sequência de vitórias do líder Santos, por 3 a 2.

(Foto: Reprodução)

Brasil deve retomar grau de investimento em breve, diz ministro

O Brasil deverá, em breve, retomar o grau de investimento, classificação concedida por agências especializadas que garante o aporte de mais recursos estrangeiros no país. A previsão é do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

“A chave já virou, nós estamos tendo recuperação em todos os indicadores e já merecemos uma reclassificação de nota de risco pelas agências de rating [risco]. Eu não tenho dúvida de que nós estamos caminhando na direção do grau de investimento”, destacou o ministro.

O ministro citou como exemplos favoráveis a aprovação da reforma da Previdência na Câmara e as novas concessões na área de infraestrutura (portos, aeroportos, ferrovias e rodovias). Segundo ele, tudo isso deverá atrair mais recursos estrangeiros para o país.

No setor ferroviário, por exemplo, deverá haver um aumento expressivo no volume de cargas transportadas nos próximos anos. O ministro apontou projetos e investimentos no transporte sobre trilhos que deverão unir o país de ponta a ponta, com a integração entre malhas ferroviárias já existentes e outras em construção. Esses projetos deverão possibilitar o escoamento da produção agrícola, industrial e mineral, com maior rapidez e menores custos.

“É um aumento de capacidade que vai levar a participação do modal ferroviário no Brasil dos atuais 15% para 29% a 30% em oito anos. E aí a gente vai reequilibrando a matriz [de transportes], proporcionando oferta e jogando o frete para baixo”, destacou. Tarcísio Gomes lembrou a recente concessão de dois trechos da Ferrovia Norte-Sul, entre Porto Nacional (TO) e Estrela D´Oeste (SP), vencida pelo grupo Rumo S.A.. A ferrovia vai ligar o Porto de Itaqui, no Maranhão, ao Porto de Santos, em São Paulo, formando a espinha dorsal da malha ferroviária brasileira, que futuramente conectará Rio Grande (RS) a Belém (PA).

O ministro também abordou os investimentos que vão ocorrer a partir dos leilões de campos de petróleo, da entrada de novas companhias aéreas, e das concessões no sistema de cabotagem. Essa navegação interna e pela costa, hoje restrita a empresas brasileiras, deverá ser aberta a grupos internacionais no futuro.

(Agência Brasil)

Imperatriz e Botafogo/PB podem tirar Ferrão do G4 nesta noite

A torcida do Ferroviário tem motivos de sobra para ficar atenta à abertura da 16ª rodada do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, na noite deste sábado (10), a partir das 19 horas, diante das partidas Imperatriz x ABC e Globo x Botafogo/PB.

É que uma vitória do Imperatriz ou do Botafogo deixarão o Ferrão fora do G4, após 14 rodadas de liderança, liderança disparada, liderança, queda de rendimento e, por fim, quatro derrotas seguidas na competição.

Para retomar a tranquilidade e voltar a sonhar com a próxima fase, quando o mata-mata definirá as quatro equipes que disputarão a Série B de 2020, o Ferrão terá que derrotar o Treze, neste domingo (11), em Campina Grande.

(Foto: Arquivo)

Governo vai enviar à Câmara PEC com sistema de capitalização

98 2

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse hoje (10) que o governo vai enviar “nas próximas semanas” à Câmara dos Deputados proposta de emenda à Constituição (PEC) que institui o modelo de capitalização no sistema previdenciário. A capitalização é um sistema em que cada trabalhador tem uma conta individual de Previdência.

Onyx afirmou que a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, está finalizando a proposta. “Ali está o grande futuro do Brasil. Não apenas na questão previdenciária, mas preponderantemente como instrumento e alavanca de ampliar a poupança interna e trazer, assim, a libertação do Brasil do capital externo” disse Onyx, antes de participar do evento Marcha para Jesus, que teve a presença do presidente Jair Bolsonaro.

O ministro afirmou ainda que defende a contribuição patronal na capitalização, mas destacou que a equipe econômica ainda está trabalhando na proposta. “Eu defendo, por exemplo, que tenhamos optativamente ou fundo de capitalização ou poupança individual para a aposentadoria”, acrescentou. “É a Lei Áurea para o Brasil, na minha visão, do Brasil econômico a PEC da capitalização”.

O sistema de capitalização integrava a proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo federal em fevereiro, mas o relator da PEC na Comissão Especial da Câmara, deputado Samuel Moreira (PMDB-SP), retirou esse item do seu parecer.

(Agência Brasil)

Vozão quer evitar correria do primeiro tempo da Chapecoense

O Ceará terá que evitar a correria inicial da Chapecoense, na tarde deste sábado (10), a partir das 17 horas no Castelão, para garantir mais três pontos no Brasileirão, na partida de abertura da 14ª rodada.

É que a equipe catarinense costuma marcar seus gols, ainda na primeira etapa, mas cansa em campo no segundo tempo, quando tem permitido a virada dos adversários (ocorreu, inclusive, na derrota para o Fortaleza, por 3 a 1, em plena Ressacada), algumas vezes levando gols nos acréscimos para o fim da partida, como aconteceu nas três últimas derrotas da equipe: São Paulo 4 a 0 (0 a 0 no primeiro tempo), 1 a 2 Atlético Mineiro e Goiás 3 a 1.

Nos sites de apostas online, o Vozão é favorito com 51.5% de chances de vitória, 34% de empate e 14.3% de chances de vitória para a Chapecoense.

(Foto: Arquivo)

Nasa faz novo registro de Júpiter

A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) divulgou em seu site nova imagem de Júpiter, o maior planeta do sistema solar e quinto mais próximo do sol, depois de Marte e antes de Saturno.

A foto foi feita no final de junho pelo telescópio espacial Hubble – satélite artificial lançado pela Nasa na década de 1990.

A imagem permite visão da mancha de cor vermelha, em tom alaranjado, e das nuvens de gelo e amônia que circulam Júpiter. O planeta estava a mais de 640 milhões de quilômetros da Terra. Pesquisadores da Nasa também observam a ocorrência de ciclones no astro.

(Agência Brasil)

Naturalização do horror

Em artigo sobre o governo Bolsonaro, o escritor Frei Betto avalia o que considera estratégias a uma nova ordem> Confira:

Em 1934, o embaixador José Jobim (assassinado pela ditadura, no Rio, em 1979) publicou o livro “Hitler e os comediantes” (Editora Cruzeiro do Sul). Descreve a ascensão do líder nazista recém-eleito, e a reação do povo alemão diante de seus abusos. Não se acreditava que ele haveria de implantar um regime de terror. “Ele não gosta de judeus”, diziam, “mas isso não deve ser motivo de preocupações. Os judeus são poderosos no mundo das finanças, e Hitler não é louco de fustigá-los”. E sabemos todos que deu no que deu.

Estou convencido de que Bolsonaro sabe o que quer, e tem projeto de longo prazo para o Brasil. Adota uma estratégia bem arquitetada. Enumero 10 táticas mais óbvias:

1. Despolitizar o discurso político e impregná-lo de moralismo. Jamais ele demonstra preocupação com saúde, desemprego, desigualdade social. Seu foco não é o atacado, é o varejo: vídeo com “golden shower”; filme da “Bruna, surfistinha”; kit gay (que nunca existiu); proteção da moral familiar etc. Isso toca o povão, mais sensível à moralidade que à racionalidade, aos costumes que às propostas políticas. Como disse um evangélico, “votei em Bolsonaro porque o PT iria fazer nossos filhos virarem gays”.

2. Apropriar-se do Cristianismo e convencer a opinião pública de que ele foi ungido por Deus para consertar o Brasil. Seu nome completo é Jair Messias Bolsonaro. Messias em hebraico significa ‘ungido’. E ele se acredita predestinado. Hoje, 1/3 da programação televisiva brasileira é ocupado por Igrejas Evangélicas pentecostais ou neopentecostais. Todas pró-Bolsonaro. Em troca, ele reforça os privilégios delas, como isenção de impostos e multiplicação das concessões de rádio e TV.

3. Sobrepor o seu discurso, desprovido de fundamentos científicos, aos dados consolidados das ciências, como na proibição de figurar o termo ‘gênero’ nos documentos oficiais e dar ouvidos a quem defende que a Terra é plana.

4. Afrouxar leis que possam imprimir no cidadão comum a sensação de que “agora, sou mais livre”, como dirigir sem habilitação; reduzir os radares; desobrigar o uso de cadeirinha para bebês etc.

5. Privatizar o sistema de segurança pública. Melhor do que gastar com forças policiais e ampliação de cadeias é possibilitar, a cada cidadão “de bem”, a posse e o porte de armas, e o direito de atirar em qualquer suspeito. E, sem escrúpulos, ao ser perguntado o que tinha a declarar diante do massacre de 57 presos (sob a guarda do Estado) no presídio de Altamira, respondeu: “Pergunta às vítimas”.

6. Desobstruir todas as vias que possam dificultar o aumento do lucro dos grandes grupos econômicos que o apoiam, como o agronegócio: isenção de impostos; subsídios a rodo; suspensão de multas; desativação do Ibama; diferençar “trabalho análogo à escravidão” de trabalho escravo e permitir a sua prática; sinal verde para o desmatamento e invasão de terras indígenas. Estes são considerados párias improdutivos, que ocupam despropositadamente 13% do território nacional, e impedem que sejam exploradas as riquezas ali contidas, como água, minerais preciosos e vegetais de interesse das indústrias de produtos farmacêuticos e cosméticos.

7. Aprofundar a linha divisória entre os que o apoiam e os que o criticam. Demonizar a esquerda e os ambientalistas, ameaçar com novas leis e decretos a liberdade de expressão que desgasta o governo (The Intercept Brasil), incutir a xenofobia no sentimento nacional.

8. Alinhamento acrítico e de vassalagem à direita internacional, em especial a Donald Trump, e modificar completamente os princípios de isonomia, independência e soberania que, há décadas, regem a diplomacia brasileira.

9. Naturalizar os efeitos catastróficos da desigualdade social e do desequilíbrio ambiental, de modo a se isentar de atacar as causas.

10. Enfim, deslegitimar todos os discursos que não se coadunam ao dele. Michel Foucault, em “A ordem do discurso” (2007), alerta para os sistemas de exclusão dos discursos: censura; segregação da loucura; e vontade de verdade. O discurso do poder se julga dono da verdade. Não por acaso, na campanha eleitoral, Bolsonaro adotou, como aforismo, o versículo bíblico “Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8, 32). A verdade é ele, e seus filhos. Seu discurso é sempre impositivo, de quem não admite ser criticado.

Na campanha eleitoral, a empresa BS Studios, de Brasília, criou o jogo eletrônico Bolsomito 2K18. No game, o jogador, no papel de Bolsonaro, acumulava pontos à medida que assassinava militantes LGBTs, feministas e do MST. Na página no Steam, a descrição do jogo: “Derrote os males do comunismo nesse game politicamente incorreto, e seja o herói que vai livrar uma nação da miséria. Esteja preparado para enfrentar os mais diferentes tipos de inimigos que pretendem instaurar uma ditadura ideológica criminosa no país. Muita porrada e boas risadas.” Diante da reação contrária, a Justiça obrigou a empresa a retirar o jogo do ar.

Mas o governo é real. Dissemina o horror e enxerga em quem se opõe a ele o fantasma do comunismo.

Frei Betto é escritor, autor de “A mosca azul – reflexão sobre o poder” (Rocco), entre outros livros

CAE avalia prorrogar dedução no IR da contribuição patronal por domésticos

Pode ser prorrogada até 2024 a dedução no Imposto de Renda da contribuição patronal para o INSS de empregadores domésticos. O benefício está no seu último ano de validade, mas projeto na pauta da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) prevê a prorrogação. A reunião deliberativa da comissão está marcada para terça-feira (13).

A dedução do IR relativa à contribuição paga à Previdência Social é aplicável desde 2011 e foi criada para incentivar principalmente a classe média brasileira a formalizar a contratação de empregados domésticos. O autor do PL 1.766/2019, senador Reguffe (sem partido-DF), lembra que 2019 foi o último ano do benefício e alega que é preciso apoiar a manutenção de milhares de postos de trabalho, principalmente no momento em que o Brasil convive com mais de 13 milhões de desempregados.

Na reunião da última terça-feira (6), foi lido o relatório do senador Plínio Valério (PSDB-AM), favorável ao projeto. Em seguida, foi concedida vista coletiva aos senadores.

Na visão do relator, a não prorrogação da dedução significaria a um pesado aumento da carga tributária. “Em um mercado tão sensível como o do emprego doméstico, a retirada do incentivo à contratação certamente contribuirá para ceifar mais empregos, contraindo a já reduzida oferta. Nada mais inoportuno no atual momento”, opinou.

A dedução continua limitada a um empregado doméstico por declaração, inclusive no caso de declaração em conjunto e se aplica somente ao modelo completo de declaração de ajuste anual.

Se foi aprovado pelo colegiado e não houver recurso para votação pelo Plenário, o projeto seguirá diretamente para a Câmara dos Deputados.

(Agência Senado)