Blog do Eliomar

Últimos posts

Receita Federal libera nesta segunda-feira programa do IR 2018

A Secretaria da Receita Federal libera nesta segunda-feira (26), a partir das 8 horas, o programa gerador do Imposto de Renda 2018, ano-base 2017. O contribuinte poderá baixar o programa para fazer a declaração, mas só poderá enviá-la ao Fisco a partir do dia 1º de março – quando começa a temporada do IR 2018. O prazo de entrega se estende até 30 de abril. A informação é da assessoria de imprensa do “Leão”.

As empresas, entretanto, têm até a próxima quarta (28) para entregar aos seus funcionários o comprovante de rendimentos do ano passado – documento necessário para fazer a declaração do Imposto de Renda de 2018.

Os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, receberão mais cedo as restituições do Imposto de Renda, se tiverem direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade.

As restituições começarão a ser pagas em junho, e seguem até dezembro, para os contribuintes cujas declarações não caírem em malha fina. A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo, R$ 165,74.

Temer anuncia nesta segunda-feira o Ministério da Segurança Pública

O presidente Michel Temer anuncia formalmente nesta segunda-feira (25) a criação do Ministério da Segurança Pública. Nesse domingo (24), em reunião com ministros, o presidente da República acertou detalhes do novo ministério, além de avaliar os desdobramentos da intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro.

Particparam do encontro os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria Especial da Presidência), Raul Jungmann (Defesa) e Torquato Jardim (Justiça), além do general Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) e do deputado Darcísio Perondi (MDB-RS).

(Com Agências)

Projovem 2018 – Inscrições terminam na quarta-feira

Termina na próxima quarta-feira (28) o prazo para inscrição de jovens entre 18 e 29 anos que desejam concluir o ensino fundamental e obter um certificado profissionalizante no Programa Nacional de Inclusão de Jovens (Projovem), do Ministério da Educação (MEC).

O programa oferece 54 mil vagas, das quais 43 mil são destinadas à modalidade Urbano, distribuídas em 13 estados e 25 municípios, incluindo oito capitais, entre elas Manaus, Belém, Recife, Rio de Janeiro, Rio Branco e Natal. Na modalidade Campo há11 mil vagas, em 11 estados e 45 municípios. Os interessados devem procurar a secretaria de educação estadual ou municipal de sua cidade. Clique aqui para saber os estados e municípios que vão oferecer vagas.

Criado em 2003, o programa é coordenado pela Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC e oferece cursos com duração de 18 meses, na modalidade Urbano, e 24 meses, na modalidade Campo.

Segundo o coordenador-geral de Política Educacional para a Juventude do MEC, Bruno Alves de Jesus, o objetivo do curso é beneficiar jovens de 18 a 29 anos que saibam ler e escrever mas ainda não concluíram o ensino fundamental.

Além disso, o Projovem tem cursos de iniciação profissional em diversas áreas, como administração, alimentação, arte e cultura, construção e reparos, agro-extrativismo, produção rural familiar, transporte, turismo, vestuário, esporte e lazer, gestão pública, entre outros.  O programa oferece também sala de acolhimento para filhos dos estudantes de até 8 anos ficarem durante o horário das aulas dos pais.

(Agência Brasil)

Eleições 2018 – Ciro Gomes ataca e PT reage

636 1

A declaração do pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) sobre as dificuldades de o PT apoiá-lo nas eleições deste ano causou tensão no partido. Após se reunir com o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT), Ciro disse que era “mais fácil um boi voar do que o PT apoiar alguém”. A declaração do ex-governador do Ceará foi concedida durante entrevista à rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, na última sexta-feira, 23. Ciro afirmou que os tribunais vão impedir a candidatura de Lula por conta da Lei da Ficha Limpa. “Lula vai registrar e aí começa com o negócio que a gente sabe: liminar de juiz acolá, puxadinho jurídico pra acolá”, disse classificando a atitude como “miudice política”.

Ciro tem buscado aproximação com o partido e, conforme as últimas pesquisas, é um dos candidatos que mais herdam votos de Lula, caso o petista saia da disputa. Antes da declaração, o pedetista discutiu com o Fernando Haddad, atual coordenador do programa do PT, a possibilidade de os partidos de centro-esquerda se unirem ainda antes da campanha. A articulação recebeu aval do ex-presidente Lula. Um dia depois da entrevista de Ciro, o deputado Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara, reagiu aos comentários dizendo que o pedetista sofria de “diarreia verbal”. “Além de ser indelicado com Lula, revela baixa capacidade de solidariedade em um momento em que precisamos estar unidos em defesa de democracia”, escreveu no Twitter. Ele também afirmou que “não vai ser batendo no Lula” que Ciro irá “se credenciar como um nome com capacidade de conduzir o País”.

Líder da oposição, José Guimarães (PT-CE) diz que a fala denota “falta de rumo” do pré-candidato. “Um dia ele se reúne com o Haddad e no outro ele fala mal do PT”, afirma. “Se Ciro ficasse calado, talvez fosse melhor para ele”. Na opinião do presidente estadual do partido, De Assis Diniz, a declaração é uma “agressão gratuita”. Ainda assim, o dirigente não acredita que a declaração vá prejudicar a relação com o partido, mas diz que “deixa claro que ele não quer o apoio do PT”.

Ex-líder do partido na Câmara, Afonso Florence (PT-BA) atribui a declaração à “intempestividade” do Ciro. “Não é em cima do muro que ele vai se viabilizar eleitoralmente”, reage. O parlamentar também diz que “não é fato” que o PT não forma alianças. “Há apoio nos estados. Agora, em uma eleição nacional, Ciro como postulante tem que esperar o tempo correto. O Lula não está inviabilizado”, diz. Para o parlamentar, Ciro fez a declaração fora do “tempo correto”.

O POVO entrou em contato ontem à noite com a assessoria de comunicação do governador Camilo Santana, que é petista e aliado de Ciro, mas não obteve resposta. À tarde, a reportagem também contatou o secretário de Governo Nelson Martins (PT) que preferiu não comentar, justificando que não acompanhou o caso.

(O POVO – Repórter Rômulo Costa)

Pesquisa do MDB mostra Temer atrás de Meirelles

O MDB fez uma pesquisa sobre as chances do presidente Michel Temer em permanecer no Palácio do Planalto. Concluído em janeiro, o retrato foi desolador., informa a Coluna Radar, da Veja Online.

O presidente chegou atrás do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que, ao lado do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, patina em torno de 1% das intenções de voto.

Prefeito de Umirim busca recursos em Brasília

O prefeito de Umiram, Felipe Uchoa (PSD) encontra-se em Brasília mantendo contatos com a bancada federal cearense. Busca principalmente o apoio de Domingos Neto (PSD) por emendas ao Orçamento Geral da União 2018.

Ali, tratará também de uma obra federal parada: o desvio da BR-222, sob responsabilidade do Dnit. Também vai ao MEC tentar recursos para uma creche e uma quadra esportiva.

Uchoa está comemorando pesquisa da Projeção Cidadania que definiu sua gestão com aprovação de 81%.

(Foto – Paulo MOska)

Fortaleza 3 X 1 Ferroviário

Mesmo utilizando o Clássico das Cores para testar atletas, o Fortaleza venceu o Ferroviário no PV, na noite deste domingo, 25, e terminou a primeira fase do Campeonato Cearense como líder. O triunfo quebrou o tabu de quatro anos sem bater o rival tricolor, a invencibilidade do técnico Ademir Fonseca e fez o Tubarão cair para 4º na classificação, o que implica em apenas dois mandos na segunda fase.

Quando a escalação do Fortaleza foi liberada, surpresa geral. Rogério Ceni deixou ignorou qualquer duelo pela liderança ou tabu e lançou um time reserva a campo. Os únicos titulares eram Marcelo Boeck e Leo Natel, mas ainda assim o Leão controlou o ritmo da partida na maior parte do tempo.

A tática era marcar a saída de bola coral e atacar pelas pontas, especialmente a esquerda, com triangulações envolvendo Natel, Leonan e Alan Mineiro. No lado oposto, Wesley pouco participou das tentativas do primeiro tempo, uma vez que tinha ao lado a pouca experiência de Andrei e Sérgio.

Faltava ao Fortaleza, no entanto, uma finalização mais caprichada. O garoto Dênis foi colocado na posição de centroavante, mas pouco apareceu para o jogo. O resumo foi um domínio sem nenhuma finalização certa durante os primeiros 45 minutos.

Em raras escapadas, o Ferroviário teve duas boas chances. Primeiro com Valdo Bacabal, se antecipando à zaga após cruzamento de Andrei e outra com Mazinho, que apareceu de surpresa na grande área do Fortaleza e chutou de primeira. Marcelo Boeck defendeu ambas.

Ceni corrigiu as falhas, sacando Dênis e depois Andrei para lançar Edinho e Tinga. O Leão passou a explorar mais o lado direito e Ademir Fonseca trocou o 3-4-3 da primeira etapa por um 4-5-1, para impedir as investidas do adversário.

A velocidade fez a diferença para o Leão. Edinho já tinha perdido uma chance em arrancada pela direita logo após entrar em campo, mas aos 28 minutos, carregou a bola do meio até a entrada da área e rolou para Leonan, que ainda fintou o zagueiro Túlio antes de chutar para o gol.

O gol do Fortaleza saiu em um momento em que o Ferroviário acabara de pressionar, fazendo imaginar que o efeito seria congelante para o Tubarão. A reação, porém, não demorou muito. Quatro minutos depois, após cobrança de escanteio, Afonso cabeceou e empatou. O tento animou demais o mascote do Ferroviário, que acabou sendo expulso.

Dois atletas corais também foram para o vestiário mais cedo. Primeiro Valdo Bacabal, do banco de reservas, ao reclamar muito após o segundo gol do Fortaleza, que saiu no minuto seguinte ao empate. Wesley cruzou da direita, Tinga desviou de cabeça e o artilheiro tricolor testou para o gol.

Quem também levou o amarelo foi Mota, também por reclamação. Com dois homens a menos, o Ferrão acabou sofrendo mais um gol. Aos 42, Wesley deixou Edinho de frente para a meta e ele bateu na saída de Colaço.

(O POVO Online)

Organizações e movimentos sociais do Estado realizam Assembleia Popular das Águas

Organizações, sindicatos e movimentos sociais realizam na quarta-feira (28), na Assembleia Legislativa do Ceará, uma assembleia popular para defender a preservação e o acesso à água como um direito humano fundamental. O evento, intitulado Assembleia Popular das Águas, visa alertar a sociedade para os impactos socioambientais e riscos da apropriação dos recursos naturais e hídricos do Estado por grupos econômicos nacionais e internacionais privados.

A Assembleia vai lançar ainda o Comitê Estadual do FAMA (Fórum Alternativo Mundial da Água), evento internacional que vai acontecer entre os dias 17 e 22 de março, em Brasília. O Fama pretende ser um contraponto ao “8º Fórum Mundial da Água”, que também será realizado em Brasília, sendo, porém, alinhado aos interesses de grandes grupos econômicos que defendem a privatização das fontes naturais e dos serviços públicos de água.

Durante a programação, organizações de vários territórios e áreas de atuação do Estado vão expor suas bandeiras de lutas locais. Comitês estaduais do Fama estão se organizando pelo país para participar e construir o Fama.

No Ceará, um coletivo com mais de 40 organizações (entre sindicatos, mandatos parlamentares, partidos políticos, movimentos sociais e entidades da sociedade civil) vem se reunindo desde setembro de 2017, com o objetivo de desenvolver uma agenda de luta comum e contribuir para a realização do Fama, apresentando as demandas do Estado. Após o Fórum Alternativo, o grupo pretende se manter articulado para defender coletivamente a democratização da água no Ceará.

(Fama 2018)

Deputados poderão votar urgência para projeto que altera desoneração da folha

A Câmara dos Deputados poderá analisar na quarta-feira (28) requerimento de urgência para o projeto que altera o sistema de desoneração da folha de pagamentos para a maioria dos setores atualmente beneficiados (PL 8456/17, do Poder Executivo). O pedido de urgência foi apresentado por líderes partidários e será votado em sessão do Plenário.

“O projeto está pronto, pretendemos votar a urgência e já temos bem avançado o acordo para ter esse projeto aprovado em duas semanas. Queríamos ter aprovado [o texto] no final do ano passado”, disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Conforme o texto do Executivo, voltam a contribuir sobre a folha de pagamento, com alíquota de 20%, as companhias do ramo de tecnologia da informação, teleatendimento (call center), hotelaria, comércio varejista e alguns segmentos industriais, como de vestuário, calçados e automóveis.

Essas empresas voltarão a contribuir com o aumento de alíquota depois de cumprido o princípio constitucional da noventena, que impõe uma carência de 90 dias para que a mudança em uma contribuição social passe a vigorar após a sanção da lei.

A contribuição sobre a receita bruta mensal ficará restrita apenas às empresas de transporte coletivo de passageiros rodoviário, metroviário (metrô) e ferroviário, construção civil e de obras de infraestrutura, e comunicação (como rádio, TV e prestação de serviços de informação).

O governo alega que os setores preservados são intensivos de mão de obra, e a alíquota de contribuição varia conforme o setor.

(Agência Câmara Notícias)

Fortaleza pede apoio a Eunício para ampliar patrocínio da Caixa

O presidente do Fortaleza, Marcelo Paz, pediu neste domingo (25) o apoio do senador Eunício Oliveira (MDB-CE) para a ampliação do patrocínio da Caixa Econômica Federal, junto ao clube cearense.

Na sexta-feira (23), o presidente da Caixa, Gilberto Occhi, anunciou o Fortaleza como um dos times brasileiros a ser patrocinado pelo banco.

(Foto: Divulgação)

Chove em 78 municípios cearenses neste domingo; Barroquinha registra 113 milímetros

Choveu em 78 municípios cearenses entre a manhã de sábado, 24, e as 7 horas deste domingo, 25. Maiores precipitações registradas concentraram-se no Noroeste do Estado, com 122 mm em Barroquinha, seguido de 100 mm em Camocim e 96mm em Granja. Na Capital, precipitação foi baixa (12.8mm), de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme).

Na Região do Vale do Jaguaribe, onde estão localizados os maiores e mais importantes açudes do Estado, como o Castanhão e Orós, o maior volume pluviométrico foi em Jaguaribe, com 44.2 mm.

No Açude Santa Maria, situado em Ererê, foram registrados 34 mm de precipitações. Entre a última quinta-feira, 22, e este sábado, 24, o Castanhão recebeu aporte pela primeira vez após 10 meses de estiagem. Segundo a Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Coergh), o volume de água do açude subiu de 2,085 para 2,1%.

Este domingo, choveu ainda em cidades do Sul do Estado como Aiuaba, Caiurus e Icó. Na Região Metropolitana de Fortaleza, Itaitinga registrou 67mm. Para o restante deste domingo, a previsão é de nebulosidade variável com períodos de chuva em todas as regiões cearenses ao longo do dia, segundo a Funceme.

Confira as maiores chuvas deste domingo: Barroquinha (113 mm), Camocim (100 mm), Granja (96 mm), Chaval (68 mm), Itaitinga (67 mm), Ibaretama (60 mm), Granjeiro (52,6 mm) e São Gonçalo Do Amarante (46 mm).

(O POVO Online)

Papa diz que situação em Ghouta é “desumana” e pede fim dos ataques na Síria

O papa Francisco qualificou neste domingo (25) de “desumana” a situação em Ghouta Oriental, reduto opositor nos arredores de Damasco, e fez um apelo para que a violência acabe na região.

“Nestes dias o meu pensamento está dirigido frequentemente para a amada e martirizada Síria, onde a guerra se intensificou, especialmente em Ghouta Oriental”, afirmou o pontífice aos fiéis que o escutavam após a celebração do Angelus, na Praça de São Pedro.

Francisco lembrou que “este mês de fevereiro foi um dos mais violentos em sete anos de conflito, com centenas, milhares de vítimas civis, crianças, mulheres, idosos” e denunciou que “foram atacados hospitais, o povo não tem nada para comer”.

“Tudo isso é desumano. Não se pode combater o mal com outro mal, e a guerra é um mal. Por isso, dirijo minha dolorosa chamada para que termine imediatamente a violência, se permita o acesso de ajudas humanitárias – comida e remédios – e que os feridos e doentes possam ser evacuados”, disse.

Em seguida, o papa pediu aos fiéis que rezem para que isso aconteça “imediatamente”.

Ghouta Oriental foi palco, na última semana, de uma escalada de ataques por parte de forças do regime de Bashar al Assad e da aviação síria e russa, o que provocou a morte pelo menos 510 pessoas, entre elas 127 menores de idade, segundo os dados do Observatório sírio de Direitos Humanos.

(Agência Brasil)

Sargento da PRE é morto em confronto com policiais do Raio

Um sargento da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) foi morto por agentes do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio) após troca de tiros. Conforme informações repassadas pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), na noite desse sábado, 24, os agentes receberam a denúncia de que um homem estaria armado circulando na parte superior do viaduto da BR-222, no bairro Nova Metrópole, em Caucaia.

Chegando ao local, os militares do BPRaio contam que encontraram o sargento Francisco Wagner Alves de Araujo com arma em punho tentando abordar veículos no meio da pista. Os policiais foram em direção ao sargento e ordenaram que ele soltasse a arma. Francisco Wagner começou a disparar contra os PMs. Ele portava uma pistola, calibre.40.

Os agentes em serviço reagiram e realizaram dois disparos. O sargento foi baleado e morreu no local. Segundo a SSPDS, só após a troca de tiros os policiais identificaram o homem como militar.

“A equipe do BPRaio compareceu a sede da SSPDS e foi ouvida. A 11ª delegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investiga casos de morte envolvendo agentes de segurança, está responsável pelas apurações sobre o caso”, informou a Pasta em nota enviada ao O POVO Online. O Comando da Polícia Militar informou que as razões que levaram ao sargento agir daquela forma, serão apuradas em inquérito policial.

(O POVO Online)

Passeio ciclístico celebra Campanha da Fraternidade 2018

399 1

A Paróquia Nossa Senhora da Paz, localizada no bairro Meireles, realiza no sábado (3) o I Passeio Ciclístico Somos da Paz. A iniciativa visa chamar atenção para a Campanha da Fraternidade 2018 que tem como tema a fraternidade e superação da violência “Em Cristo Somos Todos Irmão”.

O passeio é aberto para toda a família e terá estrutura de carro de apoio e bicicletas para alugar no local. Segundo a organização do evento estarão disponíveis 150 bicicletas para locação com um preço de R$ 20, cada bike.

A camisa oficial do passeio também está disponível para os participantes com o valor unitário de R$ 30. Para os interessados, a blusa está sendo vendida diariamente em horários que são realizadas as missas.

Durante o percurso estará disponível para os participantes: alongamento, hidratação para os ciclistas e corredores, música e animação com um trio elétrico, carros de apoio, batedores, duas ambulâncias, acompanhamento da Autarquia Municipal de Trânsito (AMT) com auxílio e controle do trânsito e apoio da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, além de escolta com seguranças particulares.

A programação do percurso terá saída às 7 horas da Paróquia Nossa Senhora da Paz, localizada na Rua Visconde de Mauá, 905, Meireles, e seguirá pela Avenida Barão de Studart, Beira-Mar, Rua Frei Mansueto, Avenida Padre Antônio Tomás, Rua Tibúrcio Cavalcante, Avenida Júlio Ventura, Avenida Barão de Studart (retornando pela Avenida Santos Dumont).

Inscrição para financiamento estudantil em universidade paga termina nesta semana

O prazo para inscrições no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) termina na quarta-feira (28), às 23h59. Podem se inscrever alunos que tiveram média de pelo menos 450 no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e que não tenham tirado nota zero na redação. Outra exigência é se encaixar dentro dos limites de faixa de renda estabelecidos para o programa.

No início do ano, o Comitê Gestor do Fies definiu os limites do financiamento: máximo de R$ 30 mil por semestre e mínimo de R$ 300 e as condições do financiamento precisam ser estipuladas entre o banco que irá conceder o empréstimo, a instituição de ensino e o aluno. Após a conclusão do curso, o valor da parcela dependerá da renda do estudante.

Há duas modalidades do financiamento (Fies e P-Fies) estruturadas em três faixas. A primeira contempla alunos com renda familiar bruta, por pessoa, de até três salários mínimos, sem juro real (0%). A segunda é destinada a alunos em cuja família cada membro tenha renda de até cinco salários mínimos nas regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Estudantes com o mesmo teto de renda familiar das demais regiões estão incluídos na terceira faixa. Nestes dois últimos casos, os juros serão calculados em valor pouco acima da inflação.

Para fazer a inscrição no site do MEC, o candidato deve fornecer o número do CPF, a data de nascimento e um e-mail válido. Além disso, precisa informar a renda familiar para comprovar que se encaixa nas exigências do programa.

Os resultados de pré-seleção e as listas de espera serão divulgados após o encerramento das inscrições. Para a modalidade Fies a lista com os nomes será publicada no dia 5 de março, e na modalidade P-Fies, no dia 12 de março.

(Agência Brasil)

PSB dá cartada final a Joaquim Barbosa

Emissários foram ao ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa, para dizer que o vice-governador de São Paulo, Márcio França já não se mostra tão fiel a Geraldo Alckmin, presidenciável tucano, e pode disputar o governo.

A informação é da Coluna Radar deste domingo, adiantando que o partido espera que o ex-ministro se filie ao PSB até abril.

Joaquim Barbosa só ouviu.

Mais uma agência reduz nota do Brasil

Editorial do O POVO deste domingo (25) aponta que Brasil teve nova redução de nota de crédito, diante dos grandes déficits fiscais, além do “grande retrocesso” no recuo do governo em relação à reforma da Previdência. Confira:

Mais uma agência de classificação de risco, desta vez a Fitch, reduziu a nota de crédito da dívida soberana do Brasil de “BB” para “BB-”, com isso o Brasil fica mais longe do selo de “bom pagador”, três degraus abaixo do “grau de investimento”. Foi a segunda grande agência a rebaixar a nota do Brasil neste ano, o mesmo tendo sido feito pela Standard&Poor’s (S&P) em janeiro.

Pesou na decisão o fato de o governo federal ter desistido da reforma previdenciária. Em comunicado, a Fitch anunciou que o rebaixamento deu-se devido a “persistentes e grandes déficits fiscais, além da crescente e elevada dívida pública”, considerando “grande retrocesso” o recuo do governo em relação à reforma da Previdência.

A importância da classificação das agências é que investidores e grandes fundos internacionais levam em conta essas notas para a aplicação de seus recursos. Com uma nota ruim, considera-se que há risco de o governo deixar de resgatar os títulos que lançou no mercado, fazendo cair os investimentos no País.

É certo que as agências de classificação de risco podem falhar, como aconteceu na crise financeira de 2008, ao dar boas notas às operações de venda de hipotecas imobiliárias, o que provocou a debacle de bancos e investidores.

Mas os grandes fundos de pensão americanos, por exemplo, continuam a levá-las em conta investindo somente em países com grau de investimento em pelo menos duas das três grandes agências de classificação de risco.

Assim, recursos estrangeiros, necessários à economia, deixam de entrar no País, prejudicando o desenvolvimento das empresas brasileiras, e trazendo consequências para toda a sociedade. Para compensar a desistência, pelo menos por ora, da reforma da Previdência, o governo terá de cortar R$ 14 bilhões de outras áreas no orçamento da União, o valor da economia prevista para contas públicas, caso a proposta fosse aprovada no Congresso. Assim, é de se lastimar que esse debate não tenha ido adiante, pois a reforma da Previdência terá de ser encarada no próximo governo, independentemente de quem seja o candidato eleito.