Blog do Eliomar

Últimos posts

Ministro da Saúde é alvo de protesto em Fortaleza

Um grupo de médicos cearenses vai realizar, a partir das 16 horas desta quinta-feira, na sede do Conselho Regional de Medicina, farão um ato em defesa da valorização do trabalho médico, da Medicina e da saúde pública de qualidade. Na ocasião, haverá o lançamento oficial do #MovimentoForaBarros.

Na programação do evento, organizado pelo Sindicato dos Médicos do Ceará, com o apoio do CREMEC e da Associação Médica Cearense (AMC), consta a entrega de relatórios de visitas a equipamentos de saúde – realizadas em 2016 e no primeiro semestre deste ano, à Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Nilce Cunha, no Ministério Público Federal no Ceará.

Membros do grupo dizem se tratar de uma resposta às declarações proferidas pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros, que a categoria devia parar de fingir que estava trabalhando.

Programação

16 horas – Concentração no CREMEC (Av. Antônio Sales, nº 485, Fortaleza-CE);
16h30mi – Manifesto dos presidentes das entidades médicas em defesa da valorização do trabalho médico, da medicina e da saúde pública de qualidade;
17 horas – Marcha ao Ministério Público Federal no Ceará (Rua João Brígido, nº 1260), para a entrega de relatórios de visitas a equipamentos de saúde – realizadas nos últimos 18 meses –, à Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Dra. Nilce Cunha Rodrigues;
18h30min – Encerramento do ato com iluminação simbólica da sede do CREMEC e execução do Hino Nacional.

FBI já está sob nova direção

Após aprovação hoje (3) pelo Senado, Christopher Wray tomou posse como novo diretor do FBI (Bureau Federal de Investigação – a polícia federal norte-americana). Ele teve 92 votos favoráveis e cinco contrários e foi indicado pelo presidente Donald Trump, depois da demissão do ex-diretor James Comey, em maio.

Wray tem 50 anos de idade e já foi o responsável pela divisão criminal do Departamento de Justiça entre 2003 e 2005,  na administração de George W. Bush.

Em julho, Wray passou pela sabatina no Senado e prometeu defender a independência do FBI. Além disso, disse que irá denunciar qualquer tentativa de ingerência em futuras investigações. Ele afirmou que liderar o FBI é “uma honra única na vida”.

Wray terá como desafio continuar as investigações sobre a suposta interferência da Rússia nas eleições presidenciais do ano passado, que, segundo dados do FBI, teriam prejudicado a ex-candidata Hillary Clinton e favorecido Trump.

Hillary Clinton

A demissão de James Comey, um capítulo polêmico do governo Trump, teria sido motivada, segundo o ex-diretor, pela tentativa de Trump de obstruir as investigações. Ao demitir Comey, Trump afirmou que a demissão foi motivada porque o ex-diretor não teria investigado de forma correta e imparcial o uso de e-mails da ex-secretária de Estado Hillary Clinton.

Mas, no dia seguinte à demissão, Comey divulgou gravações e disse que Trump havia mentido sobre o motivo de seu afastamento. Ele disse que o presidente havia pedido que ele interrompesse as investigações sobre a interferência russa nas eleições presidenciais de 2016.

Trump negou, mas a imprensa americana continua divulgando informações vazadas sobre a suposta interferência. O novo diretor foi empossado pelo procurador-geral, Jeff Sessions.
Ele afirmou que Wray tem experiência e o  caráter que o cargo exige. “Tenho certeza que o FBI, a primeira agência de investigação do mundo, está em boas mãos com o diretor Chris Way no comando”, afirmou Sessions.

(Agência Brasil)

Rodrigo Janot pede ao Supremo inclusão de Temer em inquérito que investiga o PMDB

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ontem (2) a inclusão do presidente Michel Temer no inquérito que investiga a formação de quadrilha no PMDB no âmbito da Operação Lava Jato. Janot também pediu a inclusão do ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e do ministro da Secretaria de Governo, Moreira Franco, no mesmo inquérito. As solicitações serão apreciadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF).

O pedido para incluir Temer no inquérito que investiga o PMDB já havia sido feito pela Polícia Federal (PF), o que levou Fachin a solicitar a manifestação de Janot sobre o assunto. O PGR disse que a organização criminosa que permitiu ao presidente cometer os crimes pelo qual foi denunciado no inquérito 4483, na verdade, estaria inserida no contexto maior da Lava Jato.

“O avanço nas investigações demonstrou que a organização criminosa investigada no inquérito 4483 na verdade, ao que tudo indica, é mero desdobramento da atuação da organização criminosa objeto dos presentes autos. Por isso, no que tange a este crime específico (organização criminosa), mostra-se mais adequado e eficiente que a investigação seja feita no bojo destes autos e não do Inquérito 4483”, escreveu Janot no parecer enviado na noite de ontem ao STF.

O inquérito sobre o PMDB tem, no momento, 15 investigados, entre eles, o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o ex-ministro Henrique Eduardo Alves.

(Agência Brasil)

Prefeito promete transformar Fortaleza na capital mais desburocratizada do País

183 1

Com o título “RC em parceria com o setor privado”, o jornalista Fábio Campos aborda, no O POVO desta quinta-feira, o programa “Fortaleza Competitiva”. No texto, destaca que o prefeito prometeu tornar a Capital a mais “desburocratizada do País”. Confira:

Não faz tempo, ouvi de um interlocutor a seguinte sentença: prefiro os gestores públicos convivendo com crises de recursos do que com cofres abarrotados. Com dinheiro sobrando, as chances de fazer bobagens irrevogáveis são imensas. Com pouco dinheiro, o administrador obriga-se a ser austero no trato dos recursos. Assim, a possibilidade de gastar errado, de forma amadora e invertendo prioridades, cai drasticamente.

O raciocínio é o seguinte: com poucos recursos, o bom gestor apela à criatividade e ao profissionalismo. Sem sobras de caixa, corta gastos desnecessários, enxuga a máquina, trabalha a eficiência na oferta dos serviços públicos e vai à busca de recursos no setor privado, estabelecendo parcerias e privatizando serviços que não são atividades fins do setor público.

Nesse sentido, há algo acontecendo em Fortaleza. Na última segunda-feira, o prefeito Roberto Cláudio lançou um conjunto de ideias que denominou de Fortaleza Competitiva. Um batismo que já diz muito. O fundamento das propostas, que ainda serão apresentadas o fim de agosto, é “desenvolver um ambiente de inovação e geração de oportunidades na cidade, além de induzir o crescimento de empresas na Capital”.

Segundo o prefeito, o Fortaleza Competitiva terá quatro eixos fundamentais: regulamentação e incentivos, arranjos público-privados, desburocratização e capacitação do mercado de trabalho. “Em momentos de crise como o que estamos passando, é papel do governo criar políticas para estimular a economia local, porque não há cidade no futuro sem uma economia forte, geradora de empregos e receita”, disse.

A burocracia é um dos mais conhecidos obstáculos à dinâmica das relações econômicas. É um entrave que cria um campo fértil para pequenas e grandes corrupções

Trocando em miúdos, a gestão de RC articula parcerias público-privadas. Certamente, em projetos de recuperação urbana. O eixo Praia de Iracema-Centro provavelmente compõe o rol de possibilidades de grandes negócios nessa área. É uma forma inteligente de atrair a iniciativa privada para recompor o tecido urbano em áreas degradadas.

Como ressaltado com ênfase em sua fala no lançamento do Anuário do Ceará, o prefeito apontou como desafio, no âmbito do Fortaleza Competitiva, a proposta de tornar a capital cearense na cidade “mais desburocratizada do País” até o fim do ano. É uma meta e tanto.

A burocracia é um dos mais conhecidos obstáculos à dinâmica das relações econômicas. A burocracia é um entrave que cria um campo fértil para pequenas e grandes corrupções, dificulta a instalação de novos negócios, únicas formas de gerar empregos e melhorar a arrecadação de impostos da cidade. Na maioria das vezes, são soluções fáceis e baratas que dependem quase que exclusivamente de integração tecnológica.

A crise econômica que assola o País não é apenas por culpa da imperícia dos gestores públicos na área econômica, mas também pelo uso equivocado dos recursos públicos que, em determinado período de anos, jorrou generosamente em função de uma conjuntura favorável. Porém, os gastos foram providenciados como se não houvesse amanhã e o dinheiro fosse colhido em árvores.

No Ceará, há exemplos de roldão de uso inadequado de recursos públicos, com obras de necessidade questionável, excessivamente caras e de manutenção dispendiosa que suga recursos de outras áreas primordiais.

Atentem que, até aqui, as obras da Prefeitura de Fortaleza não seguem essa linha. Pelo contrário. Nota-se que o processo de decisão é dotado de técnica e do planejamento. Coisa rara entre nós. Há muito do conceito liberal na gestão de RC.

STF cobra explicações do governo sobre aumento dos combustíveis

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu prazo de cinco dias para que a Presidência da República se explique sobre o aumento de impostos sobre os combustíveis, anunciado pelo governo no último dia 20 de julho.

A determinação foi feita dentro de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) aberta pelo PT no Supremo, questionando a validade do decreto que aumentou as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) incidentes sobre a gasolina, o diesel e o etanol.

O partido de oposição argumenta que, conforme determina a Constituição, o aumento de tributos só poderia ocorrer por meio de projeto de lei votado no Congresso e que, mesmo no caso de aprovação, precisaria de 90 dias após a sanção para poder entrar em vigor.

O argumento é o mesmo usado em uma ação popular que levou o juiz Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, a conceder uma liminar suspendendo a alta no preço dos combustíveis, no dia 25 de julho. A decisão acabou derrubada no dia seguinte pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), Hilton Queiroz, após recurso da Advocacia-Geral da União (AGU).

A AGU usa argumentos econômicos para justificar a medida, defendendo a legalidade do aumento por ser “imprescindível” para o equilíbrio das contas públicas. O órgão estimou em R$ 74 milhões o prejuízo diário com a interrupção da cobrança.

A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, já havia negado, no dia 26 de julho, decisão liminar favorável à suspensão do aumento, deixando para Rosa Weber, relatora da ação protocolada pelo PT, a decisão após o retorno do recesso. Após o prazo de cinco dias para a Presidência, ela deu mais três dias para que a Procuradoria-Geral da República (PGR) e a AGU também se manifestem.

A previsão do governo é arrecadar mais R$ 10,4 bilhões com o aumento do PIS/Cofins sobre os combustíveis, de modo a conseguir cumprir a meta fiscal de déficit primário de R$ 139 bilhões para este ano.

(Agência Brasil)

Estádio Romeirão dará vez à moderna Arena Romeirão

Zé Arnon, ao lado de Quintino Farias, expôs o projeto da Arena Romeirão.

Dentro da programação da Semana do Município que comemora 106 anos de emancipação, o prefeito José Arnon (PTB), de Juazeiro do Norte (Região do Cariri), acompanhado do secretário-executivo da Casa Civil, Quintino Vieira, anunciou a conquista da Arena Romeirão. O equipamento será construída ali com capacidade para 13.400 pessoas pelo governo em parceria do Município. Seguira os padrões dos grandes estádios mundiais e será construído no mesmo local do atual existente na cidade.

O governador Camilo Santana estará em Juazeiro do Norte em breve para apresentar todo o projeto da Arena Romeirão. Arnon também anunciou a construção de uma Areninha, que já está licitada, com início previsto ainda para este mês de agosto.

Arena Romeirão

Segundo o prefeito, o novo estádio terá área para shopping e espaço para shows, com qualidade. Com isso, Juazeiro do Norte vai entrar para o calendário dos grandes eventos esportivos do Brasil, além dos grandes shows que deverão ser realizados no local.

(Fotos – Divulgação)

“A próxima batalha é a Reforma da Previdência”, avisa Eliseu Padilha

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, disse que a rejeição da denúncia contra o presidente Michel Temer pela Câmara revela a “força” do governo para emplacar a agenda de reformas no Congresso ainda neste ano. “A próxima batalha é a retomada da reforma da Previdência”, afirmou ao Estadão.

Mesmo com a infidelidade demonstrada por deputados do PSDB e sem reunir 308 votos – patamar necessário para aprovar mudanças na Previdência -, Padilha amenizou a crise política.

“Não haverá retaliação a partidos”, assegurou o ministro. “Nós temos toda a boa vontade possível com o PSDB, que tem nosso crédito.”

*Confira na íntegra entrevista de Eliseu Padilha aqui.

BNB aposta em nome da casa para a superintendência de Microfinanças e Agricultura Familiar

O economista Alex Araújo, ex-secretário de Desenvolvimento Regional do governo Lúcio Alcântara e ex-presidente do Iplance (hoje Ipece) na Era Tasso, é o novo superintendente de Microfinança e Agricultura Familiar do Banco do Nordeste.

Ele, bom destacar, que também já foi secretário de Finanças do Tribunal de Justiça do Estado, é funcionário de carreira do banco.

(Foto – Arquivo)

Joesley diz que engavetamento da denúncia contra Temer foi “trágico”

O empresário Joesley Batista considerou “trágico” o engavetamento, por parte da Câmara dos Deputados, da denúncia contra Temer e que foi resultado da gravação que ele fez com o presidente durante conversa no Palácio do Jaburu. Ele disse que assistiu à sessão na companhia de executivos na sede do grupo J&F, em São Paulo. As informações são do O Globo.

— O dia 2 de agosto ficará marcado como o dia da vergonha — disse Joesley a um interlocutor durante a tarde, quando o voto contra a continuidade das investigações já era maioria no placar da Câmara dos Deputados. Por meio de nota, o grupo J&F informou que não se manifestaria.

O presidente é acusado por Joesley de ser o destinatário final de propina paga por ele ao então braço direito de Temer, o deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Com o acordo de delação, Joesley conseguiu o compromisso da PGR de que não será preso nem obrigado a usar tornozeleira eletrônica. Foi o mais vantajoso acordo firmado na Lava-Jato até o momento. O empresário e o Grupo JBS haviam sido alvos desde o ano passado de cinco operações da Polícia Federal, que investigavam fraudes e irregularidades em concessões de créditos e empréstimos e também no funcionamento de frigoríficos.

Nos próximos dias, advogados da empresa deverão entregar mais informações à PGR. Pessoas próximas à equipe que cuida do trabalho já contabilizam mais de 20 novos anexos com dados sobre episódios de corrupção que ainda não foram levados ao Ministério Público, com novos nomes de investigados.

 

Deputados que respondem a ações no Supremo deram 42% dos votos pró-Temer

Quem dá a informação é o Portal Uol: mais de 40% dos 263 deputados federais que votaram para livrar o presidente Michel Temer (PMDB) de um eventual julgamento no Supremo Tribunal Federal respondem a inquéritos ou são réus em ações penais em andamento na Corte.

O levantamento realizado pelo UOL, com base na pesquisa sobre a situação criminal dos parlamentares no Supremo, divulgada na semana passada pelo site “Congresso em Foco”, identificou que 111 parlamentares com alguma pendência na Justiça votaram “sim” ao parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) na sessão desta quarta-feira (2).

O relatório, aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara no mês passado, recomendou a rejeição da denúncia apresentada pela PGR (Procuradoria-Geral da Republica) contra Temer, pelo crime de corrupção passiva.

*Veja a lista dos parlamentares investigados no Portal Uol aqui.

(Foto – Agência Câmara)

Prefeito vai abrir os Jogos Escolares de Fortaleza

Será, às 15 horas desta quinta-feira, a cerimônia de abertura dos Jogos Escolares de Fortaleza. O evento acontecerá no Ginásio Paulo Sarasate e contará com a presença do prefeito Roberto Cláudio (PDT) e do secretário da Educação em exercício, Jefferson Maia.
Ao todo, 5.030 alunos de 257 instituições de ensino públicas e privadas da capital participarão do campeonato, sendo 61 escolas municipais.

Os jogos Escolares de Fortaleza correspondem a uma das fases dos Jogos Escolares da Juventude, olimpíada nacional organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em parceria com os estados e municípios.

Categorias

Os estudantes concorrerão em duas categorias, de 12 a 14 e 15 a 17 anos, nas modalidades de atletismo, badminton, ginástica rítmica, judô, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol, vôlei e vôlei de praia, basquete 3×3, luta olímpica, natação e ciclismo.

O certame também faz parte da programação especial do Agosto+, lançado nesta terça-feira (01/08) e organizado pela Prefeitura de Fortaleza, em comemoração ao Dia do Estudante. O objetivo é, durante todo o mês, proporcionar aos estudantes atividades e vivências fora do ambiente escolar, com diversas ações contemplando seis eixos principais: lazer, cultura, esporte, protagonismo, ciência e tecnologia.

Lava Jato – Ex-secretário de Eduardo Paes é preso na Operação Rio, 40 Graus

Autorizada pelo juiz Marcelo Bretas, a Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira, a “Operação Rio, 40 Graus”. Os agentes federais cumprem 10 mandados de prisão, entre preventivas e temporárias, em Pernambuco e São Paulo e, depois do governo Cabral, na Prefeitura do Rio, mirando, pela primeira vez, a gestão de Eduardo Paes (PMDB) . A ação tem como base as delações de Luciana Salles Parente e Rodolfo Mantuano, ambos ex-executivos da Carioca Christiani-Nielsen Engenharia. Um dos alvos, o ex-secretário de obras de Paes Alexandre Pinto, foi preso em casa, em Jacarepaguá.

Os suspeitos são acusados de receber um total de R$ 35,51 milhões em propina decorrente das obras de um dos trechos do BRT Transcarioca, que liga o Aeroporto Galeão à Penha. Além da Carioca, fizeram parte do consórcio responsável pelas obras as empreiteiras OAS e Contern, informa o Jornal Extra.

A operação de hoje tem como desdobramentos investigações da Calicute que levantam suspeitas de que o esquema faz parte da mesma organização criminosa liderada por políticos do PMDB no estado do Rio, ligados a Cabral. Outra obra suspeita de desvios é a da despoluição de córregos na Bacia de Jacarepaguá. Os investigados serão levados para a Superintendência da Polícia Federal, no centro do Rio.

Fazem parte da lista de presos o ex-secretário municipal de Obras Alexandre Pinto, que ocupou o cargo de março de 2012 a dezembro de 2016; a advogada Vanuza Vidal Sampaio, o lobista Laudo Aparecido Ziani, e os fiscais de obras municipais Eduardo Fagundes, Ricardo Falcão e Azalmir Araújo. Até o momento não há nenhuma prova que implique diretamente Eduardo Paes.

Alexandre Pinto é acusado de ter cobrado uma “taxa de oxigênio”, termo também utilizado pelo ex-secretário de Obras de Cabral para definir o pagamento de propina ao esquema do ex-governador, no valor de 1% do contrato das obras. Segundo os delatores, os fiscais cobraram 3%, enquanto a advogada foi denunciada por ter assinado um contrato fictício, no valor de R$ 5 milhões, intermediado pelo lobista Laudo Aparecido, para justificar a movimentação da propina.

O nome de Pinto aparece na delação premiada de Luciana Salles Parente, ex-integrante do conselho do consórcio formado pela OAS, Carioca Engenharia e Contern, homologada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). De acordo com a ex-executiva, o ex-secretário era beneficiário de 1% do contrato de R$ 500 milhões. O mesmo percentual era pago, segundo Luciana, a conselheiros do TCM, e outros 3% seriam pagos a fiscais do Ministério das Cidades. No total, diz Luciana, foram pagos, R$ 2 milhões em dinheiro vivo.

Luciana afirmou que recursos superfaturados do consórcio na obra da Transcarioca geraram Caixa 2, a partir do segundo semestre de 2013, de maneira que as empresas faziam suas contribuições individualmente, e não mais pelos contratos superfaturados do consórcio, conforme divulgado pelo jornal “O Dia” e “RJTV, no último mês de abril.

A exigência de pagamento, diz ela em sua delação, foi citada pelo líder da consttrutora OAS, Antonio Cid Campelo, que mencionou o nome de uma pessoa do TCM, porém, não se recordava do nome.

A colaboração de Luciana, que também trouxe informações sobre pagamento de propina aos conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Rio (TCE-RJ), norteou os investigadores no êxito das operações “Ponto final” e “Quinto do Ouro”, que levou à prisão neste ano a cúpula dos transportes no Rio e cinco conselheiros do TCE-RJ, respectivamente.

Doações ao PMDB do Rio

A empresa Nielsen Engenharia foi uma das principais doadoras da campanha eleitoral do prefeito Eduardo Paes (PMDB) em 2008. Ela doou R$ 300 mil para a campanha do candidato peemedebista. A doação da empresa correspondeu à época a 12,5% do total de 2,4 milhões que o prefeito recebeu de empresas. Além da Nielsen, também contribuíram a Construtora OAS (R$ 350 mil) e a Multiplan Empreendimentos Imobiliários (R$ 300 mil).

A Nielsen Engenharia não fez doações em 2008 apenas para a campanha eleitoral de Paes. A empresa também colaborou com a campanha do vereador Luiz Antônio Guaraná (PMDB) com R$ 15 mil. Guaraná foi chefe de gabinete de Eduardo Paes e também comandou a secretaria de Obras durante a maior parte da gestão do peemedebista. O levantamento é do vereador Paulo Pinheiro (Psol), que desconfiou do apoio na época por entender que a empresa havia sido beneficiada em contratos com a prefeitura com a dispensa de licitação.

Pinto assumiu a secretaria de obras no lugar de Guaraná, quem o indicou para o cargo, em 2012, para substituir Pedro Paulo na chefia da Casa Civil. Pinto deixou o posto no final da gestão de Paes, em 28 de dezembro de 2016. Ele não é filiado a nenhum partido.

Ceará terá mais cinco cursos de Medicina, anuncia Eunício

234 1

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), anunciou, nessa quarta-feira (2), a abertura de cinco novos cursos de Medicina no Ceará, que beneficiarão as cidades de Crateús, Iguatu, Itapipoca, Quixadá e Russas.

“O Ceará precisa estabelecer as condições necessárias para a formação adequada dos jovens do Interior, entre elas, a do ensino superior. A implantação dos cursos de Medicina possibilita um futuro com mais oportunidades, especialmente para os jovens”, destacou Eunício.

A instalação dos cursos havia sido tratada em reunião de Eunício Oliveira com o ministro da Educação, Mendonça Filho, no último dia 6 de abril. Na ocasião, o presidente do Senado tratou, além da abertura dos novos cursos de Medicina, da liberação de recursos para investimentos em infraestrutura com vistas à melhoria da educação nas cidades cearenses.

(Foto – Agência Senado)

CNPq atinge teto orçamentário e ameaça suspender pagamento de bolsas

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) está financeiramente esgotado e não terá dinheiro para pagar bolsas e projetos a partir do próximo mês, se seu orçamento não for desbloqueado pelo governo federal. Cerca de 90 mil bolsistas e 20 mil pesquisadores poderão ser prejudicados pela interrupção dos pagamentos.

“O caso é de urgência urgentíssima”, disse à reportagem o presidente do CNPq, Mario Neto Borges. “Acabou o dinheiro.” O CNPq é a principal agência de fomento à pesquisa do País. Vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), ela vinha sendo poupada do congelamento de 44% do orçamento do pasta, anunciado em março pelo governo federal. Mas essa proteção chegou ao limite.

“Até agosto conseguimos honrar nossas dívidas. De agora para frente, se não houver uma ampliação dos limites de empenho, vamos ficar impedidos de cumprir os compromissos assumidos, incluindo o pagamento de bolsas”, afirma Borges. Ele deve encontrar-se ainda hoje com o ministro Gilberto Kassab para discutir a situação.

O orçamento do CNPq aprovado para este ano é de R$ 1,3 bilhão, mas, por causa do contingenciamento, o órgão está autorizado a gastar apenas 56% disso (cerca de R$ 730 milhões). Até agora, já gastou R$ 672 milhões. Segundo Borges, a estratégia foi atrasar a aplicação do corte para o fim do ano – em vez de parcelá-lo mês a mês – na expectativa de que o ministério consiga “convencer o governo” a reverter a situação.

Outro lado

Procurado pela reportagem, o MCTIC afirmou que “trabalha pela recomposição orçamentária” em conversas com os Ministérios da Fazenda e do Planejamento, reconhece o papel “imprescindível” da pesquisa científica para o desenvolvimento do País e “acredita que o CNPq não terá descontinuidade no pagamento dos projetos e bolsas”.

Tasso Jereissati comanda dissidência no PSDB

Um grupo de senadores, de prefeitos e da ala jovem dos deputados do PSDB articula a formação do “Movimento Mário Covas”, na defesa da reconstrução do partido. Com direito a mea culpa pelos erros cometidos e apontando para renovação da legenda em todo o País.

Batizado com o nome do ex-governador paulista falecido, o Movimento tem como líder natural o senador Tasso Jereissati e promete a defesa da estabilidade econômica no País e de uma reforma política que, inclusive, retome a discussão sobre a adoção do Parlamentarismo. Essa proposta, inclusive, é defendida pelo senador cearense, que sempre se posicionou favorável à saída do PSDB do Governo Temer.

Noutro grupo, o senador Aécio Neves e os ministros Aloysio Nunes e Antônio Imbassahy querem ficar no governo e adiar esse debate. Tasso, pelo visto, quer deixar claro quem está no ninho podre.

(Foto – Agência Senado)

Campanha salarial 2018 e Issec estão entre as pautas da 1ª Caravana Regional do Fuaspec

346 1

Servidores públicos estaduais vão promover, no próximo dia 16, na Escola Municipal Joaquim Magalhães, em Itapipoca, a 130 quilômetros de Fortaleza, encontro regional. Em reunião nessa quarta-feira (2), na sede da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), os coordenadores do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais do Ceará (Fuaspec) discutiram a pauta do encontro, que visa aproximar o servidor lotado nas cidades do Interior.

“Levaremos todos os detalhes do projeto de revitalização do Instituto de Saúde dos Servidores do Estado do Ceará (Issec), rejeitado pela maioria na Assembleia Legislativa, por exemplo. Precisamos melhorar o nosso exército e, já nas próximas ações, vamos organizar caravanas saindo do Interior”, declarou Rita de Cássia Gomes, coordenadora Geral do Fuaspec e presidente da Associação dos Servidores da Secretaria de Educação (Asseec).

A campanha salarial 2018 será outro ponto polêmico a ser discutido, visto que em 2016 não houve reposição salarial e em 2017 houve um acréscimo de -1%, levando em consideração que o Estado anunciou um aumento de 2%, mas já havia aprovado a ampliação do desconto da alíquota previdenciária em 3%.

“Temos a Mesa de Estadual de Negociação Permanente para discutir pautas dessa natureza com os servidores, porém nada sobre o assunto foi exposto à época. Queremos melhorar a participação do servidor nessas reuniões. O Governo precisa entender que o serviço público está na UTI”, disse Hilda Nepomuceno, presidente da Associação dos Servidores da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (Asstds).

(Foto – Divulgação)

Cid Marconi manda suspender liminar que barrava aumento das alíquotas dos combustíveis

O presidente em exercício do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), o desembargador federal cearense Cid Marconi, suspendeu, nessa quarta-feira, a decisão liminar que impedia o aumento das alíquotas do PIS/Cofins sobre os combustíveis na Paraíba.

Na decisão, o desembargador ressaltou que a liminar poderia gerar um efeito multiplicador, provocando riscos à ordem e economia públicas.

Ceará e Fortaleza embarcam no mesmo voo

 

Rivalidade entre atletas, só dentro do campo.

As equipes do Ceará e do Fortaleza embarcaram, nesta madrugada de quinta-feira, no mesmo voo da Gol – 1707, na rota de Brasília. De lá, os times fazem conexão e seguem para seus jogos, válidos pela Série B e Série C do Campeonato Brasileiro.

O alvinegro seguirá para Natal (RN) onde, no próximo sábado à tarde, enfrentará o ABC. O Ceará está em quarto lugar na tabela da Série B. Já o Fortaleza, segundo colocado em sua chave, tomará a rota de Maceió (AL) e, de lá, rumará para Arapiraca, onde terá pela frente a equipe do Asa.

Se os dois clubes são adversários dentro de campo, fora das quatro linhas a história é outra: jogadores alvinegros  e tricolores se cumprimentaram e todos demonstraram confiança num bom resultado nas partidas deste sábado.

(Foto – Paulo MOska)

Senado instala CPI do BNDES

A Comissão Parlamentar de Inquérito do Banco Nacional de Desenvolvimento Social e Econômico (BNDES) foi instalada na noite dessa quarta-feira (2) no Senado. Foram eleitos os senadores Davi Alcolumbre (DEM-AP) para presidente e Sérgio Petecão (PSD-AC) para vice, além de Roberto Rocha (PSB-MA) para relator.

A CPI do BNDES vai investigar denúncias de irregularidades nos empréstimos concedidos pelo banco referentes ao programa de globalização das companhias nacionais. Segundo o relator, a investigação focará especialmente a linha de crédito para a internacionalização de empresas, que começou a ser operada a partir de 2007.

A maior parte dos nomes dos 13 membros que vão integrar a CPI como titulares já tinha sido indicada antes do início do recesso parlamentar. No entanto, o bloco formado por PSDB, PV e DEM ainda precisa indicar seus representantes.

 

O relator Roberto Rocha afirmou que quer convocar os donos do Grupo J&F, que inclui a empresa JBS, que recebeu financiamentos e teve ações compradas pelo BNDES.

A CPI tem duração prevista de 180 dias.

(Agência Brasil com a Rádio Senado)