Blog do Eliomar

Últimos posts

Funceme divulga nesta sexta-feira quadro de chuvas até abril

290 3

A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) divulga nesta sexta-feira (18), a partir das 9 horas, no Palácio da Abolição, o prognóstico de chuvas no Ceará para fevereiro, março e abril.

Os dados serão apresentados pelo presidente da instituição, Eduardo Sávio Martins. A divulgação será acompanhada pelos secretários estaduais Élcio Batista e Francisco Teixeira.

(Foto: Arquivo)

Parlamento pressiona premiê por acordo para saída britânica da UE

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, enviou uma carta à primeira-ministro, Theresa May, na qual afirma que propor a saída imediata do Reino Unido da União Europeia sem acordo é uma “ameaça” e pode ter um “resultado desastroso”. A reação ocorre no momento em que o governo negocia com partidos políticos alternativas para o Brexit, rejeitado há dois dias.

“Estamos firmemente convencidos de que o ponto de partida para qualquer discussão sobre como quebrar o impasse de Brexit deve ser que descartar ameaça de um resultado desastroso de ‘nenhum acordo’”, diz o texto.

Segundo Corbyn, é uma posição compartilhada por todos os partidos da oposição, incluindo o Partido Democrático Unionista (DUP).

Negociações

Theresa May tem até segunda-feira (20) para apresentar o chamado “plano B”, a proposta alternativa à rejeitada, para fixar as regras para saída do Reino Unido da União Europeia.

Ontem (16) a primeira-ministra, que sobreviveu à moção de desconfiança, depois de o Parlamento rejeitar sua proposta de deixar a UE, convidou todos os líderes partidários a discutir individualmente uma saída do Brexit.

Corbyn afirmou que aceitará conversar com May apenas diante da certeza que a saída ocorrerá mediante um acordo.

Durante um discurso no distrito de Hastings, no sul da Inglaterra, Corbyn observou que é possível encontrar uma solução satisfatória.

“Somos sensatos, somos sérios e somos positivos nisso”, insistiu, observando que o segundo referendo na União Europeia continua sendo uma “opção”.

(Agência Brasil)

Camilo se deixa consumir na crise da segurança

204 5

Difícil acreditar, mas a visível perda de peso do governador Camilo Santana contam exatos 15 dias.

Na primeira foto, o governador estava no Palácio da Abolição, na nomeação dos novos titulares da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil e Academia de Segurança Pública, no último dia 2, quando do início do ataques criminosos do Estado.

A segunda foto foi feita na tarde desta quinta-feira (17), em Brasília, quando da reunião de Camilo com o ministro Sérgio Moro.

Na foto feita no Palácio da Abolição, o governador faz perceber uma “barriguinha”, que desapareceu por completo na segunda foto. Outro detalhe é a calça social na primeira foto, que lhe deveria deixar mais magro com relação à segunda foto, no uso de uma calça de tecido jeans.

Segundo pessoas próximas ao governador, Camilo não estaria medindo esforços para resolver a crise na segurança pública, atento a todas as ações e iniciativas dia e noite.

(Fotos: Facebook de Camilo)

Índice que mede atividade da economia no Brasil recua em dezembro

O Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace) para o Brasil fechou o mês de dezembro do ano passado em queda 0,8%, em relação a novembro. Apesar da retração, o indicador fechou dezembro em 115,8 pontos, o terceiro maior registrado ao longo de 2018.

O Iace agrega oito componentes econômicos que medem a atividade da economia no Brasil. A queda de 0,8% reflete a contribuição negativa de cinco dos oito componentes de novembro em comparação com dezembro.

Os dados fazem parte da pesquisa Sondagens e Índices de Confiança Iace e ICCE, divulgados hoje (17), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV), em parceria com o The Conference Board (TCB).

O Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) do Brasil, que mede as condições econômicas atuais, também fechou em queda, recuando 0,7% em dezembro em comparação com novembro. Neste caso, a queda reflete retração em três dos seis componentes.

Na avaliação do professor e pesquisador da Ibre-FGV Paulo Picchetti, os resultados do Iace e ICCE em dezembro representam oscilações em torno da tendência de recuperação gradual, e não sinais de reversão do ciclo de atividades. “As expectativas positivas com relação à trajetória de retomada continuam condicionadas à aprovação das reformas [econômicas] necessárias”, disse.

Iace

Segundo a pesquisa, cada um dos oito componentes do Iace se mostra individualmente eficiente em antecipar tendências econômicas. “A agregação dos indicadores individuais em um índice composto filtra os chamados ‘ruídos’, colaborando para que a tendência econômica efetiva seja revelada”.

O indicador permite uma comparação direta dos ciclos econômicos do Brasil com os de outros 11 países e regiões já cobertos pelo The Conference Board: China, Estados Unidos, Zona do Euro, Austrália, França, Alemanha, Japão, México, Coréia, Espanha e Reino Unido.

(Agência Brasil)

Roberto Cláudio anuncia Moroni como coordenador da operação de segurança dos ônibus

Após passar temporada no exterior, que coincidiu com o início da onda de ataques em Fortaleza, o vice-prefeito Moroni Torgan está coordenando operação de segurança para garantir funcionamento dos ônibus da Capital. A informação foi dada pelo prefeito Roberto Cláudio, nesta quinta-feira (17), durante live em sua página do Facebook. A operação começou nessa quarta-feira (16), primeiro dia em duas semanas em que os coletivos circularam normalmente até as 23h. De acordo com o prefeito, não foram registrados problemas e a ação deve continuar hoje.

Moroni é o idealizador do Plano Municipal de Proteção Urbana (PMPU), que inclui a implantação de células de proteção comunitária e torres de videomonitoramento. A carreira na segurança pública do vice-prefeito data desde 1980, quando foi secretário da pasta no primeiro governo de Tasso Jereissati. Depois de polêmica de corrupção envolvendo o Sistema Integrado de Defesa Social (Sindes), Moroni saiu criticado por Tasso. O político era coordenador do sistema e pretendia unir forças policiais.

A operação de segurança dos coletivos é feita em conjunto com a Polícia Militar e a Guarda Municipal. As rotas são feitas normalmente até as 23h e, depois deste horário, os ônibus rodam no mesmo sistema dos Corujões. Antes da nova operação, os ônibus estavam tendo circulação reduzida a partir de 20h. Escoltas com viaturas e policiais embarcados ainda continuam sendo medidas de segurança implantadas para o transporte.

O prefeito também afirmou que a coleta do lixo adicional deve continuar até o próximo domingo. Ela foi implantada para recolher o excesso deixado pela falta da coleta diária normal nos primeiros dias de ataques. As ações foram definidas em reunião com os secretários das pastas municipais.

Outra ação que vem sendo realizada é em relação à reposição das lâmpadas de postes quebradas, durante os ataques dos criminosos. São 14 equipes trabalhando para reestabelecer a iluminação nas ruas e avenidas. De acordo com Roberto Cláudio, os pedidos da população podem ser registrados pelas páginas nas redes sociais da Prefeitura de Fortaleza.

(O POVO Online / Foto: Reprodução)

Camilo e Moro discutem situação da violência no Ceará

152 2

O governador Camilo Santana e o ministro Sérgio Moro estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira (17), no Ministério da Justiça e da Segurança Pública, em Brasília, onde discutiram a situação dos ataques criminosos no Ceará.

Camilo este acompanhado dos secretários André Costa (Segurança) e Mauro Albuquerque (Administração Penitenciária).

(Foto: Facebook)

Caminhão de lixo é incendiado durante coleta na Serrinha

176 1

Criminosos aproveitaram para incendiar um caminhão de lixo que coletava resíduos no bairro Serrinha sem escolta policial nesta quinta-feira, 17. O ataque ocorreu por volta das 12h53min. A guarnição do Corpo de Bombeiros Militar do José Walter foi chamada para atender a ocorrência.

De acordo com moradores da região, o atentado ocorreu próximo à Escola Filantrópica Andréa Pescia, na rua Benjamin Franklin.

Roberto Cláudio (PDT), prefeito de Fortaleza, anunciou há oito dias que Fortaleza teria coleta extra de lixo com apoio da Polícia Militar. O gestor municipal ainda afirmou que o lixo acumulado seria recolhido em operação extra durante o período noturno.

ATUALIZAÇÃO – O Blog apurou que o bairro Serrinha não foi colocado como área de risco, por isso não havia escolta de policiais.

(OPOVO Online / Repórter Ítalo Cosme / Fotos: Via Instagram O POVO)

Polícia investiga explosivos em viaduto na Osório de Paiva

Policiais fecharam no início da tarde desta quinta-feira (17) os dois sentidos da avenida Osório de Paiva, próximo ao quarto anel viário, diante da denúncia de explosivos em um dos pilares do viaduto.

A estrada dá acesso ao município de Maranguape e é bastante movimentada.

A Polícia ainda não passou informações do material encontrado.

(Fotos: WhatsApp de leitor do Blog)

Fux suspende investigação sobre movimentações de Queiroz

106 1

O ministro Luiz Fux, vice-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu as investigações sobre movimentações financeiras suspeitas de Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar e ex-policial militar, que era lotado no gabinete do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). A decisão é temporária.

Fux, que responde pelo plantão judicial do Supremo até o início do mês que vem, suspendeu a investigação até análise do relator, ministro Marco Aurélio Mello, sobre uma reclamação protocolada no STF pela defesa do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). O processo corre em segredo de Justiça.

Responsável pelo procedimento de investigação criminal sobre o caso, o Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) disse – por meio de nota – que, “pelo fato do procedimento tramitar sob absoluto sigilo, reiterado na decisão do STF, o MPRJ não se manifestará sobre o mérito da decisão”.

Na decisão, Fux entendeu que ao assumir o mandato de senador em fevereiro, Flávio passará a ter foro privilegiado, e por isso seria melhor esperar a definição pelo STF sobre quem deve ser o responsável por conduzir as investigações.

Um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) apontou que em um mesmo ano houve a movimentação de R$ 1,2 milhão por parte de Queiroz.

O MPRJ informou que, pelo fato tramitar sob “absoluto sigilo”, não se manifestará sobre o mérito da decisão.

Esclarecimentos

O nome de Fabrício Queiroz consta em um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeira (Coaf) que aponta uma movimentação atípica de R$ 1,2 milhão em uma conta em nome do ex-assessor. O documento integrou a investigação da Operação Furna da Onça, desdobramento da Lava Jato no Rio de Janeiro, que prendeu deputados estaduais no início de novembro.

O MPRJ marcou duas vezes o depoimento de Queiroz. Ele não compareceu, justificando problemas de saúde. A mulher Márcia Oliveira de Aguiar e as filhas dele Nathália Melo de Queiroz e Evelyn Melo de Queiroz também faltaram ao depoimento, alegando que o acompanhavam em tratamento em São Paulo.

Na semana passada, o deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente da República, afirmou – por meio das redes sociais – que se comprometia a comparecer para prestar esclarecimentos em novo dia e horário. Como parlamentar, ele tem a prerrogativa legal de combinar previamente a data e horário para depor.

(Agência Brasil)

O Nordeste na pauta do governo

Editorial do O POVO desta quinta-feira (17) destaca as ações do governo Bolsonaro em enfrentar problemas mais urgentes do Nordeste. Confira:

O governo recém-instalado de Jair Bolsonaro ainda suscita algumas dúvidas em relação ao tratamento que terá o Nordeste ao longo dos próximos quatro anos. Até em função disso, parece importante perceber e dar relevância às ações oficiais que anuncia com foco na região e a perspectiva de enfrentar os seus problemas mais urgentes, caso do que aconteceu na última terça-feira, em Brasília, com a primeira reunião de um grupo interministerial, coordenado pelo chefe da Casa Civil, Ônyx Lorenzoni, formado para, exatamente, dar resposta às demandas. Uma iniciativa excelente, principalmente pelo aspecto referencial que a envolve, dentro de um momento em que os sinais revestem-se de uma importância ainda maior.

O estágio a que chegou a democracia brasileira, tanto tempo depois de reintroduzida no cenário da vida pública do País, deveria inibir com maior eficácia o estabelecimento de qualquer ideia que indique possível o tratamento discriminatório a uma região por qualquer razão que seja. No entanto, infelizmente, uma ou outra manifestação, de aliado ou de oposicionista daquele que ocupe o poder, acaba por alimentar um debate de conteúdo eminentemente político, no sentido menor do termo, como efeito retardado de um quadro de disputa eleitoral que já deveria estar superado, de maneira definitiva. Faz parte do passado de todos, inclusive de quem ganhou a disputa pela presidência da República.

No caso do que há acontecido de efetivo em 16 dias de governo Bolsonaro, diga-se, há muito mais razões para tranquilidade do que para incômodo. Inexiste qualquer traço que se possa considerar a sério de que uma orientação oficial nova ameaça os interesses nordestinos ou pode, atendendo a razões políticas, adicionar elementos extras à luta de sempre que temos travado para superar dificuldades historicamente desafiadoras para a região.

A iniciativa de reunir seis ministérios, fazê-los discutir ordinariamente políticas públicas com o foco no Nordeste, a partir de suas potencialidades e problemas, é uma demonstração de que o governo recém-instalado apresenta-se disposto a oferecer soluções com as peculiaridades e no tempo que a realidade que enfrentamos exige. Claro que será necessário acompanhar com acuidade maior os trabalhos do grupo, que teve apenas o seu primeiro encontro, e cobrar que os resultados concretos apareçam, pois o simbólico, embora importante, especialmente quando se tem um quadro com as características que apontamos, não basta como elemento definitivo de compromisso de um governo.

Camilo se reúne com Moro, nesta tarde, para apresentar ações de combate ao crime no Ceará

344 6

O governador Camilo Santana estará com o ministro Sérgio Moro, no início da tarde desta quinta-feira (17), em Brasília, para apresentar as ações que o Ceará tem adotado contra o crime organizado.

Nessa quarta-feira (16), Camilo esteve reunido com o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo, e destacou a importância das forças nacionais de segurança no Ceará.

(Foto: Facebook)

Ensinou a pensar – Ciro destaca atuação de padre Osvaldo na formação da juventude sobralense

O livro “Padre Osvaldo – Coletânea de Sermões” teve lançamento na noite dessa quarta-feira (16), no Theatro São João, em Sobral, na Região do Ceará, a 222 quilômetros de Fortaleza.

O ex-governador do Estado e ex-ministro Ciro Gomes destacou a importância de padre Osvaldo na formação do jovem sobralense. “Nos ensinou Português, mas, fundamentalmente, a pensar”, ressaltou.

Além de Ciro, padre Osvaldo também foi professor de Cid Gomes, Ivo Gomes e ainda do ex-prefeito Veveu Arruda e da vice-governadora Izolda Cela.

Procuradora aposentada condenada por torturar criança é presa no Rio

Policiais civis cumpriram hoje (17) dois mandados de prisão contra a procuradora aposentada Vera Lúcia de Sant’Anna Gomes pelo crime de tortura de uma criança de dois anos de idade, em 2010. A vítima era uma menina da qual a procuradora tinha a guarda provisória e que tentava adotar.

A procuradora foi condenada pela Justiça do Rio de Janeiro e presa naquele mesmo ano. Em 2014, ela foi solta por decisão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), mas voltou a ter sua prisão, em regime semiaberto, decretada em 2016, pela Justiça fluminense.

Desde então, ela era considerada foragida. Depois da prisão hoje, segundo a Polícia Civil, Vera Lúcia passou mal quando era encaminhada à Cidade da Polícia, na zona norte da cidade. Ela foi levada para o Hospital Copa D’Or, na zona sul da cidade, onde está sob custódia de policiais da Divisão de Capturas e Polícia Interestadual (DC-Polinter).

(Agência Brasil)

Explosão é registrada em poste ao lado do trilho do metrô na estação Couto Fernandes

Por volta das 4 horas desta quinta-feira, 17, uma bomba foi colocada em um poste próximo de estação do metrô de Fortaleza, no bairro Couto Fernandes. A explosão danificou a estrutura, mas não apresentou riscos ao funcionamento do transporte. O poste fica ao lado do trilho do metrô. De acordo com o Corpo de Bombeiros, não houve incêndio subsequente e a ocorrência foi registrada pela Polícia Militar.

Metrofor afirma que a linha está funcionando normalmente nesta manhã. Por 1 hora, os prejuízos foram avaliado por técnicos e engenheiros da empresa responsável. O transporte foi liberado às 7h15min. Os danos já estão sendo reparados.

Este já é o 16º dia da onda de violência no Ceará. Durante a madrugada, outro ataque foi registrado em ponte no bairro Bela Vista. Na noite de quarta-feira, 16, uma agência bancária foi alvo de tiros e incêndio na Aerolândia.

(O POVO Online / Repórter Kevin Alencar)

Pis/Pasep começa a ser pago hoje

Cerca de 3,4 milhões de trabalhadores começaram a receber o pagamento do sétimo lote do abono salarial dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) 2018-2019, ano-base 2017. Podem receber o benefício os trabalhadores da iniciativa privada nascidos em janeiro e fevereiro e os servidores públicos com final de inscrição 5. A estimativa da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia, é que mais de R$ 2,8 bilhões sejam pagos.

A partir de hoje (17), trabalhadores da iniciativa privada podem procurar a Caixa Econômica Federal. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-726 02 07. Para servidores públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet ou pelo telefone 0800-729 00 01.

Os correntistas da Caixa Econômica Federal, instituição bancária responsável pelo pagamento do PIS (iniciativa privada), tiveram os valores depositados em suas contas nessa terça-feira (15).

Tem direito ao abono salarial ano-base 2017 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2017, teve remuneração mensal média de até 2 salários mínimos e seus dados foram informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

O valor do benefício é proporcional ao tempo trabalhado formalmente em 2017. Assim, quem esteve empregado o ano todo recebe o valor cheio, equivalente a um salário mínimo (R$ 998). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é de R$ 84 – ou 1/12 do salário mínimo –, e assim sucessivamente.

Para os trabalhadores nascidos entre julho e dezembro, o Abono Salarial ano-base 2017 começou a ser pago em 2018. Os nascidos de janeiro a junho realizam o saque em 2019. O prazo final de recebimento para todos os trabalhadores favorecidos pelo programa é 28 de junho de 2019.

(Agência Brasil)

Brasil bate recorde de mortes violentas em 2017

113 1

O Brasil bateu recorde de mortes violentas em 2017, com 63.880 casos. No mesmo ano, as mortes cometidas por policiais em serviço e de folga cresceram 20% na comparação com 2016. A compilação destes dados faz parte da 29ª edição do Relatório Mundial de Direitos Humanos, divulgado hoje (17) pela organização não governamental Human Rights Watch (HRW), que analisa a situação de mais de 90 países.

No capítulo sobre o Brasil, o relatório chama atenção para o aumento da letalidade policial após a intervenção federal no Rio de Janeiro, entre fevereiro e dezembro de 2018. Segundo a entidade, de março a outubro de 2018, conforme dados do Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro, a letalidade violenta aumentou 2% no estado, enquanto as mortes cometidas pela polícia cresceram 44%.

Entre essas mortes está a da vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes, ocorrida em 14 de março. O caso ainda não foi esclarecido pelos órgãos de investigação. Para a HRW, a demora em solucionar os casos de assassinatos contribuem para o ciclo de violência. “Um amplo estudo conduzido por criminologistas e jornalistas estima que o Ministério Público tenha apresentado denúncia em apenas dois em cada dez casos de homicídio no Brasil”, aponta o relatório.

A ONG internacional critica a lei aprovada em 2017 pelo Congresso Nacional que permite que militares das Forças Armadas, acusados de cometerem execuções extrajudiciais contra civis, sejam julgados pela Justiça Militar. De acordo com a entidade, a mesma lei transferiu o julgamento de policiais militares acusados de tortura e outros crimes para o âmbito da Justiça Militar.

“Menos de um mês após a promulgação da lei, oito pessoas foram mortas durante uma operação conjunta da Polícia Civil e do Exército na área metropolitana do Rio de Janeiro. Até o momento de elaboração deste relatório, nem os investigadores da Forças Armadas nem os procuradores da Justiça Militar haviam entrevistado testemunhas civis”, diz a entidade.

Condições carcerárias

A partir de dados do Ministério da Justiça de junho de 2016, a entidade informa que mais de 726 mil adultos estavam em estabelecimentos prisionais com capacidade máxima para metade deste total.

No final de 2018, a estimativa do governo federal era que o Brasil tinha 842 mil presos. “A superlotação e a falta de pessoal tornam impossível que as autoridades prisionais mantenham o controle de muitas prisões, deixando os presos vulneráveis à violência e ao recrutamento por facções”, analisa o documento.

Ainda sobre o sistema prisional, a HRW destaca a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que determinou que mulheres grávidas, mães de crianças de até 12 anos ou de crianças e adultos com deficiência, presas preventivamente por crimes não violentos, deveriam aguardar julgamento sob prisão domiciliar, exceto em “situações excepcionalíssimas”.

Crianças e adolescentes
Nos centros socioeducativos, onde 24.345 crianças e adolescentes cumpriam medida de privação de liberdade em janeiro de 2018, foram relatados casos de tortura e morte de crianças sob custódia do Estado. Em Goiânia, 13 servidores foram indiciados por homicídio culposo por negligência pela demora em apagar um incêndio que vitimou dez crianças.

No Ceará, o Ministério Público Federal culpou as “ações e omissões” das autoridades estaduais pela morte de sete adolescentes em 2017 e 2018. Estudo do Instituto Sou da Paz indicou ainda que 90% dos internos de São Paulo afirmaram ter sido maltratados por policiais militares e 25% relataram agressões por agentes socioeducativos.

À época da divulgação do estudo, a Fundação Casa informou que apoiou a pesquisa da instituição e que “respeita os direitos humanos dos adolescentes e funcionários e não tolera qualquer tipo de prática de agressões em seus centros socioeducativos”. Disse também que eventuais abusos são investigados e punidos com demissão por justa causa.

Outros temas

O Relatório Mundial de Direitos Humanos traz, no capítulo sobre o Brasil, dados sobre violações relacionadas à liberdade de expressão, com restrição ao trabalho da imprensa, sobretudo, durante as eleições presidenciais, com a intimidação de mais de 140 repórteres.

Aborda também os mais de 1,2 milhão de casos de violência doméstica pendentes nos tribunais; a possibilidade de retorno das terapias de conversão para mudar a orientação sexual ou a identidade de gênero de um indivíduo; os mais de 1.246 casos de trabalho análogo à escravidão registrados entre janeiro e outubro de 2018; o aumento do uso de agrotóxicos no campo; e o enfrentamento dos abusos cometidos durante a ditadura militar no Brasil.

O documento destaca a chegada de migrantes venezuelanos no Brasil. Dados do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), agência ligada às Nações Unidas, mostram que entre janeiro de 2014 e abril de 2018, 25.311 venezuelanos solicitaram autorização de residência no Brasil. De janeiro de 2014 a julho de 2018, 57.575 pediram refúgio.

O Brasil concedeu refúgio a 14 venezuelanos em 2016 e negou a 28. “Até novembro, mais de 3.100 venezuelanos haviam se beneficiado de um programa federal de transferência para outros estados”.

Foram relembrados também os casos de agressões ao venezuelanos em Roraima, ocorridos em março do ano passado.

(Agência Brasil)

Agência bancária é alvo de tiros e incêndio na Aerolândia

Uma agência do Banco do Brasil localizada na BR-116, no bairro Aerolândia, foi alvo de tiros e incêndio na madrugada desta quinta-feira, 17. O ataque ocorreu por volta das 00h40.

O incêndio foi confirmado pelo Corpo de Bombeiros, que controlou o fogo após ser acionado. Galão de gasolina e garrafas pet usadas pelos suspeitos foram deixadas no local.

Os vidros da agência foram quebrados por conta dos tiros. Ainda não há informações sobre a identificação dos suspeitos.

(O POVO Online)