Blog do Eliomar

Últimos posts

Mercado financeiro reduz de 4,15% para 4,12% projeção para a inflação deste ano

O mercado financeiro reduziu, pela terceira vez consecutiva, a projeção para a inflação deste ano. A estimativa para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou de 4,15% para 4,12%, de acordo com o boletim Focus, uma publicação elaborada todas as semanas pelo Banco Central (BC), e divulgada às segundas-feiras.

A projeção para a inflação este ano está abaixo do centro da meta, que é 4,5%. A meta tem ainda limite inferior de 3% e superior de 6%. Para 2018, a projeção segue em 4,5%.

A previsão de instituições financeiras para o crescimento da economia (Produto Interno Bruto – PIB, soma de todas as riquezas produzidas pelo país) este ano foi ajustada de 0,48% para 0,47%. Para o próximo ano, a estimativa foi mantida em 2,5%.

Selic deve fechar ano em 9%

Para o mercado financeiro, a taxa Selic encerrará 2017 em 9% ao ano. Para o final de 2018, a expectativa permanece em 8,50% ao ano. Atualmente, a Selic está em 12,25% ao ano. A Selic é um dos instrumentos usados para influenciar a atividade econômica e a inflação.

Quando o Copom aumenta a Selic, a meta é conter a demanda aquecida, e isso gera reflexos nos preços, porque juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Quando o Copom diminui os juros básicos, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle sobre a inflação.

(Agência Brasil)

Trecho do viaduto da Aguanambi já desafoga o trânsito da área

Após a liberação do viaduto da Aguanambi – Centro-Messejana – o tráfego na via está fluindo com mais rapidez. Sobre isso, eis o que a secretária municipal de Infraestrutura, Manuela Nogueira, falou sobre o assunto, nesta segunda-feira:

“A expectativa é que haja uma melhora e ganho de 50% no tempo de viagem naquele trecho. A gente espera que, após a entrega da obra de requalificação, que acontece na avenida, haja um ganho ainda maior para aqueles que seguem do Centro para a BR-116”.

(Foto – Tatiana Fortes)

Governador quer formatação juridica para acordo fechado com Roterdã

O governador Camilo Santana (PT) vai reunir, nesta terça-feira, no Palácio da Abolição, segundo assessores, os secretários que integram o estafe relacionado ao memorando firmado, na última semana, pelo Porto do Pecém com o Porto de Roterdã, na Holanda.

Além dos secretários da área econômica, foi convocado o procurador-geral do Estado, Juvêncio Vasconcelos. O objetivo é avaliar o memorando e torná-lo viável em se tratando de legislação brasileira.

Ou seja, dar uma formatação jurídica a tudo acertado na Holanda. Com apoio de uma consultoria internacional.

Chove em 57 municípios cearenses

Choveu em 57 municípios cearense até as 9 horas desta segunda-feira, de acordo com boletim divulgado pela Funceme. Confira as 10 maiores:

Russas (Posto: Russas) : 50.3 mm

Viçosa Do Ceará (Posto: Vicosa Do Ceara) : 41.0 mm

Ibiapina (Posto: Ibiapina) : 38.0 mm

Horizonte (Posto: Horizonte) : 36.0 mm

Beberibe (Posto: Uruau Carrapicho) : 35.0 mm

Santa Quitéria (Posto: Trapia) : 34.0 mm

Ipu (Posto: Ipu) : 32.0 mm

Meruoca (Posto: Meruoca) : 32.0 mm

Aquiraz (Posto: Aquiraz) : 29.0 mm

Forquilha (Posto: Forquilha) : 29.0 mm

Conselho Regional de Administração terá unidade itinerante

O Conselho Regional de Administração do Ceará lançará, às 8h30min do próximo dia 31, na Praça da Imprensa, o “CRA-CE Itinerante”. Trata-se de um veículo van que fará atendimento a profissionais e a sociedade por todo o Estado, informa o presidente do CRA, Leonardo Macedo.

O lançamento do serviço contará com a presença do presidente do Conselho Federal de Administração, Wagner Siqueira. Profissionais e estudantes estão sendo mobilizados para o evento.

SERVIÇO

Administradores, Tecnólogos, empresas e estudantes têm mais uma oportunidade de utilizar os serviços do Conselho Regional de Administração do Ceará. Com eficiência e conforto, a unidade móvel de atendimento está equipada para oferecer diversos serviços do Conselho, como pagamento da Anuidade, tirar a 2ª via de Carteira de Identidade Profissional e da Carteira de Estudante, promoção de ações de fiscalização, entre outros serviços que podem ser feitos na sede do Conselho ou, agora, no Itinerante.

Confiança do Consumidor sobe a maior nível desde dezembro, diz FGV

O Índice de Confiança do Consumidor (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 3,5 pontos em março. O indicador atingiu 85,3 pontos, em uma escala de zero a 200, o maior nível desde dezembro de 2014 (86,4).

A alta foi influenciada pelos aumentos da confiança no presente e do otimismo em relação ao futuro. O Índice de Expectativas, que avalia as opiniões dos consumidores em relação aos próximos meses, avançou 5,1 pontos e alcançou 95,7 pontos, o maior patamar desde fevereiro de 2014 (100,7).

Já o Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos consumidores, subiu 1,2 e atingiu 71,5 pontos, o maior nível desde agosto de 2015 (71,8).

Carne vendida no Ceará é de boa qualidade, garante superintendente do MARA no Ceará

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=KCnV3tNhu-E[/embedyt]

Todos os superintendentes estaduais do Ministério da Agricultura foram convocados para reunião, nesta segunda-feira, em Brasília. A convocação partiu do próprio ministério, que vai discutir consequências da Operação Carne Fraca, realizada pela da Polícia Federal neste mês e que detectou esquema de propina envolvendo fiscais e liberação de carne de origem duvidosa.

A superintendente estadual do Ministério da Agricultura, Maria Luiza Rufino, embarcou para essa reunião e garantiu que a carne vendida no Ceará é de boa qualidade. Ela considera o caso da carne podre encontrada no Paraná algo “pontual”, mas que atinge a credibilidade do País, o maior exportador de carnes do mundo.

João Doria chama Lula de “maior cara de pau do Brasil”

O prefeito João Doria (PSDB) voltou a criticar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante evento oficial neste domingo, 26. O tucano “dedicou” ao petista o plantio de uma muda de pau-brasil. “Essa é talvez a árvore mais brasileira, por sua origem, sua característica e seu nome, dedicamos essa árvore para um homem que tem a coragem de dizer que vai voltar para ajudar o Brasil. Esse cara de pau se chama Luiz Inácio Lula da Silva”, disse o prefeito, na presença da imprensa, de secretários, vereadores e moradores do bairro Vila Jaguara, na zona norte de São Paulo.

Durante o discurso, Doria ainda negou que esteja em campanha eleitoral e chamou a crítica a Lula de “cidadania”. “Como brasileiro, tenho o direito de me manifestar contra os mentirosos, os falsos, os populistas, que, agora, depois de terem destruído o Brasil, têm a cara de pau de dizer que vão voltar para resgatar o País. Resgatar o quê? O Brasil da corrupção, da miséria, da mentira, de 13 milhões de desempregados? Vai contar essa mentira no seu terreiro, o povo não vai aceitar. Esse pau-brasil é dedicado a esse mentiroso, Luiz Inácio Lula da Silva, o maior cara de pau do Brasil”, encerrou.

Essa foi a segunda vez que o prefeito de São Paulo dedicou o plantio de uma muda de pau-brasil ao ex-presidente; ele fez a mesma coisa em 14 de janeiro. Neste domingo, 26, ele esteve na Praça Barão de Ibirocaí, na Vila Jaguara, para participar de mais uma edição do Mutirão Mario Covas. No local, ele ajudou a fazer o calçamento da praça, momento em que desenhou um coração e escreveu “Ame SP” no concreto ainda úmido.

Na sexta-feira, 24, Doria rebateu críticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que afirmou que “gestor não inspira nada, tem que ser líder”. Segundo o prefeito, FHC errou duas vezes os prognósticos sobre ele: de que não venceria as prévias do PSDB para a Prefeitura e de que não seria eleito para governar a cidade de São Paulo. “Se mantiver a média de acertos nas suas previsões, Fernando Henrique vai pedir música no Fantástico”, chegou a declarar, de acordo com a Coluna do Estadão.

Procurada na noite deste domingo, 26, a assessoria de Lula não respondeu aos contatos da reportagem.

(Estadão)

Cid Gomes endossa reeleição de Camilo Santana

Da Coluna Vertical, do O POVO desta segunda-feira:

Se depender do ex-governador Cid Gomes (PDT), o governador Camilo Santana (PT) vai disputar a reeleição. Para ele, o petista vem fazendo uma boa gestão, apesar de enfrentar desgastes de uma estiagem de seis anos.

Cid, feliz pelo irmão Ciro Gomes (PDT) ter recebido, no fim de semana, no Centro de Eventos, a Medalha da Abolição, até afasta dessa disputa ao Estado o seu amigo, o prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT) – sempre cotado por alguns setores do partido como alternativa ao Governo.

Segundo Cid, o prefeito RC faz uma “boa administração”, apesar das dificuldades do momento, e tem, portanto, que tocar todos os projetos estratégicos que Fortaleza exige.

Sobre seu futuro político, o ex-governador prefere se manter como esfinge.

Propina da Odebrecht era entregue até em cabaré, diz delator

97 1

Em depoimento à Justiça Eleitoral, o delator da Odebrecht, Hilberto Mascarenhas, responsável pelo setor de repasses de propina da empresa de 2006 a 2015, relatou que entregas de dinheiro em espécie aconteciam em “lugares absurdos” e até em “cabaré”. A reportagem teve acesso à íntegra do depoimento Hilberto.

Questionado pelo juiz auxiliar da ação que pede a cassação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) da chapa de Dilma Rousseff e Michel Temer na eleição de 2014 sobre como eram os pagamentos ao marqueteiro João Santana e à esposa dele, Mônica Moura, Hilberto respondeu: Se fossem valores pequenos encontravam num bar, em todos os lugares. Você não tem ideia dos lugares mais absurdos que se encontra, no cabaré.

(Com Agências)

Ciro Gomes: “Não tem vontade de ser candidato se Lula for!”

Ex-ministro do governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT-CE) torce para que Lula não concorra novamente ao Planalto. Para Ciro, seria um “desserviço” ao Brasil uma eventual nova candidatura de Lula. O pedetista diz que não gostaria de concorrer contra o ex-presidente. “Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for”, diz.

Ciro também afirma que não tem interesse em ser vice em uma eventual chapa conjunta com Lula.

Em entrevista à Anna Virginia Balloussier, na Folha de S.Paulo desta segunda-feira, o político cearense criticou ainda o prefeito de São Paulo, João Doria, a quem ele classificou como “farsante”, além do “exibicionista” Sergio Moro e do “golpista” Michel Temer.

“Não tenho a menor vontade de ser candidato se o Lula for. Menos em homenagem a ele e mais porque a tendência é ele polarizar o processo. E eu ficar falando de modelo econômico… Vou ter um papel nobre, vou lá para meus 12%, 15% no mínimo, mas daí dizer para o povo que acredito que vou ser presidente… Não consigo mentir desse jeito”, afirmou.

Ainda sobre Lula:

“Temos longa história de parcerias e diferenças. Votei nele em 1989 [no segundo turno], 2002 e 2006. Na Dilma em 2010 e 2014. Entretanto, acho que nesse momento a candidatura do Lula desserve a ele e ao país. Na melhor das hipóteses, ganha e projeta essa confrontação odienta que está rachando o país. Mas a probabilidade de polarizar e perder é muito alta.”

Ciro não poupou críticas a Temer:

“Ele, para além de ser essa coisa constrangedora de chefe de quadrilha, sendo um velho e notório malversador de dinheiros públicos, virou chefe de um governo de patetas.”

Ciro também criticou o “exibicionismo midiático” do juiz Sergio Moro e sua decisão de coagir Eduardo Guimarães, editor do “Blog da Cidadania”, crítico à Lava Jato. “Mandar prender um blogueiro, tem uma coisa patológica nisso”, avaliou.

(Site Brasil 247)

Semace interdita obra de piscina em polo turístico de Jijoca de Jericoacoara

Após multa de meio milhão de reais aplicada pelo Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), por conta da construção de uma piscina, o Alchymist Beach Clube, acabou interditado na última sexta-feira (24) por técnicos da Semace.

O restaurante acabou fechado e a empresa teve que despachar os clientes e dispensar os funcionários.

Além dos funcionários, a interdição afeta ainda bugueiros e agentes de viagem que vendem pacotes de turismo para visitas ao principal empreendimento da Lagoa do Paraíso, em Jijoca de Jericoacoara (Litoral Oeste).

O italiano Giorgio Bonelli, dono, que tem empreendimentos em outros locais, já recorreu da multa aplicada pelo ICMBio.

(Com informações do Blog O Acaraú)

Comissão da Previdência deverá ouvir ministro da Fazenda e ex-presidente do Ipea

Nesta última semana de março (27 a 31), a Comissão Especial da Reforma da Previdência (PEC 287/16) entra em sua fase final de audiências públicas, segundo informou o presidente do colegiado, deputado Carlos Marun (PMDB-MS).

A ideia é que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, seja o último a falar, na quinta-feira (30). A oposição pediu para trazer outro convidado para fazer uma contraposição aos argumentos do governo e esta tarefa deverá ficar a cargo do ex-presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e professor da Unicamp Marcio Pochmann, na quarta-feira (29).

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16 altera regras em relação à idade mínima e ao tempo de contribuição para se aposentar, à acumulação de aposentadorias e pensões, à forma de cálculo dos benefícios, entre outros pontos.

Nesta terça-feira (28), a partir das 14 horas, em local a ser definido será realizada uma audiência pública sobre os impactos da reforma no orçamento público, no mercado de trabalho e na economia brasileira.

(Agência Câmara Notícias)

Sobrando água? – Cagece não atende apelo de morador contra vazamento há 3 dias

O morador da rua Amadeu Furtado, 365, no bairro Parquelândia, já não sabe a mais quem recorrer, diante de um vazamento de água na tubulação da Cagece, em frente à residência.

Segundo o morador, há três dias apelos constantes são feitos à companhia, que parece estar satisfeita com o volume de água para o abastecimento em Fortaleza, após as últimas chuvas.

Após 7 anos – Nos pênaltis, Ferroviário bate o Horizonte e está nas semifinais do estadual

Foi com emoção, drama e precisando dos pênaltis, mas o Ferroviário tem muito para comemorar neste domingo (26). Ao eliminar o Horizonte (4 a 2 nas penalidades depois do 1 a 1 no tempo normal), o Tubarão da Barra voltará a disputar uma semifinal de Campeonato Cearense após sete anos de ausência.

Os gols da partida foram marcados no primeiro tempo. Logo aos nove minutos, Berg arriscou da entrada da área, a bola quicou na frente do goleiro Mauro e foi parar no fundo das redes. O Ferroviário respondeu rápido e aos 13 minutos empatou. Jonathas chutou de fora da área e deu sorte porque o goleiro Fábio Lima foi completamente enganado pela trajetória da bola que desviou num buraco do gramado.

(O POVO Online)

Almoço e jantar grátis

Da Coluna Fábio Campos, no O POVO deste domingo (26):

É o País da boquinha. Os grupos de pressão das mais diversas faixas sociais se especializaram em abocanhar uma fatia. Até time de futebol profissional acha que tem direito a um naco do tesouro. E consegue. No Brasil, só se organizam para arrancar mais dinheiro do Estado e para conquistar ou manter privilégios. É bolsa empresário, é bolsa cultura, é bolsa esporte, é bolsa partido, é bolsa sindicato (de patrão e empregado).

A fonte de dinheiro para manter todos felizes é uma só: cidadãos e negócios produtivos. Governo não produz nada, mas suga boa parte da riqueza produzida. O butim é disputado com avidez. Óbvio que não há dinheiro para atender à multiplicação de direitos. Óbvio que vai faltar dinheiro para atender às reais demandas dos governos.

Por sua vez, os governantes são mestres em vender ilusões. Suas falas, sempre repletas de grandes bondades, prometem mundos mesmo que não haja fundos. É “o mito do Governo grátis” tão bem relatado pelo economista Paulo Rabelo de Castro em seu livro homônimo.

Governo grátis é aquele que promete vantagens para todos, aparentemente sem custo para ninguém. Aparentemente porque, no fim, o preço a ser pago por todos é, obviamente, o desajuste das contas públicas, a desorganização das finanças e a estagnação econômica. Alguma semelhança com o que vivemos hoje? “É um governo que promete dar o que de fato não tem como entregar, tirando de quem supostamente tem.”

Vejam um exemplo de como funciona essa dinâmica: na quinta-feira passada, o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB), recebeu o secretário nacional de Juventude, Assis Costa Filho. Na pauta, a Ação Direta de Constitucionalidade no Supremo que questiona a concessão de passagem gratuita para “jovens de baixa renda” em ônibus interestaduais.

Entenderam? O secretário, com apoio público do senador, quer fazer valer o item de tal Estatuto da Juventude que reserva uma cota de passagens gratuitas para jovens pobres. Sim, o Estatuto é lei. E lá está escrito esta e muitas outras bondades para os ditos jovens (o Estatuto considera jovem até um marmanjo de 29 anos).

Ora, e quem paga pela bondade? O Estatuto diz que é o Governo Federal. Mas, com que fonte de custeio? Pois é. Quem se importa com esse detalhe diante de demanda tão nobre, não é? Sabem o que vai significar se a coisa ficar valendo? O preço das passagens vai aumentar e todos os usuários de ônibus, que são trabalhadores com dinheiro contado, vão pagar pela bondade dos políticos. Claro. É assim que a banda toca.

Já aqui em Fortaleza, um vereador apresenta uma proposta, que mereceu incrível destaque, dizendo que “as empresas” devem indenizar os usuários de ônibus em caso de viagens urbanas interrompidas por grevistas. Creiam! Primeiro: empresário não vai pagar. Quem paga é o preço da passagem. Segundo, o piqueteiro fura o pneu do ônibus e a empresa terá que indenizar? É sério isso? Por que não o sindicato que furou o pneu?

E assim caminhamos, senhoras e senhores. Cada um quer o seu butim de “direitos”. Ah! No fim das contas, o honorável Teodorico Menezes levou R$ 30 mil por mês de sua doce e privilegiada aposentadoria. Tudo dentro da lei? Justo, não é? Ele é apenas mais um entre tantos com tais privilégios de aposentadorias especiais. Quem vai pagar por isso? Lógico que todos os que trabalham e produzem.

A turma contra a reforma da Previdência não gosta de números, mas atentem para somente esse: hoje, a cada ano, o Estado do Ceará tira mais de R$ 1 bilhão para bancar o sistema previdenciário do Estado. É dinheiro que deveria estar sendo usado em investimentos de infraestrutura para criar mais e melhores condições de desenvolvimento para o nosso Ceará. Óbvio que esse saco sem fundo precisa ser costurado.