Blog do Eliomar

Últimos posts

Rodrigo Janot pede prisão de Aécio Neves e quebra de sigilo das gravações da JBS

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG). Também pediu a retirada do sigilo das gravações feitas com os donos da JBS numa operação apoiada pela Polícia Federal. O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu submeter ao plenário da Corte máxima o pedido de prisão do tucano.

A Polícia Federal cumpre nesta quinta-feira, 18, mandados judiciais nas casas e nos gabinetes dos senadores Aécio Neves e Zezé Perrella (PMDB-MG), além de endereços de várias pessoas a eles ligadas, entre elas a irmã do tucano, Andréa Neves, e o filho do peemedebista, Gustavo Perrella.

As medidas foram autorizadas pelo ministro Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). A operação mira citados na delação do empresário Joesley Batista, da JBS, e de outros empresários do grupo.

Além do gabinete no Senado, os policiais estão nos apartamentos de Aécio em Belo Horizonte e no Rio de Janeiro, além da fazenda dele, em Cláudio (MG). Também há medidas judiciais sendo cumpridas contra Frederico Pacheco de Medeiros, primo do senador, apontado por Joesley como intermediário para o pagamento de R$ 2 milhões ao congressista.

Há ainda mandados sendo cumpridos no gabinete em Brasília, na casa e no escritório de Zezé Perrella em Belo Horizonte, fora endereços de um contador e de empresas ligadas a ele. A PF vasculha também a casa do doleiro Gaby Amine Toufic, em Belo Horizonte, e de funcionários do peemedebista, incluindo o assessor Mendherson Souza.

(Com Agências)

Efeito JBS – Dia de horror para o mercado, com bolsa despencando

A quinta-feira começou cinza para o mercado, depois da informação de que Joesley Batista, controlador da JBS, gravou o presidente Michel Temer concordando com pagamentos para manter o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha. A bolsa brasileira abriu em queda de mais de 8% na casa dos 61 mil pontos. A informação é da Exame.

Ações como a da Petrobras e da Vale abriram em leilão, com a Petrobras sinalizando queda de 20% na abertura, a Vale caindo mais de 13% e a Ambev quase 8%.

O clima de incerteza faz com um circuit-breaker já seja esperado pelos investidores. Alguns analistas enviaram aos clientes comunicados dizendo que há grandes chances da paralisação ocorrer.

O mecanismo, que paralisa as negociações em 30 minutos, só é acionado quando as cotações superam o limite de 10% de alta ou de queda. Na volta das negociações, se a queda atingir 15 por cento ante o encerramento do dia anterior, os negócios são suspensos por 1 hora. A última vez em que isso ocorreu foi em 2008, em meio à crise internacional.

Os contratos de Ibovespa Futuro com vencimento para julho caíam mais de 10,02%, atingindo o limite máximo permitido de 61.180 pontos. Seguindo as regras da Bolsa, novos negócios não poderão ser fechados hoje abaixo dessa pontuação.

Dólar Futuro

O dólar futuro disparava nesta quinta-feira, atingindo o limite máximo permitido de 3,3235 reais para este pregão, depois de denúncias envolvendo o presidente Michel Temer. Segundo informações da B3, a bolsa brasileira, o dólar futuro tem limite de negociação diária de 6 por cento, para cima ou para baixo e, uma vez atingido, só podem sair negócios dentro desse nível.

No início da manhã, não foram registrados negócios no mercado à vista, com os investidores evitando tomar posições diante das graves denúncias.

Juros

As taxas dos contratos futuros de juros operavam em forte alta, repercutindo a aversão ao risco e com os investidores já apostando que o Banco Central vai desacelerar o ritmo de cortes da Selic agora.

A curva de juros precificava 92 por cento de chances de redução de 0,75 ponto percentual da Selic no encontro do Comitê de Política Monetária (Copom) no final do mês e o restante era de apostas de 1 ponto. Na véspera, a maioria das apostas indicava corte de 1,25 ponto agora.

Polícia Federal faz operação contra pedofilia em 17 Estados e DF. Nesta lista, o Ceará

A Polícia Federal deflagrou hoje (18) a Operação Cabrera, para reprimir o compartilhamento e a posse de imagens e vídeos de pornografia infantil na internet. No total, cerca de 370 agentes cumprem 93 mandados de busca e apreensão, dois mandados de prisão preventiva e um de condução coercitiva em 17 estados e no Distrito Federal.

A operação está em andamento no Acre, Amazônia, Amapá, Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo, além do Distrito Federal.

A Polícia Federal em Brasília reuniu informações de escritórios estaduais da PF, não diretamente relacionadas entre si, mas que tratam da disseminação de pornografia infantil por meio de redes sociais, e-mail e aplicativos de mensagens e vídeo.

A operação unificada é coordenada pela unidade de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil da Polícia Federal (Urcop). O nome da operação refere-se à menina Araceli Cabrera Sánchez Crespo, uma brasileira de 8 anos que foi sequestrada, violentada e cruelmente assassinada em 18 de maio de 1973, em Vitória, no Espírito Santo. Esse crime permanece impune e, em razão do brutal assassinato a data de hoje ficou instituída como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes.

Os investigados poderão responder pela prática dos crimes de posse, compartilhamento de arquivos de pornografia infantil, com penas previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente e no Código Penal brasileiro de um a seis anos de reclusão.

(Agência Brasil)

OAB do Ceará espera quebra do sigilo das gravações feitas por donos da JBS

O presidente da OAB do Ceará, Marcelo Mota, assim comenta, em seu Facebook, o caso da denúncia bombástica que caiu sobre o presidente Michel Temer, a partir de delação dos donos da JBS:

Os últimos fatos apresentados pela maior investigação de corrupção e lavagem de dinheiro no Brasil colocaram luz em fatos gravíssimos, atitudes repugnantes que precisam ser apuradas com muita transparência e punidas com o devido rigor.

Os brasileiros não podem e nem devem ficar sem resposta. É essencial que o sigilo das gravações citadas seja quebrado para que o conteúdo alcance o conhecimento de todos. Exigimos transparência, celeridade e rigor na apuração da acusação.

Somos contra a corrupção. Somos contra a obstrução da Justiça. Somos a favor do Brasil!

VAMOS NÓS – A OAB apoiou o impeachment de Dilma.

Servidores municipais protestam contra o prefeito e, de quebra, contra Michel Temer

O Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Fortaleza (Sindifort) e a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora realizaram, nesta manhã de quinta-feira, uma manifestação em frente a sede da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog). O objetivo foi cobrar reajuste salarial prometido pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), pois havia a garantia de dialogar sobre o tema neste mês.

Mas o que parecia ato só contra o prefeito, acabou ganhando outra dimensâo: entrou o mote do impeachment do presidente Temer, cujo nome foi citado tentando obstruir a Operação Lava Jato, a partir da compra do silêncio do deputado federal cassado Eduardo Cunha. Isso, depois que veio à tona a delação dos donos do frigorífico JBS.

O Sindifort participará, no próximo dia 24, do ato Ocupação de Brasília, um protesto contra as reformas de Temer.

CUT/CE e entidades de esquerda convocam para ato contra Temer nesta tarde de quinta-feira

266 2

 

A Central Única dos Trabalhadores, Frente Povo Sem Medo, Frente Brasil Popular e várias entidades de esquerda e da sociedade civil estão convocando para uma manifestação, a partir das 16 horas desta quinta-feira, na Praça Clóvis Beviláqua, da Faculdade de Direito da UFC.

O objetivo é pedir o impeachment do presidente Temer diante das denúncias feitas pelos donos do frigorífico JBS, Joesley e Wesley Batista. Eles disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na Operação Lava Jato.

Agora pela manhã, a CUT fará uma plenária para discutir próximas ações contra o governo Temer.

Ciro Gomes volta a chamar Temer de “ladrão”

O ex-ministro Ciro Gomes, presidenciável do PDT, repetiu, em Campo Grande (MS), que o presidente Michel Temer (PMDB) é “ladrão”. Ciro Gomes conversou com a imprensa no aeroporto, onde desembarcou acompanhado dos deputados federais Zeca do PT e Dagoberto Nogueira (PDT) para uma palestra.

O comentário a respeito da denúncia da gravação na qual Temer é citado, acontece após Ciro Gomes ter sido condenado pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal a pagar R$ 30 mil ao presidente por tê-lo chamado de ‘ladrão fisiológico’, em uma entrevista nos Estados Unidos.

“Ainda hoje a Câmara do Tribunal de Justiça do DF me condenou a pagar uma indenização a Michel Temer de R$ 30 mil porque eu disse que ele era ladrão. Ele é ladrão, eu conheço ele de longa data. E o inacreditável, para mim que já conheço todos eles há muito tempo, o inacreditável é eles continuarem operando como quadrilha, uma parte dentro da cadeia e outra fora”, disse.

 

Irmã de Aécio Neves é presa, diz Portal G1

A irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), Andréa Neves, foi presa por agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal na manhã desta quinta-feira (18) na Região Metropolitana de Belo Horizonte, em Minas Gerais. A operação também faz buscas em endereços ligados a Aécio em vários estados. No Rio, um chaveiro foi chamado para os agentes cumprirem o mandado de busca e apreensão no apartamento de Andréa em Copacabana, na Zona Sul. A informação é do Portal G1.

A operação no Rio começou por volta das 5 horas, com autorização do Supremo Tribunal Federal (STF). Também foram feitas buscas nos apartamentos de Aécio e de Altair Alves Pinto, conhecido por ser braço direito do deputado Eduardo Cunha, que está preso.
Por volta das 6h15min, pelo menos cinco carros descaracterizados da Polícia Federal chegaram à chapelaria do Congresso, em Brasília, que é a principal entrada e a mais utilizada pelos parlamentares. No Congresso, as buscas são feitas nos gabinetes de Aécio, do também senador Zeze Perrella (PMDB-MG) e do deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR).

Afastamento

Também estão sendo feitas buscas em endereços ligados a Aécio em Belo Horizonte e em Brasília, e o STF determinou o afastamento de Aécio e de Rocha Loures dos mandatos.
O procurador da República Ângelo Goulart Villela foi preso e há mandado de prisão contra o advogado Willer Tomaz, que é ligado a Eduardo Cunha. A PF também faz buscas no Tribunal Superior Eleitoral, onde atua o procurador da República preso.

O G1 tentou ligar para uma assessora de Aécio Neves, mas o telefone estava desligado. Também não conseguimos contato com os outros citados na reportagem.

Procurador-Geral da República pede a prisão do senador Aécio Neves

A Procuradoria-Geral da República pediu a prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em ação decorrente da Operação Lava Jato, e o relator do caso no Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Edson Fachin, decidiu encaminhar a solicitação ao plenário da corte, de acordo com a emissora Globonews.

Aécio é alvo nesta quinta-feira de operação da PF que cumpre mandados de busca e apreensão em endereços do senador no Rio de Janeiro, em Minas Gerais e em seu gabinete no Congresso Nacional, ações que são desdobramento da operação Lava Jato.

Aécio também foi afastado pelo STF do mandato de senador, de acordo com uma fonte da Polícia Federal.

A operação foi deflagrada depois que Aécio foi gravado pedindo 2 milhões de reais ao empresário Joesley Batista, um dos donos do frigorífico JBS, segundo reportagem do jornal O Globo na noite passada confirmada à Reuters por três fontes.

(Com Reuters/Foto – Estadão)

Aécio deve perder a presidência do PSDB

185 1

Da Coluna Painel, da Folha:

Mesmo aliados do senador Aécio Neves (MG) reconhecem que não há clima para ele permanecer no posto de presidente do PSDB. Integrantes da campanha presidencial do tucano, em 2014, choraram com o relato de que ele pediu R$ 2 milhões a Joesley Batista.

Chico e Francisco Apesar da euforia com as acusações contra Temer e Aécio, a oposição, nos bastidores, se prepara para “fatos novos”, que envolvam integrantes de partidos da esquerda. Um dirigente de sigla aliada ao PT advertiu: “Não para por aí”.

(Foto – Estadão)

Efeito JBS – Empresas brasileiras registram queda na Bolsa de Nova York

A denúncia de que o presidente Michel Temer teria sido gravado dando aval para a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e ao operador Lúcio Funaro pelo dono da JBS, Joesley Batista, segundo publicado pelo site do jornal “O Globo” nesta quarta-feira à noite, atingiu em cheio os ADRs (American Depositary Receipts), recibos de ações de empresas brasileiras negociados na bolsa de Nova York.

Nas operações eletrônicas de “after hours”, após o fechamento do pregão regular, das dez maiores quedas, os papéis das companhias do país contam com sete representantes. ADRs lastreados em Petrobras ON recuavam por volta de 21h30 (de Brasília) 11,08%, na liderança da lista de perdas. Os recibos com lastro em Ambev ON recuavam 10,11%, Itau Unibanco.

*Com Valor Econômico aqui.

Conta de luz deve continuar com bandeira vermelha até novembro

A bandeira tarifária vermelha de patamar 1 deve continuar a elevar o preço das contas de luz até o fim do período seco, em novembro, quando o volume de chuvas deve aumentar e elevar o nível dos reservatórios de hidrelétricas brasileiras. A previsão é do diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Barata.

A bandeira tarifária vermelha é acionada quando é preciso ligar usinas termelétricas, que produzem energia com custo maior que as hidrelétricas.

“As nossas avaliações são de que, ao longo do período seco, o preço vai subir, porque cada vez mais vamos precisar das usinas térmicas. Se o lado benéfico delas é o fato de serem presumíveis e gerenciáveis e termos o controle dos combustíveis, o outro lado é serem mais caras”, disse Barata.

Segundo o diretor do ONS, em novembro, os reservatórios do Sudeste estarão com 20% da capacidade, e os do Nordeste, possivelmente abaixo dos 10%. Quando a bandeira vermelha patamar 1 está em vigor, os consumidores pagam R$ 3 a mais para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Em 2017, a bandeira patamar 1 está em vigor desde abril.

Campanha de conscientização

Barata informou que o governo pretende fazer uma campanha para estimular o uso de energia elétrica sem desperdícios. No entanto, segundo ele, não há previsão de racionamento. “Não há risco de desabastecimento, mas existe quase uma certeza de encarecimento de energia, que às vezes só aparece no ano que vem, quando houver o reajuste tarifário.”

O diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Romeu Rufino, disse que a proposta da campanha já foi discutida em reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico e que a medida deve ser lançada no segundo semestre.

(Agência Brasil)

STF determina afastamento de Aécio e do deputado Rodrigo Loures. Irmã de Aécio tem prisão decretada

226 1

O STF determinou o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) do mandato de senador e do deputado Rocha Loures (PMDB-PR) do mandato de deputado federal. Com relação ao senador Zezé Perrela (PMDB-MG), o mandado é de busca e apreensão. A informação é da Coluna do Estadão desta quinta-feira.

O Supremo também autorizou a prisão da irmã do senador, a jornalista Andrea Neves. O mandado é de prisão preventiva, quando não há prazo para a soltura.

Todos os envolvidos foram citados na delação do empresário Joesley Batista fechada com a Procuradoria-Geral da República. Aécio e Rocha Loures foram acusados por ele de pedirem dinheiro. Os valores foram pagos com notas rastreadas e a entrega filmada.

Todas as ações são autorizadas pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo. Endereços de Aécio Neves e Rocha Loures foram alvo de busca e apreensão.

Governo negocia duas termelétricas para a ZPE do Pecém

235 1

Da Coluna Vertical, do O POVO desta quinta-feira:

O governo estadual, por meio da Secretaria de Assuntos Internacionais, está negociando a instalação de duas termelétricas no Complexo Industrial e Portuário do Pecém, em São Gonçalo do Amarante (Região Metropolitana de Fortaleza).

Segundo o secretário Antônio Balhmann, que evitou dar maiores detalhes sobre as negociações, esses dois projetos serão fincados na área da Zona de Processamento de Exportações (ZPE), o que garante isenções e menos burocracia para investidores.

Uma termelétrica vai operar exclusivamente para atender às empresas da ZPE, que já conta com a CSP e em breve uma da área do granito. A outra para abastecer demais empresas do Pecém.

Balhmann não adiantou valores ou grupos nessa transação, mas avisou: ao contrário das termelétricas atuais, movidas a carvão, as novas serão tocadas à base do gás natural, no que a natureza, sem dúvida, agradecerá.

PF cumpre mandados na sede do TSE. Um procurador eleitoral é preso

A Polícia Federal foi ao Tribunal Superior Eleitoral nesta quinta-feira (18) cumprir mandados de busca. A intenção é encontrar documentos que possam servir de prova contra o procurador da República Ângelo Goulart Villela, que trabalha na Corte Eleitoral, e que foi preso pela corporação pela manhã. A defesa dele não foi localizada.

De acordo com a página do TSE na internet, Villela é “membros auxiliar” na Procuradoria-Geral Eleitoral.

Delação da JBS

A operação teria tido início após a delação do dono do frigorífico JBS, Joesley Batista, que entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação do senador Aécio Neves pedindo a ele R$ 2 milhões. No áudio, com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato. A informação foi divulgada pelo jornal “O Globo” na quarta-feira (17).

Após a publicação da denúncia, a assessoria de imprensa de Aécio Neves afirmou que o senador “está absolutamente tranquilo quanto à correção de todos os seus atos”.

“No que se refere à relação com o senhor Joesley Batista, ela era estritamente pessoal, sem qualquer envolvimento com o setor público. O senador aguarda ter acesso ao conjunto das informações para prestar todos os esclarecimentos necessários”, diz o texto.

Morre Chris Cornell, vocalista do Soundgarden e do Audioslave

Morreu, nessa noite de quarta-feira em Detroit (EUA), o músico Chris Cornell (52), vocalista do Soundgarden e mais tarde do Audioslave. A informação é da imprensa dos Estados Unidos e a agência Associated Press (AP). A causa da morte do músico não foi informada. A família pediu privacidade, segundo a mídia norte-americana.

O músico havia se apresentado na quarta à noite com a banda no Fox Theatre, em Detroit. A página da casa de espetáculos postou duas fotos da apresentação nas redes sociais. Nesta quinta (18), Cornell participaria do festival “Rock the Range”, em Columbus hoje à noite.

“You know my name”, tema do filme de James Bond Casino Royale foi um dos grandes sucessos do cantor.

Nascido e criado em Seattle, Cornell foi um dos principais arquitetos do movimento grunge, formando o Soundgarden ao lado do guitarrista Kim Thyail e do baixista Hiro Yamamoto, em 1984.

Depois, Cornell formou o supergrupo Audioslave, com Tom Morello de Rage Against The Machine, Tim Commerford e Brad Wilk. Em 2007, se concentrou em carreira solo antes de se reagrupar com Soundgarden, em 2010.

(Com AFP)

Jornalista Lauro Jardim diz que virão mais bombas pós-denúncias dos donos da JBS

O jornalista Lauro Jardim, do O Globo, que detonou a bomba das denúncias dos donos da JBS contra o presidente Michel Temer, virão novos desdobramentos pesados nas próximas horas. A Operação da PF e MPF em propriedades do senador Aécio Neves no Rio, Belo Horizonte e em seu gabinete em Brasília, já é um dos desdobramentos do que denunciou a JBS. Essa operação só saiu porque a delação da JBS já foi homologada.

“Infelizmente, alguns políticos ainda não aprenderam a lição”, disse Lauro Jardim, em entrevista, nesta manhã de quinta-feira, para a Rádio CBN/OPOVO. Lauro, que divulgou com exclusividade essa bomba sobre o Planalto, informou que não chegou a ver vídeos e ouvir áudios gravados por Josley Batista, dono do frigorífico JBS.

Joesley Batista entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) uma gravação do senador Aécio Neves (PSDB-MG) pedindo a ele R$ 2 milhões. No áudio, com duração de cerca de 30 minutos, o presidente nacional do PSDB justifica o pedido dizendo que precisava da quantia para pagar sua defesa na Lava Jato.

Gravação da JBS é suficiente para investiga Temer, dizem especialistas

Se confirmadas, as gravações feitas pelo dono da JBS, Joesley Batista, que supostamente mostram o presidente Michel Temer (PMDB) dando aval à compra do silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) e do operador Lúcio Funaro, ambos presos na Operação Lava Jato, seriam suficientes para abertura de uma investigação e de um posterior pedido de impeachment, segundo especialistas ouvidos pelo portal UOL.

É a primeira vez que o presidente Temer é envolvido na Operação Lava Jato devido a ações praticadas durante seu mandato presidencial.

A PGR (Procuradoria-Geral da República) não só pode como deve investigar esse caso. O pedido de abertura de inquérito deve ser levado ao STF”, afirmou José Nantala Bádue Freire, especialista em direito constitucional da Peixoto &  Cury Advogados.

De acordo com informações divulgadas pelo jornal “O Globo” nesta quarta-feira (17), a conversa entre Joesley e Temer teria acontecido no dia 7 de março no Palácio do Planalto. O empresário teria gravado gravador escondido. Segundo a reportagem, Joesley disse ter contado a Temer que estava pagando a Cunha e Funaro para ficarem calados. O presidente, segundo o empresário, responde: “Tem que manter isso, viu?”

 

 

Abrasel-CE divulga manifesto de apoio á revitalização da Rua José Avelino

210 1

A Abrasel do Ceará divulgou, na noite dessa quarta-feira (17), nota em favor da revitalização da José Avelino, que está começando a ser tocada pela Prefeitura de Fortaleza. Confira:

A Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Ceará (Abrasel-CE) manifesta apoio à Prefeitura de Fortaleza pela revitalização da José Avelino e entorno.

A entidade atua em defesa dos comerciantes da região que trabalham formalmente, pagam impostos e geram milhares de empregos.

Por fim, a instituição apoia os estabelecimentos do Centro Dragão do Mar, que há anos sofrem com a depreciação causada pela ocupação irregular deste espaço, importante gerador de entretenimento e cultura.

Abrasel/Ceará.