Blog do Eliomar

Últimos posts

Chove em 122 municípios do Ceará

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=By7h17rEaV8[/embedyt]

No município do Eusébio, que ainda não entrou no boletim, muita chuva.

(Atualização às 11h12min)

Choveu, ate às 8 horas desta sexta-feira, em 122 municípios cearenses, segundo boletim divulgado pela Funceme. Confira as 10 maiores chuvas:

Assaré (Posto: Assare) : 88.0 mm

Porteiras (Posto: Sitio Saco) : 87.0 mm

Missão Velha (Posto: Jamacaru) : 74.0 mm

Missão Velha (Posto: Gameleiro De S. Sebastiao) : 73.4 mm

Cruz (Posto: Cruz) : 56.0 mm

Ibaretama (Posto: Ibaretama) : 56.0 mm

Pires Ferreira (Posto: Pires Ferreira) : 51.0 mm

Redenção (Posto: Redencao) : 50.4 mm

Fortaleza (Posto: Fund.ma.nilva(agua Fria)) : 50.0 mm

Palmácia (Posto: Palmacia) : 47.6 mm

DETALHE – Em Fortaleza, choveu 50 milímetros.

BNB promove encontro em Sobral tendo Eunício Oliveira como atração

Marcos Holanda e Eunício Oliveira.

O presidente do Congresso Nacional, senador Eunício Oliveira (PMDB), vai fazer festa política, nesta sexta-feira, em Sobral, reduto político dos Ferreira Gomes. Ali, ele vai conferir o “Encontro com Produtores Rurais da Zona Norte”, uma promoção do Banco do Nordeste. O evento, com início marcado para as 8 horas, na sede da AABB, tem como objetivo apresentar aos produtores rurais a Lei 13.340/2016, Lei Eunício Oliveira, que autoriza a liquidação e renegociação das dívidas de créditos rural contraídas em decorrência da seca.

O encontro contará ainda com a presença de diretores, superintendentes do BNB e do deputado federal Moses Rodrigues (PMDB), que disputou e perdeu a Prefeitura de Sobral para Ivo Gomes (PDT). Produtores rurais de vários municípios da Zona Norte foram mobilizados.

DETALHE – O BNB é comandado por Marcos Holanda, uma indicação do senador Eunício Oliveira.

Caso Eusélio – Justiça manda condenado há 21 anos cumprir pena

Já se passaram 25 anos, 5 meses e 19 dias desde que o cineasta Eusélio Oliveira, 54, caiu morto sobre o jardim de um centro comercial, no Centro, em Fortaleza. Faz 1.329 semanas que o sargento da reserva da Marinha Luiz Rufino efetuou os dois disparos que interromperam planos e projetos de uma vida inteira, após uma discussão banal. Há 9.304 dias o militar vive na impunidade.

Entretanto, agora, e tão somente agora, o Caso Eusélio, como é chamado o processo de homicídio em aberto mais antigo da Justiça brasileira, ganhou um novo capítulo. Numa demonstração de ironia impensável e total letargia da Justiça brasileira, a 3ª Vara do Júri do Fórum Clóvis Beviláqua determinou, no último dia 10, que Rufino começasse a cumprir a pena de prisão a qual fora condenado ainda em 5 de dezembro de 1995.

Ao assinar a decisão, após requerimento da assistência de acusação, o titular da 3ª Vara, juiz Victor Nunes Barroso, que assumiu o posto há seis meses, desconhecia a atual situação de Rufino. Tanto que o magistrado converteu a sentença de 12 anos de reclusão, por homicídio qualificado e lesão corporal, a igual período de prisão domiciliar, com monitoramento por uso de tornozeleira eletrônica, em decorrência da idade do réu.

A ordem de prisão foi encaminhada à Delegacia de Capturas (Decap), da Polícia Civil. Até a tarde de ontem, porém, não havia confirmação do cumprimento. O POVO procurou a Marinha do Brasil e foi informado, por meio do Banco de Dados de Pessoal Militar, que Rufino falecera em 15 de agosto de 2016. A informação é contestada por familiares de Eusélio, muito embora tenha partido de fonte oficial.

É que essa não é a primeira vez que Rufino é dado como morto. Durante o processo, que atualmente aguarda decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a prescrição do caso, a defesa do militar informou, por mais de uma vez, que o sargento havia falecido. Circunstâncias que reforçaram a decisão de Barroso, ao determinar o cumprimento da pena.

“Não sabemos se ele está vivo, mas também não temos informações sobre a morte dele, embora tenha sido dado como morto por diversas vezes. E isso consta nos autos”, disse o magistrado, por telefone, ao O POVO. Barroso adiantou ainda que, caso o STF decida que o caso já prescreveu, a determinação fica “sem efeito”.

Segunda instância

A decisão do juiz teve como base o entendimento do STF, adotado em outubro de 2016, de que o início da execução da pena pode ocorrer após condenação em segunda instância. É o caso de Rufino, cuja condenação foi confirmada pelo Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE), ainda em 1996, muito embora, na ocasião, os desembargadores tenham reduzido a pena de 15 para 12 anos, anulando a lesão corporal, por conta de erros no questionário aplicado ao júri, na primeira instância.

DETALHE – Em setembro do ano passado, O POVO publicou o especial Eusélio Oliveira – À espera de um desfecho especiais.opovo.com.br/euseliooliveira/

(O POVO – repórter Thiago Paiva)

Camilo garante isenção de ICMS para taxistas

O governador Camilo Santana (PT) vai assinar, às 8 horas desta sexta-feira, no Palácio da Abolição, mensagem que isenta o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas aquisições de veículos por taxistas. O documento será encaminhado imediatamente à Assembleia Legislativa para votação.

A medida é específica para os veículos que foram objeto da concorrência 001/2014 da Prefeitura de Fortaleza e beneficia 490 taxistas. O objetivo é ampliar o número de vagas. Para entrar em vigor, a proposta precisa ser aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador.

Ou seja, vai ter festa de taxistas no Palácio.

AGU recorre de decisão que suspendeu propagandas sobre reforma da Previdência

A Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou nessa quinta-feira (16) recurso contra a decisão da Justiça que suspendeu a veiculação de propagandas do governo federal sobre a reforma da Previdência. No recurso, a AGU sustenta que é dever da administração pública divulgar suas ações para a população. A petição foi apresentada ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre.

No recurso, a AGU argumenta que a campanha publicitária tem objetivo de esclarecer a sociedade sobre a situação financeira da Previdência Social e a necessidade da reforma. A AGU ressalta que a Previdência encerrou o exercício financeiro de 2016 com déficit de R$ 140 bilhões e que as mudanças são necessárias diante da projeção de envelhecimento da população.

“A divulgação de publicidade institucional destinada a chamar a atenção para tema relevante a ser discutido por toda a sociedade, mais do que um direito, é um dever dos poderes constituídos”, diz a AGU.
Na quarta-feira (15), a juíza Marciane Bonzanini, da 1ª Vara Federal de Porto Alegre, determinou a suspensão da veiculação de propagandas do governo federal sobre a reforma da Previdência. Ela atendeu a um pedido de decisão liminar feito por nove sindicatos do Rio Grande do Sul.

A juíza entendeu que “a campanha publicitária retratada neste feito não possui caráter educativo, informativo ou de orientação social, como exige a Constituição”. A magistrada deu 72 horas para o governo se manifestar, mas ordenou a notificação para a suspensão imediata das propagandas, em todo território nacional, sob pena de multa diária de R$ 100 mil em caso de descumprimento.

(Agência Brasil)

Enel integra lista de empresas com o maior número de processos no Ceará

Instituições com o maior número de processos tramitando em Fortaleza passarão a ser intimadas e citadas de forma eletrônica. Um projeto-piloto sobre o assunto foi apresentado, nessa quinta-feira, pela Diretoria do Fórum Clóvis Beviláqua. Participaram representantes das duas primeiras empresas convidadas a aderir: a Enel (antiga Coelce) e a Seguradora Líder, responsável pelo consórcio de empresas que lidam com o Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (DPVAT).

A Enel concordou de imediato com a participação, faltando apenas a verificação de questões operacionais. A Líder aprovou a ideia, prometendo uma resposta definitiva para a próxima semana, após consulta a outros profissionais da seguradora. O próximo passo será a publicação de uma portaria, da Diretoria do Fórum, normatizando o assunto. O documento trará ainda um termo de compromisso em anexo, no qual a parte garante que seguirá a sistemática. A previsão de início do projeto-piloto é o próximo dia 3 de abril.

A apresentação do projeto ocorreu em duas reuniões seguidas (uma com cada empresa) no gabinete do diretor do Fórum, juiz José Ricardo Vidal Patrocínio. Também presente nos encontros, o coordenador das Varas Cíveis de Fortaleza, juiz Demétrio Saker Neto, destacou que o trabalho deve iniciar pelas duas empresas que possuem um número maior de processos, com a perspectiva de, posteriormente, ser ampliado para incluir todos os grandes litigantes. “É uma iniciativa louvável do Tribunal de Justiça do Ceará, por meio da Diretoria do Fórum, que vai otimizar o serviço, tanto em relação à celeridade, à maior segurança e à sustentabilidade, diminuindo o gasto de papel”, destacou.

A responsável jurídica da Enel no Ceará, Priscila Malveira, considerou a proposta muito interessante por ir totalmente ao encontro de pilares da empresa: as questões da inovação e, principalmente da sustentabilidade. “Estamos certos que será muito exitosa essa parceria por tudo: pelo ganho de sinergia, pela quebra da burocracia, agilidade do processo e a questão da sustentabilidade, que é o grande foco de empresas do porte das envolvidas nesse projeto”, ressaltou.

A gerente jurídico-corporativa da Seguradora Líder, Terezinha França, elogiou a iniciativa e disse ter boas expectativas de que o termo de compromisso será firmado e possa servir como modelo para outras comarcas. “Achei a proposta excelente porque dá muita celeridade aos processos e reduz o custo para ambas as partes. Para a Seguradora Líder, significa reduzir parte do trabalho que temos hoje, evitando, por exemplo, a necessidade de digitalizar as citações que chegam pelos Correios, tornando tudo muito mais ágil”, observou.

Do Fórum, também participaram das reuniões, a juíza Jovina d´Ávila Bordoni (coordenadora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania de Fortaleza); o secretário executivo, Wilton Bessa; o assessor jurídico Luiz Eliésio Silva; o diretor do Departamento de Informática, Leandro Taddeo; e os servidores do referido departamento, Ésio Lima Verde e Carlos Olegário Pinheiro.

Funcionamento

A iniciativa é prevista na legislação. De acordo com Luiz Eliésio Silva, a Lei 11.419/2006, que trata do processo eletrônico, possibilita que as partes sejam intimadas eletronicamente. Além disso, o novo Código do Processo Civil (CPC) orienta também que as instituições devem manter um cadastro para viabilizar esse tipo de intimação.
“É nesse sentindo que estamos trabalhando, principalmente em relação aos grande litigantes, que geram maior número de Avisos de Recebimento (AR), por exemplo, economizando em gastos com os Correios e otimizando o trabalho dos oficiais de Justiça, que poderão se dedicar a outras diligências”, explicou.

A sistemática funcionará em uma ferramenta eletrônica própria (onde já tramitam os processos) para a qual todas as intimações serão enviadas pelas unidades judiciárias da Capital. Os litigantes terão dez dias para conferir. A partir de então, o prazo processual passará a ser contado por dia útil, conforme prevê o novo CPC.

(Site do TJCE)

TRT do Ceará lança edital para reforma e ampliação do Fórum Trabalhista de Maracanaú

O Tribunal Regional do Trabalho do Ceará abriu licitação para contratação, em regime de empreitada por preço global, de empresa especializada para executar obra de ampliação e reforma do Fórum Trabalhista de Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza). A entrega e abertura das propostas está marcada para o dia 27 deste mês, às 10 horas, na Divisão de Licitações e Contratos do TRT/Ceará.

O licitante poderá comparecer por meio de sócio, proprietário, dirigente ou assemelhado da empresa proponente ou de procurador habilitado. É preciso credenciar-se perante a Comissão Especial de Licitações por meio de documento de representação a ser apresentado até o início da sessão de recebimento e abertura dos envelopes.

SERVIÇO

*O Edital com todas as informações sobre a licitação encontra-se disponível no site www.trt7.jus.br.

*Os interessados também podem retirá-lo na Divisão de Licitações e Contratos do TRT/CE, que fica na Rua Vicente Leite, 1281, 6° andar, Anexo II, Aldeota, Fortaleza, mediante mídia digital (pen drive, HD externo etc), no horário das 7h30min às 15h30min. No mesmo endereço eletrônico, é possível encontrar também planilhas e projetos.

(Site do TRT-CE)

Sem Lava Jato – BNDES vai retomar desembolsos para Andrade Gutierrez e Queiroz Galvão

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou hoje (16) que serão retomadas as liberações de recursos para mais dois contratos de empresas investigadas na Operação Lava Jato, iniciada pela Polícia Federal em março de 2014. Os contratos são da empreiteira Andrade Gutierrez, para exportação de serviços de engenharia para uma rodovia em Gana, na África; e da Construtora Queiroz Galvão, para exportação de serviços de engenharia para um projeto agrícola na República Dominicana.

Ontem (15), o BNDES autorizou o envio do termo de compromisso relativo à retomada dos desembolsos para os dois contratos. No termo de ‘compliance’, as exportadoras dos serviços, no caso a Andrade Gutierrez e a Queiroz Galvão, e os importadores/devedores (governos de Gana e da República Dominicana) se comprometem a cumprir a finalidade da aplicação dos recursos financiados pelo banco.

Em janeiro passado, o banco já havia retomado os desembolsos do contrato de financiamento às exportações de bens e serviços de engenharia para construção, pela Queiroz Galvão, de um corredor logístico em Honduras.

Critérios

Foram considerados, para a retomada das liberações, critérios anunciados em outubro de 2016, como: percentual de avanço físico da obra; participação de outras instituições no financiamento; impacto de novos desembolsos no aumento da exposição e do risco de crédito do BNDES.

A participação do banco no projeto de Gana é de cerca de 70%, ou US$ 202,1 milhões. O contrato de financiamento foi firmado em julho de 2013. Até o momento, já foi desembolsado o equivalente a US$ 65,3 milhões.

Para as obras de desenvolvimento agrícola na República Dominicana, a participação do BNDES corresponde a 73% do valor do projeto, da ordem de US$ 72 milhões, iniciado em julho de 2013. Os desembolsos somam até agora correspondem a US$ 13,7 milhões.

Carteira

Do total de 25 contratos com repasses suspensos pelo banco, 21 continuam em análise. O diretor da Área de Comércio Exterior do BNDES, Ricardo Ramos, anunciou em outubro do ano passado, quando foi suspenso o pagamento de US$  4,7 bilhões para os 25 contratos de financiamento no exterior de empresas de engenharia e construção brasileiras investigadas pela Operação Lava Jato, que os contratos seriam analisados caso a caso.

A análise leva em conta aspectos como economicidade do projeto, adequação de custos, conformidade com práticas internacionais de contratação e verificação de concorrência no processo de seleção. As regras foram definidas com base na recomendação da Advocacia-Geral da União (AGU) e em determinação do Tribunal de Contas da União (TCU).

Os projetos que ainda não foram contratados serão submetidos aos mesmos procedimentos.

(Agência Brasil)

Deputado tucano diz que leilão de aeroportos significa que País está retomando a credibilidade

O deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB) disse, nesta quinta-feira, em pronunciamento na Câmara, que o leilão de quatro aeroportos do País (Fortaleza, Porto Alegre, Salvador e Florianópolis) significa “a retomada da credibilidade do Brasil”. Com a transação, o governo federal vai arrecadar R$ 3,7 bilhões, o que é visto pelos aliados do Palácio do Planalto como reforço de caixa, diante da crise econômica e do sufoco nas contas públicas.

“Mais do que os recursos que virão, é a credibilidade internacional do Brasil que está de volta”, afirmou Raimundo Matos. O deputado do PSDB lembrou que durante os governos anteriores, do PT, o BNDES financiavam obras lá fora, na Venezuela e em Cuba. “Agora, os recursos estão vindo para o Brasil”, reforçou o tucano.

O grupo alemão Fraport vai assumir os aeroportos de Porto Alegre e Fortaleza; Salvador ficou com a francesa Vinci e Florianópolis, com a suíça Zurich. Com ágil de 18% acima do lance inicial, o Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, foi arrematado por R$ 425 milhões.

Para o parlamentar cearense, os leilões dos aeroportos devem ser vistos dentro de um conjunto de medidas que o governo Temer está tomando, “para reduzir os impactos das irresponsabilidades dos governos do PT”. Raimundo Matos criticou, ainda, obras estruturantes prometidas pelos governos Lula e Dilma, mas não finalizadas, como a Refinaria Premium II, o Metrô de Fortaleza (Metrofor) e o projeto de Transposição das Águas do Rio São Francisco.

Comissão deverá votar reforma trabalhista no final de abril, afirma relator

O relator da reforma trabalhista (PL 6.787/16), deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), disse, nesta quinta-feira (16), que a comissão especial que analisa o tema deverá votar seu relatório no final do mês de abril ou no início de maio. Marinho ressaltou ainda que “certamente” após a votação, o projeto deverá ser levado para a apreciação do plenário da Câmara dos Deputados.

“Normalmente pelo tamanho e dimensão do projeto, não há muita dificuldade de que ele tramite na Câmara. Há um pedido [para a que o plenário aprecie] mas, certamente logo após a votação, haverá um número suficiente de assinaturas para solicitar que seja apreciado pelo plenário da Câmara também”, disse antes de participar de um encontro com empresários em São Paulo.

O relator disse esperar que cerca de 400 a 500 emendas ao projeto sejam apresentadas até a próxima semana, quando se encerra o prazo para aditivos ao texto. Até o momento, foram protocoladas mais de 220 emendas. Segundo Marinho, o relatório deverá ser apresentado em meados de abril e deverá ser votado até o princípio de maio.

“Para que façamos um trabalho com consistência, com cuidado, eu acredito que antes da Semana Santa, até o dia 12 ou 13 de abril a gente terá condição de apresentar o relatório. Apresentado o relatório, tem aí pedidos de vistas, um novo prazo de emendamento, e devemos votar isso até o final do mês de abril, ou princípio de maio na comissão”.

O relator voltou a defender a reforma e disse que a nova lei, se aprovada, será saudável para o ambiente de negócios do país. Na avaliação de Marinho, há a necessidade de o Brasil passar a ter uma legislação “que esteja no espírito do nosso tempo”.

“[A reforma é saudável para] no momento de dificuldade, preservar empregos e, no momento de bonança, permitir que haja a possibilidade que empresas possam bonificar, melhorar o ganho de produtividade dos seus funcionários”, disse. “A atual legislação é antiga, uma legislação que, apesar de vir sendo reformada ao longo do tempo, ela não tem a condição de ter, de agasalhar os aplicativos da internet, como Uber, a questão do trabalho intermitente, o da jornada móvel”.

Manifestações

O relator disse que as manifestações contra as reformas do governo, como as ocorridas ontem, são bem-vindas e fortalecem as instituições. No entanto, Marinho classificou as pessoas que criticam o projeto como “mal-informadas” ou “contra por serem contra”.

“O que eu tenho visto, ouvido, lido, daqueles que fazem crítica ao projeto eu dividiria em duas categorias: aqueles que são mal-informados, que não leram, ou que foram informados de maneira equivocada por outros, e tem repetido palavras de ordem que não tem nada a ver com o que tem no corpo do projeto”, disse. “E o segundo são aqueles que são contra por serem contra, ai não há o que fazer, não é racional a discussão”.

Lista de Janot

O relator disse ainda que os pedidos de investigação enviados pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), relativos a delações de ex-diretores da empreiteira Odebrecht, não têm influenciado a tramitação da reforma.

“Eu acho que está tramitando bem, estamos tendo um diálogo bastante produtivo com os deputados de oposição que estão dentro da comissão. Todos os pedidos que foram feitos de se ouvir entidades personalidades, associações foram contemplados e tem corrido tudo bem”.

(Agência Brasil)

Fabiano Piúba é eleito presidente do Fórum Nacional dos Secretários Estaduais da Cultura

O secretário da Cultura do Ceará, Fabiano Piúba, foi eleito, nesta quinta-feira, em Brasília, por unanimidade, o presidente do Fórum Nacional de Dirigentes Estaduais de Cultura. A escolha ocorreu durante reunião do fórum que tem, entre seus objetivos, propor e oferecer a construção de uma política pública cultural em âmbito regional e nacional. Isso, com a participação e atuação dos estados brasileiros.

Fabiano Piúba, bom destacar, é escritor e doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Foi nomeado secretário-adjunto da Cultura do Estado do Ceará em fevereiro de 2015 e secretário da Cultura do Estado do Ceará em fevereiro de 2016, pelo governador Camilo Santana (PT).

Rui Falcão abre guerra contra petistas caloteiros

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, anda revoltado com uma penca de correligionários dispostos a concorrer a uma cadeira do Diretório Nacional do partido e que não pagam em dia a mensalidade do PT. A informação é da Coluna Radar, da Veja Online.

Em tese, é vedada a participação dos caloteiros nas disputas partidárias. Ainda assim, uma galera deixa para acertar as contas em cima da hora. Outra sequer paga o que deve e, só depois da eleição, descobre-se que determinada figura constava na lista de credores da legenda.

(Foto – Milton Michida/AE/Veja)

Justiça Federal comemora primeiro aniversário do Novo Código de Processo Civil

A Justiça Federal do Ceará vai promover, nesta sexta-feira, em sua sede, a partir das 9 horas, o seminário Um Ano de Vigência do Novo Código de Processo Civil.

Além das mesas de debates sobre o tema, que congregará juristas e especialistas da área, haverá momento para uma homenagem ao desembargador federal cearense Roberto Machado (TRF-5).

 

TJ nega liberdade a acusado de liderar grupo que vendia anabolizantes e medicamentos proibidos

A 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Ceará negou liberdade a José Leonardo Sales de Freitas, acusado de liderar grupo que comercializava anabolizantes e medicamentos de venda proibida. O desembargador Mário Parente Teófilo Neto foi o relator do processo, informa o site do TJCE.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Ceará (MP/CE), os policiais receberam informações da existência de uma espécie de farmácia com medicamentos proibidos no país. Ao fazer busca na casa do acusado, no bairro Quintino Cunha, encontraram em um armário inúmeros medicamentos e anabolizantes, entre eles misopostrol (abortivo de uso restrito hospitalar), rivrotril (psicotrópico), pramil (de venda proibida no Brasil) e durateston (anabolizante), entre outros.

Além de José Leonardo, que está preso desde o dia 28 de novembro de 2016, integravam a quadrilha outras quatro pessoas. A captura do acusado foi possível em virtude de três meses de investigações da Polícia Civil.

Em 2 de fevereiro de 2017, o Juízo da 2ª Vara de Tráfico de Drogas de Fortaleza, negou o relaxamento de prisão. Por isso, a defesa impetrou habeas corpus (nº 0620655-09.2017.8.06.0000) no TJCE. Alegou que não estão presentes os requisitos autorizadores da prisão preventiva, sendo, em última hipótese, mais razoável a aplicação de medidas alternativas ao cárcere.

Ao apreciar o caso, a 1ª Câmara Criminal do TJCE negou o pedido, conforme o voto do relator. O desembargador levou em consideração que o acusado era o líder do grupo e por isso teve participação mais efetiva nas ações criminosas.

FGV – Conta de luz e alimentação pressionam a inflação

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) atingiu alta de 0,35%, na segunda prévia de março, ante um aumento de 0,34% na primeira apuração do mês. Cinco dos oito grupos pesquisados indicaram avanços de preços, dois apresentaram queda e um reduziu o ritmo de alta.

O levantamento é feito pelo Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), em Recife, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre.

O grupo alimentação foi o que mais pesou no orçamento doméstico ao subir de 0,11% para 0,25%, puxado pela correção de preços nos restaurantes, que passou de 0,29% para 0,40%.

Em habitação, a taxa atingiu 0,72% ante 0,61% como reflexo, principalmente, da conta de luz que, na última pesquisa, tinha ficado 1,51% mais cara e voltou a apresentar nova alta, de 2,91%.

Houve acréscimo, ainda, em saúde e cuidados pessoais (de 0,50% para 0,56%), sob o efeito da alta de preço do perfume (de 0,18% para 0,62%) e, em vestuário, (de -0,05% para 0,25%) com os preços das roupas saindo da queda de 0,18%, com o final do período das liquidações da moda primavera/verão, para uma elevação de 0,62%. O mesmo ocorreu em despesas diversas, onde o índice aumentou de 0,49% para 0,70%, refletindo, em especial, o ítem cigarros (de 0,5% passou para 0,94%).

Em movimento oposto, houve desaceleração no grupo transportes (de 0,51% para 0,23%), com destaque para a queda de preço da gasolina (de 0,32% para -0,34%). Além disso, caíram na média os preços em educação, leitura e recreação (de 0,04% para -0,12%).

Isoladamente, os itens de maior impacto na inflação no período foram: conta de luz (2,91%); plano e seguro de saúde (1%); refeições em bares e restaurantes (0,4%); condomínio residencial (0,94%) e a laranja pêra (9,75%).

(Agência Brasil)

Diretor de Instituição da União Europeia visitará Fortaleza e Maracanaú

Nesta quinta-feira, das 9 às 11 horas, Stefan Dofel, diretor regional da Christoffel-Blindenmission (CBM) na América Latina e Caribe, visitará o espaço autossustentável do Movimento Saúde Mental Comunitária (MSMC), em Maracanaú (Região Metropolitana de Fortaleza). Em seguida, ele visitará a palhoça comunitária e o  Centro de Atenção Psicossocial Comunitário do Bom Jardim, em Fortaleza, das 11 às 12 horas.

Em Maracanaú funciona um dos núcleos do programa de Prevenção às Drogas realizado pelo Movimento Saúde Mental Comunitária (MSMC), apoiado financeiramente por CBM e União Europeia. Stefan vem acompanhado de Alejandra Valverde, oficial de Programas da CBM no Equador.

Ao todo, são 450 crianças e adolescentes acolhidas pelo Programa Sim à Vida de Prevenção às Drogas e Fortalecimento dos Serviços Sociais de Saúde. Desse total 240 delas são acolhidas, cinco dias por semana, em um turno, em quatro espaços; três na região do Grande Bom Jardim e um no bairro Horto, em Maracanaú. As demais crianças são acompanhas em quatro escolas, em Fortaleza e Maracanaú.

O programa também oferece formações profissionalizantes em corte e costura para mães, nas comunidades atendidas: Bom Jardim, Marrocos, Siqueira e Horto/Olho D’água. Algumas dessas mães também participaram de curso de gastronomia da Escola de Gastronomia Autossustentável.

Dos 1350 familiares integrantes do Programa, aqueles que apresentam problemas psicológicos, dependências ou transtornos mentais são encaminhados para as terapias ofertadas pelo MSMC ou, dependendo do caso, para atendimento em centro de atenção psicossocial.

Programação

Das 9 às 10h30min – Visita ao Projeto em Maracanaú. Local: Rua Manoel Pereira, 4810
Das 11 às 12 horas – Práticas de socioterapêuticos./ Visita ao Centro de Atenção Psicossocial Comunitário do Bom Jardim – CAPS. Rua Dr. Fernando Augusto, 985.
12h40min – Almoço comunitário.

*Local: Sede MSMC.