Blog do Eliomar

Últimos posts

Chuvas no Ceará resgatam a beleza da Bica do Ipu

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=bzfkfK886Qo[/embedyt]

Com as boas chuvas que caem no município do Ipu (Zona Norte), eis que voltou, de forma intensa, a tradicional bica. Sem dúvida, um grande reforço para o setor turístico da cidade. No vídeo postado por leitor do Blog, eis essa beleza da natureza.

A Funceme informou, em seu boletim diário, que, até as 9 horas deste domingo, choveu em 48 municípios. Confira as maiores:

Granja (Posto: Timonha) : 59.0 mm

Granja (Posto: Adrianopolis) : 41.0 mm

Ibaretama (Posto: Fazenda Niteroi) : 38.0 mm

Russas (Posto: Peixe) : 37.6 mm

Santa Quitéria (Posto: Trapia) : 37.2 mm

General Sampaio (Posto: Jurema) : 31.0 mm

São Gonçalo Do Amarante (Posto: Sao Goncalo Do Amarante) : 30.0 mm

Meruoca (Posto: Meruoca) : 29.0 mm

Coreaú (Posto: Sitio Urubu) : 26.0 mm

Frecheirinha (Posto: Frecheirinha) : 26.0 mm.

Prefeitura fará ação de cidadania no bairro Vicente Pinzón

Nesta segunda-feira, a partir das 8 horas, haverá uma ação de cidadania no bairro Vicente Pinzón. A programação, a cargo da Prefeitura de Fortaleza, contará com a presença dos agentes de cidadania do território e terá início na Escola Belarmina Campos. No ato, os moradores poderão participar de atividades infantis e emitir carteira de identidade (1ª e 2ª via) e CPF (1ª via) por meio do Balcão da Cidadania da Secretaria de Justiça do Estado do Ceará, que estará na escola das 8 às 11 horas, atendendo ao público.

O titular da Secretaria Regional II, Ferruccio Feitosa, informa que o intuito da ação é atender a população diretamente na área onde reside, facilitando o diálogo entre a comunidade e o poder público municipal. Logo após os moradores apresentarem aos secretários suas demandas, o grupo percorrerá as ruas do bairro, visitando obras e planejando melhorias.

O Bairro

O bairro Vicente Pinzón foi eleito para iniciar o calendário de visitas devido à sua extensão territorial e o volume de obras entregues durante a gestão Roberto Claudio, como a Praça do Conjunto São Pedro. É também o primeiro bairro a receber iniciativas do Pacto por um Ceará Pacífico, que são ações coordenadas pelo Governo do Estado do Ceará, apoiado pela Prefeitura de Fortaleza, que visam combater a violência e levar qualidade de vida para a comunidade.

ONG cobra mudanças em leis que punem PMs de forma desproporcional

O policial militar do estado do Ceará, Darlan Abrantes, teve a carreira destruída após lançar um livro, de forma independente, afirmando que a Polícia Militar (PM) deveria ser desmilitarizada. Na publicação, ele afirmava que o Brasil tem uma Polícia Militar medieval e que “ao policial de baixa patente não é permitido pensar”. Em função do livro, ele foi condenado a dois anos de prisão e acabou expulso da corporação em 2014. O comando-geral no estado alegou que a publicação continha “graves ofensas” e que, ao lançá-la, Darlan demonstrava “total indisciplina e insubordinação”.

O caso de Darlan – que tinha um comportamento considerado excelente – não é exceção e integra relatório divulgado esta semana pela organização não governamental Human Rights Watch (HRW) cobrando das autoridades brasileiras a reforma de leis. Para a ONG, a legislação atual impõe punições desproporcionais a PMs que se manifestem politicamente ou façam reclamações públicas.

“Aqueles que enfrentam diariamente o crime nas ruas podem oferecer perspectivas valiosas sobre as políticas de segurança e reforma policial e devem ter o direito de expressar suas opiniões sem o receio de serem punidos arbitrariamente”, disse a diretora do escritório Brasil da Human Rights Watch, Maria Laura Canineu, em nota. Ela defende que o país considere novas abordagens à segurança.

Por serem consideradas forças auxiliares do Exército, os policiais militares estão submetidos ao Código Penal Militar. O documento é de 1969 e teve origem no Ato Institucional número 5 – um dos mais duros instrumentos do regime militar.

Controverso, por anteceder a Constituição, o código é alvo de projetos de lei que cobram a sua atualização, junto com os regimentos disciplinares – leis estaduais que também datam da ditadura.

O autor de uma das propostas, deputado federal Subtenente Gonzaga (PDT-MG), diz que a medida pode frear punições exageradas como a prisão administrativa e assegurar o direito de defesa em casos de “insubordinação”.

O governo federal, em 2010, recomendou que os estados reformassem regulamentos militares e garantissem aos policiais o direito de se manifestar, além de participar da elaboração das políticas públicas de segurança.

(Agência Brasil)

O engodo neoliberal

109 1

Da Coluna Valdemar Menezes, no O POVO deste domingo (12):

A maior recessão do País desde 1929 foi a notícia mais destacada da semana, consagrando o fracasso das políticas neoliberais aplicadas no Brasil, desde os governos FHC – privatizações, austeridade fiscal, desregulamentação, livre comércio e o corte de despesas governamentais a fim de reforçar o papel do setor privado na economia – e que, no Brasil, só tiveram alívio nos governos Lula e Dilma (embora ainda atados ao tripé econômico), que produziram a fase mais próspera da economia brasileira, criando mais de 20 milhões de empregos, resgatando 40 milhões da miséria, saindo do Mapa Mundial da Fome, nacionalizando o pré-sal, recuperando a indústria naval e proporcionando o aumento real e contínuo do salário mínimo.

As classes dominantes brasileiras, apoiadas pela Casa Branca (por razões geopolíticas) determinaram que aquele modelo responsável pela redução de suas margens de lucro, em favor das maiorias sociais, não poderia continuar. E trataram de derrubá-lo através do golpe do impeachment, justificando que bastaria retirar Dilma Rousseff do poder para os investidores estrangeiros acorrerem ao Brasil e trazerem a prosperidade. Mesmo entregando o pré-sal, à toda pressa, demolindo a Petrobras e outras empresas estratégicas nacionais, desmontando a indústria naval, desindustrializando e desempregando (já são 12 milhões de desempregados) e prometendo inviabilizar a previdência social, precarizar os empregos, através da terceirização, acabar com a Justiça do Trabalho e retirar dinheiro da Saúde e Educação -, os investidores não vieram. O País afunda e o desespero tende a levar a uma explosão social. Não poderia ser diferente, pois o receituário neoliberal nunca deu certo em lugar algum, como solução para os problemas da sociedade: só causou desgraças, aumentando a pobreza, o desemprego e a desigualdade social.

O modelo neoliberal só se implanta às custas da violência e repressão de um Estado apossado pelo capital financeiro e seus testas-de-ferro. Começou com o general Augusto Pinochet, no Chile, que para viabilizá-lo implantou uma ditadura sanguinária que matou mais de 40 mil pessoas críticas ao regime, segundo relatório da Comissão Valech, encarregada de investigação dos crimes da ditadura. O plano para a economia fora preparado previamente, nos EUA, pelos Chicago Boys. Na Inglaterra de Thatcher, foi preciso utilizar a repressão policial do Estado “democrático” contra o movimento sindical, provocando uma regressão social jamais vista: a renda do andar de cima cresceu pelo menos cinco vezes mais do que a renda dos que estavam no andar de baixo; a desigualdade aumentou em um terço, o Coeficiente de Gini da Grã-Bretanha decaiu substancialmente, passando de 0,25 em 1979 para 0,34 em 1990.

Levantamentos mostraram que, em 1990, quando Thatcher foi derrotada, 18% das crianças inglesas eram consideradas pobres — o pior desempenho dentre os países desenvolvidos — índice que continuou subindo até atingir um pico de 24%, em 1995-96 (The Wall Street Journal, 1º novembro 2007).

Trump demite procurador que combateu fraude financeira em Wall Street

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, demitiu o procurador Preet Bharara. “Não renunciei. Fui demitido há alguns instantes”, disse o procurador de Nova York, nesse sábado (11), no Twitter.

O procurador é famoso por combater a fraude financeira em Wall Street. Ele foi demitido após ter se recusado a renunciar. Ele foi um dos 46 procuradores nomeados pelo governo anterior, de Obama, que o Departamento de Justiça solicitou que renunciassem na sexta-feira (10). Eram os últimos que continuavam nos cargos, os demais já haviam pedido demissão antes da posse de Trump.

“Ser um procurador em Nova York será sempre a maior honra da minha vida profissional”, complementou Bharara na rede social.

A substituição da maioria dos procuradores federais é algo habitual quando há trocas presidenciais, mas Bharara encontrava-se em uma situação particular. Em novembro, enquanto era ainda presidente eleito, Trump reuniu-se com o procurador e pediu que continuasse no cargo.

Até agora se desconhece a razão pela qual o presidente mudou de opinião.

O promotor foi nomeado em 2009 e era um dos mais midiáticos dos Estados Unidos, atuou em casos de terrorismo internacional, narcotráfico e fraudes em Wall Street. Ele levou à prisão vários banqueiros e políticos por casos de corrupção.

(Agência Brasil)

Cálculo para definir valor do IPVA poderá considerar peso do veículo

A Câmara dos Deputados analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 231/16, do deputado Vicentinho Júnior (PR-TO), que modifica a forma de cobrança do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), passando a considerar o peso do veículo para definir o valor do tributo devido.

Hoje a maioria dos estados adota o critério da capacidade econômica do contribuinte, aferida pelo valor de venda do veículo. A ideia é substituir esse critério pelo de desgaste causado por cada tipo de veículo, vinculado ao peso do carro.

Segundo o autor, a iniciativa vai captar mais dinheiro para a reforma de estradas. “Estima-se a demanda pela construção de novas rodovias em 12 mil km, além de outros 15 mil km de duplicação, até o final da década, o que representaria um gasto aproximado de R$ 350 bilhões”, observou.

(Agência Brasil)

TCM enviará segunda-feira para o governo a lista de municípios sem prestação de contas

Na próxima segunda-feira, o presidente do Tribunal de Contas dos Municípios, Domingos Filho, encaminhará para o gabinete do governador Camilo Santana (PT) ofício com a relação dos municípios que estão com as prestações de contas mensais em atraso. A situação irregular diz respeito às Prefeituras e Câmaras Municipais que não enviaram ao Sistema de Informações Municipais (SIM), gerenciado pelo Tribunal, as prestações de contas referentes ao mês de janeiro de 2017 cujo prazo de entrega encerrou-se no último 1º de março.

Encontram-se nessa lista as Prefeituras de Acopiara, Araripe, Boa Viagem, Cruz, Ipu, Itapajé, Miraíma, Morada Nova, Ocara, Pedra Branca, Pindoretama, Russas e Tauá. No caso das Câmaras Municipais estão Mauriti, Parambu, Penaforte e Porteiras.

De acordo com o presidente do TCM, conselheiro Domingos Filho, “a relação é enviada tendo em vista que o atraso provoca a proibição para realização de novos convênios e contratos com o Governo Estadual, ocasionando a suspensão das transferências de receitas voluntárias para os municípios inadimplentes, sem prejuízo de outras penalidades”. Domingos acrescentou que a falta do envio dos documentos pode motivar abertura de processo no Tribunal com a aplicação de multa aos responsáveis.

SERVIÇO

*O envio mensal das prestações de contas está previsto no Calendário de Obrigações Municipais, divulgado no início do ano e disponível em www.tcm.ce.gov.br, na sessão “Orientações”.

MEC diz que “ranking do Enem” utilizado por escolas é “propaganda falsa”

O Ministério da Educação (MEC) anunciou nesta semana medidas que fortalecem o papel do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) apenas como prova de seleção para o ensino superior. Este ano, o exame deixa de certificar o ensino médio. Além disso, a pasta decidiu não mais divulgar os resultados do Enem por escola.

A divulgação do Enem por escola, que até o ano passado era divulgado no segundo semestre do ano seguinte à aplicação do exame, tinha como intenção o acesso às informações sobre a atuação dos estudantes nas provas, para que as escolas pudessem reforçar o ensino em determinados conteúdos.

Segundo o ministro Mendonça Filho, as informações geram rankings e são utilizadas pelas escolas como “propaganda falsa”. “O Enem não é um exame que possa permitir avaliação adequada de cada unidade escolar, e quando se faz propaganda utilizando um ranqueamento indevido a partir de uma prova como essa, está se fazendo propaganda enganosa, e o MEC não pode convalidar esse tipo de comportamento”, disse.

Por ser de fácil compreensão por parte do público, o ranking começou a ser amplamente explorado sobretudo nas primeiras divulgações dos indicadores por escola principalmente pela imprensa. O problema é que os ranqueamentos não raro comparavam escolas em situações socioeconômicas diferentes e que tinham, por exemplo, diferentes índices de participação no Enem. Como não se trata de uma avaliação obrigatória, algumas escolas com poucos participantes acabavam sendo comparadas a escolas com mais participantes, o que influenciava nos resultados.

(Agência Brasil)

Louvor a um ato de coragem e altruísmo

Editorial do O POVO deste sábado ressalta a homenagem a três militares e dois civis que salvaram um bebê e um menino, durante i Carnaval, durante um acidente automobilístico que vitimou os pais dos dois irmãos. Confira:

É preciso destacar a significativa atitude do governador do Estado, Camilo Santana, ao abrir a primeira reunião do Comitê de Governança do Pacto por um Ceará Pacífico com homenagem a três militares e dois civis que praticaram um ato de coragem e solidariedade, salvando um bebê e um menino de 10 anos, depois de um acidente automobilístico no qual morreram os pais das crianças. O carro em que viajava a família perdeu o controle e caiu no Canal de Integração, ficando submerso nas águas. Não fosse a ação rápida e corajosa desses abnegados, as crianças teriam tido o mesmo destino dos pais. O desastre aconteceu na localidade de Lajedo, em São João do Aruaru, no município de Morada Nova, no fim de fevereiro, no período de Carnaval.

Os bombeiros militares Thiago de Lima Bezerra (cabo), Eduardo Rodrigues de Brito (cabo) e Fellipe Vasconcelos Cordeiro (soldado) estavam fora de serviço e viajavam os três no mesmo veículo quando pararam na rodovia devido à aglomeração provocada pelo acidente. O carro da família já estava submerso e eles iniciaram o processo de salvamento auxiliados pelo estudante de Enfermagem Toni Rafael da Silva Lima e por José Sampaio Filho, morador da comunidade do Lajedo. Conseguiram retirar as crianças, que foram encaminhadas ao hospital, e hoje estão bem de saúde, na casa de parentes.

Os cinco receberam a mais alta condecoração dos Bombeiros (concedida a militares ou civis), que tem o nome de Medalha João Nogueira Jucá, que guarda outra história de heroísmo, acontecida no ano de 1959. Jucá era então um estudante de 17 anos quando passava em frente Hospital Geral César Cals. O edifício estava em chamas, mas ele enfrentou o fogo e retirou do local vários recém-nascidos e suas mães. Em uma das buscas, foi atingido por uma explosão, ficando ferido gravemente. Morreu poucos dias depois.

Em um momento em que se vive um clima de violência e intolerância, o ato altruísta daqueles que salvaram as duas crianças e o exemplo do jovem Jucá mostram que persiste a bondade no âmago do ser humano, reveladora da identificação desinteressada com as dores e as dificuldades dos semelhantes. E é nesse potencial restaurador que todos devemos nos apegar quando tudo o mais parece desvanecer.

Nossos parabéns aos novos heróis, a melhor homenagem que a memória de João Nogueira Jucá poderia receber.

Saiba como recuperar o recibo do Imposto de Renda de 2016

Se você declarou o imposto de renda no ano passado, recebeu um número de recibo que corresponde ao preenchimento e à entrega naquele ano.

O número é composto de 12 dígitos e é possível encontrá-lo tanto na impressão do recibo da última declaração quanto no programa IRPF 2016 instalado no computador que transmitiu a declaração.

O problema é que nem todos guardam ou imprimem essas informações. Pode ocorrer também de o computador ou dispositivo móvel utilizado pelo contribuinte ter sido formatado ou atualizado para uma versão mais recente de sistema operacional e a importação automática de dados do programa gerador do Imposto de Renda não funcionar.

O número do recibo é item obrigatório para acompanhar o processamento da declaração de Imposto de Renda pela internet após a entrega e para fazer a declaração retificadora.

Recuperando o recibo

  1. Computador e dispositivos móveis

No caso de a declaração ter sido gravada e enviada a partir do disco rígido de um computador, a informação está gravada na pasta “C:\Arquivos de Programas\Programas SRF\IRPF\Gravadas” criada no ano em que o informante declarou. Nesse caso, para imprimir o recibo, o contribuinte deve acessar estes dados pelo próprio programa da Receita do ano em questão, clicando em “declaração”, “imprimir” e depois em “recibo”.

Se a declaração de 2016 foi transmitida usando o aplicativo do Imposto de Renda de um dispositivo móvel com Android (Google), estes arquivos deverão estar na pasta \download. Localize o arquivo e clique sobre ele para acessá-lo.

Se foi transmitida usando um dispositivo móvel com iOS (Apple), esses arquivos deverão estar na pasta de arquivos do programa do Imposto de Renda do aparelho (localizar utilizando o iTunes). Tanto no Android como no iOS, você precisa já ter instalado o programa do Imposto de Renda para conseguir abrir o arquivo da declaração anterior, caso não tenha gravado uma versão em PDF.

Compare os formatos dos arquivos gerados depois da transmissão da declaração nos dispositivos móveis (o 99999999999 corresponde ao número do CPF):

– o arquivo da declaração transmitida: 99999999999-IRPF-A-2016-2015-ORIGI.DEC;

– o arquivo do recibo da declaração transmitida: 99999999999-IRPF-A-2016-2015-ORIGI.REC;

– o arquivo das páginas do recibo de entrega em PDF: 99999999999-IRPF-M-2016-2015.PDF.

  1. e-CAC

A Receita Federal não fornece cópias de recibos de entrega de declarações por e-mail, mas a segunda via do recibo pode ser obtida no serviço “Declaração IRPF” do Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte – e-CAC, que pode ser acessado com um código ou certificado digital. Esse método só funciona se o contribuinte já possuir um certificado digital ou código de acesso gerado em momentos anteriores ou se tiver um representante com procuração eletrônica ou procuração RFB.

  1. Unidades da Receita Federal

Caso não consiga recuperar o arquivo da declaração de Imposto de Renda do ano anterior em seu computador ou dispositivo móvel nem tenha o certificado digital ou um código de acesso já gerado para tentar obter o recibo e-CAC, a única forma de resgatá-lo é comparecer à unidade de atendimento da Receita Federal mais perto de você.

(Agência Brasil)

Os Correios vão fechar 250 agências em todo o País

132 1

Em crise, os Correios anunciaram que vai fechar aproximadamente 250 agências em cidades acima de 50 mil habitantes nas cinco regiões do País. A estratégia de fundir agências, antecipada pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, faz parte de um plano de economia que está sendo implementado pela direção da estatal para reverter a crise enfrentada pela companhia, que acumula quatro anos seguidos de prejuízo.

Segundo a empresa, pouco mais de 60 agências já foram incorporadas a outras unidades. “O projeto para fusão de agências dos Correios em todo o País vai tornar a rede de atendimento mais eficiente e melhorar a prestação de serviços à população”, informou a empresa, em comunicado. De acordo com a estatal, as mudanças serão feitas de forma gradual para minimizar os impactos aos clientes.

Atualmente, o Correios conta com 6.511 agências próprias. A estratégia da empresa será ampliar a rede de agências franqueadas, pouco mais de mil hoje. O presidente do Correios, Guilherme Campos, disse ao jornal que planeja criar a figura de microempreendedor postal, uma pequena empresa que assumiria os serviços postais em localidades menores.

Com o fechamento de agências próprias, o Correios economiza nos custos de manutenção ou aluguel dos imóveis e no enxugamento do quadro de funcionários. As agências franqueadas são selecionadas por meio de uma oferta pública e remuneradas com um porcentual das receitas dos serviços. Atualmente, oferecem quase todos os serviços postais das agências próprias, mas não atuam como correspondentes bancários. Há negociações para que os franqueados possam também oferecer serviços financeiros por meio do Banco Postal.

As outras duas ações de economia tocadas por Campos são o plano de demissão voluntária (PDV) e a revisão da política de universalização dos serviços postais, que obriga a estatal a estar presente em todos os municípios. O PDV teve a adesão de 5 mil funcionários, o que deve gerar uma economia de R$ 500 milhões ao ano. O fechamento das agências está em consonância, segundo Campos, com o enxugamento do número de funcionários.

(Com Agência Estado)

 

Quem assume a culpa?

Temer entregou trecho nesta sexta-feira, na Paraíba.

Da Coluna Política, no O POVO deste sábado (11), pelo jornalista Érico Firmo:

A transposição do rio São Francisco entrou na pauta política dos governos pós-redemocratização no governo de Itamar Franco. Estava no programa de Fernando Henrique Cardoso (PSDB) quando foi eleito, em 1994. A obra foi anunciada por FHC em 1996. Novo anúncio ocorreu em maio de 1998, pouco antes de começar a campanha pela reeleição. O tucano nunca nem começou os trabalhos.

Quando eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu a transposição no primeiro mandato. Só iniciou mesmo em junho de 2007, no segundo mandato. A previsão era de que o primeiro canal e parte do segundo estivessem prontos em 2010. Faz sete anos.

A transposição passou, assim, por cinco presidentes. Foram sete mandatos, mesma quantidade que a ditadura militar inteira, incluídas as interinidades. Foram muitos problemas, irregularidades, denúncias, estouros de orçamento.

E os políticos brasileiros têm a desfaçatez de disputar os méritos. Cada um deveria era assumir sua parte no absurdo que se tornou o projeto.

Caixa libera R$ 3,8 bilhões no 1º dia de saques de contas inativas do FGTS

No primeiro dia de saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), ontem (10), 1, 4 milhões de trabalhadores sacaram R$ 1,8 bilhões, informou a Caixa, seja em agências, caixas eletrônicos ou lotéricas. Outros R$ 2 bilhões foram depositados automaticamente nas contas de quem é clitente do banco.

Desde ontem (10), 4,8 milhões de trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro podem ter acesso ao saldo de suas contas inativas no FGTS. Mesmo com algumas agências abrindo às 8h, grandes filas se formaram ao longo do dia. Segundo a Caixa, foram realizados na sexta-feira 518 mil atendimentos presenciais.

Apesar de alguns relatos de lentidão nos sistemas, o vice-presidente de Tecnologia da Caixa, José Antônio Eirado, afirmou neste sábado (11) que os problemas foram pontuais, sendo rapidamente corrigidos. “Devido à carga, uma ou outra agência teve tempo de resposta um pouco ruim, mas tivemos gente de plantão o dia todo para arrumar esses problemas, para que pudéssemos abrir hoje sem eles”, disse.

Neste sábado, a Caixa abriu 1.841 agências em todo o Brasil, das 9h às 15h, para atender somente questões relacionadas às contas inativas do FGTS. Na segunda e terça, as agências abrirão a partir das 9h.

(Agência Brasil)

Delação de Paulo Preto deve complicar a vida de caciques do PSDB

Acusado pelo doleiro Adir Assad de receber R$ 100 milhões, Paulo Vieira de Sousa, o Paulo Preto, vai dizer que os senadores tucanos José Serra e Aloysio Nunes Ferreira sabiam de tudo e confessar sua participação nas reuniões dos acertos.

Mas ele negará que recebeu o dinheiro, informa a Coluna Radar, da Veja Online.

Segundo Paulo Preto, o encarregado disso era o ex-deputado Márcio Fortes.

Cantora Ellen Chelsea é atração no Villa Jeri

Neste sábado, a cantora Ellen Chelsea, a nova sensação musical de Fortaleza, estará se apresentando no Villa Jeri com um repertório pop bem atual. Inclui hits internacionais das paradas das emissoras de rádio, como também passeando pelo melhor da MPB e o rock nacional.
SERVIÇO
* Villa Jeri – Rua Frederico Borges, n° 134 – Varjota.
* Hora: Das 21 horas até meia-noite.

Naturágua recebe certificação ISO 22.000 pelo quarto ano consecutivo

Pelo quarto ano consecutivo, a Naturágua, indústria do Grupo Telles, foi certificada pela ISO 22.000, sendo a única empresa do Brasil, do setor de água mineral, a obter tal certificação. A ISO 22000, é a ISO específica para alimentos e bebidas. A empresa foi auditada pelo Bureau Veritas Certification (BVQi), maior órgão de certificação do mundo, com atuação em 140 países.

O escopo da certificação abrange todo o processo produtivo, desde a captação da água mineral na fonte, passando pelo envase, embalagem, logística e distribuição, e assegura que a empresa está em conformidade com as normas internacionais de gestão e segurança alimentar.

Essa nova conquista, segundo Aline Telles Chaves, diretora da Naturágua, reafirma o compromisso da empresa com a qualidade do seu produto e a saúde de seus consumidores. “A certificação inspirou o programa de visitação Naturágua, aonde o nosso cliente vem conhecer ‘in loco’ nossos diferenciais”, complementa.